Making Off do vídeo clip da cantora Liv Moraes, filha do saudoso Dominguinhos

Acompanhamos a gravação do novo clip da cantora Liv Moraes, filha do saudoso Dominguinhos, ganhadora do 6º Prêmio da Música de Pernambuco como melhor cantora de Forró em 2015.

Liv
A gravação aconteceu no bairro de Vila Velha na Ilha de Itamaracá e teve como base a música Poucas Palavras.

Siga nosso instagram @makingoffproducoes e fique por dentro das novidades e promoções.

Confira o clip completo no link: https://www.youtube.com/watch?v=XSCyf5QTofc&sns=fb

TV Replay, o que é bom se repete!

Caruaru-PE: Vereador Jaélcio Tenório entrega título de cidadão caruaruense ao sanfoneiro Savinho

O forrozeiro Savinho do Acordeon recebeu na noite dessa sexta-feira (13.11), em sessão solene na Câmara Municipal de Caruaru, o título de cidadão caruaruense. A homenagem foi uma propositura do vereador Jaelcio Tenório (PRB), solicitada através do Projeto de Decreto Legislativo nº 844/2015, apresentado e aprovado por unanimidade na 49ª reunião da 3ª sessão legislativa ordinária, realizada no dia 17 de setembro.

Domingos Sávio Vieira de Mendonça nasceu em Fazenda Nova, distrito de Brejo da Madre de Deus, em 10 de abril de 1962 e iniciou sua carreira aos 17 anos, com a banda Forró da Pesada. Presença garantida nos principais eventos juninos de todo o país, Savinho já se apresentou em países como o Canadá, Estados Unidos, Espanha, Itália, Áustria, Alemanha, França, Suíça e Austrália. Em 1993 foi o vencedor do Prêmio Sharp de Música na categoria Melhor Compositor Regional pelo álbum “Balança Sanfoneiro”, com a participação de Dominguinhos e Elba Ramalho.

“Savinho do Acordeon está fazendo 40 anos de música, é filho de Brejo da Madre de Deus mas convive com Caruaru todos os dias, canta nos forrós de Caruaru, no São João de Caruaru, e nada melhor que poder homenagear Savinho do Acordeon”, destacou o autor da propositura, vereador Jaélcio Tenório.

Confira!

1 3 4 5 6

Nova Replay, o que é bom se repete!

São Joaquim do Monte-PE: Museu Caxiado homenageia e reverencia mestres da música

O Museu Caxiado, localizado na cidade de São Joaquim do Monte, interior de Pernambuco, reverenciou dois mestres da música: César do Acordeon e Mozart Vieira, a reportagem da TV Replay registrou a inauguração do Espaço Mozart Vieira.

Mozart Vieira, com graduação em música e licenciatura em matemática e ciências, fundador e idealizador da Fundação Música e Vida de São Caetano; criador da Orquestra de Pífanos de Caruaru.

César do Acordeon, nasceu em Cedro no Ceará, batizado com o nome de Abianto Valdevino Leite, foi para São Paulo em 1971, com a finalidade de divulgar a cultura nordestina da música e poesia, desde então tornou-se um ícone do acordeon, conhecido nacionalmente, tendo acompanhado diversos artistas. Trabalhou com Dominguinhos e Elba Ramalho, entre outros.

Confira!

3 6 7 8

TV Replay, o que é bom se repete!

Recife-PE: Hospital Esperança apoia a Festa da Vitória Régia

A 36ª edição da Festa da Vitória Régia contará com o apoio do Hospital Esperança. A instituição colabora com o evento desde a sua fundação, há 14 anos. A festa já faz parte do calendário cultural e turístico do Recife e movimenta a Praça de Casa Forte nos dias 7, 8 e 9 de novembro.

O evento conta com atrações musicais, apresentações culturais, parque infantil e tendas para a venda de artesanato, comidas, bebidas. A renda é revertida para instituições beneficentes da Paróquia de Casa Forte, responsável pela festa, que acontece em sua 36ª edição. Este ano, o homenageado será o mestre Dominguinhos.

unnamed

TV Replay, o que é bom se repete!

Garanhuns-PE: Veja como foram os shows da noite deste sábado no tributo a Dominguinhos

Neste sábado (26), com muita animação as pessoas invadiram todos os espaços da festa. O Grande homenageado, Dominguinhos, esteve presente nas canções e lembranças. As atrações reuniram muita gente em torno da boa música, como a do caruaruense Petrúcio Amorim, o homem do Tareco e Mariola, nos becos do Vassoural.

Na sequência, aconteceu o show com Lucy Alves e ainda fechando como última atração da segunda noite, Nando Cordel, Veja as fotos:

DSC_1233 DSC_1261 DSC_1293 DSC_1389 DSC_1393 DSC_1406 DSC_1417 Nando Cordel 1 Nando Cordel 2

TV Replay, o que é bom se repete!

Cachoeirinha-PE: Cortejo com o corpo de Dominguinhos passa pela cidade

Na manhã desta quinta (26), familiares, amigos e fãs do músico Dominguinhos esperaram o cortejo que deu início no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana, onde o sanfoneiro estava sepultado.

O cortejo passou por diversas cidades até a chegada final, a cidade de Garanhuns, local onde nasceu o grande sanfoneiro e que por um pedido do mesmo, gostaria de ser enterrado na sua cidade natal.

No fim de 2012, Dominguinhos teve problemas relacionados à arritmia cardíaca e infecção respiratória e foi internado no Recife, sendo posteriormente transferido para o Hospital Sírio-Libanês em São Paulo. Os médicos informaram que o cantor não deveria mais retornar do coma em que se encontrava.

Apesar das declarações feitas por seu filho, Dominguinhos estava minimamente consciente e apresentava leve quadro de melhora.

Em 13 de julho, o cantor deixou a UTI, mas ainda permaneceu internado, com quadro considerado estável.

Dominguinhos estava internado no hospital Sírio-Libanês em São Paulo e morreu às 17h50 do dia 23 de julho de 2013 após sofrer complicações infecciosas e cardíacas. O músico morreu após perder uma batalha que durou seis anos contra um câncer de pulmão. O corpo de Dominguinhos foi sepultado no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana em Recife, no dia 25 de julho de 2013.

Em menos de um mês depois da morte de Dominguinhos, houve rumores em que as duas famílias do cantor teriam tido um desentendimento, um dos seus filhos, Mauro Moraes, moveu uma ação na justiça onde pedia para o corpo do músico, enterrado no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, fosse transferido para Garanhuns.

“Meu pai disse que o desejo dele era ser enterrado em Garanhuns. Eu acho que devia ter sido respeitado essa vontade. Ninguém nunca me consultou sobre nada, sobre a minha opinião de onde enterrá-lo. E eu tinha esse direito, porque sou filho dele. O que quero, agora, é que ele tenha a vontade atendida”, afirmou Mauro.

A sentença que autorizou a transferência do corpo de Dominguinhos saiu no último dia 29 de agosto. A decisão do Tribunal de Justiça de Pernambuco atendeu a um pedido do filho do cantor, que insistia que o desejo do pai era ser enterrado na cidade onde começou a carreira.

DSC_0028

Os batedores da Polícia Rodoviária Federal organizavam o cortejo durante todo o trajeto.

DSC_0029 DSC_0030 DSC_0031

diversas pessoas aguardavam o cortejo passar para dar o último adeus ao sanfoneiro

diversas pessoas aguardavam o cortejo passar para dar o último adeus ao sanfoneiro

DSC_0035 DSC_0036 DSC_0037 DSC_0039 DSC_0040

Veículo utilizado para remoção do corpo do músico até a cidade de destino

Veículo utilizado para remoção do corpo do músico até a cidade de destino

DSC_0044 DSC_0046 DSC_0047 DSC_0050 DSC_0051DSC_0052

O ônibus do cantor Waldonys, acompanhou todo o trajeto, desde o início da manhã desta quinta-feira, quando o corpo do pernambucano saiu do Cemitério Morada da Paz, local onde estava sepultado, e foi levado até o restaurante Arriégua, na Cidade Universitária, local favorito do artista para tomar café-da-manhã em suas vindas à capital pernambucana. No local, o cantor Waldonys e demais artistas fizeram homenagens ao Sanfoneiro em ato de mais um adeus, agora o último adeus ao músico Dominguinhos.

Foto: NE10

Foto: NE10

DSC_0055 DSC_0056 DSC_0057 DSC_0058 DSC_0059 DSC_0060

Berg Santos - Repórter da Rádio Liberdade AM

Berg Santos – Repórter da Rádio Liberdade AM esteve cobrindo todo o trajeto, levando aos ouvintes todo o transcorrer do novo sepultamento

TV Replay, informações é aqui!!!

 

 

 

Paulista\Garanhuns-PE: Corpo de Dominguinhos é levado em comboio para novo sepultamento

Transferência foi aprovada pela Justiça e será acompanhada pela Apevisa.
Família e amigos do músico acompanham trajeto em comboio.

Usando roupas especiais, técnicos do cemitério colocam corpo no carro (Foto: Katherine Coutinho/G1)

Usando roupas especiais, técnicos do cemitério colocam corpo no carro (Foto: Katherine Coutinho/G1)

Os restos mortais do cantor, músico e compositor José Domingos de Moraes, o Dominguinhos, foram removidos na manhã desta quinta-feira (26) do Cemitério Morada da Paz, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife, e serão levados para sua cidade natal,Garanhuns, no Agreste do Estado, onde haverá novo sepultamento. O trajeto será escoltado por batedores da Polícia Rodoviária Federal e seguido em comboio por parentes e amigos do músico.

O procedimento foi acompanhado por técnicos da Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa), pela filha de Dominguinhos, Liv Moraes, a ex-mulher, Guadalupe Mendonça, e alguns amigos da família. “Mauro [Moraes, filho de Dominguinhos] optou por não vir ao cemitério, ele vai seguir para Garanhuns com outros parentes e amigos direto do restaurante Arriégua, em um comboio. Foi uma opção dele, até porque o caixão não vai ser aberto. Ele vai prestar a homenagem lá”, explica o advogado Antiógenes Viana.

Jaime Brito (D) explica atuação da Vigilância Sanitária (Foto: Katherine Coutinho/G1)

Jaime Brito (D) explica atuação da Vigilância Sanitária
(Foto: Katherine Coutinho/G1)

O diretor da Apevisa, Jaime Brito, explica que o acompanhamento faz parte da garantia de segurança, já que o corpo passa por processo de decomposição. “Os responsáveis pelo cemitério encaminharam um plano para nós, que foi aprovado e encaminhado à Justiça. A decisão previa, devido ao transporte e leis sanitárias estaduais, há necessidade de acompanhamento”, esclarece Brito.

O gerente regional do Grupo Morada da Paz, Guilherme Lithg, aponta que como o enterro ocorreu há pouco tempo, não foi necessário trocar a urna funerária. “O que fizemos foi colocar uma manta, que isola o caixão e evita que líquidos e gases possam escapar. O procedimento é todo feito por uma equipe que está acostumada com isso, utilizando máscaras”, detalha. O corpo foi envolto nas bandeiras de Pernambuco e Garanhuns.

No município, foi construído um mausoléu, com a imagem de Dominguinhos, e um trecho da canção ‘De volta para o Aconchego’, feita em parceria com Nando Cordel.

Liv Moraes diz que não houve desentendimento (Foto: Katherine Coutinho/G1)

Liv Moraes diz que não houve desentendimento
(Foto: Katherine Coutinho/G1)

Filha de Dominguinhos, a cantora Liv Moraes afirmou que não houve desentendimento sobre o enterro. “Muitas pessoas tentaram falar com a gente, quem conseguiu primeiro foi o Morada da Paz. Foi bom esse tempo, porque Garanhuns não tinha ainda estrutura para receber e pode se preparar. Agora, meu pai recebe essa belíssima homenagem e volta realmente para casa”, aponta a também cantora, que fez questão de ressaltar a saudade do pai. “Sempre vou homenageá-lo”, garantiu.

Entenda o caso
Dominguinhos faleceu aos 72 anos, no dia 23 de julho deste ano, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, em decorrência de complicações infecciosas e cardíacas. Ele lutava havia seis anos contra um câncer. Dois dias após o falecimento, ele foi sepultado em Paulista. O local do enterro tornou-se alvo de disputa judicial envolvendo Liv e Mauro Moraes, filhos do cantor.

A sentença que autorizou a transferência do corpo de Dominguinhos saiu no último dia 29 de agosto. A decisão do Tribunal de Justiça de Pernambuco atendeu a um pedido do filho do cantor, que insistia que o desejo do pai era ser enterrado na cidade onde começou a carreira.

A decisão de ser enterrado em Paulista foi tomada por Guadalupe Mendonça, ex-mulher de Dominguinhos, e Liv Moraes, filha dela com o sanfoneiro. Já Mauro defendia que Dominguinhos deveria ser enterrado no Rio de Janeiro, junto com a família, mas mudou de ideia ao ouvir uma entrevista em uma rádio local, na qual o cantor manifestou a vontade de ser sepultado em Garanhuns.

No dia 10 de agosto, Guadalupe e Liv se reuniram com o prefeito de Garanhuns, Izaías Régis, para discutir a transferência do corpo. Em entrevista ao G1, o prefeito disse que expôs o plano de fazer um monumento para homenagear o cantor e a ideia de fazer um plebiscito para mudar o nome da Praça Guadalajara – onde são realizados os grandes eventos município, como o Festival de Inverno de Garanhuns – para Praça Mestre Dominguinhos.

Fonte: http://g1.globo.com/pernambuco/musica/noticia/2013/09/corpo-de-dominguinhos-e-levado-de-paulista-para-garanhuns.html

Garanhuns-PE: Dominguinhos será sepultado no próximo dia 26

A decisão de mudar o local onde o músico ficará sepultado foi tomada no final de agosto, quando o filho dele, Mauro José da Silva Morais, exigiu da família que a vontade do pai fosse atendida.

Foto: Edmar Melo/JC Imagem

Foto: Edmar Melo/JC Imagem

Dois meses após a sua morte, o músico e cantor pernambucano Dominguinhos tem data para a realização do seu desejo fúnebre. Ele será enterrado, no dia 26 de setembro, no cemitério municipal de Garanhuns, no Agreste pernambucano. A decisão de mudar o local onde o músico ficará sepultado foi tomada no final de agosto, quando o filho dele, Mauro José da Silva Morais, entrou na Justiça para que a vontade do pai fosse atendida.

O diretor do Grupo Vila, que administra o cemitério Morada da Paz, onde Dominguinhos está enterrado, informou que o processo para retirada do corpo será feito nas primeiras horas da manhã. “Verificaremos o estado em que se encontra a urna fúnebre, fazendo as devidas alterações. A partir daí, o corpo segue para Garanhuns, onde ficará sob responsabilidade do cemitério municipal”.

DOMINGUINHOS – O músico foi internado em Recife no final de 2012 e depois encaminhado ao hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. O cantor morreu aos 72 anos, por complicações infecciosas e cardíacas, depois de seis anos lutando contra um câncer. 

Fonte: http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/cultura/musica/noticia/2013/09/17/dominguinhos-sera-sepultado-em-garanhuns-no-proximo-dia-26-97785.php

 

Garanhuns-PE: Cidade terá museu em homenagem a Dominguinhos

Espaço será inaugurado até o fim deste ano, conforme o prefeito da cidade

Praça Souto Filho, em Garanhuns,receberá monumento de Dominguinhos.Foto: Reprodução/Internet.

Praça Souto Filho, em Garanhuns,receberá monumento de Dominguinhos.Foto: Reprodução/Internet.

O prefeito de Garanhuns Izaías Regis, no Agreste do estado, terra do sanfoneiro Dominguinhos, anunciou nesta quinta-feira (25) que a cidade construirá um museu em homenagem ao músico ainda este ano. “Dominguinhos foi um grande mestre e merece esta homenagem. Vamos preparar tudo. Assim que o Festival de Inverno terminar, vou sentar para conversar com os amigos e familiares do cantor”, disse, em entrevista ao Viver.

O gestor esteve no velório na manhã desta quinta. Ainda segundo ele, o cemitério da cidade estava todo preparado à espera do corpo do músico.Em vida, Dominguinhos manifestou o desejo de ser enterrado na cidade natal.

“Pela manhã, liguei para Liv (filha) e Guadalupe (ex-esposa) e disse que tudo estava preparado. Não sei o porquê não quiseram enterrá-lo aqui. Como amigo deles, respeitei a opinião”, revelou o prefeito.

Izaías também falou que a Praça Souto Filho (a do chafariz), no centro de Garanhuns, também vai receber um monumento de corpo inteiro do músico, que será preparado por cinco artistas do munícipio.

Fonte: http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/viver/2013/07/25/internas_viver,452586/garanhuns-tera-museu-em-homenagem-a-dominguinhos.shtml

Encontro emocionante – Você conhece esse vídeo?

Domingos e o Rei Luiz Gonzaga cantam em vídeo inesquecível.

Dica de facebook do amigo Mário Flávio.

TV Replay, o que é bom se repete!

Morre o sucessor do Rei do Baião, O Sanfoneiro Dominguinhos

Dominguinhos morre aos 72 anos em hospital de São Paulo

Músico lutava havia seis anos contra um câncer de pulmão.
Ele havia sido transferido para a capital paulista em 13 de janeiro.

6

O músico Dominguinhos morreu nesta terça-feira (23), aos 72 anos, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Ele lutava havia seis anos contra um câncer de pulmão. De acordo com o hospital, ele morreu às 18h, em decorrência de complicações infecciosas e cardíacas.

Ao longo do tratamento, desenvolveu insuficiência ventricular, arritmia cardíaca e diabetes. Dominguinhos foi transferido para a capital paulista em 13 de janeiro. Antes, esteve internado por um mês num hospital no Recife.

Considerado o sanfoneiro mais importante do país e herdeiro artístico de Luiz Gonzaga (1912-1989), José Domingos de Morais nasceu em Garanhuns, no agreste de Pernambuco. Conheceu Luiz Gonzaga com oito anos de idade. Aos 13 anos, morando no Rio, ganhou a primeira sanfona do Rei do Baião, que três anos mais tarde o consagrou como herdeiro artístico.

Instrumentista, cantor e compositor, Dominguinhos ganhou em 2002 o Grammy Latino com o “CD Chegando de Mansinho”. Ao longo da carreira, fez parcerias de sucesso com músicos como Gilberto Gil, Chico Buarque, Anastácia e Djavan, entre outros.

Ainda criança, Dominguinhos tocava triângulo com seus irmãos no trio “Os três pinguins”. Quando ele tinha oito anos de idade, foi “descoberto” por Gonzagão ao participar de um show em Garanhuns. A “benção” lhe foi dada pelo rei do baião quanto tinha 16.

“Gonzaga estava divulgando para a imprensa o disco ‘Forró no Escuro’ quando ele me apresentou como seu herdeiro artístico aos repórteres”, lembrou-se Dominguinhos em entrevista ao G1 no final de 2012. “Foi uma surpresa muito grande, não esperava mesmo.”

De acordo com ele, o episódio aconteceu somente três anos depois de sua chegada ao Rio, acompanhado do pai, o também sanfoneiro Chicão. Mudaram-se para a cidade justamente para encontrar Luiz Gonzaga. “Em cinco minutos, ele me deu uma sanfona novinha, sem eu pedir nada”, prosseguiu. Naquele período, Dominguinhos saiu em turnê com o mestre para cumprir a função de segundo sanfoneiro e, eventualmente, de motorista.

Centenário de Gonzagão
No fim de 2012, Dominguinhos se dedicou ativamente às celebrações dos cem anos do nascimento de Luiz Gonzaga. Durante um show no dia centenário, 13 de dezembro, realizado na terra natal do músico, Exu (PE), Gilberto Gil comentou: “Dominguinhos teve a herança do Gonzaga, que ele incorporou, através das canções, dos estilos, o gosto pelo xote, xaxado”. 

Para Gil, no entanto, Dominguinhos soube trilhar um caminho próprio. “Dominguinhos foi além, em uma direção que Gonzaga não pôde, não teve tempo. Ele foi na direção do início de Gonzaga, o instrumentista, da época das boates do Mangue, no Rio de Janeiro, quando ele tocava tango, choro, polca, foxtrot, tocava tudo, repertório internacional, tudo na sanfona. ”

Fonte: http://g1.globo.com/sao-paulo/musica/noticia/2013/07/dominguinhos-morre-em-hospital-de-sp.html

 

Filha de Dominguinhos diz que cantor voltou para UTI de hospital

A informação foi repassada por Liv Moraes na tarde desta segunda (22).
Sanfoneiro está internado no Sírio-Libanês e luta contra câncer de pulmão.

 

Dominguinhos foi transferido para SP em janeiro (Foto: Luna Markman / G1 PE)

Dominguinhos foi transferido para SP em janeiro
(Foto: Luna Markman / G1 PE)

A filha de Dominguinhos, Liv Moraes, afirmou que o cantor voltou para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. A informação foi repassada na tarde desta segunda-feira (22).

O artista havia saído da UTI no último dia 13 após apresentar melhora da infecção respiratória e controle da arritmia cardíaca. Um novo boletim com o estado de saúde do sanfoneiro será divulgado pelo hospital.

Dominguinhos luta há seis anos contra um câncer de pulmão. Ao longo do tratamento, ele desenvolveu insuficiência ventricular, arritmia cardíaca e diabetes. Ele estava em um hospital do Recife e foi transferido para o Sírio-Libanês no dia 13 de janeiro.

História

José Domingos de Morais, mais conhecido como Dominguinhos, é natural de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. Conheceu Luiz Gonzaga com oito anos de idade. Aos 13 anos, morando no Rio de Janeiro, ganhou a primeira sanfona do Rei do Baião, que três anos mais tarde o consagrou como herdeiro artístico.

Instrumentista, cantor e compositor, em 2002 ganhou o Grammy Latino com o “CD Chegando de Mansinho”. Ao longo da carreira, fez parcerias de sucesso com Gilberto Gil, Chico Buarque, Anastácia, Djavan, entre outros. Atualmente, Dominguinhos é considerado o sanfoneiro mais importante do país.

Fonte:http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/2013/07/filha-de-dominguinhos-diz-que-cantor-voltou-para-uti-de-hospital.html

Mulher de Dominguinhos diz que cantor saiu da UTI neste sábado

‘Obrigada ao Brasil pela corrente de orações’, disse Guadalupe Mendonça.
Hospital confirmou alta após melhora de infecção respiratória e arritmia.

 

Dominguinhos luta contra câncer de pulmão (Foto: Reprodução / TV Globo)

Dominguinhos luta contra câncer de pulmão (Foto:
Reprodução / TV Globo)

A mulher de Dominguinhos, Guadalupe Mendonça, informou que o cantor saiu da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, no início da tarde deste sábado (13). “Saímos às 12h30. O clima era de festa. Ele apertou minha mão, olhou nos meus olhos e me puxou para ele. O tempo todo fazia sinal de sim. Ríamos, chorávamos, num clima de muita emoção. Liv [Moraes, filha do cantor] e eu estamos muito felizes. Obrigada ao Brasil pela corrente de orações”, afirmou ao G1.

Dominguinhos havia voltado para a UTI no último domingo (7) com quadro de arritmia cardíaca, oscilação de pressão arterial e infecção respiratória.

Por volta das 21h, o Hospital Sírio-Libanês divulgou um boletim confirmando a alta após melhora da infecção respiratória e controle da arritmia cardíaca. “O quadro do paciente está estável”, afirma a nota.

A cantora Liv Moraes confirmou ao G1 que o pai foi transferido para a Unidade Semi-intensiva do Sírio-Libanês. “Ele fez realmente contato conosco, devagarzinho. Para nós, [Dominguinhos ter saído da UTI] é ótimo”, comentou.

O sanfoneiro luta há seis anos contra um câncer de pulmão. Ao longo do tratamento, ele desenvolveu insuficiência ventricular, arritmia cardíaca e diabetes. Dominguinhos estava em um hospital do Recife e foi transferido para o Sírio-Libanês, em São Paulo, no dia 13 de janeiro.

História
José Domingos de Morais, mais conhecido como Dominguinhos, é natural de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. Conheceu Luiz Gonzaga com oito anos de idade. Aos 13 anos, morando no Rio de Janeiro, ganhou a primeira sanfona do Rei do Baião, que três anos mais tarde o consagrou como herdeiro artístico.

Instrumentista, cantor e compositor, em 2002 ganhou o Grammy Latino com o “CD Chegando de Mansinho”. Ao longo da carreira, fez parcerias de sucesso com Gilberto Gil, Chico Buarque, Anastácia, Djavan, entre outros. Atualmente, Dominguinhos é considerado o sanfoneiro mais importante do país.

Fonte: http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/2013/07/mulher-de-dominguinhos-diz-que-cantor-saiu-da-uti-neste-sabado.html

Dominguinhos volta para UTI de hospital em SP

Artista tem quadro de arritmia cardíaca e oscilação de pressão arterial.
Com infecção respiratória, ele respira com ajuda de aparelhos.

Dominguinhos luta contra câncer de pulmão (Foto: Reprodução / TV Globo)

Dominguinhos luta contra câncer de pulmão (Foto:
Reprodução / TV Globo)

O cantor Dominguinhos voltou para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, com quadro de arritmia cardíaca, oscilação de pressão arterial e infecção respiratória. A informação consta no último boletim médico divulgado pela equipe médica no domingo (7).

O paciente respira com o auxílio de aparelhos e seu quadro geral era considerado grave. Até o início da manhã desta terça-feira (9), não havia previsão de divulgação de um novo boletim.

O sanfoneiro luta há seis anos contra um câncer de pulmão. Ao longo do tratamento, ele desenvolveu insuficiência ventricular, arritmia cardíaca e diabetes. Dominguinhos está internado desde 17 de dezembro, num hospital do Recife. Ele foi transferido para o Sírio-Libanês, em São Paulo, no dia 13 de janeiro.

História
José Domingos de Morais, mais conhecido como Dominguinhos, é natural de Garanhuns, no Agreste de Pernambuco. Conheceu Luiz Gonzaga com oito anos de idade. Aos 13 anos, morando no Rio de Janeiro, ganhou a primeira sanfona do Rei do Baião, que três anos mais tarde o consagrou como herdeiro artístico.

Instrumentista, cantor e compositor, em 2002 ganhou o Grammy Latino com o “CD Chegando de Mansinho”. Ao longo da carreira, fez parcerias de sucesso com Gilberto Gil, Chico Buarque, Anastácia, Djavan, entre outros. Atualmente, Dominguinhos é considerado o sanfoneiro mais importante do país.

Fonte: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2013/07/dominguinhos-volta-para-uti-de-hospital-em-sp.html

Caruaru-PE: São João – Liv Morais, Filha de Dominguinhos diz: “Meu pai sabe que está sendo homenageado”

Confira!

TV Replay, o que é bom se repete!

Garanhuns-PE: Sanfoneiros prestam homenagem a Dominguinhos

Músicos tocaram sucessos e rezaram pela recuperação da saúde do cantor.
Artista permanece internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

download

Sanfoneiros e grupos de forró pé-de-serra do Agreste de Pernambuco se reuniram, nesta segunda-feira (25), no Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti, em Garanhuns, para prestar homenagem ao cantor Dominguinhos, natural do município. Nas escadarias do prédio, embaixo da faixa “Força, Mestre Dominguinhos”, eles tocaram sucessos do músico e fizeram orações pela recuperação da saúde dele.

1Dominguinhos está internado desde o início do ano no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para tratar uma infecção respiratória e arritmia cardíaca. O artista tem diabetes e luta contra um câncer de pulmão. A unidade de saúde informou, na tarde desta segunda (25), que “do ponto de vista neurológico, ele apresenta estado minimamente consciente, demonstrando discretos sinais de recuperação. Não há previsão de alta.” Ele foi internado em 17 de dezembro no Hospital Santa Joana, no Recife, e acabou transferido para o Sírio-Libanês no dia 13 de janeiro.

O músico Basto Peroba, amigo de infância de Dominguinhos, foi um dos que participou da homenagem. “Se Deus quiser ele vai ficar bom para acabar de ensinar nós a tocar sanfona”, disse. Também músico, Mourinha do Forró pediu orações para Dominguinhos. “É uma alegria fazer essa homenagem a ele. Peço a todos, ao Brasil e ao Nordeste que orem para ele continuar essa trajetória no forró pé-de-serra”, afirmou.

A Escola de Acordeon, apadrinhada por Dominguinhos, fica em Garanhuns. Lá, pessoas de todas as idades aprendem a tocar o instrumento. No local, é possível encontrar chapéus, fotografias e sanfonas autografadas pelo artista.

História
Dominguinhos conheceu Luiz Gonzaga com oito anos de idade. Aos 13 anos, morando no Rio de Janeiro, ganhou a primeira sanfona do Rei do Baião, que três anos mais tarde o consagrou como herdeiro artístico.

Instrumentista, cantor e compositor, em 2002 ganhou o Grammy Latino com o CD “Chegando de Mansinho”. Ao longo da carreira, fez parcerias de sucesso com Gilberto Gil, Chico Buarque, Anastácia, Djavan, entre outros. Atualmente, Dominguinhos é considerado o sanfoneiro mais importante do país.

Dominguinhos segue para tratamento em São Paulo

O cantor e compositor Dominguinhos, José Domingos de Moraes, foi transferido, nesta manhã, para São Paulo, a pedido de seus familiares. Segundo boletim médico que acaba de ser divulgado, seu quadro clínico encontra-se estável, semelhante aos dias anteriores, com a infecção controlada, em ventilação mecânica. Ele fez hemodiálise ontem sem intercorrências.

Permanecem o marca-passo e as medicações para a arritmia. A partir de agora, seu tratamento será coordenado pela oncologista que o acompanha desde o diagnóstico do tumor pulmonar, há seis anos. As informações são do médico Odin Barbosa da Silva, coordenador do CTI do Hospital Santa Joana, onde está desde o último dia 17 de dezembro.

Foto: Divulgação

Fonte:  Pernambuco.com