Blog de Airton Sousa: Vitória do Náutico no último jogo do Hexagonal

Com o resultado dessa segunda-feira (10), quando o Náutico venceu ao Santa Cruz, no Arruda, pelo placar de 2 x 1, encerrou-se o Hexagonal decisivo do Campeonato. As semi-finais ficaram formadas da seguinte maneira: Salgueiro x Santa Cruz; Náutico x Sport, observando-se que as primeiras partidas serão respectivamente, no Arruda e na Ilha do Retiro.

Consequentemente, os jogos de volta serão em Salgueiro e na Arena de Pernambuco. A pergunta é a seguinte: Quem leva vantagem sobre quem?  Sinceramente, o único ponto que pode alterar, é um placar elástico no primeiro jogo, caso contrário, ninguém leva vantagem.

Quanto ao jogo dessa segunda-feira (10), foi uma partida em que as ausências do Santa Cruz e do Náutico, influenciaram para que tivéssemos uma partida pobre tecnicamente. No entanto, o time timbu saiu na frente no placar, com um gol de Erick, aos 18 minutos do primeiro tempo, e só na segunda fase, é que o Santa Cruz empatou aos 7 minutos com Everton Santos.

Um jogo disputado, onde pelo Santa Cruz se destacaram Pereira e William Barbio, e pelo Náutico, tiveram destaque os jogadores Erick, Dudu e Rodrigo Sousa. O gol da vitória do Náutico, foi através da cobrança de pênalti de Dudu, onde o goleiro Jackson defendeu, e no rebote, Dudu complementou, fazendo Náutico 2 x 1 Santa Cruz.

Agora, é aguardar as decisões da Federação Pernambucana de Futebol, inclusive com relação às arbitragens, onde o Sport Clube do Recife, através da sua Direção, oficializou o seu desejo de ter nos seus jogos, árbitros de outras Federações. Só faltava essa agora no Campeonato, que teve de tudo, principalmente no aspecto negativo.

Blog de Airton Sousa: Alvi-negro está agonizando

Terminada a decepcionante participação do Central Sport Clube, no Campeonato Pernambucano de 2017, a pergunta é a seguinte: Que futuro terá o alvi-negro, a partir de agora? Sem time, sem crédito, cheio de compromissos a cumprir, dezenas de causas na Justiça do Trabalho, e tendo pela frente o Campeonato Brasileiro da Série D, que começará em meados de maio.

O ano passado, a situação era mais ou menos como essa. Foi feita uma parceria, e o time não passou da primeira fase, ficando no início da competição. Agora, o espaço para resolver todos os problemas emergenciais, é de apenas 40 dias, porque tudo vai começar do zero. Podemos dizer que a situação Centralina agora, é pior do que a do ano passado.

Tem que contratar, organizar um grupo, correr atrás de dinheiro, que será o princípio fundamental, e não será fácil, principalmente pelo descrédito do atual Presidente. No entanto, surge agora uma luz no fundo do túnel: Jandoval Bezerra, Sivaldo Oliveira, Alexandre do Carrancão e outros Centralinos, se dispõem iniciar um trabalho emergencial, para recuperar o gramado, contratar um treinador, visando o Brasileiro da série D.

O impecilho nesse instante, é um só: a saída do atual Presidente, porque com ele as providências e ajudas, ficam inviáveis. Será uma semana decisiva, pela emergência que os fatos reúnem. Daí esperar que o bom senso aconteça, e o Central Sport Clube, possa escapar mais uma vez da guilhotina.

Blog de Airton Sousa: Jogo melancólico entre Central x Sport

Não existe outro termo, para aplicarmos ao jogo deste domingo (09), entre Central e Sport Clube do Recife. Uma tarde, em que não havia motivação para o torcedor leonino ir ao Estádio, mesmo depois de dois excelentes jogos pelas Copas do Nordeste e Sul-Americana. Uma vergonha, apenas 616 torcedores, e tem sido assim, na maioria das partidas.

Um primeiro tempo, sem criatividade, lento, fraco e com o Sport sem vontade de jogar. Quanto ao Central, a limitação de sempre, com a falta de motivação, em razão dos problemas surgidos ultimamente, principalmente no Hexagonal. Apenas o jogador Altemar, foi o destaque do alvi-negro, nos dois tempos de jogo, recebendo elogios da crônica presente ao Estádio.

Na segunda etapa de competição, os gols saíram na seguinte sequência: 25 minutos Juninho abriu o placar; 29 minutos Altemar cobrou uma falta e Gabriel complementou, empatando o jogo; 39 minutos Leandro Pereira desempatava; e aos 47 minutos, de pênalti, Lênis fez o terceiro gol e fechou o placar em 3 x 1 para o Sport.

Com o resultado, o Sport foi a 17 pontos e escapa do confronto direto com  o Salgueiro nas semi-finais. Enquanto isso, o Salgueiro que também venceu por 3 x 1 ao time do Belo Jardim, fechou o Hexagonal com 23 pontos e 7 vitórias. Agora, e esperar o jogo desta segunda-feira(10), no Arruda, entre Santa Cruz e Náutico, para ver como fica a combinação dos jogos nas semi-finais.

Para uma reflexão do torcedor e dos nossos Dirigentes, na Arena Fonte Nova, neste domingo (09), à tarde, no clássico entre Bahia x Vitória, tivemos 33 mil torcedores e uma renda de R$ 1.129.000,00 (Hum milhão, cento e vinte e nove mil reais). Explicar de que maneira essa disparidade? Estamos aquém de Estados como Bahia, Ceará, entre outros. Os Dirigentes, terão que encontrar uma maneira de recuperar o futebol Pernambucano e trazer a torcida de volta aos Estádios.

Blog de Airton Sousa: Sport e Salgueiro empatam na Ilha do Retiro

Jogando com o time sub-vinte, o Sport não passou de um empate contra o Salgueiro, na noite desta segunda-feira(03). Um jogo brigado, disputado, e com o time salgueirense abrindo o placar com 1 minuto da primeira etapa, dando a entender que venceria o jogo. O time rubro-negro, dominou grande parte do jogo e terminou empatando, ainda no primeiro tempo.

Na segunda etapa, aos 13 minutos, o Sport fez o segundo gol e fica na frente do placar. No entanto, o time do sertão,  demonstrando a boa fase que está atravessando, chega ao empate aos 23 minutos  e  matou um pouco, as pretensões leoninas de chegar à vitória.

O fato lamentável no jogo, foi o lance entre Wallace e Levi, quando com um choque o jogador rubro-negro, atingiu o atleta do Salgueiro. Um lance violento, daí uma fratura na tíbia, causando revolta aos jogadores salgueirenses. Depois do jogo, foi constatada a fratura e o tempo de 120 dias para a recuperação do jogador Levi.

Em seguida o Presidente leonino, reclama da arbitragem de Gilberto Castro Júnior, antecipando em seguida o pensamento de trazer árbitros de fora para apitarem os jogos do Sport nas semi-finais e finais do Campeonato Pernambucano.

O Salgueiro com o empate, é mais líder ainda, somando 20 pontos, enquanto que o Sport é o segundo colocado, com 14 pontos. Dependendo dos resultados do Náutico e Santa Cruz, nesta quarta-feira(04), o time rubro-negro, pode perder essa segunda colocação.

Blog de Airton Sousa: Sport enfrenta ao Salgueiro pelo Hexagonal

O Hexagonal do título, extremamente desmotivado pelo regulamento e por sabermos faltando apenas duas rodadas, quais as quatro equipes classificadas para as  semi-finais da competição, tem sequência nessa segunda-feira, com o jogo na Ilha do Retiro, envolvendo o Sport contra o líder Salgueiro.

Pelo fato de ter jogado na tarde deste domingo(02), pela Copa do Nordeste, com o time principal, o técnico Ney Franco, coloca em campo a equipe reserva do Sport, mesclada com alguns sub vinte, pelo fato do Hexagonal ter passado a desinteressar ao time rubro-negro.

Agora, é só saber quem será o primeiro, segundo, terceiro ou quarto colocado, para a determinação dos confrontos. No entanto, a distância do Salgueiro é de seis pontos para o Santa Cruz e Sport, entendendo-se que o time do sertão fará o jogo de volta nas semi-finais em casa, e se conseguir a classificação, também a segunda partida da final, nos seus domínios.

Blog de Airton Sousa: Sport tem novo técnico

Coisas de Dirigentes sem planejamento e com mentalidade amadora. Com uma campanha de razoável para boa, onde em 18 jogos, venceu 10, empatou 6 e perdeu 2, Daniel Paulista foi afastado após o empate contra os reservas do Santa Cruz em 1 x 1, neste domingo(26), na Ilha do Retiro.

Levando-se em consideração que a maioria dos adversários foi de um nível regular, exceção os clássicos contra o Náutico e Santa Cruz, mesmo assim, dentro do propósito dos Dirigentes, de não valorizarem o Campeonato Estadual, fazendo um trabalho com os jogadores da base, nada foi avaliado para decidir pelo afastamento de Daniel Paulista.

Volta para dirigir as Divisões de Base do Sport, fato que sinceramente eu não concordo. Acho que a decisão da Diretoria foi humilhante, e o melhor caminho para Daniel Paulista, era tentar treinar um time inferior, para iniciar a sua carreira, como um técnico verdadeiramente. Porém, Daniel Paulista não teve esse entendimento e é de novo rebaixado para a base do clube da praça da bandeira.

Já anunciado Ney Franco como o novo treinador, namoro agora concretizado, pois várias vezes os Dirigentes tentaram a vinda do treinador, que exigiu a companhia do preparador físico e um assistente técnico, inflacionando mais ainda a sua contratação.

Porém, a partir do jogo contra o Campinense, passaremos a observar se a falha era do Daniel Paulista, da fragilidade técnica do elenco, ou de alguns jogadores se escondendo em campo. A verdade é que, fica provado mais uma vez, que a prata de casa não tem valor. Assim também aconteceu com Daniel Paulista, para os Dirigentes, foi o verdadeiro culpado do futebol pequeno que o time está jogando.

Blog de Airton Sousa: Sport vence com dificuldade

Foi encerrada na tarde deste domingo(19), a sétima rodada do Hexagonal do Título. No estádio do Arruda, o Belo Jardim perdeu para o Sport pelo placar de 1 x 0, repetindo o mesmo resultado da primeira fase do Hexagonal. O gol rubro-negro foi marcado aos 13 minutos do segundo tempo, através do jogador Paulo Henrique, que abusou de perder gol já no primeiro tempo do jogo.

O time do Belo Jardim,  teve folego até 15 minutos da primeira etapa, quando teve uma chance com um minuto de jogo, e foi apenas isso no primeiro tempo. Enquanto o time leonino, a partir dos 20 minutos, dominou o jogo, mesmo com desespero e ansiedade dos seus jogadores.

Aos 22 minutos, de calcanhar, Talison teve chance de gol; também aos 40, 42 e 44 minutos, Paulo Henrique perdeu concretamente várias oportunidades de marcar. Pelas chances perdidas, no mínimo, o Sport poderia ter vencido no primeiro tempo, pelo placar de 3 x 0. Na segunda etapa de jogo não foi diferente, o Belo Jardim jogando atrás, esperando o time leonino e as chances sendo repetidas.  Com 2 minutos de jogo, Talison desperdiça uma chance de gol; aos 8 minutos é a vez de Paulo Henrique. Mas, aos 13 minutos, finalmente Paulo Henrique, de cabeça, aproveitando o rebote do goleiro Andrei, abre o placar colocando o Sport na frente.

A partir daí, nova oportunidade com Fábio de cabeça aos 27 minutos, enquanto o Belo Jardim desperdiça a única chance de empatar no segundo tempo, com Raniel aos 38 minutos. Uma coisa ficou constatada no jogo por parte do sport: é preciso o técnico Daniel Paulista treinar mais o passe de bola e as finalizações. O placar final foi 1 x 0 para o Sport, onde o jogador Mena foi o destaque do time rubro-negro.

Com a vitória o Sport foi a 12 pontos, mesma pontuação do Santa Cruz, porém o time tricolor é o segundo colocado no Hexagonal, pelo saldo de gols. O Salgueiro lidera om 16 pontos e o Náutico é o quarto colocado com 11 pontos.

O público do jogo foi um dos menores do campeonato. Apenas 437 pessoas e uma renda de R$ 4.485,00. Emerson Sobral fez uma boa arbitragem.

A próxima rodada do Hexagonal terá os seguintes jogos: Sport x Santa Cruz;  Náutico x Belo Jardim. Todos domingo, dia 26/03, às 16 horas.

Blog de Airton Sousa: Situação crítica do Central de hoje

O Central com quase cem anos de existência, tem tido Dirigentes e Dirigentes, passando por fases muito mais negativas, do que positivas, e a história está aí para comprovar o que estamos escrevendo. O torcedor da patativa, está muito bem convencido das dificuldades, dos problemas, dos descasos, do abandono e da falta de credibilidade.

O atual Presidente do Central, no auge da sua vaidade e orgulho, sepulta de uma maneira rápida e emergente, o nome e a tradição esportiva que o clube com muito sacrifício construiu,  através de Dirigentes que mereciam respeito e se faziam impor, o que não é o caso do atual Presidente, que em razão da falta de transparência, deixa o clube na atual situação.

Tenho escrito e comentado muito pouco a respeito do alvi-negro, porque são tantas coisas negativas, tantos erros, que não vale a pena perder tempo, porque temos espaços importantes no rádio e também nesse blog, para levar notícias merecedoras da ocupação de espaços.

O atual Presidente, falou recentemente a uma emissora de rádio, que esse cronista, comentava conforme a conveniência do ex-presidente do Central, Sivaldo Oliveira. Puro engano, porque os espaços que ocupo, são espaços com assuntos analisados de maneira profissional e imparcial desse cronista, e sempre foi assim desde o início da minha vida no rádio e na televisão.

Para que a cidade julgue o atual Presidente, basta citarmos alguns fatos para apreciação. A Campanha do Central o ano passado, nos campeonatos Estadual e Brasileiro; a campanha até agora no atual Hexagonal; a situação financeira do clube junto aos seus funcionários; além de uma perspectiva de tudo ser repetido como em 2016, lamentavelmente.

O torcedor do Central que faça o seu julgamento. Será que a atual gestão patativa, está correspondendo? Será que o trabalho do Presidente tem sido um trabalho cheio de apoio e credibilidade? A situação financeira, o abandono do Lacerdão e outros itens merecem o apoio, ou a rejeição do sócio?

Infelizmente é o Central que sofre, que agoniza, que já passou do fundo do poço, é de novo vitima da inconsequência daquele é o pior presidente da história da patativa do Agreste. Triste resumo de uma tradição, que causou ao longo da sua existência, tanto desencanto a sua torcida. É bom pedir ao Presidente Licius Cavalcante, respeito ao nome do Central, e a história de 35 anos desse cronista, que já passou por prefixos famosos e importantes, no rádio e na televisão, e que tem um marco na crônica esportiva.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz e Central jogam pelo Hexagonal nessa quinta-feira

Só a Direção da Federação Pernambucana de Futebol para entender, porque até agora, a Diretoria do Central e a imprensa, estão buscando justificativa para a realização do jogo contra o Belo Jardim, em plena quinta-feira à tarde, na cidade de Vitória de Santo Antão.

Um Campeonato deficitário técnica e financeiramente, desmotivado pelo nível e pela ausência do torcedor. Mesmo assim, a Federação entende que os clubes do interior estão bem sob o ponto de vista financeiro, ganhando dinheiro com a participação no Hexagonal e com o público se fazendo presente.

Fazer o quê? É a velha história, manda quem pode, obedece quem é doido. Nesse clima de desmotivação, o Central que até agora não somou um único ponto, enfrenta ao Belo Jardim, que pelo menos tem um ponto. Aí já faz a diferença.

À noite, pelo menos à noite, também dessa quinta-feira(02/03), o Santa Cruz quarto colocado do Hexagonal, enfrenta ao Salgueiro. Um jogo complicado e difícil para os dois times. Muito embora, dos três clubes da capital, o tricolor é o que mais evoluiu tecnicamente.

Não dá para apontar favorito, mesmo entendendo que jogando no Arruda, crescendo como está, o tricolor leva uma pequena vantagem sobre o Carcará. Porém, não é de causar surpresa, se o time Salgueirense vier  pregar um susto em pleno Arruda, aos comandados de Vinicius Eutrópio.

Blog de Airton Sousa: Futebol pernambucano nesta quarta-feira

Duas competições aguardam o futebol pernambucano nesta quarta-feira(08). Pelo Campeonato Pernambucano o Náutico enfrenta ao Salgueiro na Arena Pernambuco, um confronto que vale a liderança do Hexagonal. O Náutico vem de uma vitória frente ao Central no Estádio Antonio Inácio de Sousa, enquanto que o Salgueiro vem de um empate contra o Sport.

Todavia, no meio do caminho, o torcedor alvi-rubro saiu chateado de campo, depois da derrota de 1 x 0 para o Santa Cruz, principalmente pelo desacerto do time, sendo dominado, na maioria do jogo, pelo time tricolor. A esperança nesta quarta-feira, é que o Náutico dê a volta por cima, some três pontos e supere as dificuldades e a qualidade, principalmente no entrosamento do time do sertão, e esteja ´pronto para disputar a liderança do Hexagonal. Sabe-se que a briga é grande pela liderança, entre Sport, Náutico e Salgueiro.

Não resta dúvida, que será um jogo igual, e o perigo é  esse, uma derrota do time alvi-rubro, pode trazer consequências, inclusive para o técnico Dado Cavalcanti, bastante criticado, após a derrota do sábado(04), para o Santa Cruz. Por outro lado, o time do Salgueiro promete dificultar as ações do alvi-rubro. Daí se espera um bom jogo, em razão da necessidade que os dois times tem que vencer a partida, para avançar rumo a conquista do Hexagonal decisivo do título. Outra expectativa, é com relação ao público, até agora decepcionante nas duas rodadas anteriores.

Enquanto isso, o Sport estréia na Copa do Brasil contra o CSA. Como de costume, sempre quando se encontram equipes de Pernambuco, Alagoas, Rio Grande do Norte, Ceará e Sergipe, geralmente são jogos difíceis, mesmo entendendo-se que a estrutura do Futebol Pernambucano é superior. No entanto, nem sempre na prática assim acontece. A Copa do Brasil sofreu várias alterações no seu regulamento, exigindo mais, principalmente de quem joga fora de casa.

A torcida leonina, eufórica com a contratação do jogador André, espera que agora a deficiência ofensiva do time tenha sido solucionada, muito embora, para o jogo desta quarta-feira(08), o atleta não jogará, e o técnico Daniel Paulista vai ter que se arrumar com o atual elenco, e quem sabe, outra vez, colocar Fábio no comando do ataque, já que são poucas as opções, no momento, para esse setor.

Portanto, o torcedor leonino, espera que o time possa passar bem pelo CSA, e começar a pensar outra vez no Campeonato Pernambuco e na Copa do Nordeste, já que nesse final de semana, o Sport também disputa a liderança do grupo com o time do River do Piauí, fato que aliás vem chamando à atenção, porque a Comissão Técnica já demonstrou total interesse em conquistar a Copa do Nordeste, inclusive deixando o time principal para essa competição.

Porém, também é bom lembrar, que a Copa do Brasil, é uma competição interessante, em vários aspectos: financeiro, mídia e a própria competição, que reúne grandes, médios e pequenos clubes do futebol brasileiro. Aguardar para ver como o time se comporta, diante do time Alagoano, que com certeza, vai querer obter um bom resultado, para brigar para ir para a próxima fase da competição.