Brasileirão 2013 – Série D: Botafogo/PB faz 3 x 1 e vence o Central nos pênaltis

No tempo normal, 3 a 1 para o Belo. Nos pênaltis, 5 a 3. Equipe está classificada para as quartas de final e vai decidir vaga na Série C de 2014

O Botafogo-PB venceu neste domingo o Central de Caruaru e está classificado para as quartas de final do Campeonato Brasileiro da Série D. Foi um dia épico para o botafoguense, que viu o time vencer por 3 a 1 no tempo normal, devolver o placar sofrido no jogo de ida, e nos pênaltis se classificar de forma irretocável. Com seus cinco marcadores marcando seus pênaltis. A partida começou às 16h e terminou já pela noite com muita festa por parte dos jogadores e torcedores do clube pessoense.

Com o resultado, o Belo está classificado para as quartas de final e vai decidir uma vaga na Série C do ano que vem. O adversário vai ser decidido apenas na terça-feira, com o jogo entre Tiradentes e Sergipe, em Fortaleza. Se o Tiradentes se classificar, o primeiro jogo é em João Pessoa e o segundo em Fortaleza. Se o classificado for o Sergipe, o jogo decisivo é em João Pessoa.

Na primeira partida entre Sergipe e Tiradentes, 2 a 2 em Aracaju. Assim, um 0 a 0 ou um 1 a 1 classifica o Tiradentes. Um 2 a 2 leva a decisão para os pênaltis. Qualquer outro empate é do Sergipe. Quem vencer também está classificado.

Dois gols em 45 minutos

O primeiro tempo começou equilibrado. Com os dois times procurando o gol. Luiz Fernando e Andrezinho chegaram primeiro para o Central, mas depois Celico respondeu duas vezes e colocou o time de João Pessoa no ataque.

Apesar disto, o primeiro lance de real perigo só aconteceu aos 13 minutos da etapa inicial. Celico caiu pela esquerda, cruzou para Fausto. Ele estava livre. Iria cabecear em gol, mas no último instante a zaga do Central conseguiu cortar.

O Belo precisava do resultado. Ia para cima. E em cinco minutos inspirado conseguiu os dois gols que lhe classificaria. Aos 25 minutos, Pio meteu de cabeça em gol. Juninho se atrapalhou e entrou com bola e tudo. Aos 30, Lenílson aproveitou uma confusão na área e soltou uma bomba para ampliar. Era um 2 a 0 que provocava delírio no Estádio Almeidão.

De repente, contudo, o Botafogo parou. Com o resultado que lhe classificava, se acomodou. E pouco depois perdeu o craque Lenílson, que saiu de campo machucado. Entrava Fábio Neves em campo. O jogo caiu de ritmo e aos 41 o Central quase empatou com Andrezinho.

Um para cada lado e pênaltis

No segundo tempo, o time pernambucano começou como tinha terminado o primeiro. No ataque. Tentou e conseguiu diminuir aos 19 minutos. Após um cruzamento na área, Ítalo subiu mais do que a zaga e fez 2 a 1. Era um resultado que colocava o Central nas quartas de final.

A partir daí, o Belo voltou a acordar. E passou a atacar. Muito mais com o coração do que com tática ou técnica. O tempo, contudo, passava. E o placar permanecia inalterado. Trinta e um minutos. Rafael Aidar chutou, mas Ítalo cortou. Aos 33, Aidar de novo. Passa para Pio, mas este acertou a trave. Trinta e oito. Falta. Pio ajeitou a bola de forma cuidadosa e a meteu na cabeça do uruguaio Mario, que entrava no início da etapa final.

Foi um gol que levou o jogo para os pênaltis. Mas antes o Central ainda teve uma última chance. Aos 42 minutos, Erivelton obrigou Remerson a fazer uma bela defesa.

Era uma festa o Estádio Almeidão, que lotado empurrava o time. Nas cobranças decisivas, Pio, Mario, Ferreira, Fábio Neves e Fausto marcaram todas as cinco cobranças botafoguenses. Pelo lado do Central, Erivelton, Marcelo Pinheiro e Xinho marcaram. Andrezinho perdeu. E com o 5 a 3, Júnior Maranhão nem precisou ir para a cobrança. O Botafogo já estava classificado.

Fonte: Globoesporte.com
Reportagem: Edvaldo Magalhães/ Vídeo

Mano Menezes deixa o comando da Seleção Brasileira

Foto: Internet

Mano Menezes não é mais técnico da seleção brasileira. A decisão foi tomada nesta sexta-feira após reunião na Federação Paulista de Futebol (FPF), em São Paulo. A CBF vai anunciar nas próximas horas de forma oficial a saída do comandante da equipe nacional. O novo técnico será escolhido pela entidade apenas no início de janeiro: Tite, Muricy Ramalho e Felipão estão cotados.

O diretor de Seleções da CBF, Andrés Sanches, deixou a reunião com uma dúvida: permanecer ou não no cargo após a saída de Mano. O dirigente pediu alguns dias para tomar a decisão de forma oficial. O ex-presidente do Corinthians vai dar uma coletiva nesta sexta-feira, às 17h.

Mano Menezes foi comunicado pela CBF logo após a reunião. O treinador soube da informação em São Paulo. O ex-comandante não irá pronunciar de forma oficial sobre a demissão. O técnico foi contratado em julho de 2010 pelo então presidente Ricardo Teixeira.

Fonte: Globo esporte.com