Blog de Airton Sousa: Náutico estreia mal na série B

Não se poderia esperar diferente. O Náutico estreando na Arena de Pernambuco nesta sexta-feira(12), não passou de um empate de 0 x 0, contra o América Mineiro. Foi um jogo fraco tecnicamente, com poucas oportunidades de gol, com a Arena de Pernambuco de portões fechados, num clima de velório.

Por mais que tentasse dar vida ao time timbú, o técnico Valdemar Lemos não conseguiu, graças a limitação do elenco. Sem dúvida, os atletas que deixaram o clube, fizeram muita falta e o pior ainda vem por aí, quando confirmada as saídas de Mailson e Anselmo. Todos sabiam que a saída dos jogadores ia pesar no rendimento do time, principalmente do excelente jogador Marco Antonio.

O que fazer, só a Diretoria sabe, porque sem dinheiro para contratar, devendo ao elenco, fica difícil ter uma melhor perspectiva, diante do quadro que rodeia o clube de Conselheiro Rosa e Silva. Não resta dúvida de que o técnico Valdemar Lemos, terá muita dor de cabeça para trabalhar com o grupo, limitado em todos os sentidos. Agora, é esperar para ver o que acontecerá na próxima partida, contra o Figueirense, em Santa Catarina.

Blog de Airton Sousa: Disputa acirrada pelas últimas vagas do G4

Depois dos resultados da 37ª rodada da série B, o G4 tem uma definição dos dois primeiros classificados e uma disputa pelas duas últimas vagas,  para o complemento dos clubes que estarão na primeira divisão do próximo ano. Atlético de Goiás e  Avaí já  estão na primeira divisão em 2017. Probabilidades maiores para Bahia e Vasco da Gama também terem acesso. Porém o  Náutico corre por fora, porque depende de uma vitória na última rodada, contra o Oeste, na Arena de Pernambuco, que luta para não ser rebaixado. Além da vitória contra o Oeste, o Náutico depende dos resultados do Vasco da Gama contra o Ceará, e do Bahia que joga fora contra o Atlético de Goiás. Portanto, a situação timbu, comparando os três clubes que buscam o acesso, é a mais difícil.

Quanto ao jogo contra o já rebaixado Tupi, mesmo com as dificuldades iniciais, o Náutico conseguiu uma vitoria folgada por 4 x 1, chegando a somar agora  60 pontos, 3 a menos que o Bahia e 2 a menos que o Vasco da Gama. Observa-se nessa reta final da competição, a falta que faz perder pontos para clubes de menor porte, a exemplo dos jogos do Náutico contra Luverdense, Clube de Regatas Brasil, entre outros. Jogando contra times inferiores, quem quer ter o acesso ao G4, tem que vencer, a exemplo do que aconteceu ontem contra o Tupi, muito embora temos que reconhecer que foi um pouco tarde, considerando  a posição dos quatro times que estão à frente do timbu.

Contra o Oeste, o importante é o time não se entregar, a torcida fazer o seu papel mais uma vez, e torcer que os correntes possam errar, e com isso, contribuir para o  acesso do Náutico. Sinceramente, acho complicada a situação do time de Pernambuco, e se fosse preciso colocar percentuais de credibilidade, daria apenas 10% de chances para o alvi-rubro Pernambucano. Se acontecer o acesso, para mim será uma surpresa, mais só resta aguardar.

Blog de Airton Sousa: Náutico volta ao G4

Beneficiado com a vitória de 2 x 1, diante do Atlético de Goiás, o Náutico está de volta ao G4 do Campeonato Brasileiro da série B. Um jogo que teve o placar de  0 x 0 no primeiro tempo, com o time goiano, muito bem projetado taticamente, e dificultando o trabalho de transição do alvi-rubro, daí as dificuldades entradas pelos comandados do técnico Givanildo Oliveira. Basicamente, o Náutico teve uma chance concreta de gol, com o jogador Bergson, com uma bola na trave , enquanto que o time do Atleticano teve também uma excelente oportunidade aos 15 minutos com o jogador Michell. Ou seja, um jogo muito bem disputado na linha intermediária, sem tanto trabalho para os dois goleiros.

No segundo tempo, o Náutico surpreende e marca com Rony no início, há um minuto de jogo. O gol deu uma certa tranquilidade emocional ao alvi-rubro, que passou a predominar, com mais jogadas ofensivas, ampliando aos 15 minutos, e chegando ao placar de 2 x 0. Depois do segundo gol, o Atlético que até então equilibrava o jogo, passou a ser dominado e o Náutico predominou, diante de 15.239 torcedores, que incentivando, levavam o alvi-rubro a uma tranquilidade maior no jogo. Quando tudo parecia definido no placar, o Atlético surpreende e marca o gol de honra, através do jogador Magno Cruz, porém tarde, porque a história do jogo estava desenhada, a favor do time de Givanildo Oliveira.

A vitória deixa o Náutico com 54 pontos, inclusive sendo favorecido com com o empate do Avaí, que chegou aos 55 pontos e não avançou. Agora, esperar a reação do Londrina, Bahia, C R B, Ceará, Luverdense e Criciúma. Contudo, nesse instante o Náutico depende exclusivamente dele, onde não pode cometer erros, a exemplo do que aconteceu contra a Luverdense., em Lucas do Rio Verde. O próximo jogo do time timbu, será fora de casa, contra o C R B, no dia 06 de novembro em Maceió. A renda de ontem na Arena de Pernambuco, somou R$ 275.090,00. O governo de Pernambuco, encontrou uma maneira de ajudar o time do Náutico, abrindo mão dos 25% que lhe cabe, creditando o valor total da arrecadação a favor do alvi – rubro, o que não deixa de ser um estímulo a excelente participação do time no Campeonato Brasileiro.