Contagem Regressiva – Rússia e Arábia Saudita abrem Copa do Mundo nesta quinta-feira, em Moscou

Anfitriões encaram sauditas no Estádio Luzhniki, pelo Grupo A

Rússia e Arábia Saudita fazem o jogo de abertura da Copa do Mundo de 2018 nesta quinta-feira, às 12h(de Brasília), no Estádio Luzhniki, em Moscou, capital russa, em duelo válido pelo Grupo A. A chave conta ainda com Egito e com Uruguai, que duelam na sexta-feira. Os russos, que estão há sete jogos sem vencer, lutam para não repetirem o vexame da África do Sul, que em 2010 se tornou o único anfitrião a ser eliminado ainda na etapa de grupos.

20180613215716631886i

Para evitar que o vexame aconteça, o técnico Stanislav Cherchesov destacou a necessidade de ganhar na estreia, diante do adversário considerado mais fraco do grupo.

“Sabemos que a nossa classificação passa muito por conquistarmos um grande resultado na estreia. Esse jogo considero chave para a sequência do nosso trabalho, pois é muito complicado largar em desvantagem em uma competição de tiro curto como é a Copa do Mundo”, explicou Stanislav Cherchesov.

Já a Arábia Saudita enfrentou muitos problemas no período pré-Copa, apesar de ter passado bem nas Eliminatórias asiáticas. A desorganização da federação local levou a demissão do argentino Edgardo Bauza a poucos meses da Copa começar. Caberá a seu compatriota, Juan Antonio Pizzi, que fracassou na missão de levar o Chile ao torneio, dar um rumo ao país. Apesar destes problemas durante a preparação para o mundial, os jogadores se mostram confiantes.

“Sabemos que estamos desacreditados e muitos nos colocam como quarta força. Somos, porém, um grupo de jogadores que sonha alto. A Rússia tem uma seleção forte e joga em casa. Mas vamos buscar um bom resultado”, disse Abdullah Al-Mayuf, goleiro titular da Arábia Saudita.

Em termos de escalação, os principais destaques do time russo são o experiente goleiro Igor Akinfeev, titular da seleção desde 2004, e o meia Aleksandr Golovin, que já despertou o interesse em grandes equipes europeias, como a Juventus. O time perde muito porém, sem o artilheiro Alexander Kokorin, que não jogará o Mundial por conta de lesão na coxa direita. O lateral-direito Mário Fernandes, brasileiro naturalizado russo e que foi revelado no Grêmio, é tido como titular. A melhor participação da Rússia em um Mundial foi o quarto lugar de 1966.

A Arábia Saudita, que surpreendeu ao chegar nas oitavas de final na Copa do Mundo de 1994, guiada pelo ex-meia Majed Abdullahmaior jogador,  da história do país, aposta atualmente no oportunismo de Mohammad Al-Sahlawi, atacante de 31 anos, que foi o artilheiro sauditas nas Eliminatórias com incríveis 16 gols em 14 jogos.

Vale lembrar que antes do apito inicial desta partida acontece a festa de abertura da Copa do Mundo de 2018. Pelo regulamento da Copa do Mundo, nesta primeira fase as equipes duelam em turno único dentro de seus respectivos grupos. Ao fim, os dois melhores colocados de cada chave se garantem nas oitavas de final.

RÚSSIA X ARÁBIA SAUDITA 

RÚSSIA: Igor Akinfeev; Mário Fernandes, Ignashevich, Vladimir Granat e Fedor Kudryashov; Zobnin, Kuzyaev, Alan Dzagoev, Aleksandr Golovin;  Aleksei Miranchuk e Fyodor Smolov. Técnico: Stanislav Cherchesov

ARÁBIA SAUDITA: Abdullah Al-Mayuf, Al-Shahrani, Osama Hawsawi, Omar Hawsawi e Al-Harbi; Ateef, Salman Al-Faraj, Al-Dawsari e Al-Jassim; Al-Sahlawi e Al-Shehri. Técnico: Juan Antonio Pizzi

Local: Estádio Luzhniki, em Moscou (Rússia)
Data: 14 de junho de 2018 (Quinta-feira)
Horário: 12h(de Brasília)
Árbitro: Nestor Pitana (Argentina)
Assistentes: Emerson de Carvalho (Brasil) e Juan Pablo Belatti (Argentina)

Por Gazeta Press

Blog de Airton Sousa: Brasil encanta e se classifica para Copa de 2018

Mais uma vez, o Brasil parou para acompanhar um jogo da seleção brasileira. Depois de vencer, golear e mostrar um belo futebol, a seleção voltou a campo, desta feita contra a seleção do Paraguai, tida como uma das maiores rivais dos brasileiros, principalmente na marcação e no futebol agressivo.

A seleção brasileira porém, não temeu, partiu para cima, dentro do estilo do técnico Tite, venceu o primeiro tempo, por 1 x 0, gol marcado por Philippe Coutinho. Depois do gol, a seleção desperdiçou outras grandes oportunidades de gol. No entanto, a apresentação segura, fazia crer que no segundo tempo, o placar seria ampliado.

Neymar perdeu um pênalti, em seguida recuperou-se marcando o segundo gol, aos 18 minutos. O Paraguai pouco incomodou, e quando se esperava que o placar estaria definido, Marcelo marca aos 40 minutos, definindo o resultado de 3 x 0 para o Brasil.

Agora classificado, para a Copa do Mundo da Rússia, a seleção terá mais tranquilidade para o restante dos jogos. Estreou na lateral direita o jogador Fagner, com uma apresentação segura, e de chamar a atenção. O técnico Tite, outra vez, foi o mais elogiado, representando a confiança que a torcida deposita no profissional.

Blog de Airton Sousa: Na era Tite, Brasil tenta vencer o Paraguai

Quatro jogos aconteceram, nos últimos anos, sem que a Seleção Brasileira conseguisse vencer a Seleção do Paraguai. Nessa terça(28), na Arena Itaquera, o técnico Tite tentará quebrar essa barreira de derrotas, juntamente com os seus comandados. O Brasil vem há sete partidas sem conhecer uma derrota, e essa é a maior expectativa, que a oitava vitória possa vir, exatamente contra  o Paraguai.

Para o jogo dessa terça-feira, a certeza de uma Arena lotada, com o propósito de um grande futebol, e uma extraordinária festa, dentro e fora de campo. Para tanto, o treinador brasileiro, já definiu os onze titulares, com exceção de Daniel Alves, que cumpre a automática.

A escalação ficou assim: Alísson, Fagner, Marquinhos, Miranda e Marcelo; Casemiro, Renato Augusto, Paulinho e Philippe Coutinho; Neymar e Roberto Firmino.

Enquanto isso, o técnico da Seleção do Paraguai, resolveu esconder a sua  escalação, para criar expectativa, principalmente no time brasileiro. Espera-se dessa maneira, que diante de todo o mistério, os adversários da seleção brasileira, não venham a complicar, principalmente no aspecto violência, fato aliás, que geralmente acontece quando se encontram esses dois tradicionais rivais do continente Sul-Americano.

Blog de Airton Sousa: Seleção encanta mais uma vez

Tenho a impressão que já podemos sonhar com uma seleção competetiva para a Copa de 2018. São três apresentações bonitas e convincentes, agora sob o comando do técnico Tite. Acredito que faltava exatamente isso, que chegássemos ao fundo do posso, para que providências radicais, viessem a acontecer. Quem não lembra, quando enfrentávamos essas mesmas seleções anteriormente, tínhamos medo, tremíamos e muitas vezes, não conseguíamos vencer. Ao contrário, agora, é dar crédito ao técnico, aos jogadores e esperar que a seleção possa continuar unida e crescendo tecnicamente. Mais um detalhe, a seleção brasileira  começa a tocar com requinte, já apresentando um início de bonitas trocas de passes, e uma participação conjuntiva, e não individual. Exemplo, a mudança de Neymar, de um futebol pessoal  para um futebol solidário.

Quanto ao jogo de ontem(06/10),o placar de 5 x 0 para o Brasil, contra uma Bolívia, que algumas vezes complicou, e quem não lembra, chegou a vencer a nossa seleção. Os bolivianos, entraram firmes na marcação, cometendo muitas faltas, porém, aos poucos foram sedendo espaços e o Brasil foi tomando conta do jogo, chegando ao primeiro, segundo, terceiro, quarto e quinto gol, com jogadas trabalhadas, troca de passes e um futebol envolvente. O placar foi justo, por tudo aquilo que a seleção criou no decorrer da partida.

Agora, é aguardar terça-feira(11), no jogo contra a Venezuela, lanterna da competição. O jogo será na cidade de Mérida, e com certeza, se respeitarmos ao adversário e jogarmos com seriedade, emplacaremos a quarta vitória da era Tite. O Brasil é o segundo colocado, com 18 pontos, tendo como primeiro lugar o Uruguai, com 19 pontos.

Blog de Airton Sousa: Seleção Brasileira – novo treinador, novas esperanças…

Com a conquista do ouro olímpico, e com alguns jogadores jovens demonstrando uma capacidade diferente dos veteranos e viciados, surge no coração da torcida brasileira, a esperança de novos rumos para a copa de 2018, na Rússia. Ao lado dessa expectativa, também novo comando, novo treinador, acontecendo o que muita gente torcia, que o técnico Tite assumisse nossa seleção. Na relação do treinador, nomes como Alisson, Gil, Filipe Luis, Paulinho, Renato Augusto, Taison, Gabriel Barbosa, Casemiro, entre outros. Agora um detalhe não podemos esquecer, as dificuldades que esperam a seleção nesse dois jogos, nos dias 01 e 06 de setembro. Quita-feira(01), a seleção do Equador, segunda colocada nos jogos eliminatórios, com 13 pontos, tendo a sua frente apenas o Uruguai, primeiro colocado evidentemente. Apenas o saldo de gol é que faz a diferença nas duas seleções e aí vem também a altitude e as consequências provocadas, dificultando o domínio da bola, a velocidade do vento e outros itens que servem de vantagem a favor da seleção dona da casa, que sempre leva vantagens nesses trunfos.

Tudo isso foi comentado e providenciado pela comissão técnica, inclusive chegando com antecipação no Equador, para que houvesse uma adaptação por parte dos seus jogadores. Fazendo mistérios sobre a escalação, o técnico Tite resolve proceder dessa maneira, para criar uma expectativa por parte da imprensa e também da torcida. Apenas alguns jogadores já têm seus nomes certos; outros porém, a minoria, é que têm seus  nomes colocados em dúvida para o jogo. Porém, o que se espera é que a seleção venha superar as dificuldades e apresentar um futebol envolvente, conseguindo começar com o pé direito essa nova fase do futebol brasileiro. Depois do jogo dessa quinta-feira(01), a seleção volta para o Brasil, onde vai enfrentar também a boa seleção da Colômbia. É aguardar para ver se o técnico Tite passa no primeiro e difícil  teste.