Blog e Airton Sousa: Brasil não vence, porém faz um bom jogo

 18673519820_b781b0de06_z

Na tarde/noite dessa terça-feira (05), a Seleção Brasileira de Futebol empatou com a Seleção da Colômbia pelo placar de 1 x 1. Foi um jogo diferente do que tivemos na semana passada contra o Equador, onde apesar de ter vencido pelo placar de 2 x 0, os brasileiros não tiveram uma boa atuação, inclusive algumas criticas as famosas estrelas do selecionado.

Com um adversário aplicando uma  marcação dura, muitas faltas e sem dá espaço para o Brasil tocar a bola, criar situações de perigo, a seleção mesmo assim não faltou garra, determinação e luta, inclusive o jogador Neymar jogando mais solto e praticando um futebol solidário, até que já nos descontos,aos  47 minutos William toca de cobertura e faz o primeiro jogo, terminando o primeiro tempo com placar de 1×0.

No segundo tempo, o jogo foi mais rápido, e aos 10 minutos de cabeça Falcão Garcia  empata o jogo. Em seguida, com a Colômbia empolgada  cria outra oportunidade com James Rodriguez cobrando  uma falta, e coloca a bola na trave, aos 17 minutos é a vez de Paulinho chutar forte, uma bola perigosa.

Aos 18 minutos entra Firmino, aos 23 é a vez de Felipe Coutinho. Mesmo com a entrada desses dois jogadores, o Brasil não teve muita reação, pelo contrário começou a demonstrar cansaço e o jogo caiu um pouco, também com a Seleção da Colômbia aparentando-se  satisfeita com o empate do jogo.

Mesmo assim ainda tivemos Neymar chutando bonito aos 34 e James Rodriguez chutando com perigo aos 36 minutos. Destacando-se a temperatura em torno de 35 graus e a umidade influenciando no rendimento das duas equipes. O Brasil agora soma 37 pontos, é o primeiro colocado absoluto, e a Colômbia em segundo lugar com 26 pontos. Uma coisa foi bastante clara, os comandados de Tite tiveram uma apresentação boa e diferente.

Blog de Airton Sousa: Seleção Brasileira alterada para o jogo contra a Colômbia

                                            gpn

Quando se pensava que a Seleção Brasileira estaria praticamente definida para a Copa do Mundo da Rússia, eis que os imprevistos começam a surgir, deixando o técnico Tite de cabeça quente, em razão da necessidade de alterar o grupo, principalmente para o jogo desta terça-feira contra a Colômbia.

A contusão do zagueiro Miranda no jogo contra o Equador, coloca outra vez Tiago Silva em cheque, já que  como capitão foi um fiasco, na hora que o bicho pegou. No entanto, passados quase quatro anos, e pela fase que o jogador vem atravessando, espera-se que Tiago Silva venha fazer com que todo fracasso da Copa anterior seja apagado.

Outro setor que sofrerá alteração, é a lateral esquerda, pelo fato de Marcelo está cumprindo suspensão automática. No seu lugar o técnico já confirmou a presença do jogador Felipe Luiz, esperando-se que a seleção não venha sentir mais essa alteração. Finalmente a dúvida, Casemiro ou Fernandinho, esse é um ponto que não preocupa pela qualidade dos dois jogadores.

A expectativa que a seleção possa fazer um jogo mais coletivo, que o individualismo de Neymar tenha sido apenas no jogo contra o Equador, e que haja um futebol diferente, coisa que estava acontecendo com frequência, desde que o técnico Tite assumiu o comando do nosso selecionado

A Colômbia é uma seleção de toque de bola, rápida nos contra-ataques, joga em Barranquilha e conta com o incentivo do seu torcedor. O jogador de maior destaque nos colombianos  é  James Rodriguez, que foi um dos que mais apareceu na Copa de 2014 no Brasil, de lá para cá teve uma evolução muito grande, e promete complicar a nossa seleção. O Brasil é o primeiro colocado com 36, e a Colômbia com 25 pontos em segundo lugar.

 

Blog de Airton Sousa: Brasil vence com um futebol fraco

maxresdefault_live

Uma apresentação de pouco agrado, com apenas três chutes, contra um chute do adversário que não incomodou a seleção brasileira.  Foi o que tivemos no primeiro tempo de Brasil e Equador, com a seleção equatoriana  jogando com duas linhas de marcação, transformando-se numa muralha e evitando a penetração do Brasil.

Em números, o Brasil teve uma vantagem substancial, se não vejamos: 85% de posse de bola,  porém o técnico Gustavo Quintera,  cantou as cartas quando em entrevista deixou bem claro que o seu time iria aplicar uma marcação fechando os espaços, e foi o que aconteceu no primeiro tempo.

Na segunda etapa  a Seleção Brasileira voltou um pouco melhor, jogando no campo do Equador, e já retornava com uma alteração. Entrava Tiago Silva e saía Miranda contundido.  Aos 11 minutos Gabriel Jesus, aproveitava um cruzamento de Daniel Aves.  Aos 13 minutos outra alteração, entrava Felipe Coutinho e saía  Renato Augusto, melhorando a qualidade do passe da Seleção Nacional.

Paulinho após a cobrança de escanteio, aproveitava e chutava forte, marcando o primeiro gol do Brasil e tornando o jogo menos difícil. Aos 27 minutos é a vez de William chutar, para uma grande defesa do goleiro do Equador. Porém, era aos 30 minutos  que Gabriel Jesus trocava passe com Philipe Coutinho que complementava marcando o segundo gol e fechando o placar de 2 x 0.

Foi a nona  vitória do Brasil, que passou a somar 36 pontos e não poderá mais ser alcançada por nenhuma seleção concorrente nas eliminatórias. O próximo jogo será terça-feira, contra a Colômbia, com as ausências de Neymar, Marcelo e Gabriel Jesus.  Agora é esperar a nova formação para o jogo contra os Colombianos. Não foi uma boa apresentação , mesmo com a vitória de 2 x 0, sem querer ser muito exigente.

Blog de Airton Sousa: Brasil joga em Porto Alegre

selecaogetty

Na noite dessa quinta-feira (31), o Brasil para afim de acompanhar mais um jogo da seleção brasileira pelas eliminatórias da Copa do Mundo contra o Equador. Uma seleção que mudou totalmente após Tite assumir, adquirindo personalidade, conjunto e liderança no grupo sul-americano. Daí, a torcida está confiante que mais um resultado positivo venha  acontecer.

Quanto ao adversário da nossa seleção, está na sexta posição com 20 pontos e trata-se de um grupo com uma relativa qualidade, onde o ponto alto é a velocidade e o conjunto. No entanto, a seleção brasileira em primeiro lugar com 33 pontos, consegue ter respeito dos adversários e confiança da torcida.

Além da expectativa da atuação de Neymar  agora no PSG, também a curiosidade do comportamento do  grupo, depois de uma parada, após a vitória de 3 x 0 contra o Paraguai. Tradicionalmente os gaúchos sempre prestigiaram a seleção, e desta feita não seria diferente. A seleção brasileira já definida com Alísson, Daniel Alves, Miranda, Marquinhos e Marcelo. Casemiro, Renato Augusto e Paulinho. Neymar, Gabriel  Jesus e William.

Blog de Airton Sousa: Brasil massacra a Argentina

A princípio a preocupação, como a seleção brasileira reagiria emocionalmente, ao pisar no gramado do Mineirão, para o jogo contra os argentinos. Porém, não passou de um momento de lembranças, tudo foi embora a partir do instante em que a bola começou a rolar. E tudo parecia um sonho, na proporção que o jogo ia acontecendo, em um 0 x 0 eletrizante, com os adversários melhores, mais tranquilos, e colocando os brasileiro acuados no campo defensivo. É tanto que chegou um momento em que a Argentina teve 63% de posse de bola, contra 37% do Brasil, demonstrando o domínio técnico do adversário.

Porém, continua aquela máxima no futebol, onde quem não faz, leva. E foi o que aconteceu. De repente a surpresa, onde Felipe Coutinho, em uma jogada surpreendente e de muita qualidade, chuta indefensável para o goleiro da Argentina, aos 25 minutos, e o Brasil explodia de emoção. A partir daí, os argentinos impactados com o gol, baixaram a cabeça e se renderam. Ainda no primeiro tempo, também de uma maneira surpreendente, Neymar, com uma troca de passe com Gabriel Jesus, aproveita, penetra, e faz 2 x 0, aos 45 minutos, finalizando o placar na primeira fase.

Para a volta do segundo tempo, tudo estava mais tranquilo, mesmo porque os dois gols abalaram a todos os jogadores da Argentina, até os mais qualificados e experientes. Um segundo tempo, que mudou muito pouco as características  das seleções. O Brasil mais solto, e a Argentina mais nervosa e intranquila, tentando e sem conseguir reagir o suficiente. O desespero dos argentinos aumenta, a seleção brasileira aproveita para tocar bola e irritar, até que aos 14 minutos, com Paulinho, que houvera entrado no jogo, acontecia o terceiro gol, matando mesmo cedo, qualquer reação do time de Messi.

Com a vitória, o técnico Tite festeja sua quinta vitória junto com os jogadores, os brasileiros voltam a vibrar e confiar na seleção, que continua firme e forte rumo a classificação nas eliminatórias. E o melhor, na liderança do grupo sul americano. Agora que venham os Peruanos, que ontem surpreenderam a seleção do Paraguai, em Assunção, pelo placar de 4 x 1. No entanto, vamos analisar, quem faz três gols na Argentina, com um futebol show, tem que respeitar os peruanos, nunca temer. Acredito, que desta maneira, Tite volta do Peru com mais uma vitória, e uma invencibilidade que dá inveja às demais seleções.

Blog de Airton Sousa: Seleção encanta mais uma vez

Tenho a impressão que já podemos sonhar com uma seleção competetiva para a Copa de 2018. São três apresentações bonitas e convincentes, agora sob o comando do técnico Tite. Acredito que faltava exatamente isso, que chegássemos ao fundo do posso, para que providências radicais, viessem a acontecer. Quem não lembra, quando enfrentávamos essas mesmas seleções anteriormente, tínhamos medo, tremíamos e muitas vezes, não conseguíamos vencer. Ao contrário, agora, é dar crédito ao técnico, aos jogadores e esperar que a seleção possa continuar unida e crescendo tecnicamente. Mais um detalhe, a seleção brasileira  começa a tocar com requinte, já apresentando um início de bonitas trocas de passes, e uma participação conjuntiva, e não individual. Exemplo, a mudança de Neymar, de um futebol pessoal  para um futebol solidário.

Quanto ao jogo de ontem(06/10),o placar de 5 x 0 para o Brasil, contra uma Bolívia, que algumas vezes complicou, e quem não lembra, chegou a vencer a nossa seleção. Os bolivianos, entraram firmes na marcação, cometendo muitas faltas, porém, aos poucos foram sedendo espaços e o Brasil foi tomando conta do jogo, chegando ao primeiro, segundo, terceiro, quarto e quinto gol, com jogadas trabalhadas, troca de passes e um futebol envolvente. O placar foi justo, por tudo aquilo que a seleção criou no decorrer da partida.

Agora, é aguardar terça-feira(11), no jogo contra a Venezuela, lanterna da competição. O jogo será na cidade de Mérida, e com certeza, se respeitarmos ao adversário e jogarmos com seriedade, emplacaremos a quarta vitória da era Tite. O Brasil é o segundo colocado, com 18 pontos, tendo como primeiro lugar o Uruguai, com 19 pontos.

Blog de Airton Sousa: Seleção Brasileira – novo treinador, novas esperanças…

Com a conquista do ouro olímpico, e com alguns jogadores jovens demonstrando uma capacidade diferente dos veteranos e viciados, surge no coração da torcida brasileira, a esperança de novos rumos para a copa de 2018, na Rússia. Ao lado dessa expectativa, também novo comando, novo treinador, acontecendo o que muita gente torcia, que o técnico Tite assumisse nossa seleção. Na relação do treinador, nomes como Alisson, Gil, Filipe Luis, Paulinho, Renato Augusto, Taison, Gabriel Barbosa, Casemiro, entre outros. Agora um detalhe não podemos esquecer, as dificuldades que esperam a seleção nesse dois jogos, nos dias 01 e 06 de setembro. Quita-feira(01), a seleção do Equador, segunda colocada nos jogos eliminatórios, com 13 pontos, tendo a sua frente apenas o Uruguai, primeiro colocado evidentemente. Apenas o saldo de gol é que faz a diferença nas duas seleções e aí vem também a altitude e as consequências provocadas, dificultando o domínio da bola, a velocidade do vento e outros itens que servem de vantagem a favor da seleção dona da casa, que sempre leva vantagens nesses trunfos.

Tudo isso foi comentado e providenciado pela comissão técnica, inclusive chegando com antecipação no Equador, para que houvesse uma adaptação por parte dos seus jogadores. Fazendo mistérios sobre a escalação, o técnico Tite resolve proceder dessa maneira, para criar uma expectativa por parte da imprensa e também da torcida. Apenas alguns jogadores já têm seus nomes certos; outros porém, a minoria, é que têm seus  nomes colocados em dúvida para o jogo. Porém, o que se espera é que a seleção venha superar as dificuldades e apresentar um futebol envolvente, conseguindo começar com o pé direito essa nova fase do futebol brasileiro. Depois do jogo dessa quinta-feira(01), a seleção volta para o Brasil, onde vai enfrentar também a boa seleção da Colômbia. É aguardar para ver se o técnico Tite passa no primeiro e difícil  teste.