Blog de Airton Sousa: Brasil encanta e se classifica para Copa de 2018

Mais uma vez, o Brasil parou para acompanhar um jogo da seleção brasileira. Depois de vencer, golear e mostrar um belo futebol, a seleção voltou a campo, desta feita contra a seleção do Paraguai, tida como uma das maiores rivais dos brasileiros, principalmente na marcação e no futebol agressivo.

A seleção brasileira porém, não temeu, partiu para cima, dentro do estilo do técnico Tite, venceu o primeiro tempo, por 1 x 0, gol marcado por Philippe Coutinho. Depois do gol, a seleção desperdiçou outras grandes oportunidades de gol. No entanto, a apresentação segura, fazia crer que no segundo tempo, o placar seria ampliado.

Neymar perdeu um pênalti, em seguida recuperou-se marcando o segundo gol, aos 18 minutos. O Paraguai pouco incomodou, e quando se esperava que o placar estaria definido, Marcelo marca aos 40 minutos, definindo o resultado de 3 x 0 para o Brasil.

Agora classificado, para a Copa do Mundo da Rússia, a seleção terá mais tranquilidade para o restante dos jogos. Estreou na lateral direita o jogador Fagner, com uma apresentação segura, e de chamar a atenção. O técnico Tite, outra vez, foi o mais elogiado, representando a confiança que a torcida deposita no profissional.

Blog de Airton Sousa: Brasil é o primeiro classificado para Copa da Russia

Uma noite de rara felicidade, e a seleção brasileira goleou a seleção do Uruguai em Montevidéu, na noite desta quinta-feira(23) , pelo placar de 4 x 1. A seleção celeste começou bem o jogo, com os jogadores Carvani, Cristian Rodriguez e Sanches, complicando a seleção brasileira na marcação e também pelo fato de iniciar a partida jogando no campo brasileiro.

A seleção nacional, não conseguia sair bem no jogo e tinha sempre a antecipação na marcação dos uruguaios. O Uruguai abriu o placar com Carvani de pênalti, aos 8 minutos, em uma bola atrasada de Marcelo para Alísson, que dividiu e cometeu a falta. O Brasil reage no jogo, avança e passa a jogar no campo adversário, até que Paulinho, aos 18 minutos, em um lançamento de Neymar, empata a partida, e, 1 x 1 foi o placar final do primeiro tempo.

No segundo tempo, as seleções voltam sem modificações, e aos 6 minutos, outra vez Paulinho, desempata para o Brasil. Em meio a reação da seleção nacional, três atletas não estiveram bem: Daniel Alves, Marcelo e Firmino. A seleção, após marcar o segundo gol, cresceu mais ainda, avançou para cima da seleção do Uruguai, e dava para perceber que logo logo, aconteceria o terceiro gol.

Aos 29 minutos, em uma jogada de contra-ataque, Neymar, de cobertura, lança por cima do goleiro Martin Silva, e faz o terceiro gol, aos 29 minutos da segunda etapa, tornando cada vez mais fácil a vitória do Brasil, até que Paulinho, em uma noite diferenciada, fecha o placar aos 47 minutos, fazendo Brasil 4 x 1 Uruguai.

O Brasil com a vitória, soma 30 pontos, é o primeiro do grupo e o primeiro a garantir a sua presença na Copa do Mundo da Russia, em 2018. O próximo jogo, será nessa terça-feira(28), na Arena Itaquera, São Paulo, contra a seleção do Paraguai, que venceu pelo placar de 2 x 1, a seleção Equador.

Foi a sétima vitória dos brasileiros, sob o comando do técnico Tite, que até agora, não sabe o que é  perder estando à frente da seleção brasileira de futebol.

Blog de Airton Sousa: Brasil sem Gabriel Jesus

De um lado, a seleção do Uruguai que não perdeu em Montevideo, até agora, pelas Eliminatórias da Copa de 2018, na Russia. Do outro lado, a seleção brasileira sob o comando do técnico Tite, que após assumir o comando, mantém a invencibilidade. Um confronto inegavelmente sem favorito, pela qualidade das duas seleções, mesmo com a seleção nacional estando com 27 pontos, ou seja, 4 pontos na frente do adversário.

Na seleção brasileira, o destaque é a ausência, por contusão, do jogador Gabriel Jesus. Enquanto isso, os uruguaios contam com as ausências de Suaréz e do goleiro Fernando Muslera. São jogadores que pesarão com suas ausências, nas duas seleções.

O jogador Firmino, que substituirá Gabriel Jesus, é considerado um jogador que atua de uma maneira leve, com fácil deslocamento. Daí o treinador ter optado por Firmino, e não por Dudu, nem tão pouco Diego Sousa, de início.

A vitória ou mesmo o empate, garantem a presença da seleção brasileira na Copa da Russia. Caso o Brasil venha a perder o jogo, mesmo assim, não perde a liderança do grupo Sul-Americano. Além do mais, no próximo dia 28, os brasileiros jogarão na Arena Itaquera, em São Paulo, contra o Paraguai, que está mal posicionado nas eliminatórias, com apenas 15 pontos. O que convém dizer que, a principio, será um jogo mais fácil do que o jogo desse dia 23/03, contra a seleção do Uruguai.

Porém, os jogadores do Brasil, não exageram no otimismo. No entanto, sentem a necessidade de definir a classificação contra o Uruguai, para jogar de uma maneira mais leve contra o Paraguai e os demais jogos restantes das eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, na Russia.

Blog de Airton Sousa: Brasil – apenas uma vitória

Com uma apresentação diferente das três anteriores, a seleção do técnico Tite venceu a lanterna Venezuela pelo placar de 2 x 0. É preciso uma reflexão, para tentar encontrar a justificativa do futebol apresentado pelo Brasil. Será que foi a ausência de Neymar? Será que foi acomodação, pela posição do adversário? Será que foi cansaço físico em razão da sucessão de jogos, e já estarmos no final de temporada? Ou será que as goleadas dos três jogos anteriores, envaideceu os jogadores, dando a entender que já estamos 100%?  Ou talvez a chuva, a condição do gramado, seja essa a justificativa encontrada pelo treinador e os seus comandados. A verdade, é que a seleção teve uma apresentação fraca, sem envolver ao adversário e sem brilhar, apesar da vitória de 2 x 0.

O Brasil abriu o placar, aos 7 minutos com Gabriel Jesus, depois de um presente do goleiro Venezuelano, Hernandez. Outros lances se sucederam, porém a seleção sempre falhava no último passe e consequentemente nas finalizações, terminando o primeiro tempo, apenas com o placar de 1 x 0, onde o goleiro do Brasil, teve muito pouco trabalho, a não ser uma jogada ou outra pela esquerda, com o melhor jogador do time venezuelano, o Peñarando, aliás um dos poucos jogadores de qualidade no adversário .

No segundo tempo, pouca coisa mudou. O Brasil marcou o segundo  gol aos 8 minutos com William, que teve uma apresentação apenas razoável. Aos 28 minutos, houve um problema provocando a falta de energia, e após 22 minutos de paralisação, na retomada do jogo, aconteceu uma certa evolução na Venezuela, sem contudo, ocasionar muito perigo ao time Brasileiro. No entanto, o importante é que a seleção continua com cem por cento de aproveitamento com o técnico Tite, e além do mais assumiu a liderança com 21 pontos, em razão do empate do Uruguai.

Após a rodada de ontem, ficou assim a classificação dos quatro primeiros colocados: Brasil, 21 pontos; Uruguai, 20 pontos; Equador e Colômbia, ambas com 17 pontos. A Seleção Brasileira jogará a próxima partida em Minas Gerais, no dia 10 de novembro, contra o seu arqui rival, Argentina, que não vem bem nos jogos eliminatórios. Nesse jogo, Neymar estará de volta à seleção e espera-se que os comandados do técnico Tite, possam vencer e encantar a torcida brasileira.

Blog de Airton Sousa: Brasil enfrenta Venezuela sem Neymar

Será a quarta partida da seleção Brasileira sob o comando do técnico Tite, desta feita contra a seleção lanterna das eliminatórias Sul-Americanas, a Venezuela, que joga em casa, na cidade de Mérida, e com certeza, apesar de ser certo um bom público, todos sabem que o futebol não é o divertimento predileto dos Venezuelanos. Hoje os brasileiros enxergam a nossa seleção com outros olhos, diferente da época de Felipão e Dunga, onde o desinteresse tomou conta do torcedor, em razão da mediocridade dos times montados pelos treinadores anteriores, bem como pelas decepções acontecidas, principalmente na Copa do Mundo de 2014. O brasileiro agora, demonstra interesse, confiança e motivação, em razão de que a partir do técnico Tite, os jogadores também se apresentam com outra personalidade.

Estamos vindo de três vitórias progressivas e convincentes, e assim, a  expectativa para essa terça-feira(11/10), é de mais um grande jogo. Porém, espera-se que a seleção brasileira, possa respeitar o adversário, sem permitir excesso de otimismo. No entanto, entrar com empenho e com um futebol envolvente, para emplacarmos mais uma vitória, desta feita, a quarta, sob o comando de Tite. A depender do nosso e do resultado  da seleção do Uruguai, poderemos assumir a liderança da chave Sul-Americana, fato que há muito tempo não acontecia.

Sem poder contar com Neymar, que cumpre a automática e tirando da seleção o jogador Giuliano, que jogaram contra a Bolívia, o treinador escalou os seguintes jogadores para iniciarem a partida: Alisson, Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Filipe Luís; Fernandinho, Willian, Paulinho e Renato Augusto;  Philippe Coutinho e Gabriel Jesus. Evidencia-se nesta escalação, principalmente, a ausência de Neymar, que cumpre, ratificando, suspensão automática. Assim, espera-se que a qualidade do treinador, possa funcionar também neste sentido, em razão de que o jogador Neymar tornou-se indispensável na seleção brasileira.