Cachoeirinha-PE: Dia de Mobilização para Combate ao Aedes aegypti une secretarias que pedem conscientização da população

Este sábado, dia 13 de fevereiro de 2016, foi considerado o “Dia D” da campanha de combate ao mosquito Aedes aegypti, o transmissor das doenças que têm acometido grande parte da população brasileira e se alastrado também para fora do país, sendo elas a Dengue, Chikungunya e Zika Vírus.

A cidade de Cachoeirinha, situada no Agreste Pernambucano, participou desta mobilização juntamente com 349 outras cidades do estado pernambucano. As secretarias de Saúde, Transporte, Obras e Administração, junto dos seus representantes, uniram-se nesta ação, com os agentes de saúde, agentes de endemias e demais funcionários, e estiveram na manhã deste sábado realizando a limpeza do Rio Una e percorrendo as áreas ribeirinhas, entregando panfletos e colando cartazes em pontos comerciais.

IMG_20160213_084120523 IMG_20160213_084259059 IMG_20160213_084331315 IMG_20160213_084447624 IMG_20160213_084506301 IMG_20160213_084614660 IMG_20160213_084654803 IMG_20160213_084708584 IMG_20160213_084730127 IMG_20160213_084948679 IMG_20160213_085006142

IMG_20160213_094022324 IMG_20160213_094028758 IMG_20160213_094033242 IMG_20160213_094038364 IMG_20160213_094430693 IMG_20160213_094943536 IMG_20160213_095010014

IMG_20160213_090540571

IMG_20160213_090553984 IMG_20160213_090629078_HDR IMG_20160213_090701226 IMG_20160213_091251295_HDR IMG_20160213_091348539_HDR IMG_20160213_091428106 IMG_20160213_091453501_HDR IMG_20160213_091817929 IMG_20160213_091844864 IMG_20160213_092423564 IMG_20160213_092637593 IMG_20160213_093328091 IMG_20160213_093359605 IMG_20160213_093658037 IMG_20160213_093951870_HDR

O secretário de transporte, Roberto Simões, o Fiscal Geral Jailson e o secretário de saúde do município, Sílvio Romero Ramos, estiveram acompanhando toda a mobilização. O Sr. Sílvio explicou como os trabalhos preventivos estão sendo executados.

“Estamos fazendo a limpeza do Rio Una e dos principais focos suspeitos de conter larvas do mosquito. Os funcionários das secretarias de Obras e Transporte ficaram responsáveis pela limpeza das passagens molhadas, onde as máquinas retiraram sujeiras e vegetação ao redor do rio, e assim, realizaram um trabalho de drenagem nestes locais, desobstruindo os encanamentos. Além disso, os agentes de saúde e de endemias ficaram com a questão preventiva e de conscientização da população, onde todos estão entregando panfletos e informando o que as pessoas devem fazer para prevenir a proliferação do mosquito Aedes aegypti.” – afirmou o secretário Sílvio Ramos.

Roberto, Jailson e Silvio respectivamente

Roberto Simões, Jailson e Silvio Romero, respectivamente

Segundo o ministério da saúde, 80% dos focos do Aedes aegypti ficam localizados nas residências da população. Mas, de que forma? Em recipientes contendo água parada como pneus, garrafas plásticas ou de vidro, caixas d’água e jarros de flores. Durante o percurso dos agentes pelas ruas da cidade, fatos como o acúmulo de lixo foram ressaltados pelos especialistas da saúde, onde materiais, como um simples copo plástico ou qualquer outro que tenha a capacidade de armazenar água, por menor quantidade que seja, há o risco da proliferação das larvas, podendo se tornar foco do mosquito. Sendo assim, os agentes solicitavam e alertavam a população para que colocassem os seus resíduos em suas respectivas ruas apenas no dia da coleta do lixo, respeitando assim não só a questão da infestação do mosquito, mas também o meio ambiente.

A agente de endemias Ana Paula Azevedo, ela que é responsável por cobrir toda a área do Distrito de Cabanas, mas que também esteve presente na mobilização deste sábado (13) na zona urbana, falou sobre a importância da realização da campanha e afirmou que a parceria entre população e órgão público, no que diz respeito ao combate ao Aedes aegyppi, é indispensável para a redução dos problemas que este mosquito tem causado para a população.

“Continuar o trabalho informativo e de conscientização é muito importante. Neste dia de campanha, estamos trabalhando juntos para chamar a atenção da população por meio da visita aos moradores. A falta de conscientização e dos cuidados por parte da comunidade tem apresentado falhas e por meio desta ação, todos poderão perceber que o município tem providenciado a solução dos problemas, mas a parceria da população é imprescindível. Os tratamentos estão sendo realizados, há materiais para trabalho, os médicos que atuam no nosso município foram capacitados para o tratamento das doenças, o que falta apenas é a população em geral se conscientizar e cada vez mais contribuir com as ações de combate.” – explicou a agente Ana Paula.

Ana Paula - Agente de endemias

Ana Paula – Agente de endemias

É importante ressaltar que há 09 agentes de endemias atuando no município e no distrito de Cabanas, além dos agentes de saúde dos PSF’s (Programa Saúde na Família) de cada bairro. No período de um ano, os agentes de endemias têm a responsabilidade de cumprir 06 ciclos, ou seja, a cada dois meses esses profissionais visitam as mesmas residências, onde na ocasião, são colocadas larvicidas nas cisternas ou reservatórios de água. No início de cada ciclo, por meio do LIRA (Levantamento de Índice Rápido), os agentes fazem a coleta de larvas e as encaminham para os laboratórios, sendo esta uma forma de alertar os responsáveis pela fiscalização da proliferação do Aedes aegypti no município.

Diante disto e do surto das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti que o Brasil está passando, a colaboração da comunidade é mais do que necessária, pois enquanto os agentes cuidam das residências, visto que os principais focos do mosquito estão nestes locais, as pessoas podem fazer a sua parte não depositando lixo nas ruas, não deixando água parada em suas casas e sendo um aliado de toda a equipe que está engajada nesta ação de combate ao mosquito.

Ainda é importante frisar que toda informação que tenha como princípio o combate ao Aedes, é válida, e ela não precisa ser veiculada apenas por especialistas da saúde. Um exemplo disso acontece nesta cidade, onde durante visita nas residências, um agente presenciou o fato de uma idosa que antes não utilizava-se das atitudes preventivas, agora colocado-as em prática, uma vez que segundo ela, o Padre Elias, ele que é o pároco da Igreja Católica do município, havia alertado os fiéis sobre os perigosos do mosquito, nas celebrações das missas presididas pelo mesmo.

Jovens, Adultos e Idosos, façam a sua parte. Mamãe e Papai, sejam exemplos para os seus filhos. O papel de educar não cabe apenas aos professores ou aos agentes de saúde e endemias, mas sim das atitudes tomadas dentro de suas próprias casas.

IMG_20160213_084900628 IMG_20160213_092531069_HDR IMG_20160213_092602854 IMG_20160213_100551580_HDR

 

TV Nova Replay

Pernambuco: IV Geres promove capacitação sobre Chikungunya

A IV Gerência Regional de Saúde (IV Geres) realiza amanhã (23), no auditório da Secretaria Municipal de Saúde uma capacitação sobre o Chikungunya, doença que possui sintomas semelhantes aos da dengue.

O evento, que contará com a participação de membros das Vigilâncias em Saúde e da Atenção Básica dos 32 municípios que compõem a IV Regional de Saúde, tem como objetivo repassar a todos os participantes informações e ações que estão sendo realizadas para combater a doença, embora o Estado de Pernambuco não tenha registrado nenhum caso do Chikungunya.

De acordo com o coordenador de Vigilância em Saúde da IV Geres, Efrain Naftali, a febre Chikungunya é transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus. “Nossa capacitação irá alertar os municípios sobre a doença, mas principalmente, irá alertar para que todos redobrem a vigilância para o combate à dengue, já que o Aedes Aegypti é também seu transmissor”, explicou.

Chikungunya – Apresenta sintomas semelhantes aos da dengue como: febre, mal-estar, dores pelo corpo, dores de cabeça, apatia e cansaço. No entanto, a diferença desse tipo de febre está no acometimento das articulações, ou seja, o vírus avança nas juntas dos pacientes e causa inflamações com fortes dores acompanhadas de inchaço, vermelhidão e calor no local.

unnamed-329

TV Replay, o que é bom se repete!