Cachoeirinha-PE: Juri Popular – Réu condenado

Nesta segunda-feira (05), aconteceu no auditório do Grupo Escolar Presidente Kennedy, o Juri Popular de Valdemir Cassimiro, vulgo “Joinha”, ele que foi acusado de ter assassinado com três tiros, no dia 14 de junho de 2013, o Sr. Valdomiro Pedro, 62 anos, proprietário do Bar do Miro.

Réu: Valdemir Cassimiro, vulgo "Joinha"

Réu: Valdemir Cassimiro, vulgo “Joinha”

A juíza de direito, Drª Fabíola Mendes, proferiu a sentença onde o acusado foi considerado culpado, pegando uma pena de 20 anos de reclusão.

A tese da defesa, representada pelos advogados: Jeovásio Almeida e seu filho, João Almeida, de que o réu não teria matado a vítima e que nos autos não haveria provas que viessem a condenar o mesmo, não convenceu os jurados.

Enquanto a acusação, representada pelo Promotor de Justiça, Dr. Paulo Augusto, não chegou a vir a réplica, uma vez que o mesmo disse não haver necessidade, pela frieza do réu, pelos relatos das testemunhas e pelos fatos que envolvia o caso.

TV Replay, informações é aqui!

Cachoeirinha-PE: Tribunal do Juri – Jeovásio Almeida, Advogado de defesa, defendeu a tese da existência do diário, onde no mesmo, estariam os relatos das traições da vítima – PARTE 8

Acompanhe a 8ª parte do julgamento do réu, Cícero dos Santos.

Nesta parte da matéria, o advogado de defesa, Dr. Jeovásio Almeida Lima, defendeu a tese da existência do diário, onde no mesmo, estaria escrito pela vítima, as traições amorosas da mesma contra seu companheiro. 

Confira!

TV Replay, o que é bom se repete!

Cachoeirinha-PE: Tribunal do Juri – “Deu 14 facadas, depois da 1ª, o resto…”- Palavras de Dr. Jeovásio, advogado de defesa – PARTE 6

Acompanhe a 6ª parte do julgamento, nesta, o advogado de defesa, Dr. Jeovásio Almeida Lima,  faz menções quanto ao trabalho da polícia na apuração das provas.

Confira!

TV Replay, o que é bom se repete!

Cachoeirinha-PE: Juri Popular acontecerá nesta segunda-feira (18)

Nesta segunda-feira (18), a partir das 9h30 da manhã, na Câmara de Vereadores, acontecerá o Juri Popular do acusado, CÍCERO DOS SANTOS ANDRADE, vulgo “Cicinho”, este brasileiro, artesão. O réu terá como advogado, Dr. Jeovásio Almeida Lima, que estará fazendo sua defesa contra o crime cometido pelo mesmo em 10.10.2010, contra a vítima Rebeca Nayane Teixeira, sua companheira.

Cícero dos Santos Andrade - Acusado

Cícero dos Santos Andrade – Acusado

A TV Replay, teve acesso a partes do depoimento do acusado, confira:

A vítima foi assassinada com o uso de uma faca peixeira, tendo desferido vários golpes em quantidade que não se sabe declinar; Que a vítima estava desarmada no momento em que foi assassinada; Que no momento do crime existiam apenas o réu e a vítima; Que o crime aconteceu no interior da casa da mãe da vítima, local onde o casal (réu e vítima) convivia; Que depois de assassinar a vítima o réu foi direto para a cidade de Cústódia-PE onde ali passou quatro meses refugiado; QUE em razão de ter se arrependido bastante e ter peso na consciência, o interrogado resolveu se entregar à polícia;

Que o interrogado foi casado com a vítima durante um ano, sendo que antes disso namorou com a mesma durante dois anos e meio; QUE o interrogado se separou da vítima porque flagrou a mesma marcando um encontro com um homem durante um telefonema, no interior da casa do casal; QUE embora fosse muito apaixonado pela vítima o interrogado tomou a iniciativa de se divorciar da vítima; QUE o casal ficou separado durante cerca de dois anos, sendo que depois disso voltaram a conviver amorosamente; QUE a reconciliação do casal se deu a pedido da vítima que dizia que queria melhorar sua conduta de ber e namorar à vontade. propondo ao réu voltar a viver juntos para criar a filha que tinham em comum; QUE depois que se divorciou do interrogado, a vítima conviveu maritalmente com um homem de 54 anos de idade que era casado com outra mulher,o  relacionamento este durou cerca de um ano; QUE em julho de 2010, o interrogado voltou a viver sob o  mesmo teto com a vítima, tendo esta dito àquele (réu) que havia deixado o senhor de idade; QUE no dia anterior ao crime em tela, o réu e a vítima foram a uma vaquejada em Cachoeirinha, oportunidade em que ambos começaram a discutir, pois a vítima dizia que o interrogado estava paquerando com outra mulher; QUE quando chegou em casa o réu foi dormir, contudo a vítima continuou acordada fazendo anotações em um diário ou caderno; QUE a vítima era acostumada a fazer anotações no dito caderno ou diário, fato que levou o interrogando a indagar sobre o que a vítima registrava, ocasião em que a mesma sempre respondia que era coisa sua e que o réu nunca deveria olhar aquele diário; QUE na manhã seguinte  à festa de vaquejada, o interrogando viu o diário dentro do guarda-roupa que estava com a porta aberta; QUE neste momento o interrogando aproveitou-se do momento em que a vítima estava tomando banho e se vestindo, para olhar o conteúdo do diário; QUE ao ler o referido diário, o interrogando constatou que ali havia o registro da vítima relatando atos sexuais praticados com aproximadamente seis homens distintos…Que as anotações eram recentes e se referiam ao período em que a vítima convivia maritalmente com o interrogando; Que enquanto o réu lia o diário, a vítima saiu do banheiro e presenciou tal cena; QUE neste momento a vítima indignou-se com a conduta do interrogando e disse que o mesmo não deveria estar lendo… QUE então o interrogando disse: “mas Rebeca, você está me traindo com outros homens?”; QUE a vítima então respondeu da seguinte forma: “que estava realmente traindo e que você só merece levar ponta; eu transo com você e fico pensando nos outros homens”; QUE a partir de então o interrogando e a vítima passaram a discutir entre si, sendo que em determinado momento o interrogando pegou uma faca que estava em cima da mesa da sala e desferiu vários golpes na vítima;

Acompanhe conosco o o resultado deste juri popular.

TV Replay, informações é aqui!