Blog de Airton Sousa: Sport ainda incerto na série A

Ainda não foi no jogo contra o América Mineiro, neste sábado(26), que o Sport se garantiu na primeira divisão do próximo ano. Um jogo pobre de técnica e de qualidade, o time leonino saindo na frente aos 11 minutos do primeiro tempo, com um gol de Rodney Wallace, dando a impressão que um placar elástico estaria para acontecer, e que o time iria sair das Minas Gerais com a manutenção na primeira divisão garantida. Mais não foi dessa vez, porque realmente o time apresentou um futebol improdutivo, devagar e sem vibração, mesmo assim venceu o primeiro tempo por 1 x 0.

No segundo tempo, o América mudou taticamente, povoando melhor os espaços, e chegou ao empate, aos 8 minutos, com um gol de Danilo, numa falha de marcação de Samuel Xavier. Depois do empate, o técnico Daniel Paulista substituiu Apodí e Ruiz, colocando Vinícius Araújo e Everton Felipe, porém o Sport continuava com as mesmas deficiências, até que Michael marcou de cabeça aos 19 minutos, em uma falha do goleiro Magrão, na desvantagem no placar, outra vez mais uma substituição, saindo Ronaldo e entrando Gabriel Xavier, aos 31  minutos.

Finalmente, com uma bonita cobrança de falta por Diego Sousa, e a cabeçada surpreendente de Ronaldo Alves, estava empatado o jogo, e não foi dessa vez que o time Pernambucano, garantiu a sua manutenção na primeira divisão, adiando para o último jogo, na Ilha, contra o Figueirense. Agora, é ficar de olho no jogo do Internacional, contra o Cruzeiro, em Porto Alegre.

Blog de Airton Sousa: Resultados de Pernambuco na série A

Um jogo eletrizante, com seis gols e uma partida disputada do começo ao fim. Foi esse o resultado do encontro deste domingo às 18:30 h,  no Estádio José do Rego Maciel, envolvendo Santa Cruz e Atlético Mineiro. No final, o placar de 3 x 3, com gols que surgiam a cada momento, tornando o jogo extremamente gostoso de ser assistido.

No primeiro tempo o tricolor venceu parcialmente pelo placar de 2 x 1, com Fred marcando aos 5 minutos, Grafite aos 13 minutos, e Keno aos 30 minutos. O técnico Marcelo Oliveira, do Atlético, contou com Fred, Marcos Rocha, Rafael Carioca e Cazares. Os demais titulares foram poupados, em razão da primeira partida decisiva, que acontecerá quarta-feira(23), contra o Grêmio, na decisão da Copa do Brasil.

Na segunda etapa, mais gols e emoções. Clayton empatou aos 9 minutos, Vitor desempatou aos 13 minutos e finalmente Hyuri fechou o placar aos 34 minutos. O time mineiro com o empate, continuou no quarto lugar com 62 pontos, enquanto que o Santa Cruz continua na décima nona, com 28 pontos. O próximo jogo do tricolor Pernambucano será contra o Grêmio no Arruda.

Por sua vez, o Sport perdeu para o Atlético Paranaense pelo placar de 2 x 0, em um jogo em que o rubro negro, voltou a jogar mal, entre eles Diego Sousa, com um futebol lento e improdutivo, sendo na sequência, duas derrotas consecutivas. Passes errados, meio de campo dominado pelo meio de campo adversário, e o goleiro Ueverton, do Atlético, sem nenhum trabalho. André Lima marcou aos 22 minutos, enquanto que Tiago Heleno, de pênalti, fez o segundo gol, tudo isso no primeiro tempo.

No segundo tempo, o Sport melhora um pouco, tem oportunidade de gols com Diego Sousa, aos 7 minutos e Ritchely,  aos 14 minutos. Depois disso, o time paranaense voltou a dominar o jogo, mesmo com as entradas de Apodí, Túlio de Melo e Gabriel Xavier, que não influenciaram em nada, para evolução do time Pernambucano.

Com essa derrota, o Sport continua na décima quinta posição, com 43 pontos, porém com o resultado do Vitória, contra o Figueirense pelo placar de 4 x 0, a situação do time da Ilha do Retiro, agora fica complicada, visto que apenas um ponto, separa o rubro negro Pernambucano, do rubro negro Baiano. O próximo jogo do Sport, é contra o já rebaixado América Mineiro, em Minas Gerais.

Blog de Airton Sousa: Rodada de derrotas para Pernambuco

Uma rodada, que não trouxe resultados positivos para o futebol Pernambucano, na primeira divisão. Só faltava essa derrota para matematicamente o Santa Cruz ser declarado rebaixado, e foi isso que aconteceu, quando o time enfrentou ao Coritiba na noite dessa quarta-feira(16), pelo placar de 1 x 0. Outra vez o tricolor não jogou mal, porém, não conseguiu marcar nenhum gol, e saiu de campo derrotado. Agora sim, oficialmente o Santa Cruz é segunda divisão em 2017. No entanto, desde o jogo contra o Atlético Mineiro, em 11 de julho, que nós afirmávamos as chances do time ser rebaixado, pelo mal futebol praticado e pela limitação do elenco. Agora, o Santa Cruz tem três partidas, para encerrar a sua participação no Nacional de primeira divisão.

Enquanto isso, a torcida do Sport tem que agradecer de joelhos ao Grêmio, pela maneira como jogou e perdeu pelo placar de 3 x 0, salvando o Sport de estar mais próximo ainda da zona de rebaixamento. Quanto ao jogo contra o Cruzeiro, novamente o rubro negro foi um time desencontrado, com um futebol confuso, desde os alas até os atacantes. Além disso, para culminar a fraca atuação do time leonino, Diego Sousa, quando jogo ainda estava 0 x 0, com excesso de confiança, e embalado pela torcida, desperdiçou um pênalti, aos 39 minutos do primeiro tempo. Coincidência ou não, em seguida, poucos minutos após, o Cruzeiro monta um contra ataque e consegue marcar com o jogador Henrique, aos 43 minutos.

No segundo o tempo, com todas as tentativas, o técnico Daniel Paulista não conseguiu ajustar o seu time, e aos poucos, o Cruzeiro foi  consolidando a sua vitória, para tristeza e preocupação da torcida rubro negra. O Cruzeiro agora, soma 47 pontos e se distancia da zona de rebaixamento, para tranquilidade do técnico Mano Meneses. Por outro lado, com a derrota e consequentemente a vitória do  Coritiba, o Sport desceu mais um degrau. Agora é o 15º colocado, e fica torcendo que, Internacional e Vitória, que jogam nesta quinta-feira(17), não vençam os seus adversários, caso contrário, as coisas podem complicar para o time leonino, aproximando-o da zona de rebaixamento. O público foi de 25.477 foi torcedores, para uma renda de R$ 124.790,00.

Blog de Airton Sousa: Erros e fragilidades na arbitragem brasileira

Antes de ser torcedor e cronista esportivo, já vimos ao longo da história do futebol, muitas falhas dos árbitros e auxiliares, algumas falhas e erros propositais, na sua maioria, e muitas vezes, erros tão graves, que não dá para pensar que foram imparciais. O tempo passou, pouca coisa mudou, mesmo com o advento da tecnologia e outros auxílios. Quantas vezes os times intermediários de Pernambuco, no campeonato estadual, tiveram seus jogos tomados pelos árbitros? Não adiantava reclamar dentro ou após o jogo, porque prevalecia sempre a supremacia dos considerados grandes da capital.

Hoje o que se vê, com uma sequência muito grande de jogos e competições, é que dificilmente acontece uma rodada, sem que os erros dos árbitros deixem de acontecer. Bem recentemente o Sport foi vítima, o Náutico e o Santa Cruz também. Como se trata de equipes do Nordeste, e de médio porte, os fatos vão acontecendo e sendo repetidos. Agora a história mudou, erros contra o Palmeiras,  Internacional,  Corinthians, e agora o erro mais absurdo cometido pelo árbitro Sandro Meira Ricci, no jogo entre Flamengo e Fluminense.

Passados alguns dias, depois da repercussão nacional e internacional, o time do Fluminense acionou os órgãos maiores do futebol Brasileiro, e a verdade é  que o jogo e o resultado estão sub judice, causando uma enorme confusão, principalmente porque os três pontos retirados do Flamengo, colocam uma distância de sete pontos para o Palmeiras, primeiro colocado da competição.

O árbitro em questão, juntamente com os auxiliares, estão apitando jogos na Índia e logo que cheguem, serão notificados da punição de afastamento temporário do quadro de árbitros da CBF.

A solução seria inegavelmente, o recurso da tecnologia, para dissipar qualquer dúvida, além da profissionalização da arbitragem, onde com certeza, qualificaria os profissionais do apito, evitando que os mesmos exerçam outras atividades, e não tenham o repouso emocional suficiente para apitar as competições, sem trazer os transtornos que vivem os técnicos, jogadores, dirigentes e principalmente os torcedores.

É aguardar para ver o que pode e vai acontecer, porém, a verdade é que providências mais drásticas obrigatoriamente todos esperam, para evitar que novos fatos sejam repetidos, principalmente nessa reta final do Campeonato Brasileiro, das séries A e B, onde um ponto, vai ter uma importância muito grande e pode trazer consequências irreparáveis.

Foto: Internet

Foto: Internet

Blog de Airton Sousa: A sorte favoreceu ao Sport

Com a Ilha recebendo mais de 24.000 torcedores, todos na expectativa da recuperação do time, e a estréia do técnico Daniel Paulista, o time do Sport Clube do Recife, venceu com um  gol  de  Diego Sousa, aos seis minutos do primeiro  tempo, o seu arqui rival por 1 x 0. Foi um jogo tenso, com o time do Vitória marcando por setor e o Sport não encontrando uma maneira de executar a transição.

Para aumentar mais ainda a tensão, aos 12 minutos Matheus Ferraz comete um pênalti. Muita reclamação e o jogador Zé Love cobrou, dando oportunidade ao goleiro Magrão de evitar o gol dos baianos. Quando se esperava que as surpresas parassem, novamente Matheus Ferraz, coloca a mão na bola e o árbitro André Luiz Freitas marca novamente outro pênalti. Muito tumulto e reclamações, no entanto ficou confirmada a marcação do pênalti. O jogador Kieza foi o encarregado da cobrança, e novamente a sorte favorece ao time leonino, a bola vai ao encontro da trave, evitando o empate a favor do time baiano.

O jogo continuou bastante disputado, porém as finalizações não eram perfeitas, terminando o primeiro tempo com o placar de 1 x 0, a favor do Sport. No segundo tempo, o técnico Argel Fucks substituiu Cárdenas por Alípio, tentando fortalecer a transição do time do Vitória. Aos 17 minutos o jogador Marcelo perdeu a oportunidade de empatar o jogo; em seguida entra Apodí no lugar de Everton Felipe; e houve também a entrada de Wander no lugar de Tiago Real. No entanto, o jogo era apenas sofrível por parte das duas equipes. Na sequência, Apodí chuta forte aos 30 minutos; Rithely perde a chance de aumentar aos 32 minutos; Vinicius que havia entrado aos 27 minutos, também perde a oportunidade de fazer 2 x 0. Em seguida pelo Sport entra Neto Moura, no lugar de Rodney Wallace; e pelo Vitória, entra Serginho no lugar de Cárdenas, ambos aos 36 minutos.

Para complicar o vitória, aos 38 minutos, por jogada violenta, o jogador Marcelo, comete uma falta e toma o cartão vermelho. No entanto, mesmo com um homem há mais, o Sport não teve folego para aproveitar e ampliar o placar, que ficou mesmo em 1 x 0. Com essa vitória, o time leonino saiu da zona de rebaixamento, somando 37 pontos e ficando na 13ª posição, enquanto que o Vitória entrou na zona de rebaixamento, estando na 17ª posição. Quanto ao técnico Daniel Paulista, começou com o pé direito, pela importância da vitória. O time leonino, folga durante toda semana, e no domingo, enfrenta ao líder Palmeiras, em São Paulo.