Blog de Airton Sousa: Futebol Nacional e Internacional

 10163040218-t480x280

Tivemos uma terça-feira (14), recheada de jogos para todos os gostos. Desde vários amistosos com Seleções em preparativos para a Copa de 2018, até o Campeonato Brasileiro da série-B, com as equipes na briga para o acesso a primeira divisão, até aquelas que tentam se manter na série-B e outras que já caíram ou tentam escapar do rebaixamento.

Começando pelos amistosos, a Seleção Brasileira empatou na Inglaterra contra a seleção local, com o placar de 0 x 0.Um jogo forte, com muitas faltas, pouca produçõe e sem gols. De um lado os Brasileiros com jogadas individuais e de pouca criatividade, do outro lado os donos da casa que estavam desfalcados de sete titulares, limitando-se apenas a marcação segura.

No final, o treinador Tite tirou as suas conclusões, inclusive fazendo modificações no segundo tempo, criando expectativa na mudança do plano tático, visando as dificuldades que poderão surgir na Copa do Mundo. O goleiro e a zaga com boa atuação, a meia cancha apenas destruindo jogadas e o ataque que não funcionou. Foi  razoável a impressão que a seleção deixou, no final do amistoso.

Outros resultados: Polônia 0 x l México, Coréia do Sul l x l Sérvia, China 0 x 4 Colômbia, Argentina 2 x 4 Nigéria, Rússia 3 x 3 Espanha, Romênia 0 x 3 Holanda, Alemanha 2 x 2 França, Bélgica 1 x 0 Japão, Áustria 2 x 1 Uruguai, Portugal 1 x 1 Estados Unidos. Além disso, ficou a decepção pela desclassificação da Itália para a Copa da Rússia.

Falando agora do Campeonato Brasileiro, tivemos o Náutico jogando e enfrentando ao Criciúma em Santa Catarina. O resultado foi 0 x 0, com um futebol pobre de técnica, com pouca criatividade e desmotivação do time pernambucano, já rebaixado antecipadamente. Pouca foi a motivação no  jogo, mesmo pelo time do Criciúma, já garantido na série-B em 2018.

O fato que chamou a atenção na manhã dessa terça-feira (14), foram as declarações do atacante William Batoré, acusando o treinador Roberto Fernandes de estúpido, sem modos de tratar os subordinados. Como todos sabem, o jogador no intervalo do jogo no sábado passado, pediu para deixar o clube, o que foi atendido. O grupo de jogadores não quis se manifestar, deixado a briga entre as duas partes e a diretoria do clube. O Náutico volta a jogar neste final de semana no Arruda, contra o Vila Nova.

Ainda com relação a série-B, o Santa Cruz voltou a campo, jogando no Estádio do Arruda contra o Paraná, uma equipe que briga para subir a série-A. Porém, nada motivou a torcida, um público quase inexistente deixando vazio o Estádio  o que é lamentável, além da expectativa de pagamento aos jogadores e comissão técnica. Prometeram pagar antes do jogo, e não foi cumprida a promessa.

Com respeito ao jogo, um Santa Cruz sem interesse , pouca correria e uma lentidão a todo instante. Quanto ao Paraná brigando pela posse da bola e tentando atrair o Santa Cruz para construir as jogadas de contra ataques. Mesmo assim sem atingir o seu objetivo, pela marcação antecipada da zaga tricolor. Até vinte e cinco minutos poucas foram as jogadas que merecessem destaque na partida, e foi assim até o final do primeiro tempo.

No segundo tempo, o Santa Cruz aproveitou o desacerto do Paraná, avançou a marcação, passou a jogar no campo paranaense e mesmo com a expulsão de João Paulo os comandados de Martelotti, foram melhores no segundo tempo de jogo. Final  0 x 0 foi o placar e o Santa Cruz joga neste sábado (18), em Belém do Pará contra o Paysandu.

Declarações de muita revolta, por parte de alguns jogadores do Santa Cruz, em razão do não cumprimento da palavra dos dirigentes  e da Federação. Adiado o pagamento e a dúvida, o time entra ou não em campo no sábado contra o Paysandu? Isso é posto, pelo fato de tudo que foi dito depois do jogo, onde observou-se a insatisfação dos jogadores.

Blog de Airton Sousa: O planejamento agora é para a Série-C

                                          fggf

Vamos pedir a sua permissão, para não falarmos tecnicamente dos jogos deste sábado, envolvendo o Náutico e o Santa Cruz, porque na verdade não adianta mais nesse momento falar o que foram essas equipes taticamente na rodada desse sábado (11), em razão de que agora o importante é iniciar o planejamento para 2018.

O Náutico por exemplo, com a nova diretoria já começa a falar em um gerente de futebol, para tentar profissionalizar esse setor do clube, visando com isso colocar em prática um planejamento, iniciando com o isso um maior apoio ao trabalho de base, que mesmo sendo um trabalho amador, tem trazido resultados para o clube.

Um nome que está sendo bastante cogitado para a Gerencia de Futebol do Clube, é do ex- jogador Sangaletti, que passou  pelo Sport Clube do Recife, e uma rápida passagem também pelo Clube Náutico Capibaribe, e não é só isso, tem que trabalhar principalmente o financeiro, porque na série-C, não tem a verba da TV.

Quanto a derrota no jogo desse sábado (11) na Arena de Pernambuco, o time apresentou as mesmas carências de sempre, muito embora correria com pouca qualidade. A vitória do Londrina pelo placar de 2 x 1, foi justa em razão da diferença técnica a favor do time do Paraná, que chegou a 59 pontos ocupando a quarta posição e dentro do G-4, enquanto que o Náutico fechou  a rodada na décima nona posição, com trinta e hum pontos, igual ao ABC, lanterna.

Mesmo critério de análise é para o Santa Cruz, talvez com mais consequências , porque o lado financeiro do time tricolor e muitas vezes maior. Os jogadores ameaçaram greve esta semana e depois de uma reunião entre dirigentes, jogadores e o Sindicato através do ex-jogador Ramon, ficou o compromisso do pagamento para esta segunda-feira (13), caso não aconteça o pagamento, os jogadores   não entrarão em campo no jogo contra o Paraná.

Quatro treinadores passaram pelo Santa Cruz, a contratação de quase quarenta jogadores, muitas mudanças, falta do cumprimento dos acertos, além de problemas internos que não foram levados à tona, tudo isso aconteceu  e os problemas iam  crescendo a cada jogo, deixando o grupo bastante dividido e insatisfeito.

O caminho tricolor, também com nova diretoria é começar do zero, porque do elenco poucos jogadores serão aproveitados, além do problema de está em uma divisão inferior, deixando aí dificuldade  para contratar jogadores de uma melhor qualidade. Quanto ao torcedor, que sempre esteve ao lado do Clube, inclusive quando esse esteve fora inclusive da série-D, deverá dá o seu apoio.

A derrota para o time do Boa Esporte, foi simplesmente mais uma derrota entre tantas que acontecerão ao longo do Campeonato. Um time frágil na defesa, um meio de campo envolvido pelo adversário, e o ataque onde apenas Ricardo Bueno teve destaque. Os três jogos restantes do Santa Cruz são: Paraná em Recife, Paysandu em Belém e Juventude em Recife. O Santa Cruz é o décimo oitavo colocado, somando 33 pontos. Infelizmente estão rebaixados três clubes do Nordeste: Náutico, Santa Cruz e ABC, aguardando o quarto clube a ser rebaixado.

 

 

Blog de Airton Sousa: Terça-feira negativa para Pernambuco

 brasileirao-serie-b-300x182

Como já era esperado, a noite da terça-feira (7) tinha uma perspectiva de resultado negativo outra vez para  o futebol pernambucano. E não foi diferente, o Santa Cruz empatou e o Náutico perdeu. Com os resultados, se a situação era complicada  tornou-se mais complicada ainda, e agora é só esperar o encerramento da competição.

Em Goiás, o Santa Cruz até que não jogou tão mal, principalmente no primeiro tempo, porém esbarrou na sua limitação ofensiva, porque o meio de campo trabalhou as jogadas, no entanto as finalizações não correspondiam, inclusive com Ricardo Bueno que desperdiçou três oportunidades de gol, no primeiro tempo.

O primeiro gol do jogo foi através do  Giovane  para o Vila Nova, e o Santa Cruz tentava a todo instante um diálogo entre o meio de campo e o ataque , sem contudo acontecer o esperando, ou seja o gol de empate. Muitos passes errados por parte do Santa Cruz, enquanto que o Vila Nova acomodava o jogo com uma vitoria parcial no primeiro tempo.

Na segunda fase, Grafite fatura aos 10 minutos, no entanto estava em posição irregular, daí o árbitro anular o gol tricolor. O Vila Nova voltou mais ofensivo e aí foi a vez de Julio César evitar que o segundo gol acontecesse. Porém aos 14 minutos, finalmente Ricardo Bueno aproveita uma falha de marcação, penetra na área e empate o jogo.

A partir do empate, o Santa Cruz demonstrou cansaço e acomodação, recuando na tentativa de montar contra-ataques para buscar o segundo gol. Depois dos 30 minutos o jogo ficou bastante lento, até que tivemos o encerramento , e o placar de 1 x 1 puxando mais ainda o Santa Cruz para a série-C. O próximo jogo do tricolor será contra a equipe do Boa Esporte, fora da Capital Pernambucana.

Na Arena de Pernambuco, o Náutico esbarrou na sua limitação e perdeu para o Paysandu pelo placar de 3 x 1. Um jogo que começou com os dois times buscando  e já aos 10 minutos, com uma falha de Diego Miranda,  Bergson faz o gol do time de Belém do Pará. O gol não impactou a equipe  timbu, e  com um recuo errado para o goleiro, o jogador Perema mandou contra suas próprias redes, empatando a partida aos 13 minutos.

A partir do empate, o jogo ficou nervoso. O Náutico recuou e o time adversário insistiu tentando fazer o segundo gol, e quase fazia aos 40 minutos com o jogador Guilherme Santos. No segundo tempo, o Paysandu voltou mais ofensivo aproveitado o recuo do Náutico, já no começo do jogo.

Aos 19.30 minutos, Caiou recebeu um passe perfeito de Fábio e desempatou o jogo, levando-se em consideração que o Náutico sentiu e começou a perder forças para reagir. Diego Miranda que sempre é um destaque no time alvi-rubro, fez uma péssima partida e contribui para a derrota timbu, ele que é sempre  uma peça importante na meia cancha.

Finalmente, quando se esperava  uma reação timbu, aconteceu o contrário. Um contra-ataque, e o jogador Caiou em impedimento marcou o terceiro gol, sem que a arbitragem observasse a posição irregular do jogador do Paysandu. Fim de jogo, Náutico 1×3  Paysandu.Próximo jogo timbu será na Arena de Pernambuco, neste fim de semana contra o Londrina.

Blog de Airton Sousa: Deu Náutico no clássico dos rebaixados

                               274-nautico_x_santa_cruz_interna

Nós que utilizamos os espaços da mídia, como formadores de opinião, temos a obrigação de isentar as emoções e analisar a luz da razão. Jamais  nós gostaríamos de ter os nossos representantes no Campeonato Brasileiro, na atual situação que estão. O Náutico rebaixado há muito tempo, em razão dos erros dentro e fora de campo , e o Santa Cruz até o jogo de ontem com remotas possibilidades.

No entanto, após a derrota deste sábado (4), o time tricolor também deu adeus a sua manutenção na série-B a exemplo do Náutico, porque da distancia na pontuação para os concorrentes que estão da décima sétima posição até a décima terceira, que soma 40 pontos, ou seja  a equipe do Boa Esporte.

É uma realidade que não podemos fugir, foi um montante de erros dos dois times, desde a parte administrativa,  financeira  e técnica. Faltando  cinco jogos para o encerramento, o Náutico com três jogos em casa e dois jogos fora, tendo trinta e hum pontos, necessita ganhar todos os jogos restantes  para atingir  quarenta e seis pontos.

Quanto ao Santa Cruz, também não é diferente a sua situação. O time tem trinta e dois pontos, necessitando somar  quarenta e cinco pontos. O time tricolor tem três jogos fora e dois jogos em casa, o que torna a sua situação totalmente fora de possibilidades, mesmo tratando-se de uma disputa esportiva.

Vamos ao jogo desse sábado (4). O Santa Cruz teve melhor comportamento ofensivo, buscou mais o gol do que o Náutico, porém esbarrou na ineficiência dos seus jogadores  que desperdiçaram várias oportunidades de gol. Tomou um gol de cabeça do jogador Batoré, aos 33 minutos, com uma falha de marcação da sua zaga.

Não desistiu e chegou ao empate, com uma cobrança de falta de Anderson Sales, aos 46 minutos, terminando assim empatado o primeiro tempo em 1 x 1. Muitos passes errados, muitas falhas das duas defesas, porém no contexto o Santa Cruz produziu mais do que o Náutico. O tricolor teve sete chutes para a meta de Jeferson, enquanto o Náutico teve três oportunidades de gol.

No segundo tempo, João Paulo vira o jogo aos 4 minutos, com a zaga timbu parando no lance. No entanto, o empate acendeu o jogo e aos 14 minutos, Batoré empata de cabeça com uma falha coletiva da zaga do Santa Cruz. Com 2 x 2 no placar, o jogo se tornou mais acirrado pela necessidade das equipes de chegarem a vitória.

Muitas modificações aconteceram  nos dois times:  Augusto, Jeremias e Pitbull pelo Santa Cruz. Shuster e Iago pelo Náutico.  As alterações contribuíram para a disputa se tornar melhor, porém um erro da arbitragem acabou com o brilho do jogo. Um choque entre Julio Cesar e Batoré, aos 45 minutos e o árbitro  marcou um pênalti  indevidamente, causando revolta na torcida e no time tricolor. O próprio Batoré cobrou e colocou o Náutico na frente do placar, aliás Batoré fez os tres gols do timb timbu.

Depois do terceiro gol, o Santa Cruz partiu para cima  e aí o jogo pegou fogo, quando Augusto foi calçado pelo zaga do Náutico, pênalti que não foi assinalado pelo àrbitro do jogo. Muita revolta e confusão, Derley agrediu ao árbitro, foi expulso e o Santa Cruz terminou perdendo injustamente pelo placar de 3 x 2, se já era complicada a situação, com a derrota, as coisas ficaram mais difíceis ainda.

Com o resultado, o Náutico não evoluiu na classificação, continua  rebaixado e o Santa Cruz, no mesmo caminho. Mesmo com cinco jogos  a serem cumpridos, os dois clubes rumam a série-C, o que é lamentável  para o futebol Pernambucano. Uma prova patente da falta de qualidade dos tricolores e rubro-negros. Pernambuco perderá muito, com o rebaixamento dos cubes em 2018.

Blog de Airton Sousa: E o Náutico continua sem vencer…

brasileirao-serie-b-300x182

Jogando na noite dessa terça-feira (24), o Náutico não passou de um empate em 0 x 0 contra o Juventude, em Caxias. O resultado nada ajudou ao time timbu, que necessariamente não sai beneficiado com o empate, em razão da condição do time  na competição. Um jogo fraco tecnicamente, onde o time Pernambucano não fez um bom primeiro tempo, recuperando-se na segunda fase do jogo.

O Juventude se impôs após os 10 minutos, a partir desse tempo de jogo o time gaúcho jogou pressionando com a sua peça ofensivo, obrigando grandes defesas do goleiro Jeferson e também um trabalho dobrado dos zagueiros. O Náutico cedendo espaço para o Juventude jogar, porém o time gaúcho, não acertava de uma maneira mais precisa o gol.

No segundo tempo,  o time timbu teve um gol anulado aos 9 minutos, uma jogada complicada, no entanto realmente estava no impedimento o jogador Rafinha, lance muito reclamado pelo time timbu, no entanto o árbitro e seu auxiliar estavam corretos, pela posição do jogador alvi-rubro.

Aos 30 minutos, o técnico Roberto Fernandes fez uma substituição tirando Giovane por cansaço e colocando o atacante William, que por sinal entrou muito bem Jogo. A partir dos 35 minutos, o Juventude empurrado pela sua  torcida, passou a pressionar, criando situações de perigo:  aos 38 minutos com Ramon, aos 44 com Bruninho e aos 46 com Mateus Santana.

Diante dessa pressão, aos 40 minutos um pênalti não marcado pela arbitragem a favor do time gaúcho. O Jogador William, na área colocou a mão na obra, o árbitro mal colocado não deu o pênalti a favor do Juventude, errando vergonhosamente contra o time gaucho. Ou seja, uma arbitragem que não agradou nem ao Náutico, nem ao Juventude.

Terminando a partida em 0 x 0, a torcida insatisfeita, vaiou o Juventude que só somou mais um ponto, chegando aos 46 ,ficando na oitava colocação. Enquanto isso, o Náutico continua na décima nona posição com 29 pontos. Próximo jogo timbu no dia 4 de novembro, contra o Santa Cruz, no Estádio José do Rêgo Maciel.

Blog de Airton Sousa: ABC derrota o Náutico e sacramenta o rebaixamento timbu

                      ncc

Na noite dessa sexta-feira (20) no Lacerdão, o Náutico foi derrotado pelo ABC pelo placar de 2 x 1. O time timbu apresentou muitas falhas nas finalizações, além de falhas na zaga o que provocou mais uma derrota, desta feita para a pior equipe em campanha da competição. Muitas reclamações por parte do técnico e jogadores do Náutico, porém a arbitragem não teve nada haver com a derrota.

No primeiro tempo o ABC abriu o placar com o zagueiro Toinhão, pulando no meio da zaga, e mandando a bola  para a meta do goleiro Jeferson, aos 23 minutos de jogo. A partir do gol o jogo cresceu, com o Náutico tentando o empate e a equipe do Rio Grande do Norte na expectativa de ampliar o placar. As duas equipes tiveram várias chances de gol, no entanto a primeira fase terminou com a vantagem para o ABC.

No segundo tempo, o técnico Roberto Fernandes já entrou com uma alteração. Sai o jogador Ávila, para a entrada de Dico que foi  para o ataque, enquanto que Miranda deslocou-se para a lateral esquerda. Pouco tempo depois, aos dois minutos  o zagueiro Tonhão coloca a mão na bola, o árbitro marca pênalti, Batoré cobra e empata o jogo. Logo após, outra chance de gol para o Náutico, quando o jogador Bruno Mota, chuta uma bola na trave, aos sete minutos.

O jogo continuava corrido, com muitas faltas, passes errados e após algumas modificações por parte dos dois treinadores, surge o que nenhum torcedor timbu  desejava. Um contra-ataque e a zaga do Náutico falha na marcação, facilitando para que o jogador Lucas Coelho chutasse para fazer o gol da vitória do time do Rio Grande do Norte.

Com a derrota, o Náutico teve sua situação mais complicada ainda, permanece  com  27 pontos, uma distancia de 9 pontos do Figueirense, décimo sexto colocado do Campeonato. O próximo jogo será fora de Pernambuco, contra o Juventude em Caxias do Sul. O publico do jogo foi 2.114 pessoas, para uma renda de R$ 33.105,00.Resta agora saber se a direção timbu, irá terminar o Campeonato, com três jogos que faltam, jogando ou não no Lacerdão.

 

Blog de Airton Sousa: Empates com o mesmo placar, coincidência ou fragilidade

nautico x santa

Uma terça-feira (17), de muita expectativa em razão da participação dos dois representantes de Pernambuco, na série-B do Campeonato Brasileiro. O Santa Cruz jogou no Arruda contra a boa equipe do Oeste, enquanto que o Náutico foi até Maceió para enfrentar no Estádio Rei Pelé o Clube de Regatas Brasil. Toda expectativa era em razão da posição dos dois clubes na competição, ambos na zona de rebaixamento.

Mais cedo, o Santa Cruz empatou em 2 x 2 com o Oeste, um jogo cantado por antecipação como difícil para o tricolor, em razão da qualidade do time paulista. E apesar de ter jogado grande parte  com dez  homens o time do Oeste não se rendeu, e foi valente até o fim do jogo.Mesmo porque jogando fora, podemos considerar um bom resultado, principalmente pela posição do Oeste na competição.

Enquanto isso, o Santa Cruz não conseguia acertar o passe, mesmo tendo mais posse de bola, fato aliás que o tricolor tem apresentado em quase todas as partidas. Para quem necessitava vencer, o time do Arruda  teve mesmo que se contentar com o empate, considerado pelas circunstancias da equipe na competição ,  um  resultado negativo.

O Santa Cruz fecha a rodada com 30 pontos, joga fora do Arruda neste fim de semana, contra o Brasil de Pelotas que empatou em casa com a equipe do América Mineiro. O Brasil fechou a rodada com 38 pontos, o que é preciso dizer, irá tentar jogar tudo contra o tricolor de Pernambuco. Para o Santa Cruz restam oito rodadas, das quais o time terá que vencer cinco partidas, para escapar do rebaixamento.

Por outro lado, no desespero de está a muito tempo na décima nona posição, o Náutico foi a Maceió para enfrentar o Clube de Regatas Brasil no Estádio Rei Pelé. Um jogo complicado e difícil, também pela necessidade que o time de Alagoas tinha de vencer, e todos sabiam que o Regatas ia partir para cima.

O Náutico surpreendeu com a disposição que entrou em campo, dando velocidade ao jogo, principalmente com uma boa atuação do jogador Sueliton, que podemos dizer foi uma das peças mais importantes do time alvi-rubro. E foi o Náutico que abriu o placar, segurando a vitória até quase o final do primeiro tempo, quando aconteceu o empate, terminando o primeiro tempo com o placar de 1 x 1.

Na volta da segunda etapa de jogo, as equipes começaram no mesmo ritmo, e a cada momento as chances iam sendo criadas para as duas equipes, onde os ataques estavam sempre dando muito trabalho as defensivas. E outra vez, o Náutico com muita personalidade virou o jogo, aos 36 minutos.

Com 2 x 1 no placar, sentindo que a derrota estava cada vez mais próxima, o Clube de Regatas Brasil, fez uma substituição importante no ataque. Saiu o jogador Zé Carlos, entrando Neto Baiano, uma estratégica do treinador Mazola de forçar a sua peça ofensiva, e foi exatamente o que aconteceu, Neto Baiano aproveitou uma falha de Jeferson e Rafael Ribeiro,  coloca nas redes, empatando o jogo.

Se o empate pouco serviu para o Náutico  pela posição na tabela, também para o CRB não foi um bom resultado, pelo fato de jogar em casa. Porém a posição do time alagoano é no meio da tabela com 38 pontos. O próximo jogo do Náutico será nesta sexta-feira em Caruaru, contra o lanterna ABC. O alvi-rubro fechou a rodada com 27 pontos.  O time timbu tem ainda oito jogos até o final do Campeonato, tendo que vencer seis jogos para escapar do rebaixamento, situação muito complicada.

Blog de Airton Sousa: Mais uma rodada decisiva para Pernambuco

20150310131319_0

O Campeonato Brasileiro da série-B tem sequencia nesta terá-feira (17), com a participação de todos os clubes desta categoria. A competição afunila e já chega a sua reta final com a realização da trigésima rodada. As coisas complicam a cada rodada, principalmente para os clubes que estão na parte de baixo da tabela, pela distancia criada de um time para outro.

Vejamos por exemplo, o Luverdense que é o décimo sétimo colocado tem 34 pontos, enquanto que Guarani décimo sexto colocado tem também 34 pontos e na décima quarta e décima quinta colocação, estão as equipes do Figueirense e Goiás com 35 pontos. Numa demonstração clara de que a competição poderá apresentar muitas surpresas.

Nessa briga de pontuação, o Santa Cruz entra em campo no Estádio José do Rego Maciel, enfrentando a equipe do Oeste, sexta colocada com 47 pontos o que consideramos uma excelente campanha do time Paulista. Deduzindo-se desta forma, as dificuldades que o tricolor de Pernambuco irá enfrentar, principalmente porque não existe outro resultado, se não uma vitória.

O time do Arruda está na zona de rebaixamento, somando 29 pontos  e se porventura a vitória não acontecer, as coisas complicarão mais ainda, em face de que a distancia aumentaria para aqueles clubes que estão próximos ao Z-4. O técnico Marteloti demonstrando preocupação, e tentando  a todo custo organizar taticamente o seu time, com isso buscando uma vitória nesta terça-feira (17).

Enquanto isso, outro Pernambucano também joga nesta terça-feira (17), desta feita em Maceió contra o Clubes de Regatas Brasil.O Náutico vem de uma vitória contra o Guarani de Campinas, somando no momento 26 pontos, na décima nona posição. Muito distante de atingir pontos, para fugir do rebaixamento. No entanto a competição só tem 9 rodadas para serem disputadas, e  os times  principalmente aqueles que estão perto ou na zona de rebaixamento, já não podem errar mais.

O Clube de Regatas Brasil é o décimo terceiro colocado com 36 pontos, e tenta principalmente em casa vencer, para fugir a cada rodada da ameaça de rebaixamento. O time Alagoano está na chamada zona no meio da tabela, vencendo quatro rodadas  automaticamente será mantido na série-B, preocupação nesse instante dos alagoanos. E com isso é necessário vencer os jogos no Estádio Rei Pelé.

A situação do time de Roberto Fernandes  continua complicada  porque mesmo vencendo algumas partidas, não conseguiu sair da penúltima posição. Além de tudo, a pontuação do time Timbú representa uma distancia considerável para as equipes que estão na décima sexta e  décima quinta colocação, hoje exatos nove pontos. Aguardemos então, que resposta dará o time do Náutico  em meio também, as ausências de jogadores importantes do grupo.

Blog de Airton Sousa: Náutico é derrotado pelo Goiás

                                              nautico

Perder já não é novidade para o Clube Náutico Capibaribe. E na noite dessa sexta-feira (05), o time voltou a perder mais uma vez, desta feita para o  Goiás pelo placar de 2 x 0. Com todo empenho e competência do técnico Roberto Fernandes, o time não consegue reagir esbarrando no seu próprio  limite, baixando a cabeça e saindo de campo derrotado.

Com o Náutico jogando atrás, esperando sempre o Goiás, que começou ter uma grande chance aos 3 minutos com Carlos Eduardo, outra vez aos 9 minutos com o próprio Carlos Eduardo, e também aos 13 minutos com o jogador Léo Sena, em um verdadeiro bloqueio na defensiva alvi-rubra, obrigando o goleiro Jeferson a fazer sensacionais defesas.

Jogando com velocidade  pelas beiradas do campo, o Goiás predominava cada vez mais. Junior Viçosa cabeceou e Jeferson fez mais uma grande defesa  aos 29 minutos, e finalmente saia o gol aos 43 minutos, com o melhor jogador do time de Hélio dos Anjos, Carlos Eduardo. E assim tivemos no final do primeiro tempo, a derrota alvi-rubra por 1 x 0.

Na volta Roberto Fernandes troca Gilmar por William Batoré, de nada adiantou porque começava outra vez, a blitz do alvi-verde de Goiás, com um chute de Léo Sena  aos 3 minutos, aos 8 minutos com Eliezer. Várias mudanças aconteceram nas duas equipes, porém foi do Goiás o gol através de Tiago Luiz, aos 32 minutos.

Com a derrota de 2 x 0, ficou demonstrado mais uma vez que o problema do Náutico não é de treinador, e sim da qualidade técnica do grupo. A décima nona posição  continua sendo absoluta do time de Conselheiro Rosa e Silva, que tem a situação complicada cada vez mais. O Náutico tem o Guarani de Campinas no Lacerdão, neste sábado (14).

Blog de Airton Sousa: Futebol de Pernambuco sem vitória nessa terça-feira

20150310131319_0

Os dois pernambucanos da série-B,  jogaram nessa terça-feira (26) e não conseguiram resultados positivos. O Santa Cruz no Arruda empatou em 0 x 0 com o Ceará, e o Náutico foi goleado pelo Paraná pelo placar de 3 x 0. Ficando assim cada vez mais difícil para o Náutico, porque agora só restam doze jogos para terminar a competição, onde o alvi-rubro terá que vencer oito partidas para escapar do rebaixamento.

Já sabíamos das dificuldades no Náutico, porque o adversário é o melhor mandante, somando dez vitórias em casa, daí pouca esperança de um resultado positivo, em razão da limitação do time timbu, que conseguiu sustentar o adversário no primeiro tempo, arrancando um empate sem gol, o que a principio foi um bom resultado, muito embora o Paraná se apresentou melhor do que o time pernambucano.

Na segunda etapa, as coisas começaram a complicar tomando um gol com  1 minuto através do jogador Alemão, onde a pretensão do Náutico seria sair para o jogo. No entanto com o gol tomado veio o impacto, e logo em seguida sai o segundo gol aos 11 minutos através do jogador Maidana. O time desabou sem condição de reação e a tendência era surgir o terceiro gol, que saiu aos 23 minutos com o jogador Robson, aproveitando um rebote da zaga. Final de jogo 3 x 0 para o Paraná. O Náutico joga neste sábado (30), no Lacerdão contra o Boa Esporte.

No Arruda, um clássico nordestino entre Santa Cruz e Ceará. Um jogo caracterizado por várias bolas na trave, por parte das duas equipe e lances de extremo perigo para os dois times. 0 x 0 foi o placar do primeiro tempo, esperando-se que na segunda fase, os atacantes acertassem mais os chutes, no entanto pouco ou quase mudou.

Com o empate o Santa Cruz se manteve na décima sexta posição com 29 pontos, graças a derrota do Goiás para o time do Boa Esporte em Varginha  pelo placar de 2 x 0, o que empurrou o time de Goiás para a zona de  rebaixamento com 28 pontos e a décima oitava colocação. Também o Santa Cruz foi ajudado pelo resultado do Figueirense que empatou em 1 x 1, contra o Criciúma.

O próximo jogo do time tricolor será sábado, contra o Internacional em Porto Alegre. Continua ameaçada a situação  na série-B, porque após o jogo de sábado, o time enfrenta exatamente ao América no Arruda. O Santa Cruz precisa urgentemente vencer, é preciso ser extremamente otimista para pensar que os dois próximos jogos podem trazer vitória ou vitórias para o tricolor do Arruda.

Blog de Airton Sousa: Inter lidera e o Náutico afunda mais ainda

37224057906_6952fba522_k

A cidade  de Caruaru está de parabéns por tudo que aconteceu ontem nas ruas e no Lacerdão. Foi uma dia de festa, porém a disparidade técnica, financeira e de estrutura fizeram com que o Internacional voltasse para Porto Alegre na liderança da série-B, e o Náutico se aproximasse mais ainda da série C, no próximo ano.

Um jogo em que o Internacional foi absoluto nos dois tempos, tendo um domínio do lateral ao ultimo atacante e criando aproximadamente seis chances, contra apenas uma do Náutico no primeiro tempo de partida, porém graças a qualidade do goleiro Jeferson, o placar  foi de 0 x 0, não traduzindo a superioridade do time gaúcho.

No segundo tempo não foi diferente, e já aos 6 minutos Leandro  Damião de cabeça, colocava o Internacional na frente do placar Se o domínio era grande, passou a ser maior ainda após o primeiro gol do jogo. Muitas alterações nas duas equipes, muitas chances do Internacional e o goleiro Jeferson fazendo milagres a cada jogada ofensiva que o Internacional construía.

Final de jogo, vitória do Internacional pelo placar de 1 x 0, e com a vitória o Inter assumiu pelo critérios a primeira colocação da serie-A. Com relação a arbitragem, Jailson Macêdo  com exceção de um pênalti que deixou de marcar em Leandro Damião, o árbitro teve um com trabalho na partida.

O público do jogo foi de 13.409, uma renda de R$ 264.580,00. Contudo pelos comentários dos que conhecem   a capacidade de público do Lacerdão, tinha mais de 18.000 pessoas. Porém esse foi o resultado oficial informado. Como fato lamentável da festa, tivemos a prisão de 41 torcedores do Sport, infiltrados em meio aos torcedores do Internacional, que jogaram  um  rojão, atingindo um sargento da polícia militar que encontra-se em estado grave.

O Náutico joga nesta terça-feira (26), contra o Paraná fora de casa e no próximo sábado (30), retorna para jogar no Lacerdão contra o Boa Esporte. Se a situação timbu era complicada, depois  da derrota ficou mais complicada ainda. O torcedor vê com tristeza o time se aproximar cada vez mais da série-C, em 2018.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz domina o jogo e empata

lec-santaR

Jogando na noite dessa sexta-feira (22) no Paraná, o time tricolor jogou e empatou contra o Londrina em 1 x 1. Foi um jogo equilibrado, onde o time do arruda mesmo com as ausências de Derley e João Paulo, teve um bom comportamento e não se intimidou com o fato do adversário jogar em casa com o apoio do torcedor.

O destaque do Santa Cruz, enquanto esteve em campo  foi  o jogador Primão, que fez uma boa partida. O jogo teve poucos chutes e o Londrina apenas  esperava o Santa Cruz atrás. O tricolor teve 59% de posse de bola, contra 41% do adversário. No  entanto, o primeiro tempo terminou em 0 x 0.

Começava o segundo tempo, e Grafite perdia a primeira chance do jogo, aos 12 minutos. O Londrina jogava aberto e até certo ponto apavorado. O Santa Cruz aproveitou um corte errado da zaga adversária e Wellington Cesar acertou o chute marcando o gol tricolor aos 18 minutos. Após o gol, o Santa Cruz recuou um pouco, dando espaço para o Londrina apertar.

Aos 29 minutos, após um escanteio e uma falha do zagueiro Sandro, Ricardinho aproveitou e mandou a bola para as redes de Julio César, empatando o jogo. Com o empate, o Santa Cruz tentou administrar o empate e para dá velocidade ao time, o técnico Marteloti  promoveu a estreia do jogador Natan  aos 34 minutos, que pouco contribuiu para o crescimento do time no restante do jogo.

Depois dos 37 minutos, o Londrina pressionou mais ainda tentando virar o jogo, já que o empate era considerado um resultado negativo para o time do Paraná. Final de jogo e podemos dizer que o empate foi um bom resultado para o Santa Cruz, completando a terceira partida  após a volta de Marteloti, sem conhecer uma derrota. O tricolor agora soma 28 pontos e joga nesta terça-feira (26), no Arruda contra o Ceará.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz vence e respira – Náutico perde e afunda

                                          fggf

Finalmente a torcida reagiu , o Santa Cruz venceu bem ao Goiás pelo placar de 3 x 0.  Todos esperavam e era obrigação tricolor vencer  por várias razões. O jogo era no Arruda, o time vinha a vários jogos sem vencer, caindo a cada rodada na tábua de classificação até   chegar  a zona de rebaixamento. Caso não conseguisse a vitória muitas seriam as consequências.

Dois minutos e João Paulo abria o placar, dando uma certa tranquilidade ao time, a partir daí outra chance com André Luiz aos 18 minutos. Depois dos 20 minutos, o Santa Cruz recuou cedendo espaço  ao adversário, principalmente com Léo Sena e Andrezinho, no entanto o Oeste não conseguia chutar com perigo para o goleiro Julio César, até que entrou Bruno Paulo aos 26 minutos, na contusão  de André Luiz.

Após  a entrada de Bruno Paulo, o Santa Cruz ganhou fôlego, criando com Primão aos 26 minutos, porém o Goiás acordou  chutando duas bolas, aos 29 minutos Tiago Luiz com Julio Cesar fazendo uma grande defesa, além de Andrezinho com uma bola de cabeça aos 30 minutos.  Após esse lance, houve uma certa acomodação das duas equipes e o time pernambucano terminou o primeiro tempo ganhando por 1 x 0.

Na segunda etapa, o Goiás teve aos 4 minutos um gol nulo de Carlos Eduardo que estava impedido,  e  o Santa Cruz sendo dominado o tempo todo pelo setor direito, esperando-se a todo instante o empate do jogo. Porém após 35 minutos, com a entrada de Daniel Bueno, o Santa Cruz voltou a predominar com uma chance aos 37 minutos, uma bola na trave aos 39, e aos 40 e 43 respectivamente,  com Bruno Paulo marcando e  a surpresa da marcação de dois gols, fechando o placar de 3 x 0 e uma grande vitória. Próximo jogo no Paraná, contra o Londrina.

No sábado a tarde (16), foi a vez do Náutico entrar em campo contra o Oeste. No primeiro tempo um domínio de bola e passes de 62% do time paulista, pressionando o tempo todo, porém chutando pouco. O Náutico teve a rigor uma boa chance com Giovani aos 33 minutos. Porém foi um primeiro tempo em que o Oeste dominou o tempo todo.

Aos 43 Ávila era expulso, deixando o Náutico com um jogador a menos. Os grandes destaques do time paulista foram Mazinho, Gabriel e Daniel Borges com um detalhe importante, a boa qualidade do gramado. No segundo tempo, como era de se esperar aumentou a pressão do Oeste, aos 7 minutos o jogador Rafael Luiz chutava para uma grande defesa de Jeferson. Porém aos 26 minutos,  Robert que havia entrado marcou o gol da vitória do Oeste.

A bola aérea foi o tempo todo lançada contra a área do  Náutico, daí uma verdadeira blitz e esperando-se a cada instante acontecer o segundo gol do Oeste, que passou a exigir de Jeferson grandes  e importantes defesas. Podemos até dizer que o goleiro alvi-rubro foi o melhor jogador do time pernambucano, principalmente nas bolas na área. .

Com a frente no placar, o Oeste insistia o tempo todo na marcação do segundo gol, com o Náutico resistindo  a todo custo, sem poder de reação porque estava com um jogador a menos. Era visível que o Náutico estava aceitando a derrota e não tinha mais forças para avançar pelo sistema de jogadas em diagonal do time paulista. A derrota de 1 x 0, não traduziu o volume de jogo do Oeste, no entanto com a derrota a situação timbu complica-se a cada rodada. Próximo jogo em Caruaru sábado (23), contra o Internacional. Além desse jogo mais três:  30\09 – Boa Esporte. 14\10 – Guarani. 20\10 ABC, conforme acerto entre as diretorias do Náutico e do Central.

 

Blog de Airton Sousa: Tricolores e alvi-rubros em busca de recuperação

 fggf

Nesta sexta-feira (25), o Náutico vai até Fortaleza para enfrentar a equipe do Ceará. Um jogo complicado em vários aspectos, começando pela necessidade de recuperação do time do ceará  , em razão da goleada sofrida para o time do Boa na última rodada. Depois o jogo será no Presidente Vargas, estádio menor com  a pressão da torcida, além da rivalidade que sempre existiu entre esses dois estados nordestinos.

O Náutico que após Roberto Fernandes assumir o comando técnico, venceu três partidas e perdeu apenas uma, demonstrando uma boa recuperação, apesar de está na vice lanterna da competição, e faz o seu torcedor voltar a ter esperança. No entanto é inegável que houve uma evolução do time  timbu. Porém, é bom lembrar que o alvi-rubro perdeu a sua principal peça, o jogador Erick nesta confusão da sua transição com o futebol de Portugal.

Outro pernambucano que estará jogando, desta feita neste sábado (26) à tarde, é o Santa Cruz que está vivendo os mais diversos problemas, entrando na zona de rebaixamento após a última rodada e tendo muitas broncas a serem resolvidas. O técnico Givanildo Oliveira, ameaçado de demissão, em razão dos resultados negativos. E mais uma bronca surge,o ex-goleiro Tiago Cardoso colocou o clube na justiça e rola uma divida em torno de 750 mil reais.

Quanto ao jogo, é desnecessário dizer das dificuldades que o Santa Cruz irá enfrentar diante do time alagoano, pelo elenco, pelo treinador e também porque o Regatas sempre complica contra os pernambucanos. Não tem outra saída para o time do Arruda: vencer, vencer e vencer. E a grande pergunta é essa: A torcida irá ao estádio, ou os resultados irão afastar ainda mais o apaixonado torcedor tricolor?

Para finalizar a participação dos clubes de Pernambuco neste fim de semana, o Salgueiro joga neste sábado (26) à noite contra o time do Sampaio Correia. O jogo será na cidade de Salgueiro e o Carcará no momento é o quinto colocado do grupo, podendo voltar ao G-4, caso vença esse compromisso. Sabemos que nos seus domínios o time salgueirense se torna mais forte, e é isso que espera a sua torcida.

Blog de Airton Sousa: Náutico perde e continua segurando a lanterna

GHZ1Bizb

Jogando na noite dessa sexta-feira (11), o Náutico foi derrotado pelo líder da Série-B pelo placar de 1 x 0. O jogo foi fraco tecnicamente, nem a posição e a campanha do time Mineiro fez com que o jogo tivesse uma pitada de qualidade. Foram dois tempos distintos para o Náutico, um primeiro tempo apenas se defendendo e um segundo tempo, um pouco mais aberto e ofensivo.

No entanto, foi ainda no primeiro tempo que o América abriu o placar, através do jogador Hugo Almeida, aos 25 minutos com uma bola que sobrou na área alvi-rubra, e não demorou a conclusão do lance, saindo o  primeiro e único gol do jogo. O técnico Roberto Fernandes, escalou o time o tempo todo com três zagueiros, mesmo assim foi inevitável a derrota.

As principais peças do time timbu, a exemplo de Erick e Gilmar, estiveram bem marcados e não contribuíram para que o Náutico tivesse oportunidade de gols, mesmo com a evolução do time no segundo tempo, porém sempre apresentando uma fragilidade na criação, deixando transparecer mais uma vez as carências do time.

Enquanto isso, o América administrava a vantagem no placar, tentava surpreender o Náutico na base do contra ataque, porém apresentava deficiências nas finalizações. Aos poucos o time timbu  se rendia ao placar, até que tivemos o término do jogo e o Náutico sofreu mais uma derrota na competição, permanecendo na lanterna da série-B. O próximo jogo será na Arena de Pernambuco, terça-feira contra o Figueirense.

Blog de Airton Sousa: Náutico em busca de outra vitória

GHZ1Bizb

Em busca de fugir da zona de rebaixamento, e principalmente sair da lanterna da série-B, o time do Náutico volta a campo nessa sexta-feira (11) à noite, jogando contra o bom time do América Mineiro. Todos sabem das dificuldades a serem enfrentadas, principalmente pela posição do adversário e pelo time que o América tem, com uma qualidade indiscutível, pela própria campanha no Campeonato Brasileiro da série-B.

O América é um dos fortes concorrentes para subir de divisão, e fez uma campanha irretocável na primeira etapa do Brasileiro, tornando-se um adversário quase imbatível para qualquer concorrente, e com o Náutico não seria diferente, mesmo entendendo-se que nos dois últimos resultados o time alvi-rubro conseguiu duas importantes vitórias, fora de casa contra o Vila Nova e em casa contra o Luverdense.

O técnico Roberto Fernandes, fez treinamentos de portões fechados, tentando com isso surpreender ao adversário, além do apoio que teve durante essa semana dos membros do Conselho Deliberativo do Clube, que anunciaram o pagamento de bicho, através de numerários partilhados entre os Conselheiros, com a finalidade de incentivar o grupo, e tentar tirar a equipe dessa situação complicada.

Todos sabem a limitação da equipe, as dificuldades para fugir da zona de rebaixamento, porém existe a convicção de que a distância para o décimo sexto colocado é grande, porém, o treinador afirmou que tem que caminhar jogo a jogo, com paciência e determinação, no sentido de tentar escapar do rebaixamento. É a estreia timbu na segunda etapa do Campeonato, e só resta uma saída, aguardar a bola rolar e vê o compoprtamento das duas equipes, uma na parte de cima, outra na última colocação.

Blog de Airton Sousa: Santa e Sport perdem , Salgueiro vence

brasil

Jogando na tarde desse sábado (05), o Santa Cruz não conseguiu passar pelo Juventude, e amargou mais uma derrota na série-A. Foi a ultima rodada do considerado primeiro turno, onde o tricolor fecha numa posição um tanto preocupante, pela repetição e carências dos jogos anteriores, deixando a torcida insegura e o técnico Givanildo Oliveira, com uma tremenda dor de cabeça.

A partida esteve o tempo quase todo nas mãos do time gaúcho, que chegou aos 2 x 0, no entanto  aos 37 minutos do segundo tempo, o jogador Sheik aproveitando o rebote marcou o gol tricolor. Porém os êrros contribuíram para que o Santa Cruz saísse derrotado no final do jogo por 2 x 1. Terminado o primeiro turno, com uma campanha cheia de altos e baixos, o time do Arruda  agora prepara-se para o inicio do segundo turno  nesta terça-feira (08), contra o Criciúma.

Outro representante de Pernambuco, que também não se deu bem foi o Sport Clube do Recife, que enfrentou ao líder da série- B, o Corinthians e perdeu por 3 x 1. O time leonino fez um primeiro tempo destacável, mesmo perdendo por 1 x 0. Bem posicionado dentro de campo, conseguiu suportar a qualidade do time Paulista.

A expectativa pelo futebol do primeiro tempo, seria que o Sport voltasse com a mesma disposição, no entanto o gol tomado aos 26 segundos de jogo, mudou totalmente  a reação do Leão, que passou a comprometer o seu futebol, também porque as principais peças, não repetiram a atuação da primeira fase.

Não demorou, e logo saía o terceiro gol através de Pedro Henrique aos 21 minutos. Foi uma pancada nas pretensões do Sport, que emocionalmente se entregou ao adversário, mesmo com as mudanças feitas pelo técnico Wanderley Luxemburgo. Aos 38 minutos, o jogador Thalísson que havia entrado, fez o gol leonino, no entanto nada mudava e o Corinthians terminou vencendo por 3 x 1. Começa para o Sport o segundo turno, jogando contra a Ponte Preta na Capital Pernambucana.

Ainda bem, que o Salgueiro fez o seu dever de casa vencendo ao Botafogo da Paraíba, pelo placar de 1 x 0, após perder no Ceará na rodada anterior. Foi uma vitória importante do Carcará, porque continua com chances de se manter  no G-4, e lutar para avançar na competição, o que será extremamente importante para o time Salgueirense.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz aproxima-se do G-4 e o Náutico afunda mais ainda

Tivemos na noite dessa terça-feira (18), os dois representantes de Pernambuco jogando na série B, do Campeonato Brasileiro. O Santa Cruz jogou na Arena de Pernambuco, com um público de 6.731 torcedores e no final do jogo o tricolor venceu pelo placar de 1 x 0,  aproximando-se do G-4, com a distancia de apenas  dois pontos do quarto colocado. O Náutico tem sua situação complicada, após a derrota de 1 x 0 para o Payssandu.

Foi um jogo nivelado por baixo tecnicamente, onde no primeiro tempo tivemos apenas dois chutes perigosos, que merecerão registro. Tiago Costa aos dois minutos para o Santa Cruz, e Alan Mineiro aos 32 minutos, para o Vila Nova. Muitos passes errados, marcação precisa do time goiano e muitas faltas, sem que o Santa Cruz tivesse oportunidade de sair para o jogo.

No segundo tempo, com a entrada de Bruno Paulo, o Santa Cruz cresceu e marcou o gol da vitória aos 10 minutos, através de uma jogada pela esquerda de João Paulo, a antecipação de André Luiz, e o gol  tricolor .  Pitibul perdeu duas oportunidades de gol , aos 32 e 44 minutos.

Com o resultado, o Santa Cruz passou a somar 22 pontos e joga nesta sexta-feira(21), na Arena de Pernambuco, contra a equipe do Boa Esporte. O técnico Givanildo Oliveira, demonstrou preocupação no final do jogo, com a quantidade de gols perdidos. A vitória na sexta-feira, é fundamental, porque a próxima partida será fora de casa contra o Paraná.

Quanto ao Náutico, pouca coisa a registrar, a não ser mais uma derrota, e  muita reclamação do grupo com o gol do time Paraense. No entanto, foi mais um resultado negativo, a situação se complica a cada rodada, e a recuperação de pontos não acontece. O próximo jogo do Náutico é fora de casa, contra a equipe do Londrina, neste sábado à tarde.

rodada15-b

Blog de Airton Sousa: Givanildo estreia com vitória

givanildo oliveira
Existia uma expectativa para a estreia de Givanildo Oliveira no Santa Cruz, depois de 12 anos. E a verdade, é que nada melhor poderia acontecer, uma goleada de 3 x 0 no Brasil de Pelotas, um futebol vistoso, principalmente no primeiro tempo, e um jogo coroado de três belos gols, feitos por Derley aos 26 minutos e João Paulo aos 42 minutos do primeiro tempo. No segundo tempo, aos 26 minutos, foi a oportunidade de Ricardo Bueno fechar o placar.

Foi um jogo bastante movimentado, onde observou-se a mudança de comportamento do time tricolor, o rendimento maior de algumas peças e o que foi lamentável é que o jogador Elí Carlos, aos 39 minutos do primeiro tempo, sofreu uma contusão, diminuindo o rendimento do time, mesmo com a entrada de Wellington César, que não foi bem recebido pelo torcedor.

Com a vitória, o Santa Cruz aproximou-se do G-4, teve o otimismo voltando ao grupo, e a expectativa que esse crescimento possa continuar. O time tricolor tem o desafio de jogar contra a Luderdense, em Lucas do Rio Verde. A Luverdense jogou nesta sexta-feira (07) e perdeu pelo placar de 3 x 1 para o Goiás.

Blog de Airton Sousa: Givanildo no banco e o Santa Cruz tenta a vitória

Na noite desta sexta-feira (08), o Santa Cruz volta a campo na Arena de Pernambuco, para enfrentar ao Brasil de Pelotas do Rio Grande do Sul. O time do Arruda vem de uma sequência de resultados negativos, daí a razão do afastamento do comando técnico do ex-jogador Adriano, que havia assumido temporariamente o time.

A contratação de Givanildo Oliveira é como se fosse a salvação para o grupo de jogadores que vem levado o clube a uma queda acelerada na competição, e hoje está em jogo duas citações. No caso de uma vitória, somando três pontos o time respira e aproxima-se do G-4, em contra partida, se perder terá o fantasma da zona de rebaixamento ameaçando o time no final desta rodada, o que tornaria o clima extremamente ameaçador.

São poucas mudanças que o técnico Givanildo fará na equipe, porque o treinador teve apenas 5 dias para trabalhar os jogadores. As possíveis mudanças poderão acontecer no decorrer do jogo, a depender do comportamento do time. O Brasil de Pelotas, também não tem uma boa campanha, no entanto, como sempre as equipes gaúchas dão muito trabalho, pelo estilo de jogar, e marcação forte.

O próximo jogo do Santa Cruz será contra a Luverdense, fora de casa, o que torna mais necessário ainda a vitória contra o Brasil de Pelotas, para que o time possa respirar mais tranqüilo, e sair para o Mato Grosso, onde além das dificuldades do adversário, a lojistíca da viagem, que é um tanto quanto complicada. No entanto, o importante é que nesta noite de sexta-feira (07), o tricolor possa fazer o seu dever de casa.

 

 

 

Blog de Airton Sousa: Clubes de Pernambuco no Brasileirão

Encerrado o Campeonato Pernambucano, na quarta-feira (28), os times do nosso Estado voltam à atenção para o Campeonato Brasileiro das Séries A, B e C.

Pela  série A, o Sport joga na Ilha do Retiro contra o Atlético Paranaense. O time rubro-negro está em alta, depois de empatar com o Atlético Mineiro e vencer ao Santos pelo Brasileirão, e também por ter conquistado o Campeonato Estadual contra o Salgueiro, da maneira que todos já sabem. Espera-se que o time leonino some três pontos, os quais serão importantes na atual trajetória da competição.

O Santa Cruz também volta a campo, desta feita jogando no interior de São Paulo, contra o Oeste. Um jogo complicado, em razão de que a última partida do time tricolor foi em casa, e o time não passou de um empate, contra o fraco Figueirense. Só a vitória nesse jogo, faz o Santa Cruz recuperar posições na tábua de classificação, até porque essa inconstância do time, ocasiona descrédito junto à torcida.

Por sua vez o Náutico, cada vez mais afundado na série B, com apenas dois pontos somados em dez rodadas, joga na Arena de Pernambuco, contra o Clube de Regatas Brasil. O alvi-rubro vê a cada rodada, o fantasma do rebaixamento, porque se faz necessário ao final do Campeonato, a soma de 44 pontos, ou seja, nas vinte e oito rodadas, o timbu tem que vencer 14 partidas, e sabemos que não é fácil. Só um grande milagre evita a queda do time para a série C.

E o Salgueiro, depois de ter o título tomado, da maneira como aconteceu, agora tem a responsabilidade de dar a volta por cima. O time não vem bem no Brasileiro da série C e tem que recuperar posições. O próximo jogo será nos  seus domínios, contra o CSA de Maceió. Espera-se que o grupo de jogadores esqueçam a perda do título e honrem as cores do carcará no Brasileiro.

Blog de Airton Sousa: O que aconteceu com o Futebol Pernambucano…

Todos os clubes de Pernambuco, jogaram neste final de semana, pelo Campeonato Brasileiro das Séries A, B, C e D. O Sport conseguiu sua primeira vitória, desta feita contra o Santos; o Náutico perdeu mais uma, jogando contra o Guarani; o Santa Cruz empatou no Arruda, contra o Figueirense; o Salgueiro perdeu para o Sampaio Correia; o Central perdeu para o Sousa, além da eliminação do Atlético Pernambucano e América.

A torcida rubro-negra estava ansiosa esperando a primeira vitória do time, com o comando do técnico Wanderley Luxemburgo, e essa aconteceu no sábado (24), contra o Santos, na Baixada Santista, o que foi mais importante e deu tranquilidade para o grupo trabalhar. Foi uma vitória de 1 x 0, porém trouxe novas perspectivas para o clube na série A. O próximo jogo, será no Recife, contra o Atlético Paranaense, no domingo (02/07).

Enquanto isso, o Náutico perdeu mais uma. Foi à Campinas e cedeu a derrota para o Guarani, por 2 x 1. A situação timbu é cada vez mais complicada, continua na lanterna, e mesmo de técnico novo, não se observa mudança nenhuma e afunda cada vez mais, rumo à Série C. Agora o time volta para o Recife, e joga nessa sexta-feira (30), contra o Clube de Regatas Brasil.

Por outro lado, o Santa Cruz jogou em casa e não passou de um empate contra o fraco time do Figueirense. O placar do jogo foi 1 x 1, e é mais uma rodada em que o time não consegue vencer. Havia perdido para o América Mineiro e a perspectiva era a soma de três pontos no jogo em casa, o que não aconteceu. O próximo jogo tricolor é fora de casa, nesse sábado (01/07), contra o Oeste.

O Salgueiro continua tendo  sua  situação  complicada na Série C. Perdeu pelo placar de 1 x 0 para o Sampaio Correia em São Luiz do Maranhão. Agora é esperar que após a decisão do Campeonato nessa quarta-feira (28), o time possa se recuperar.

Pela Série D, estão fora  os três times. O Central perdeu no Lacerdão por 1 x 0 para o Sousa; o América empatou com o Guarani em Juazeiro; e o  Atlético Pernambucano perdeu para o Campinense por 2 x 0.

Blog de Airton Sousa: Náutico empata e o Santa Cruz perde

Um balanço negativo para o futebol pernambucano nessa terça-feira (06), onde o Náutico na Arena de Pernambuco, fez o primeiro gol, no entanto, terminou cedendo o empate ao time do Oeste, finalizando o jogo com o placar de 1 x 1, e a equipe timbu passadas cinco rodadas, ainda não conseguiu a primeira vitória.

Não adianta enganar o torcedor, o Náutico tem um time limitado, e quem garante que os reforços farão com que o time timbu, consiga superar tantas dificuldades. O pior,não se ver evolução nenhuma, onde o técnico Waldemar Lemos, a cada partida utiliza uma escalação, e não consegue dá um sentido de conjunto ao time.

Agora, o time alvi-rubro sai para jogar em Porto Alegre, contra o time do Internacional, que nós sabemos, é o grande da série B, pelo faturamento de cem mil associados, pela estrutura, pela sua história em competições nacionais e internacionais. Fica difícil sermos otimistas para o jogo do Náutico contra o Internacional neste sábado (10), porque fora de casa o time perde e em casa, acontece a mesma coisa, não consegue vencer.

Quanto ao Santa Cruz que jogou contra o Goiás, fez um primeiro tempo razoável, com o lateral Nininho sendo o mapa da mina para o time adversário, a zaga deixando se envolver pelo ataque  do Goiás, a meia cancha dando espaço na marcação, e o ataque com poucas chances de aproveitamento, mesmo com o empenho de André Luiz e Ricardo Bueno.

O gol do Goiás foi aos 13 minutos, e o gol do empate do time tricolor, aconteceu aos 45 minutos, através da cobrança de pênalti do zagueiro Anderson Sales. No entanto, o árbitro do jogo, o Paulista Rodrigo Amaral, não marcou um pênalti legítimo no lateral Roberto, prejudicando ao time Pernambucano, contudo, foi o Goiás que prevaleceu em campo, principalmente com os jogadores Tony, Léo Sena, Tiago Luiz, Ailon e o grande destaque, o jogador Carlos Eduardo.

Na volta do segundo tempo, o técnico Vinicius Eutrópio fez algumas correções táticas, o time melhorou de produção, o Goiás sentiu a evolução do tricolor e passou a amarrar mais o jogo. No entanto, as chances iam surgindo para o Santa Cruz, os jogadores desperdiçando, até que aconteceu o gol da vitória do Goiás, mais uma vez, com falha da zaga tricolor, aos 27 minutos, com ele, Carlos Eduardo.

Placar final, 2 x 1 para o Goiás, que conseguiu sua primeira vitória na competição. Enquanto que o Santa Cruz, tem a difícil tarefa de recuperar pontos e posições, no jogo da sexta-feira à noite, no arruda, contra o Londrina. Aí sim, é um jogo de seis pontos, e é isso que tem que acontecer, para que o tricolor não tenha complicada  sua situação na série B.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz perde a invencibilidade em Alagoas

Todos sabiam das dificuldades que o Santa Cruz  teria pela frente no jogo dessa terça-feira (23), no Rei Pelé contra o Clube de Regatas Brasil. Há dez jogos que o Regatas não perdia em casa, e ampliou essa invencibilidade ao vencer o time Pernambucano. São duas vitórias em casa e um empate fora, somando 7 pontos em três rodadas.

O time tricolor esteve o tempo quase todo jogando atrás,  recuado, sem sair para o jogo, e quando tentava sair, demonstrava muita fragilidade na retaguarda. O jogador André Luiz, foi o destaque do Santa Cruz, que teve ao longo do jogo  poucas chances, inclusive uma bola na trave do atacante Pitibull, isso já aos 31 minutos do segundo tempo, porque na primeira fase, o time criou poucas chance, terminando o primeiro tempo em 0 x 0.

Quanto ao Clube de Regatas Brasil, teve em Chico, Neto Baiano e Almir os destaques. Aos 26 minutos do segundo tempo,  o zagueiro Anderson Sales colocou a mão na bola, provocando a marcação do pênalti. Os jogadores do Santa Cruz, reclamaram muito da arbitragem, no entanto, a marcação foi correta. Na cobrança, Neto Baiano, que marcou aos 28 minutos,  deu a vitória ao time Alagoano, por 1×0.

No final do jogo, o técnico Vinicius Eutrópio reclamou muito da arbitragem, achando que o Santa Cruz foi prejudicado pela não marcação de um pênalti em André Luiz, o que não aconteceu, pelo contrário, foi o atacante do Santa Cruz que cometeu a falta no zagueiro adversário. O tricolor joga agora no dia 31.05 pela Copa do Brasil, é a partida de volta contra o Atlético do Paraná.

 

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz estreia com vitória

Importante resultado o Santa Cruz obteve na tarde desse sábado (13), em Santa Catarina, contra o Criciúma, ao vencer o jogo pelo placar de 2 x 1. Foi uma partida em que o adversário esteve melhor em campo. Porém, as finalizações muito falhas, permitiram que o Criciúma vencesse pelo placar de 1 x 0, no primeiro tempo, enquanto que o time tricolor, soube aproveitar as chances surgidas e saiu de campo com 3 pontos. Júlio César foi o destaque da partida, quando defendeu bolas realmente milagrosas. Aos 15 minutos com Silvinho, aos 29 com Giaretta, aos 41 outra vez com Silvinho e finalmente, com uma falha de Vitor, o jogador Diego Mateus, aproveita a sobra da bola na frente da área e chuta indefensável marcando 1 x 0.

Inegavelmente, só deu Criciúma no primeiro tempo, enquanto que o Santa Cruz apenas se defendeu. Porém, futebol é aproveitamento. E foi o que aconteceu aos 6 minutos do segundo tempo. Uma falha do jogador Douglas, Vitor aproveitou e empatou o jogo. O Criciúma insistia com as bolas aéreas na área, contudo não atingia o objetivo.

Com o jogo empatado vieram as modificações. Barbio no lugar de Tomás, Alex Maranhão no lugar de Douglas e  Fabinho no lugar de James, sendo todas estas modificações aos 20 minutos. Porém, já no primeiro tempo, aos 30 minutos, o jogador Sheik saiu contundido entrando Primão. Todas as substituições corresponderam, principalmente os dois jogadores do Santa Cruz que entraram. Aos 27 minutos o jogador Vitor sofreu uma contusão séria, entrando Nininho, muito limitado tecnicamente.

Após 40 minutos, quando se pensava que o jogo terminaria empatado, André Luiz perdeu uma chance real de gol. Porém 1 minuto após, é o jogador Barbio que aproveita e chuta, marcando o gol da vitória do time pernambucano, que inicia a competição, mesmo com um time limitado, vencendo fora de casa. O próximo jogo do Santa Cruz, pelo Campeonato Brasileiro, será sábado (20), contra o Guarany de Campinas, no Arruda. Porém na terça-feira (16), tem a decisão da terceira vaga da Copa do Nordeste, contra o Náutico, também no Arruda.

Blog de Airton Sousa: Náutico estreia mal na série B

Não se poderia esperar diferente. O Náutico estreando na Arena de Pernambuco nesta sexta-feira(12), não passou de um empate de 0 x 0, contra o América Mineiro. Foi um jogo fraco tecnicamente, com poucas oportunidades de gol, com a Arena de Pernambuco de portões fechados, num clima de velório.

Por mais que tentasse dar vida ao time timbú, o técnico Valdemar Lemos não conseguiu, graças a limitação do elenco. Sem dúvida, os atletas que deixaram o clube, fizeram muita falta e o pior ainda vem por aí, quando confirmada as saídas de Mailson e Anselmo. Todos sabiam que a saída dos jogadores ia pesar no rendimento do time, principalmente do excelente jogador Marco Antonio.

O que fazer, só a Diretoria sabe, porque sem dinheiro para contratar, devendo ao elenco, fica difícil ter uma melhor perspectiva, diante do quadro que rodeia o clube de Conselheiro Rosa e Silva. Não resta dúvida de que o técnico Valdemar Lemos, terá muita dor de cabeça para trabalhar com o grupo, limitado em todos os sentidos. Agora, é esperar para ver o que acontecerá na próxima partida, contra o Figueirense, em Santa Catarina.

Blog de Airton Sousa: Futebol de Pernambuco em 2016

Está na hora de avaliarmos o que foi o futebol Pernambuco em 2016. Faremos um retrospecto da participação do Sport, Santa Cruz, Náutico e Central nessa temporada esportiva, onde aconteceram muito mais erros do que acertos, nas mais diversas participações que tivemos durante o ano. Entendemos que alguns dos principais erros cometidos pelos Dirigentes dos três clubes da capital, foi a mudança frequente dos treinadores e a contratação de muitos jogadores, a maioria sem qualidade, tornando assim o time impraticável de formação.

Começando pelo Santa Cruz, que vinha de acesso para a primeira divisão, aproveitando a estrutura anterior e começando o ano. Coincidência ou não, em razão do desmonte dos concorrentes, consegue ser Campeão Pernambucano, e avançando na Copa do Nordeste, até chegar a conquista da competição. Além do mais, na própria Sul-Americana, podemos dizer que foi boa a participação. Também na Copa do Brasil, o tricolor foi convincente, deixando o seu torcedor satisfeito. Ou seja, além das duas conquistas, o Santa Cruz também não decepcionou nas demais competições aqui evidenciadas.

Agora, tratando-se de Campeonato Brasileiro, foi um desastre, chegando ao rebaixamento, por razões diversas: troca de técnicos, contratações de baixa qualidade, um elenco inchado e a desorganização financeira. Porém, de todas as competições que participou,  exceção o rebaixamento 2016,  foi um ano positivo para o Santa Cruz. Como nota para o tricolor, seria 7, sobretudo porque, apesar do rebaixamento, foi o único clube que conquistou duas competições.

Com relação ao Náutico, mais uma vez nada de conquista, nada de acesso. Um ano em que o timbu passou pelos Campeonatos Pernambucano e Brasileiro, sem nada crescer, e na Copa do Brasil, uma participação extremamente discreta. Ressaltando-se também, que a mudança de treinador, as contratações em grande quantidade e sem tanta qualidade, foram os principais erros.  O lado mais positivo, foi a contratação do técnico Givanildo Oliveira e o trabalho da Diretoria no campo financeiro, ao contrário de anos anteriores. Se fosse para dar uma nota ao Náutico em 2016, essa nota seria 6.

O Sport, em contra partida, foi outro clube Pernambuco que apenas gastou, e gastou muito, sem os resultados devidos. Uma folha de pagamento em torno de quatro milhões, jogadores que chegaram a ganhar até 350 mil reais por mês. E nada veio em retorno, pelo contrário, uma participação pífia nos Campeonatos Pernambucano e Brasileiro, nas Copas do Nordeste, do Brasil e Sul-Americana, sendo também uma vergonha, sem dar um bom resultado à sua torcida.

A exemplo do Náutico e Santa Cruz, o Sport pisou na bola, com a contratação de treinadores. Esperar que a nova Diretoria rubro negra, possa errar menos que a atual e traga conquistas para o clube, o que não aconteceu este ano. Quer saber a nota que o Sport merece, para a sua temporada em 2016? Apenas uma nota 5.

Para  falar de um clube do interior, escolhemos o Central, que a exemplo dos três grandes, teve uma participação extremamente negativa na fase importante do Campeonato Pernambucano, e ao chegar no Campeonato Brasileiro da série D, não foi diferente, ficando apenas na primeira fase, ao contrário dos anos anteriores, onde conseguia avançar no Brasileiro. O que justificar dessa participação negativa? Uma parceria que não deu certo em nada, a desorganização financeira, a falta de senso administrativo  dos Dirigentes, o descrédito junto ao empresariado e a torcida, além da maneira amadora de administrar.

Como será 2017 para o Central, é uma pergunta de difícil resposta, porque não se vê muita perspectiva, há não ser acreditar que o técnico Laelcio Lima, possa aproveitar alguns jogadores da base, juntando-se aos poucos contratados e fazer o milagre da reprodução técnica. Para não falar apenas de coisas negativas, temos um fato positivo do alvi-negro, que foi a participação pela primeira vez, na Taça São Paulo de Futebol Júnior, fato aliás que tem como mérito principal, o esforço e qualidade dos técnicos Laelcio e Elivelton.

Agora, é esperar que o complemento de mandato da atual Diretoria, possa trazer algo de positivo para o clube, porque até agora, poucos ou quase nenhum fato positivo podemos veicular do presidente Licius Cavalcanti. Sim, devemos registrar, em torno de 7 a 8 meses de atraso de salário, com os funcionários do clube, e esse é também um fato extremamente lamentável. A nota para a Diretoria, é nota 4; se melhorar a gestão do clube no próximo ano, talvez essa nota possa subir um pouco.

Que venha 2017 com melhores resultados para o futebol pernambucano!

Blog de Airton Sousa: Se fosse diferente não seria o Náutico

Finalmente conhecemos os quatro clubes que subiram para a primeira divisão, e mais uma vez a frustração do torcedor do Náutico, que além de não ter tido acesso a primeira divisão, terminou perdendo em plena Arena de Pernambuco, para o Oeste que há 16 jogos não conseguia vencer e que estava na 16a colocação do Campeonato Brasileiro da série B.

Subiram para a primeira divisão: Atlético de Goiás, Avaí, Vasco da Gama e Bahia. O Atlético venceu ao Bahia por 2 x 1.  O Vasco também venceu, desta  feita  ao  Ceará por 2 x 1. E o Avaí já havia garantido a sua classificação antecipada; além do Bahia que mesmo perdendo para o Atlético, foi beneficiado com a derrota do Náutico para o Oeste.

Quanto ao jogo do Náutico, uma revolta do torcedor pelo fraco futebol apresentado pelo time alvi rubro, com uma apresentação abaixo da crítica, se deixando envolver pelo adversário, principalmente no primeiro tempo, onde perdeu o jogo por 2 x 0, sem oferecer reação nenhuma  e tendo em Julio César o melhor jogador em campo. O jogador Marco Antonio sem produzir, Vinícius e Bergson, também muito mal e finalmente um time abatido e frágil, o que não foi deferente no segundo tempo, mesmo com a acomodação do time do Oeste.

Antes que terminasse o jogo, torcedores do Náutico invadiram o campo de jogo, sem que o policiamento tivesse condição de reagir, e nada justificava a apresentação do time timbu, nem tão pouco a fragilidade apresentada. Agora é repensar 2017, e ver quais as mudanças estruturais que o clube precisa, para uma melhor estrutura, dentro e fora de campo. No final uma frase que é padrão do time alvi rubro, o Náutico é assim mesmo: nada, nada e termina morrendo na beira da maré, e foi assim mais uma vez.

Blog de Airton Sousa: Náutico diminui chances do G4

Com um futebol fraco, produzindo muito pouco, o Náutico perdeu neste sábado(12), para o Avaí em Santa Catarina pelo placar de 3 x 0. Opinião unânime, inclusive do treinador Givanildo Oliveira, afirmando que o time teve uma fraca produção, observado-se que do grupo todo, poucos foram os jogadores que se destacaram na partida, a começar pelos dois alas, os zagueiros, os meias e o isolamento dos atacantes. Além do mais, o Avaí com  mais posse de bola, finalizando com mais qualidade, ficava difícil para o timbu esboçar reação. O primeiro gol, de pênalti duvidoso, aos 25 minutos, cobrado por Marquinhos; o segundo gol, também de Marquinhos, aos 48 minutos, fechando o placar de 2 x 0.

Se no primeiro tempo, o grupo não se encontrou, pior foi na segunda etapa, com o Avaí fazendo o terceiro gol aos 7 minutos, através do jogador Rômulo.  As modificações feitas pelo treinador Givanildo Oliveira  não corresponderam e a principal peça do Náutico, o jogador Marco Antonio, não esteve bem e terminou sendo substituído, além da expulsão de Mailson. Vamos esperar pra ver o que vai acontecer na próxima rodada, onde o Náutico continua fora, contra o Tupi, e depois encerra em casa, contra o Oeste.

Diminui a possibilidade do Náutico de entrar no G4, pela posição dos demais concorrentes e porque dá para sentir que o grupo está perdendo fôlego, nessa reta final da competição. Os mais críticos, já começam a ensaiar o chavão que tem caracterizado a participação do Náutico, em momentos importantes das competições, “o Náutico nada, nada, e termina morrendo na beira da praia”. Não é ser pessimista, é simplesmente vivenciar a situação do time timbu, também no atual momento do Campeonato Brasileiro da série B.

Blog de Airton Sousa: CRB sem chances de entrar no G4

Um obstáculo foi derrubado a favor do Náutico nessa sexta-feira(11), no Estádio Rei Pelé, por ocasião do jogo entre o Clube de Ro egatas Brasil e Payssandu. Um jogo em que interessava de perto ao time timbu, pelo fato de que o time alagoano é o sexto colocado com 55 pontos, apenas 2 a menos que o timbu. Uma vitória do Regatas, complicava mais ainda a situação do Náutico, que cairia uma posição, até o jogo deste  sábado, contra o Avaí.

A verdade é que, dominando o jogo no primeiro tempo, e no segundo tempo, até tomar um gol surpreendente, o Clube de Regatas Brasil, não teve competência ofensiva, mesmo contando com a participação do artilheiro Zé Carlos, que saiu machucado no meio do segundo tempo. O time de Dado Cavalcanti, se defendeu o tempo todo, bateu muito e jogou por uma bola, tendo a competência de faturar no tempo certo.

Após o gol, o desânimo abateu o time do Clube de Regatas Brasil, que se entregou ao resultado e aos desespero. Com a derrota, as chances diminuíram, parou com 55 pontos, e só chega no máximo a 61 pontos, sendo quase impossível a chance de chegar ao G4. Esse resultado favoreceu diretamente ao time de Givanildo Oliveira, desde que consiga vencer ao Avaí neste sábado(12), onde a vitória é fundamental. O empate complica, e a derrota, afasta mais ainda o time Pernambucano do G4 do Campeonato Brasileiro da série B . É aguardar para ver o que acontece neste sábado, entre o Avaí e o Náutico.

Blog de Airton Sousa: Náutico sai do G4

Nessa reta importante e final da série B do Campeonato Brasileiro, continua bastante acirrada a disputa pelas quatro vagas à primeira divisão. Nesse instante, estão praticamente garantidas duas vagas, Atlético de Goiás com 61 pontos e o Vasco da Gama com 58 pontos. A disputa está entre o Bahia, com 56 pontos, após vencer nesta sexta-feira(04), o time do Vila Nova em Goiás; o Avaí com 55 pontos, que  joga em Santa Catarina, contra o Londrina, que tem  54 pontos; o Náutico que está também com 54 pontos e que joga neste sábado(05), no Estádio Rei Pelé, contra o Clube de Regatas Brasil, que tem 49 pontos, e que também tem chances, se vencer ao Náutico,  de entrar na disputa do G4.

Observa-se principalmente agora, quando a competição chega na reta final, como faz falta as vitórias que não acontecem em casa, além de derrotas para times inferiores fora de casa. O Náutico tem hoje o jogo da vida, contra o Clube de Regatas Brasil, se vence avança e faz a diferença, se perde tem complicada sua situação, principalmente se o Avaí que joga em casa, vencer ao Londrina, que tem a mesma pontuação do time timbu.

O alvi-rubro tem depois do jogo deste sábado(05), os seguintes adversários: Goiás na Arena de Pernambuco;  o Avaí em Santa Catarina(confronto direto); o Tupi em Minas Gerais e finalmente o Oeste na Arena de Pernambuco. Ou seja, dois jogos em casa, dois jogos fora. Porém, antes de tudo, é vencer neste sábado(05), ao Clube de Regatas Brasil, uma missão muito difícil.

Blog de Airton Sousa: Náutico sai do G4

Foi quebrada nessa sexta-feira(21), a invencibilidade do Náutico sob o comando do técnico Givanildo Oliveira, onde o time vinha de dois empates e seis vitórias. Uma maratona de jogos,  mesmo sem jogar bem contra alguns adversários, o resultado positivo acontecia, graças a determinação de alguns jogadores, entre eles, Marco Antonio, Rony e Vinícius. Na partida contra a Luverdense, as ausências de Júlio César, Rony e Vinícius, influenciaram muito, inclusive no rendimento do jogador Marco Antonio, que terminou sendo substituído no segundo tempo de jogo. O time pernambucano, encontrou muitas dificuldades, também pela aplicação do  adversário.

O time de Givanildo Oliveira abriu o placar através de um pênalti, cobrado por Bergson, aos 10 minutos do primeiro tempo, terminando com o placar parcial de 1 x 0, a favor do alvi rubro, apesar de não estar jogando bem, em todos os setores. No segundo tempo, a pressão da Luverdense aumentou mais ainda, e aos 9 minutos, através do jogador Alfredo, o empate acontecia, coincidência também, na cobrança de um pênalti. A partir daí, o time da Luverdense, passou a predominar e logo se percebia que o segundo gol, não demoraria a acontecer, pelo desespero do time alvi rubro. Sem render um bom futebol, Marco Antonio é substituído, e nem assim, o time de Givanildo, melhorava a produção. Com a supremacia da Luverdense, não demorou muito e aos 37 minutos, saía o gol da vitória, também através  do jogador Alfredo, quebrada assim, uma invencibilidade de 8 jogos.

Para o próximo compromisso, o Náutico tem os retornos de Julio César, Rony e Vinícius, onde espera-se que o time volte a praticar um bom futebol, mesmo contra o líder da série B. A derrota trouxe algumas consequências para o time timbu:  saída do G4 e a obrigação de vencer ao Atlético de Goiás, na Arena de Pernambuco. No mínimo empatar contra o  C R B,  no Rei Pelé, além de outras dificuldades que o time terá pela frente. Lembrando da importância de não tomar distância do G 4. Sabemos que invencibilidade, não é para sempre, porém a derrota e a maneira como o time jogou, causa preocupação.

Blog de Airton Sousa: Náutico vence mais um jogo

Provando mais uma vez que o técnico Givanildo Oliveira, é competente, o time do Náutico venceu mais uma partida sob o seu comando, a quinta, e desta feita, a vítima foi o time do Brasil de Pelotas, por 2 x 0. Um jogo em que até os 25 minutos do primeiro tempo, os dois times só faziam se marcar, inclusive o time gaúcho segurando os espaços dentro do campo timbu. Após os 25 minutos, o Náutico começou a se soltar, e a partir daí, as dificuldades começaram a diminuir, sem contudo os dois times terem poucas chances ofensivas, onde os dois goleiros tiveram pouco trabalho. O gol do Náutico,  saiu aos 44 minutos, numa jogada extraordinária de Marco Antonio para Bergson, que aproveitou com categoria e colocou o Náutico na frente do placar, vencendo a primeira fase pelo placar de 1 x 0.

No início do segundo tempo, o time de Givanildo Oliveira, começou a dar demonstração de desgaste físico, porém,  o Time do Brasil de Pelotas, já não tinha poder de reação, sentindo evidentemente, o fato de está com um jogador a menos, porque Washington havia sido expulso aos 42 minutos do primeiro tempo, dificultando o trabalho do time gaúcho. Aos 14 minutos, quase Bergson ampliava, com um lançamento primoroso  de Marco Antonio; 4 minutos depois, foi a vez do Brasil, com o bom jogador Felipe Garcia. No entanto, o gol não  aconteceu. Porém, aos 37 minutos, surgiu outra chance e Rony, lançando uma excelente bola para Bergson que chutou e Marcão, tentando defender, terminou jogando contra suas próprias redes, fazendo Náutico 2 x 0, e definindo de uma vez por todas, a vitória alvi rubra. Agora do histórico de Givanildo Oliveira, credita-se dois empates e cinco vitórias para o time timbu. Um excelente resultado.

O próximo jogo ao Náutico será  na Arena de Pernambuco, desta feita a vítima é o time do Ceará, um confronto nordestino, onde o time pernambucano vencendo, começa a se fixar no G 4 da competição. É inegável de que, houve no time, uma mudança radical para melhor, evidentemente. É aguardar que nesta reta importante da competição, o time pernambucano não venha a fazer como nos anos anteriores, como exemplo, o ano passado, contra o CRB.

Blog de Airton Sousa: Náutico se aproxima do G4

Uma vitória considerada fundamental, foi exatamente o que o Náutico teve nesta terça feira(04), contra o time do Bragantino. No primeiro tempo, o time timbu com um futebol irreconhecível, principalmente na troca de passes, e na liberdade que o time de Bragança encontrou, com as bolas cruzadas na área, destacando-se principalmente o goleiro Júlio César, que foi inegavelmente o nome do jogo no primeiro tempo, evitando a vitória do time paulista, já na primeira fase. No entanto 0 x 0, foi o placar do primeiro tempo.

No segunda fase, pouca coisa mudou, porque o time pernambucano, chutou apenas uma bola, aliás uma bola parada, com uma bela cobrança de Marco Antonio, aos 39 minutos. Estranha-se no entanto, a diferença de futebol jogado contra o Bragantino, ao contrário da qualidade que o time apresentou diante do Vasco da Gama. Porém, não importa.  A essa altura, o que está valendo é essa sequência de resultados positivos, com o time no comando do técnico Givanildo Oliveira. Um balanço de dois empates e quatro vitórias, ou seja, 18 pontos disputados e somando 14 pontos, o que podemos considerar como um aproveitamento espetacular.

Agora o Náutico volta para casa, para enfrentar respectivamente o Brasil de Pelotas e o Ceará, dois adversários muito bem montados, onde teremos de novo, uma prova de fogo para o time de Givanildo Oliveira. Se o Náutico vence essas duas partidas, aí sim, pode começar a pensar de uma maneira mais concreta no G4 da série B. Agora, será importante também que o torcedor faça a sua parte, repetindo no mínimo, o que foi feito no jogo contra o Vasco da Gama. Cabe a Diretoria timbu, providenciar também a logística, para facilitar o deslocamento na ida e volta da torcida.

Blog de Airton sousa : Náutico vence fora de casa

Existia muita expectativa para o jogo do Náutico contra o Paraná na tarde deste sábado(24), em Curitiba. O técnico Givanildo Oliveira teve a semana toda para trabalhar o seu grupo, e vê qual seria a melhor formação, em razão de que a vitória contra o Payssandu foi importante, porém havia sido na capital pernambucana. E na definição de Givanildo Oliveira, estava a responsabilidade de escalar um time ofensivo, para surpreender o time Paranaense, que não vem bem na competição e que buscaria encontrar também o caminho da vitória. O alvi rubro surpreendeu, chegando ao placar de 2 x 0, acomodando-se em seguida, tomando o primeiro gol e dando  espaço para uma reação do adversário. Entretanto não chegou nem mesmo ao empate, apenas a marcação do gol de honra.

Outra vez o treinador Givanildo Oliveira, tem a oportunidade de trabalhar o time durante a semana toda, em razão de que só volta a jogar no próximo sábado(01/10), na Arena de Pernambuco, contra o Vasco da Gama, líder absoluto da competição, e com certeza será mais um jogo difícil a ser encarado pelo alvi rubro.

Com o resultado contra o Paraná, o torcedor do Náutico volta a sonhar com o G 4, e o técnico alvi rubro, promete colocar em campo, um time precavido na marcação e na defesa, e ao mesmo tempo ofensivo, procurando surpreender o líder da série B, que com certeza merece todo respeito pelo elenco e também pela campanha. Com a vitória contra o Paraná, Givanildo Oliveira completou quatro jogos no comando do Náutico, sem perder nenhuma partida, ou seja, dois empates e duas vitórias, o que não deixa de ser uma campanha, a principio, muito boa e cheia de esperanças.

Blog de Airton Sousa: Primeira vitória com Givanildo

Depois de dois empates sob o comando do técnico Givanildo Oliveira, finalmente o Náutico desencanta e vence ao Payssandú pelo placar de 3 x 1. Foi uma vitória construída com muita dificuldade, em razão da maneira como o técnico Dado Cavalcanti montou um esquema, para jogar por uma bola, na marcação sobre setores, dificultando o toque de bola do time timbu. No entanto, Givanildo começou a abrir espaços no jogo e terminou construindo um placar onde não deu chance de reação ao time Paraense. Foi um resultado importante para o Náutico, porque após Givanildo Oliveira assumir o grupo, não havia conseguido nenhuma vitória. Agora o time alvi rubro, dá uma respirada na série B, somando três pontos importantes, fazendo o dever de casa e diminuindo a pressão emocional da torcida.

Com essa vitória, o Náutico fica na linha intermediária da tabela, com uma posição cômoda, guardando uma certa distância da zona de rebaixamento e sonhando ainda para entrar no G4, muito embora, os resultados dessa rodada, não ajudaram ao time timbu nesse sentido.

Agora, Givanildo prepara o time para o próximo jogo, dessa feita fora de casa, contra a equipe do Paraná, onde mais uma vez o treinador vai tentar superar as adversidades de jogar no campo do adversário, e conseguir um bom resultado. No entanto vitória, sempre é vitória e não resta dúvida que o clima nos Aflitos levantou o astral do grupo, e principalmente da comissão técnica, à frente o experiente treinador Givanildo Oliveira.

Blog de Airton Sousa: Náutico continua sem vencer

Em outra circunstância, se o Náutico tivesse melhor colocado no Campeonato Brasileiro, e não tivesse perdido tantos pontos principalmente em casa, a exemplo do jogo contra o Bahia e outros jogos, o empate dessa terça-feira(13), seria considerado como um bom resultado. Porém, a situação do time timbu começa a complicar-se, porque está próximo da zona de rebaixamento, e a cada partida se distancia do G4. Não adianta querer enganar o torcedor, porque o alvi rubro tem um elenco limitado nos diversos setores e o técnico Givanildo Oliveira sabe dessa limitação, principalmente na peça ofensiva. Aliás esse é o setor mais carente, e termina nessa sexta-feira(16) o período de inscrição, onde o treinador insiste na contratação de um atacante, que chegue e vista a camisa com a verdadeira condição de um matador.

Muitas explicações e justificativas para os resultados que não chegam. Agora o técnico Givanildo debita a sequência de jogos e a falta de condição para treinar. Só que ele esquece que essa situação é passada por todos os técnicos e jogadores, em razão do calendário do Brasileirão, principalmente da série B. A questão é muito simples, o Náutico tem um time fraco tecnicamente, só não ver quem não quer. Por essa razão, esse empate simplesmente distancia o Náutico cada vez mais dos que estão na linha de frente da série B.

Quanto ao jogo contra o Joinville, o goleiro Júlio César foi o salvador da pátria, efetuando defesas espetaculares, principalmente no segundo tempo. É bem verdade que também faltou competência ao time do técnico Lisca, que a cada rodada complica cada vez mais a sua situação na tabela, e aproxima-se das chances de sofrer o rebaixamento. O time de Santa Catarina dominou o jogo, criou oportunidades, envolveu o alvi rubro pernambucano, que apenas se defendeu, sem ter qualidade de reagir. No entanto o placar de 0 x 0, debita as duas equipes um futebol apenas razoável. Agora é ver se depois de tanto tempo, o time de Givanildo Oliveira vence, desta feita ao Payssandu, na tarde desse sábado(17), na Arena de Pernambuco.

Blog de Airton Sousa: Náutico perde para o lanterna

Com um time diferente, da escalação  ao comportamento, o Náutico fez nesse sábado (03), um jogo apenas razoável, em São Luiz do Maranhão, contra o Sampaio Correia, que há nove rodadas não conseguia vencer. Mesmo assim, o time pernambucano perdeu pelo placar de 4 x 3. A sequência do placar foi a seguinte: o Náutico marcou no início do jogo; posteriormente o Sampaio empatou; depois o Náutico fez 2 x 1 e parou de jogar. Enquanto isso, bastou um só jogador para exterminar o alvi rubro. PIMENTINHA, esse foi o nome do jogo, marcando dois gols e provocando dois pênaltis para o seu time. Estando o Náutico vencendo por 2 x 1, o árbitro marcou um pênalti duvidoso e o Sampaio empatou.  Logo em seguida, mais um pênalti, e esse sim, foi legítimo, e o time do técnico Alexandre Galo deixou que o adversário tomasse conta do jogo e ainda fizesse o  quarto gol, diante de uma defesa esfacelada.

O Náutico chegou ainda a marcar o terceiro gol, porém era tarde e terminou perdendo mais um jogo, dessa feita para o lanterna da competição, pelo placar de 4 x 3. Com o resultado ficou bastante complicado, principalmente com a distância da zona de classificação, visto que o seu próximo jogo é na Arena de Pernambuco, nesse sábado (10), contra o Bahia. As alterações feitas pelo técnico Alexandre Galo, prejudicaram mais ainda o rendimento do time, inclusive a ausência do goleiro Júlio César. No final do jogo, o treinador  bastante abatido e decepcionado, deixou transparecer as dificuldades do momento, e principalmente, se continua no comando técnico do time. É esperar para ver o que vai acontecer, com o futuro do técnico e com situações diferentes e melhores para o elenco.

Blog de Airton Sousa: Náutico decepciona outra vez

Outra vez em casa, o Náutico decepciona a sua torcida, joga um futebol abaixo da crítica e perde por 2 x 0, para o surpreendente time do Londrina, que fora de casa tem um aproveitamento de 40%, e todos sabiam das dificuldades, menos o técnico Alexandre Galo e os seus comandados. Um primeiro tempo em que o time Paranaense jogou apenas o suficiente, foi ao ataque três vezes, entre elas aos 38 minutos, onde o experiente Germano aproveitou uma falha coletiva da zaga alvi rubra, e com muito oportunismo abriu a o placar para o Londrina. Se o Náutico estava desencontrado, ficou mais ainda e a partir daí, até o final da primeira fase, foi dominado pelo adversário.

No segundo tempo, com duas alterações, o técnico Alexandre Galo, orientou o seu assistente, já que não podia estar no banco e voltou com Vinicius e Bergson, tirando Hugo e erroneamente João Ananias, fragilizando o meio de campo do time, onde o alvi rubro, que já estava mal, piorou mais ainda, porque o Londrina passou a jogar com inteligência, avançando a sua linha e não permitindo a reação necessária para o Náutico chegar ao empate. Para completar, aos 17 minutos, montando um contra ataque, o Londrina aproveitando novamente uma falha do time timbu, marcou o segundo gol, e a partir daí, aos poucos, o Náutico foi se entregando mais ainda e terminou perdendo na Arena de Pernambuco por 2 x 0, descendo mais ainda na tábua de classificação, deixando a torcida insatisfeita, e não podia ser diferente, saindo de campo em meio a muitas vaias e protestos.

Agora o Náutico sai, joga fora contra o Sampaio Correia, lanterna e a pior campanha da competição, e vem a preocupação, será que exatamente contra o time timbu, o Sampaio vai querer melhor sua posição ? E o pior: Nesse momento pela inconstância do time, não dá para confiar que mesmo contra o Sampaio Correia em São Luiz , tenha a certeza da vitória de três pontos,só resta esperar.

Blog de Airton Sousa: Náutico em busca de outra vitória

Após o excelente resultado contra o Vila Nova, o time do Náutico entra em campo nesta terça-feira (30), contra a boa equipe do Londrina. O otimismo tomou conta do time de Alexandre Galo, levantando o astral do grupo, inclusive também do treinador, pela maneira como o time reagiu do primeiro para o segundo tempo, levando o alvi rubro a uma vitória de 2 x 0, e deixando o time mais próximo do G4 da série B. Todos estão conscientes das dificuldades que terão que enfrentar diante do time paranaense, porém com os reforços chegados, alguns setores começam a produzir um melhor futebol, fato comprovado na última partida em Goiás.

Uma vitória contra o Londrina irá deixar o time dos Aflitos em uma posição privilegiada, principalmente se houver beneficiamento em alguns resultados das equipes que estão da quarta a sexta posição na tabela. Importante porém, é que o Náutico faça o seu dever de casa, porque caso contrário anularia os três pontos do último sábado. No entanto o ambiente é de otimismo, do elenco até o torcedor, daí a expectativa  de uma boa apresentação. Se porventura esse resultado não chegar, outra vez vem a dúvida, com relação ao crescimento que aconteceu contra o Vila Nova. Porque também em outras rodadas o Náutico fez boas apresentações, caindo em seguida. É aguardar para ver, porque o importante nesta fase da competição, mais do que antes,  é que o dever de casa seja feito, principalmente contra equipes que se equiparam, como é o caso do Londrina.

Blog de Airton Sousa: Náutico surpreende e vence

Demonstrando mais uma vez, a inconstância dos nossos times, o Náutico na tarde desse sábado (27), surpreendeu vencendo ao Vila Nova em Goiás pelo placar de 2 x 0. Esse tem sido o ritual dos times pernambucanos, quando ninguém espera vencem, quando tem a vantagem de jogar em casa, perdem, a exemplo do que aconteceu com o próprio Náutico no jogo anterior, na Arena Pernambuco perdendo para o Criciúma, deixando o técnico Galo e a torcida insatisfeitos.

No caso desse sábado, o time do Vila Nova era favorito, principalmente pelo fato de jogar nos seus domínios. Se não foi um grande jogo, pelo menos as equipes lutaram, em busca da marcação de gols. O Náutico alterado, trabalhando bem sua peça de criação, e os atacantes desperdiçando as oportunidades, enquanto o Vila Nova, fragilizado com poucas finalizações e encontrando no goleiro Júlio César, uma barreira quase intransponível. Os gols do Náutico surgiram de jogadas trabalhadas, envolvendo a defensiva do time goiano, e se tornando impossível para o goleiro do Vila Nova, evitar que a bola entrasse.

Com a vitória, o Náutico voltou a se aproximar do G4, joga na Arena nesta terça-feira (30), contra o Londrina, onde espera-se que o time pernambucano, empolgado com a vitoria contra o Vila Nova, possa encontrar o caminho do gol e vencer ao time do Paraná. Se acontece a vitória, o que é uma obrigação do time timbu, a condição na tabela fica cada vez melhor. Se porventura o resultado não for negativo, de nada valeu a vitória contra o Vila Nova. Espera-se que depois desta vitória, o time possa adquirir mais confiança e tenha uma sequência de bons resultados. Quanto ao torcedor, essa é a grande questão, a aversão que a torcida do Náutico tem a Arena Pernambuco, por uma série de razões. No entanto há a expectativa de uma presença, pelo menos razoável, do torcedor timbu. A diretoria iniciou uma campanha junto aos associados, para angariar fundos, com a finalidade de iniciar o projeto da reforma dos Aflitos, com a condição de em 2017, o Náutico  voltar a jogar no seu estádio.

Blog de Airton Sousa: Times pernambucanos no Brasileirão – o que esperar?

Diante dos últimos resultados, esperar o que do Náutico, Santa Cruz e Sport , na rodada desse final de semana. Parece até que o mal futebol de um, tem contagiado os três. A decadência começou com o Santa Cruz, na sequência atingiu o Sport e ultimamente o time do Náutico. Nessa condição, teremos uma rodada pela série A e B, envolvendo os três representantes, onde apenas o Sport joga em Recife, o Santa Cruz joga em Belo Horizonte e o Náutico em Goiás. No sábado à tarde, às dezesseis horas, o time do Náutico enfrente ao Vila Nova, tradicionalmente um adversário que sempre complicou os clubes pernambucanos, e nesse momento, se o timbu não consegue um resultado positivo,  com certeza cai ainda mais na tabela da série B. O técnico Alexandre Galo tem tentado de várias maneiras dá a sua cara ao time e passada a primeira etapa da competição e já a caminho da segunda rodada, o treinador não conseguiu dá um sentido de conjunto ao time, mesmo justificando-se com uma série de contusões que vem atingindo o elenco.

Enquanto isso, também fora do Recife, o Santa Cruz enfrenta ao  Cruzeiro às onze horas da manhã, onde as equipes vem fazendo um péssimo campeonato, e a cada rodada, a situação se complica cada vez mais. Portanto,  uma vitória é  fundamental para as duas equipes. Vantagem do Cruzeiro que joga nos seus domínios e que tem um elenco mais qualificado. Portanto, podemos dizer que esse encontro , é verdadeiramente um encontro de desesperados. Podemos dizer que principalmente o Santa Cruz escapa do rebaixamento, principalmente pela fragilidade do time e pelas derrotas sucessivas em casa e fora de casa.

Quanto ao Sport, que há quatro jogos pelo Campeonato Brasileiro, e um pela Copa Sul Americana, não consegue vencer, tem a obrigação, diante da fraca equipe do Internacional,  de somar três pontos, além de jogar um bom futebol e trazer de volta a confiança do seu torcedor. Os últimos resultados do time leonino, tem deixado um ar de preocupação na sua torcida, porque realmente o time teve uma queda impressionante nas últimas cinco partidas, inclusive despencando na classificação do Brasileiro da série A. O técnico Oswaldo de Oliveira, demonstrando muita irritação, procura outra vez alterar a equipe para o jogo desse domingo(28) às 18.30 em casa, contra o Internacional.

Blog de Airton Sousa: Santa e Salgueiro sem vitória

Para fechar este final de semana bastante negativo para o futebol pernambucano, o Santa Cruz perdeu, em pleno Arruda, para o Fluminense, pelo placar de 1 x 0, e o Salgueiro em casa, empatou com o Cuiabá em 2 x 2. O jogo do Santa Cruz, com a estréia do técnico Doriva, teve alguns detalhes que merecem registro. Grafite que mais vez teve uma atuação negativa, fazendo uma partida irreconhecível, sem chutar uma bola se quer contra o gol de Diego Cavaliere. E não foi só isso, Léo Moura também não esteve bem, acompanhado de Artur, que substituiu o próprio Grafite, Lelê não disse para que foi escalado,  substituindo Derley,  e Pisano que só aguentou jogar um tempo, tornando-se um jogador igual aos demais e decepcionando a torcida.

Finalmente nem o técnico Doriva motivou os jogadores, nem alcançou o seu objetivo, porque nada mudou da era Miton Mendes para o novo treinador, mesmo entendendo-se que o técnico teve pouco tempo para trabalhar os novos comandados.

O Santa Cruz permanece na 19ª posição, e caminha a passos largos para o rebaixamento em 2017. Jogadores limitados, um ataque frágil, laterais limitados, uma diretoria que reclama falta de condição financeira e dificuldades para contratar, além de um elenco inchado e de pouca qualidade. Além do mais, Tiago Cardoso que sempre foi a barreira do time, agora está contagiado com a fraca qualidade do elenco, falhando mais uma vez, desta feita no gol do Fluminense, aos 29 minutos do primeiro tempo.

O público começa a se afastar em razão dos resultados negativos, e no jogo contra o Fluminense apenas 8.279 torcedores estiveram presentes, provando mais uma vez a sua insatisfação. O Santa Cruz volta a jogar contra o Cruzeiro em Belo Horizonte, no próximo final de semana.  Na quarta-feira(24) estréia na Copa Sul Americana, contra o Sport, e aí a pergunta:  o que pode acontecer com os dois times jogando pela Sul americana?

Para completar o final de semana, em casa, o Salgueiro empatou em 2 x 2, contra o Cuiabá, tornando-se um resultado muito negativo, e distanciado o time sertanejo cada vez mais das chances de subir de divisão. Em casa todos sabem da importância de vencer, e o Salgueiro infelizmente, não vem fazendo o dever de casa.

Um sábado e um domingo que o torcedor Pernambucano, tanto da capital como do interior, irão fazer questão de esquecer, porque foi extremamente negativo.

Blog de Airton Sousa: Sport e Náutico jogam mal e perdem

Abrindo a segunda fase do Brasileiro série B, o Náutico jogou na Arena Pernambuco e perdeu para o Criciúma pelo placar de 1 x 0. Um jogo em que nada deu certo, com todos os setores do time jogando mal, errando passes e finalizações. O técnico Alexandre Galo viu a derrota acontecer, sem qualquer condição pelo menos para empatar o jogo. No final, as explicações não convincentes e as justificativas que não tem qualquer sentido. Com essa derrota, o Náutico se afastou mais ainda do G4 e vem a preocupação, porque nessa fase, será imprescindível que a vitória em casa aconteça, além de jogando fora, ocorram empates ou vitórias, para que se tenha uma boa classificação na série B. O próximo adversário do time alvi rubro será o Vila Nova em Goiás, onde o Náutico tem que recuperar pontos, em razão da derrota em casa.

O Sport também perdeu, e perdeu de goleada para o Botafogo. Até então na zona de rebaixamento, com essa vitória, o time carioca aproximou-se dos dez primeiros colocados, respirando na competição e partindo para uma recuperação total. Por outro lado o técnico Oswaldo de Oliveira, saiu revoltado com o futebol que o time jogou, não quis dar entrevista e prometeu mudanças durante a semana, para o jogo contra o Internacional em Recife. A facilidade com que os gols do Botafogo aconteceram, foi algo impressionante. O primeiro gol, aos 47 minutos da primeira fase, uma falha individual do jogador Paulo Roberto e o goleiro Magrão, entregando de presente, ao jogador Sassá . O segundo gol, já no segundo tempo, também uma falha, desta feita de Magrão que largou a bola nos pés do atacante Sassá, que só fez empurrar para as redes. Quando se esperava mais empenho e correções do time leonino, aí veio o terceiro gol, também uma bola largada pelo goleiro Magrão nos pés do jogador Camilo. O técnico do Botafogo Jair Ventura, descobriu ao longo do jogo, que o mapa da mina era em cima de Renê, que voltou a jogar e jogar muito mal. Esperar para ver o que vai acontecer contra o time gaúcho no próximo final de semana.

Blog de Airton Sousa: Fim de semana com Pernambuco no Brasileirão

Depois de passar quase 20 dias sem jogar no Campeonato Brasileiro, o Náutico volta a campo hoje, sábado (20), na Arena Pernambuco contra o Criciúma. Na primeira partida no Paraná, o Náutico foi derrotado, e o jogo desse sábado tem um gosto de revanche, pela necessidade que o alvi rubro tem, de não tomar distância do G 4 da série B, e continuar sonhando pelo acesso a divisão primeira do Brasileirão. O técnico Alexandre Galo teve todo esse tempo para recuperar alguns jogadores, além de poder contar com alguns novos contratados, e traçar o seu plano tático para essa partida.

Lamentavelmente, o time timbu que não tem conseguido levar um bom público a Arena Pernambuco, outra vez deverá ter menos torcedores do que nos jogos anteriores, em razão de que o seu jogo será às 16 horas, enquanto que a decisão do ouro olímpico, do futebol masculino, envolvendo Brasil e Alemanha, está marcada para 17h30, e com certeza, esse jogo chama a atenção de todos, principalmente pela lembrança da decepção da copa de 2014, quando os alemães massacraram a seleção Brasileira com o placar de 7 x 1. Voltando ao jogo do Náutico, é esperar que o time Pernambucano, possa começar com o pé direito essa nova etapa do Brasileiro da série B.

Por outro lado pela série A, o Sport também joga hoje, às 21h, contra o time do Botafogo Carioca. O rubro negro vem de seis partidas sem conhecer uma derrota, e pretende manter esse feito contra o time da estrela solitária, que tem sua situação complicada, estando entre os quatro piores da competição. O técnico Oswaldo de Oliveira, pretende fazer algumas modificações, entre elas o retorno de Renê, depois de muito tempo, e Gabriel Xavier, no lugar de Diego Sousa, em razão da ausência do meia rubro negro, que está entregue ao Departamento Médico.

Finalmente no domingo à tarde, às 16h no Arruda, o Santa Cruz volta a campo, jogando no Arruda contra a boa equipe do Fluminense. O time tricolor tem a necessidade, mais do que nunca de somar três pontos, em razão do déficit que está, somando apenas 19 pontos, já contando com o empate no último jogo contra o Vitória no Barradão. A estréia do treinador Doriva é um outro ponto. O técnico trabalhou o grupo a semana inteira, faz algumas modificações, principalmente na meia cancha com a saída de Artur, entrando Pisano que estreou muito bem, marcando o gol do empate contra o Vitória , e ganhando a confiança do técnico e principalmente da torcida. Esse jogo contra o Fluminense, é um divisor de águas, porque o tricolor que está  ameaçado de rebaixamento e se obriga a vencer os jogos em casa e pontuar na casa do adversário. O time entra em campo, sabendo que tem a obrigação de somar no mínimo 46 pontos, ao longo da competição, para escapar do rebaixamento.

Blog de Airton sousa: Náutico mais perto do G 4

Com um adversário aplicando uma marcação precisa e muito bem orientado taticamente, o Náutico passou sufoco, porém venceu ao Tupi pelo placar de 1 x 0. Foi um primeiro tempo difícil, marcado pelo  0 x 0, e somente no início do segundo tempo é que aconteceu o gol salvador, que proporcionou ao  alvi rubro a soma de 3  pontos, aproximando-se  do  G 4,  somando 27 pontos. O técnico Alexandre Galo elogiou o comportamento e a vontade do time, diante das dificuldades criadas pelo  Tupi. Foi indiscutivelmente uma vitória importante, que aliando-se ao resultado anterior contra o Avaí, deu ao time o percentual de 100 % de aproveitamento nos dois jogos da Arena.

Nessa terça-feira(02/08), o alvi rubro volta a campo, desta feita jogando fora de Pernambuco contra o Oeste no interior de São Paulo, em mais um compromisso contra um adversário que está na linha intermediária da tabela, e que não deixa de ser um jogo complicado, nessa reta final da primeira fase da série B. O jogo contra o Oeste, é o último da primeira fase. Portanto, caso o time Pernambucano volte com um empate ou uma vitória, atingirá os percentuais necessários para uma virada de fase bastante positiva, criando assim excelentes chances de evolução rumo ao G 4 da série B.

Blog de Airton Sousa: Náutico em busca de mais uma vitória

Com uma semana extremamente tranquila e com o técnico Alexandre Galo satisfeito com o último resultado contra o Avaí, o Náutico entra em campo nesta sexta-feira (29), para enfrentar uma equipe que, em uma das piores campanhas da série B, é um concorrente direto para o rebaixamento. O time pernambucano busca somar mais três pontos, e avançar rumo ao G4. Vinte quatro pontos é o que soma o  timbu, que abre a rodada na oitava posição e cinco pontos a menos que o quarto colocado, o time do Atlético de Goiás. A semana foi tranquila para a comissão técnica e jogadores, já que mais uma vez a escalação, a princípio, deve ser repetida, mesmo sem a confirmação oficial do treinador.

Mais uma vitória será importantíssima, pela condição de não tomar distância do G4, e também ficar longe na zona de rebaixamento. Além disso, o jogo é na Arena e após essa partida, o Náutico sai para jogar contra o Oeste, que está na zona do meio do campeonato, com 21 pontos e na décima terceira colocação. Sendo assim, o torcedor timbu deverá comparecer pela evolução que o time apresentou nos últimos jogos. Portanto, é aguardar para ver que comportamento terá o time alvi rubro, principalmente pela fragilidade do adversário que hoje se encontra na décima nona posição, com apenas 15 pontos, e tem muitos resultados negativos fora de casa. Daí a certeza da torcida de que o Náutico, a exemplo do que fez contra o Avaí, somará mais três pontos, nessa marcha rumo ao G4.

Blog de Airton Sousa: Náutico faz bem o dever de casa

Após resultados extremamente negativos , o Náutico volta para a Arena e vence bem ao time do Avaí pelo placar de 3 x 1, fica na sétima posição e volta a dar esperança a sua torcida para mais uma vitória, desta feita também na Arena, contra o Tupi de Minas Gerais, na próxima semana. O time timbu, vem de um sobe e desce no Campeonato Brasileiro, deixando transparecer a cada jogo, irregularidade e inconstância. Tem sido assim a participação do Náutico, que ao contrário, se mantivesse uma regularidade, já teria ultrapassado os percentuais desejados nessa primeira etapa do Brasileiro da série B. No entanto em face disso, soma apenas vinte e quatro pontos. Mas de qualquer maneira a vitória foi importante, porque foi um passo para entrar em campo na próxima semana com mais credibilidade, e com amplas possibilidades de somar mais três pontos, pela fragilidade do time do Tupi.

Quanto ao jogo contra o Avaí, o Náutico começou a construir o placar aos seis minutos do primeiro tempo, ampliou em seguida, fechando o placar parcial de 2 x 0, e também com o time de Santa Catarina terminando a primeira etapa com dez jogadores. Na volta para  o segundo tempo, houve um certo equilíbrio, no entanto o Náutico ampliou para três e o Avaí fez o seu gol, terminando o jogo em 3 x 1, a favor dos comandados do técnico Galo. De qualquer maneira, para quem tomou dez gols em três jogos,  reconhecemos que houve uma consistência maior na zaga, que sofreu apenas um gol no jogo, dando ao treinador Alexandre Galo a esperança de ter encontrado agora, uma defesa mais sólida. Entretanto, para o que pretendem dirigentes, comissão técnica e torcedores, o time timbu ainda apresenta percentuais de aproveitamento extremamente deficientes, principalmente no sistema ofensivo e na criatividade. Porém, como dizem os torcedores, o importante é vencer, e foi isso o que aconteceu nessa sexta-feira(22/07), na Arena Pernambuco. Esperar agora o próximo jogo e torcer que o resultado também seja satisfatório para o Náutico e consequentemente para o futebol de Pernambuco.

Blog de Airton Sousa: Náutico a caminho da recuperação

Com um saldo de dez gols tomados em três jogos e a perda dos dois zagueiros titulares, o técnico Alexandre Galo, tenta com modificações na escalação do time alvi rubro, somar três pontos, melhorar na classificação e voltar a ter a confiança do torcedor e o respeito dos adversários. É o que se espera nesta sexta-feira(22/07), no jogo entre o Náutico e a equipe do Avaí. O time Pernambucano entra em campo na décima primeira posição, enquanto que o adversário está na décima terceira. Se acontecer a vitória, os comandados do técnico Alexandre Galo podem recuperar até 4 posições na tabela.

Sem revelar oficialmente, o treinador timbu deixou transparecer que executará algumas mudanças, principalmente na frente da área e na zaga, visto que foram os setores mais falhos nos últimos jogos, levando o time a ter hoje a segunda pior defesa da série B. No momento o Náutico tem seis vitórias, três empates e sete derrotas. Em contra partida, o Avaí tem cinco vitórias, cinco empates e seis derrotas, campanhas tecnicamente muito parecidas.

Independentemente de qualquer número que seja apresentado pelas estatísticas, o time timbu se obriga a vencer o jogo contra o Avaí, se não quiser afundar mais ainda tecnicamente, na pontuação e no descrédito na competição. Vencendo o jogo, os comandados do técnico Alexandre Galo se reabilitam, mesmo porque continuam em casa, já que o próximo jogo também será na Arena Pernambuco, desta feita contra o Tupy de Minas Gerais, que está na zona de rebaixamento. É aguardar para ver, no entanto, é inconcebível que o time volte a errar como nos últimos jogos.

Blog de Airton Sousa: Jogos de Pernambuco no Brasileiro

Mais uma vez os clubes de Pernambuco, na sua maioria, não se deram bem nas quatro séries do Campeonato Brasileiro. Foram cinco derrotas, um empate e uma vitória. No sábado Náutico e Sport perderam, e coincidência, começaram vencendo os jogos. O Náutico jogou em casa contra o CRB, partiu na frente e terminou cedendo a derrota pelo placar de 3 x 1, terminando a rodada na oitava posição, complicando mais ainda sua situação na competição.

Principalmente depois de perder seus dois zagueiros titulares, o Ronaldo Alves e o Fabiano Eller. Descansa a semana e joga no sábado(16/07), contra o Goiás, em Goiânia. Por sua vez  o Sport que perdeu para a Ponte Preta em Campinas, afundou ainda mais na tábua de classificação, descendo de pontuação. Agora joga em casa contra o Grêmio. A situação do rubro negro é cada vez mais preocupante, porque os desacertos continuam, e o ponto cruciante no jogo contra a Ponte foi o sistema defensivo.

Ainda bem que o Santa Cruz, se superou e mesmo não jogando bem, conseguiu vencer ao Internacional por 1 x 0, com um gol de Keno, aos 47 minutos do primeiro tempo. Grafite ausente, Marion estreando sem convencer, Derley entrando no segundo tempo e ajudando William Correia a proteger a frente de área, e as demais peças sem conseguirem se destacar. No entanto a vitória chegou, depois de muitos resultados negativos, dando sobrevida ao técnico Milton Mendes, e oportunidade a alguns jogadores. Estão chegando novos contratados e espera-se que sejam de uma qualidade mais apurada do que os que estão atualmente no elenco, para tentar salvar o Santa Cruz do rebaixamento para a segunda divisão.

América perdeu por 2 x 1 para o Sousa e tem complicada a sua situação. O Salgueiro perdeu para o Ríver por 1 x 0, dentro da inconstância do time na competição. O Serra Talhada, para manter a tradição, continuou perdendo,  desta  vez  para  o  Itabaiana,  por 1 x 0. Finalmente o Central que necessitava de uma vitória, partiu na frente,  mas depois cedeu o empate ao Parnahyba, pelo placar de 1 x 1. Volta para casa pensando em um único resultado, uma vitória contra o Guarany de Juazeiro do Ceará. Entretanto, o empate não foi um resultado de se desprezar, porque coloca o Central na briga por uma vaga na próxima fase.

Blog de Airton Sousa: Calendário CBF 2017

A Confederação Brasileira de Futebol, acaba de divulgar o calendário para 2017, com pré-temporada, competições estaduais, regionais e nacionais. Sendo assim, disponibilizamos dados de como ficou  a temporada do próximo ano.

Os clubes  terão uma pré-temporada de 25 dias. Os campeonatos Estaduais começam em 29 de janeiro, indo até 30 de abril, com aproximadamente 90 dias, e previsão de 18 datas. Enquanto isso, os Regionais começam em 25 de fevereiro, e aproximadamente 8 datas,  porém há possibilidade do Nordestão ser ampliado, conforme informou a CBF.

Para finalizar o calendário do próximo ano, a previsão é de começar no dia 6 de abril, os jogos da série B, e também em abril, no dia 7, os jogos da série A. Com esse calendário ficam faltando as datas das séries C e D.

Portanto, os clubes terão muito tempo para se estruturarem e não deixarem para cima da hora os preparativos para as mais diversas competições, principalmente os considerados grandes clubes do nosso  futebol.

Blog de Airton Sousa: Náutico de volta a Arena Pernambuco

Há quatro jogos sem vencer, além do mais perdendo pontos jogando em casa, contra o Bragantino, por exemplo, além de resultados com derrotas fora de Pernambuco, o Náutico está de volta a Arena, tentando dar a volta por cima e recuperar posições na tabela de classificação. Erros nas finalizações, muitos gols perdidos, defesa e meio de campo com demonstrações claras de intranquilidade, esse foi o retrato do Náutico nos últimos  quatro  jogos, onde a equipe caiu para a oitava posição. Lá se vai a décima terceira rodada e a expectativa de que contra a difícil Luverdense, o time consiga três pontos e uma melhora na classificação.

Dentro dessa expectativa, uma pergunta: Será que todo aquele carnaval do técnico Alexandre Galo, com relação ao gramado do Arruda, não foi encenação? Bem, pode não ter sido, porém, a volta do Náutico para a Arena Pernambuco, representa a esperança de crescimento, já que o Náutico sempre se deu bem jogando naquele estádio. Tecnicamente as equipes se equiparam e temos que reconhecer que o time Pernambuco é um pouco melhor que o adversário e que pela necessidade de vencer, o Náutico se obriga a somar três pontos.

Teremos alterações no time dos aflitos, e dentro desse princípio o torcedor aguarda que a recuperação e a vitória venham a acontecer, mesmo porque se assim não acontecer, as coisas ficarão mais difíceis ainda para Alexandre Galo e seus comandados. Portanto, hoje o Náutico, amanhã o Santa Cruz e na quinta-feira (30) o Sport. Que possamos ter um meio de semana melhor do que a semana passada e já que São Pedro traz festa para Pernambuco, que possa também dar uma força aos nossos representantes no Campeonato Brasileiro.

Foto: Internet

Foto: Internet

Blog de Airton Sousa: Santa perde e Sport enfrenta o São Paulo

Para quem tem o Corinthians pela frente, a derrota de ontem em casa, aliás mais uma, podemos considerar um resultado terrível. No primeiro principalmente, o time tricolor perdeu nada menos do que sete chances de gol, repetindo os mesmos erros de jogos anteriores. Vejam só: 4 minutos Keno, 7 minutos Artur, 9 minutos Grafite, 15 minutos Artur, 30 minutos Artur, 39 minutos Grafite e finalmente aos 46 minutos novamente Grafite, de cabeça. O Flamengo que jogou apenas o futebol objetivo para vencer, teve apenas três chances, inclusive a chance do gol aos 14 minutos.

É de preocupar a queda de produção do Santa Cruz, principalmente em alguns setores, no ataque em especial, porque entende-se que Grafite está sobrecarregado para as finalizações, não tendo um parceiro nesse sentido, pela inconstância dos jogadores Artur, Lelê e Keno. Enquanto isso, o banco tricolor continua sem a mínima qualidade, sem oferecer ao treinador oportunidade de substituir para evolução do time. A dispensa de no mínimo sete jogadores é fundamental, e a contratação de outros que venham qualificar o elenco.

O segundo tempo, não foi diferente, porém sem as mesmas chances do primeiro, mesmo observando-se as modificações que o treinador fez, para tentar melhorar e chegar ao empate.  Entretanto, nada mudou, e o Santa Cruz perdeu para o Flamengo pelo placar de 1 x 0, no Arruda. Agora tem o Corinthians em São Paulo, sem qualquer pessimismo: esperar o quê?

Hoje tem mais um Pernambucano jogando, desta feita o Sport que também está mal na competição e tem um  jogo contra o São Paulo, na capital paulista. Será que com todos os problemas que está vivendo, o time rubro negro consegue salvar o nosso futebol nesse meio de semana, onde já tivemos, empate do Náutico e derrota do Santa Cruz? Vamos esperar que na véspera das homenagens a São João ele possa ajudar o time leonino, já que não teve santo que fizesse o tricolor e o alvi rubro vencerem.

Blog de Airton Sousa: Náutico empata e Santa, como será?

Uma noite fria, um gramado que não ajudou, e um time que outra vez não jogou bem: foi esse o resultado do Náutico ontem, contra o Brasil de Pelotas. Entendemos que para o time da casa o empate foi pior do que para o timbu, porém, o Náutico necessitava desses três pontos, para continuar no G 4, até porque o próximo jogo será outra vez fora de casa, desta feita contra o Ceará, em Fortaleza. Estamos entendendo que o técnico Alexandre Galo terá muita dor de cabeça para colocar o time numa situação, que não venha a complicar mais na frente.

Às vezes um empate fora é muito bem recebido, porém, para a situação do alvi rubro, esse resultado representa mais uma rodada sem vencer. O time vem de uma derrota fora, contra o Vasco, um empate em casa contra o Bragantino, o pior de todos, e o empate de ontem, fora, daí entende-se que uma vitória seria fundamental para o time melhorar na classificação e voltar a ter a credibilidade da torcida, que hoje está bastante preocupada com os últimos resultados. Chegam os reforços e nada resolve, porque o nível técnico não corresponde.

O Ceará, sem sombra de dúvidas, é um adversário mais difícil, onde prevalece principalmente, a rivalidade da região nordestina, fato que sempre aconteceu. Só que no momento, o time timbu necessita urgentemente de uma vitória para não descer mais ainda na classificação. O Náutico que vinha bem e dentro do G 4, agora deixou essa posição privilegiada, só voltando a depender de uma vitória contra os Cearenses.

Ainda sobre o futebol Pernambucano, outro clube que entra em campo esta noite (22/06) é o Santa Cruz, que vem de resultados negativos com um futebol bastante irregular em todos os setores do time e ainda com muitas carências. O adversário é nada mais nada menos que o Flamengo, que mesmo não tendo um time tecnicamente organizado, mas tem o peso da camisa, a tradição e uma torcida muito forte.

Cabe ao tricolor, que joga sem dois jogadores importantes, Neris e William Correia, se superar e partir para a vitória, se não quiser tem uma situação complicada, além da aproximação da zona de rebaixamento. Vejamos então o que faz o treinador tricolor para melhorar o rendimento do grupo, evitar a repetição dos erros anteriores e os jogadores corresponderem a confiança do torcedor, conseguindo essa vitória importante e fundamental.

Espera-se um bom público, além de um grande trabalho que a polícia terá para conter a violência, entre torcidas extremamente rivais.

Blog de Airton Sousa: Que venha o Paraná…

O Náutico realiza nesse sábado(11), a sua tentativa de manter uma invencibilidade de quatro jogos. Foram três vitórias e um empate, desde a goleada frente ao Sampaio Correia, que o time não sabe o que é perder. Saiu de uma classificação no final da tabela, para quarta colocação, somando treze pontos, após a vitória de virada frente ao Paysandu, em Belém do Pará.

Agora o adversário é o Paraná, que não está bem na competição, e que pode ser mais um caminho para três pontos, se o time jogar com a seriedade das partidas anteriores e o respeito que o adversário merece. O fato de jogar na Arena Pernambuco já dá ao time uma vantagem sem precedentes, mesmo entendendo que a ausência do torcedor, tem sido um fato lamentável, principalmente porque o time está bem posicionado e vem crescendo visivelmente de produção a cada jogo.

Que venha o Paraná…  E que o time Pernambucano  tenha a coinsciência de que, mais uma vitória, e com a importância de três pontos nesse momento da competição, onde criar gordura, representa para o futuro, a garantia de superar as dificuldades que porventura venham acontecer.  Que o torcedor alvi rubro, possa dar a credibilidade que o time merece, principalmente pelo fato de ter dado a volta por cima e  que os comandados do técnico Alexandre Galo possam corresponder a confiança. Contudo, não estamos afirmando que o Náutico está pronto. Pelo contrário, sabemos da longa caminhada  da série B, e das carências ainda existentes no time. Vamos aguardar a bola rolar, e ver o que os noventa minutos, reservam para os dois times.

Foto: Internet

Foto: Internet

Blog de Airton Sousa: Náutico entra no G 4

Foto: Internet

Foto: Internet

Um jogo de superação: foi o  que tivemos nesta terça-feira (07), por parte do Náutico, em Belém do Pará. O gol do Paysandu aconteceu após 40 segundos do primeiro tempo, uma verdadeira prova de fogo para os comandados do técnico Alexandre Galo. O gol provocou impacto emocional no time  alvi rubro, que teve até 20 minutos, dominado pelo time da casa. A partir daí, o time pernambucano reagiu  e marcou o gol de empate aos 25 minutos, invertendo o quadro e dominando o jogo até o final da primeira fase. Continuou criando oportunidades para marcar o segundo gol, no entanto, o jogo terminou com o empate de 1 x 1, no primeiro tempo.

Na volta, já aos 10 segundos, uma grande coincidência, porque antes de um minuto acontecia mais um gol no jogo, desta feita, a favor do clube de Conselheiro Rosa e Silva. A partir daí,  o time do Paysandu se abalou emocionalmente, modificações aconteceram, no entanto, o Náutico era dono absoluto do jogo e logo chegou ao terceiro gol, vencendo pelo placar de 3 x 1. Teve inclusive outras oportunidades de marcar o quarto gol.

A vitória coloca o Náutico na quarta posição na tabela, entrando no G 4. O próximo jogo será nesse sábado (11), no período  tarde,  na Arena Pernambuco, contra o Paraná. Dois desafios nesse instante são evidenciados: uma vitória timbu, para manter a invencibilidade em casa, e a presença do torcedor, que tem sido um fracasso, não passando de 1.500 torcedores. Quando o time está mal, perdendo e sem perspectiva, até que é aceitável a ausência do torcedor. Entretanto, o Náutico vem crescendo na competição e vencendo a cada partida. Com tudo isso, o técnico Alexandre Galo, em entrevista afirmou, temos ainda um caminho muito longo pela frente. Está certo o treinador, porque o Náutico já aprontou muita. Porém o momento é muito bom, e o torcedor tem que acreditar.

A classificação da série B, ao final da sétima rodada, é a seguinte:

  • 1º lugar – Vasco da Gama
  • 2º lugar – Atlético de Góias
  • 3 º lugar – Bahia
  • 4º lugar – Náutico

Blog de Airton Sousa: Empate e derrota – Confira o resultado dos pernambucanos

Foto: Internet

Foto: Internet

Um jogo de 8 gools como nos velhos tempos, com duas fases distintas, foi o que o tivemos nesse domingo (05), na Ilha do Retiro, no jogo entre Sport e Atlético Mineiro. No primeiro tempo,  domínio total do time mineiro; na segunda etapa, uma  acomodação do Atlético, fez o Sport crescer e chegar ao empate de 4 x 4.

Com um futebol totalmente diferente, no tempo inicial, dos jogadores Samuel Xavier, Durval, Renê, Rithely, Serginho, Diego Sousa e os demais, que arrasaram contra o Santa, na quarta (01), o Sport foi um time que sofreu com a marcação implacável do Atlético, voltando a apresentar as mesmas deficiências dos jogos anteriores ao do Santa Cruz.

Em contra partida, o Atlético, mesmo desfalcado de 8 titulares, que já vem acontecendo há tres jogos anteriores, foi muito bem armado pelo técnico Marcelo Oliveira, que impôs velocidade na transição da bola, para chegar ao jogador Robinho, que foi o melhor em campo, ao lado de Júnior Urso, enquanto tiveram condição física.

No segundo tempo, com a acomodação do Atlético na vantagem do placar, e com a saída dos principais jogadores, o Sport, após 25 minutos, cresceu no jogo e diminuiu o placar através de Edmilson, que fez o terceiro gol do Sport. Em seguida, com o Atlético ainda mais recuado, Diego  Sousa, numa bela cobrança de falta, fecha o placar em 4 x 4.

O Sport, na sequência da competição, tem dois jogos fora, contra o Coritiba, no Paraná, e contra o Santos, na baixada santista.

Muitas críticas da torcida contra o árbitro Rodrigo Nunes, principalmente pela marcação do segundo pênalti contra o time leonino. Porém, as imagens mostram claramente, que a arbitragem estava correta, inclusive com a aplicação de um cartão amarelo ao jogador Serginho, por reclamação da marcação desse pênalti.

Foto: Internet

Foto: Internet

Para quem não  entrou em campo contra o Sport, na última quarta (01), e se deixou intimidar pelo time rubro negro, podemos dizer que, mesmo perdendo, o Santa Cruz voltou a produzir um bom futebol, exceção a sua peça ofensiva.

Porém, após a sua derrota para o Sport, muitos fatos vieram à tona: insatisfação de alguns jogadores, com a programação do técnico nos treinos; substituições que foram feitas com menos de 30 minutos, nos jogos; tratamento diferenciado com alguns jogadores; e outras queixas mais. A Diretoria tricolor, se antecipou em negar esses fatos. Mas,  a verdade é que algumas insatisfações internas, estão de fato acontecendo.

Após a derrota para o Atlético Paranaense, os jogadores ganharam dois dias de folga, já que o próximo jogo do tricolor será domingo (12), no Arruda, contra o Santos. Diante dos resultados dos últimos tres jogos, é preciso o Santa Cruz voltar a vencer, já que vem de um empate e duas derrotas, caindo muito na tabela de classificação.

Blog de Airton Sousa: Náutico faz o dever de casa

O time alvi-rubro, consegue mais um resultado importante, depois da sequência de uma vitória e um empate.  São sete pontos somados em três jogos, contra adversários do nível da equipe pernambucana, desta feita a vítima foi o Joinville. Tecnicamente o jogo foi fraco, com o Náutico não fazendo uma boa partida, diante de um adversário que também não apresentou um bom futebol. Porém, o placar de 2 x 0, dá a credibilidade de que o time começa a despontar ofensivamente, coisa que não vinha acontecendo antes do jogo do Sampaio Correia. O G 4 continua olhando para o time timbu, que avança a cada partida e aproxima-se dos quatro melhores colocados.

Agora, é trabalhar, reforçar e esperar que essa sequência continue, porque assim o time está no caminho certo, mesmo sabendo-se que  alguns setores continuam deficitários e o técnico Alexandre Galo tem essa consciência. Além do mais, ainda faltam 32 rodadas, consequentemente mais de 80%, daí um caminho muito longo a ser percorrido, onde a competição exigirá, principalmente elenco, e elenco de qualidade.

O próximo jogo do Náutico será fora, onde o adversário é o Paysandu, terça feira(07), uma equipe organizada e difícil de ser batida nos seus domínios. Observando-se a dinâmica do Campeonato Brasileiro, da série B, com a sequência de jogos, nas terças  e nas sextas, constatamos que é mais um desafio para os comandados do técnico Alexandre Galo.

Fonte: Internet

Fonte: Internet

Blog de Airton Sousa: Agora é o Joinville

O Náutico entra em campo esta noite para enfrentar a equipe do Joinville. O time timbu vem de dois resultados positivos, venceu ao Sampaio Correia de goleada, na Arena Pernambuco e empatou com o Bahia na Arena Fonte Nova. Foram 4 pontos importantes conseguidos pelo alvi-rubro, pontos esses que fizeram o Náutico avançar. Caso consiga uma vitória esta noite, o time pernambucano melhora muito na tábua de classificação e começa a adquirir a confiança  do seu torcedor, que ainda está com um pé atrás, em razão dos resultados anteriores.

Para isso é importante que o time entre aplicado, principalmente a sua peça ofensiva, que tem sido o calcanhar de aquiles do técnico Alexandre Galo, que desde a sua chegada, não conseguiu escalar o ataque ideal, e muitos jogos perdidos, em razão da deficiência dos atacantes.

Esta noite, mais uma vez, o time entra diferente do jogo anterior, na tentativa do técnico alvi-rubro de fazer o ataque funcionar. Esperar que o Náutico faça o seu dever de casa, onde com certeza, deveremos ter um pequeno público, a exemplo dos jogos anteriores, pelas inconveniências proporcionadas na Arena Pernambuco.

Quanto ao adversário, já sabemos, como de costume, em casa é um time ofensivo, fora de casa, como a maioria, fecha-se na retranca e tenta jogar montando contra ataques. Vejamos então como as equipes se comportarão, principalmente o time timbu, que precisa se firmar na competição.

Foto: Internet

Foto: Internet

Blog de Airton Sousa: Um empate com sabor de vitória

Jogando na Arena Fonte Nova, nesta terça feira à noite, o Náutico empatou em 0 x 0 com o Bahia, somando sete pontos. O primeiro tempo pertenceu ao time baiano, com um domínio total e uma pressão das maiores. No entanto, a pontaria errada, não permitiu que o gol saísse. Os atacantes do time baiano abusaram de perder gols, além de encontrar uma barreira chamada Julio César. No segundo tempo, foi o Náutico que cresceu, apertou o Bahia, porém os finalizadores cometeram os mesmos pecados dos jogos anteriores, exceção contra o Sampaio Correia. Está demonstrado pelas deficiências do time timbu, que a goleada no Sampaio, foi muito mais pela fragilidade adversária.

Não resta dúvida que o empate foi importante, pelo fato de ter sido fora de casa, sendo esse o primeiro ponto que o Náutico somou fora da Arena Pernambuco.  Assim, em dois jogos, o timbu somou quatro pontos, e fica mais próximo do G 4. É de se considerar que estamos ainda na quinta rodada, faltando trinta e três para terminar o Campeonato.  Agora é esperar os reforços, as dispensas, as modificações no elenco e que o técnico Alexandre Galo, possa corrigir as falhas, principalmente nas finalizações.

O próximo jogo do Náutico é na Arena Pernambuco,  contra o Joinville. Será que dá para vencer?  Bem, só no final dos noventa minutos é que saberemos. Uma verdade não podemos esconder, houve uma evolução nos últimos dois jogos, onde o alvi-rubro, além de somar pontos, acumulou uma vitória, em casa, e um empate fora, contra um adversário que é um forte candidato a subir para a primeira divisão.

Foto: Internet

Foto: Internet

Blog de Airton Sousa: E contra o Bahia, como será?

Não resta dúvida, que a goleada em cima do Sampaio Correia, deixou o ambiente no Náutico mais confiante para o próximo jogo.  Já não se fala mais nos resultados negativos anteriores. Agora o assunto é vencer ao Bahia e partir para o G4. É muito cedo para essa empolgação, mesmo entendendo de que não é toda hora que saem 5 gols em uma partida. Mas a realidade do Campeonato Brasileiro, em qualquer divisão, é diferente, um verdadeiro sobe e desce, em cima de 38 jogos da competição.

Para esta terça-feira (31), o Náutico vai à Salvador para enfrentar ao Bahia, que vem de uma derrota para o todo poderoso Vasco da Gama. O time baiano vai querer  dar  a  volta por cima, mesmo porque, além da rivalidade entre os dois Estados no futebol, existe também o compromisso de dar a resposta a sua torcida. Não resta dúvida que será um jogo difícil para as duas equipes. Porém o Bahia ainda é favorito, principalmente pelo fato de jogar nos seus domínios e com o apoio do seu torcedor.

Quanto ao Náutico, tem esta noite, a ausência de um jogador importante, Rodrigo Sousa, contundido e que só deverá voltar nesses 45 dias. O técnico Alexandre Galo se obriga a improvisar em alguns setores, a exemplo da colocação de Gaston, na posição de volante. Depois do jogo de hoje, o alvi-rubro volta para casa e joga nessa sexta-feira (03), na Arena Pernambuco, contra o Joinville.  Assim é o Campeonato Brasileiro, jogos e mais jogos, restando um pequeno espaço para consertar os erros e recuperar jogadores.

Boa sorte ao Náutico, e que a empolgação da goleada, não venha a desaparecer, pois o torcedor começa a recuperar a sua auto estima e só uma boa apresentação contra o Bahia é que deixará a torcida mais confiante.

Foto: Internet

Foto: Internet

Blog de Airton Sousa: Pernambuco no Brasileiro

Foto: Internet

Foto: Internet

Uma vitória, um empate e duas derrotas! Este foi o saldo do futebol pernambucano, conquistado neste fim de semana.

Começamos bem com o Náutico se aproveitando da fragilidade do Sampaio. Três pontos importantes que o levaram à oitava posição, e que faz surgir para sua torcida, a esperança do início de uma recuperação. Melhorou o astral e motivou o grupo para o jogo da terça (31), contra o Bahia. Sem exagero, vamos ver se contra a boa equipe baiana, o alvi-rubro continua crescendo. Não dá para testar a evolução do Náutico, apenas com o resultado contra o Sampaio. Lembrar também que o Bahia perdeu para o Vasco,  neste final de semana.

No sábado (28), um empate com gosto de  vitória contra a Chapecoense, onde o tricolor não fez uma boa apresentação. Grafite não esteve bem; Neris fez falta; Alemão complicou,  juntamente com os dois alas, Léo Moura e Thiago Costa. No entanto, mesmo com o empate, temos que considerar um bom resultado. Ao final da 4ª rodada, o Santa Cruz é o segundo colocado com 8 pontos. E está de bem com sua torcida pelas conquistas recentes. Próxima quarta-feita (1º), no Arruda, o clássico pernambucano Santa e Sport. Porém, num clássico, tudo é diferente.

Ainda no sábado (28), o Salgueiro que havia vencido em casa, ao Botafogo da Paraíba, por 1 x 0, foi a Natal e perdeu para o ABC por 2 x 0. O time sertanejo continua jogando fora para enfrentar ao ASA em Arapiraca.

Finalmente no domingo (29), o Sport completou sete jogos sem vencer. Perdeu na Ilha para o Corinthians, pelo placar de 2 x 0. Causou revolta mais uma vez à torcida, que acusa a Diretoria, a Comissão Técnica, e principalmente, os medalhões contratados, que até agora nada fizeram, a não ser decepcionar.  A derrota teve um efeito ainda mais negativo, porque foi na Ilha do Retiro. Agora é esperar pelo clássico contra o Santa Cruz, onde o rubro-negro não pode pensar em outra coisa, a não ser vencer.

Blog de Airton Sousa: Náutico Metralha o Sampaio

Diante de um adversário frágil, que continua na lanterna e sem vencer, o alvi-rubro pernambucano goleou nesta sexta-feira (27),  o  time  do Sampaio Correia pelo placar de 5 x 0. A goleada teve inicio no primeiro tempo e se ampliou no segundo. Aproveitando os setores vulneráveis do adversário, a equipe comandada pelo técnico Galo, fez a sua torcida esquecer temporariamente, os resultados anteriores na competição.

A pergunta agora é a seguinte: Dá para comemorar e acreditar que a partir de agora as coisas mudarão e os resultados virão com a consistência que até agora não havia acontecido?  Ainda é cedo para uma avaliação mais contundente. É preciso aguardar os próximos jogos, para ver o que pode ou não acontecer. Porém com a vitória sobre o Sampaio, o Náutico respira e deixa a sua torcida um tanto quanto otimista, dentro da atual realidade do time. De uma coisa todos sabem,  tem que acontecer contratações, porque a caminhada é longa e a competição difícil.

Vamos aguardar os acontecimentos do próximo jogo, em mais um duelo nordestino, contra  o Bahia, na Arena Fonte Nova.

Foto: Internet

Foto: Internet

Blog de Airton Sousa: O Sampaio promete complicar

O Náutico volta a campo esta noite, enfrentando a fraca equipe do Sampaio Correia. O time adversário até o momento não conseguiu vencer a nenhuma partida, trocou de técnico mais uma vez e tenta a sua primeira vitória na competição. O Timbu em contra partida,  perdeu duas fora de casa e venceu uma nos seus domínios. É um confronto de dois desesperados, onde passadas três rodadas, não conseguiram avançar na competição. O técnico Alexandre Galo vem fazendo improvisações, mudando o time de jogo para jogo, indicando a contratação de novos valores, porém, resultado que é bom, ainda não veio.

Cobrança aos dirigentes, ao treinador, aos jogadores, porém uma coisa é certa, a qualidade técnica do elenco deixa muito a desejar. É preciso fazer alguma coisa enquanto é  tempo, porque a cada partida, resultados negativos e o time se afastando da linha de frente da competição. O que esperar do jogo desta noite? No mínimo que o alvi-rubro lute em campo e consiga superar suas próprias deficiências, vencendo ao time Maranhense e partindo para  uma recuperação definitiva.

Náutico e Sampaio Correia, é o jogo desta noite na Arena Pernambuco, onde o torcedor alvi-rubro deverá comparecer em pequeno número, em razão das inconveniências da localização da Arena e da campanha negativa do time timbu. Porém, tudo isso pode começar a desaparecer, se porventura o Náutico emplaca uma vitória convincente.

Foto: Internet

Foto: Internet

Blog de Airton Sousa: Náutico vacila mais uma vez

Diante de um adversário que até então não tinha ganho de ninguém, o Náutico perdeu para o Londrina, no interior do Paraná. Muito frio, um futebol apenas regular das equipes, principalmente no primeiro tempo, e outra vez, os comandados do técnico Alexandre Galo, desperdiçando as oportunidades de finalizações. No segundo tempo, o jogo melhorou um pouco no campo técnico, onde Londrina e Náutico se abriram mais para jogadas ofensivas.

No entanto,  de nada valeu o esforço do treinador do time alvi-rubro, para motivar a equipe, porque as improvisações e as ausências, tudo contribuiu para que o time pernambucano, não conseguisse somar 3 pontos. Com a derrota, o Náutico ficou no final da terceira rodada, na 4º posição na tabela. Nove pontos disputados, apenas 3 somados, com o saldo de duas derrotas na casa do adversário e uma vitória em casa, diante do Vila Nova.

O gol da vitória do Londrina, foi aos 24 minutos do segundo tempo, onde o time paranaense, conseguiu sua primeira vitória na competição . O próximo jogo do Náutico é nessa sexta-feira, dia 27,  contra o Sampaio Correia, na Arena Pernambuco, e outra vez o torcedor pergunta: será que dessa vez o time acerta, ou de novo, outra decepção?

Foto: Internet

Foto: Internet

Blog de Airton Sousa: Náutico com obrigação de vencer

O Náutico entra em campo esta noite, com a obrigação de somar três pontos. Enquanto o time Pernambucano estreou perdendo fora de casa, o adversário venceu ao Bragantino por 3 x 1. Jogo difícil por vários aspectos, principalmente pela fragilidade do Náutico, nas suas peças de criatividade e finalização. O técnico Alexandre Galo, demonstrou após a estréia, a sua preocupação, principalmente com esses dois setores, já que o sistema defensivo está muito bem compacto, a começar pelo goleiro  Julio César.

Além do mais, a Arena representa  mais um obstáculo para o Náutico devido a falta de identificação e a ausência do torcedor timbu. Porém, não tem outra saída para o alvi-rubro, é vencer e vencer, para não tomar distância daquelas equipes que podem ficar no início da competição na linha de frente, a exemplo do  Vila Nova. O Campeonato Brasileiro, pela sua dinâmica de data e jogos, obriga os participantes a terem um grupo forte e compacto.

Só nos resta aguardar a apresentação do time Pernambucano, esperando que o seu treinador faça o milagre de um time produtivo, do meio de campo para frente. E não tem essa de tempo não. Após o jogo de hoje, o Náutico já deve se preparar para mais um compromisso, e desta feita, fora de casa, contra o Londrina, no Paraná.

Foto: Internet

Foto: Internet

Blog de Airton Sousa: Sport e Náutico perdem na estreia

Tivemos nesse sábado, o Sport Clube do Recife perdendo para o Flamengo pelo placar de 1 x 0. Um jogo tumultuado pela arbitragem, com o time Pernambucano jogando o tempo quase todo com apenas dez homens, com a expulsão de Rithely, já o inicio do primeiro tempo, além da anulação de um gol  pelo árbitro da partida.

Apesar de tudo o Flamengo esbarrou na sua limitação técnica. Mas soube aproveitar e somou três pontos na estreia. Quanto ao rubro-negro Pernambucano, outra vez apresentou muitas falhas, principalmente na transição e nos atacantes mais uma vez.

O próximo jogo do Sport é contra o Botafogo na Ilha do Retiro, e aí sim com a obrigação de vender para não tomar distância dos concorrentes.

Para ninguém falar de ninguém, o Náutico também jogou fora de casa e perdeu pelo mesmo placar. As dificuldades normais de um jogo de duas equipes intermediárias, sem muitas jogadas criativas e inteligentes. O time Timbú precisa de muitas peças de reposição para brigar pela cabeça da competição, mesmo porque existem algumas equipes que podem despontar, a exemplo do Vasco, Goiás, Bahia, entre outras.

Vamos dá um desconto para os dois times na estréia e esperar as contratações, para ver a evolução do Sport na primeira e o Náutico na segunda divisão. O próximo jogo do Náutico será na Arena Pernambuco, contra o Vila Nova.

Esperemos a recuperação dos dois na segunda rodada , na próxima semana.

Foto: Internet

Foto: Internet

Foto: Internet

Foto: Internet

 

 

Blog de Airton Sousa: Pernambuco no Campeonato Brasileiro

Nesse sábado teremos a participação do Náutico e do Sport no Campeonato Brasileiro das séries A e B. O Timbu joga fora de casa contra o Criciúma, onde o técnico Alexandre Galo tentará remontar o time, já que algumas peças foram dispensadas e outras chegarão para reforçar o alvi-rubro.

A tentativa do Náutico em voltar a série A é visível, só que para isso muitos caminhos deverão ser percorridos. Começar com um bom resultado é importante para a credibilidade do time junto a sua torcida e aos adversários.

Já o Sport,  também com modificações e a necessidade de recuperar a sua imagem, joga contra o Flamengo, fora de casa. No entanto, sempre que se encontram, acontecem dificuldades para os dois lados.

O Flamengo com sua tradição e grande torcida, deverá ser um adversário difícil, e como sempre acontece entre os dois times, traduzem um jogo de força e disputa.

Finalmente o Santa Cruz estréia no domingo às 11 horas da manhã no Arruda, com a responsabilidade de justificar uma campanha vencedora até agora, além de jogar no seu estádio, com o calor da torcida e da temperatura, padrão dessa época na região.

Vamos avaliar nessa estréia contra o Vitória a qualificação tricolor, porque até agora o Santa Cruz só enfrentou  equipes onde ele passou facilmente, inclusive pelo Sport nos dois jogos decisivos do Campeonato.

Vamos ver quem é mais nessa estréia, e o que teremos que fazer para sermos destaques no Campeonato das séries A e B, com os nossos três representantes. Estaremos na torcida!

Foto: Internet

Foto: Internet

Santa Cruz/Náutico: Colados na tabela, agora seguem juntos em busca do grupo dos quatro melhores

Nesta terça-feira (11), foi dia de jogo no Campeonato Brasileiro Série B, e os times pernambucanos entraram em campo. Santa Cruz e Náutico vivem momentos distintos no campeonato, Santa em ascensão e Timbu em queda de produção; as equipes jogaram na noite de ontem com o mesmo objetivo, continuar a caça ao C4 da tabela. 

01

02

O Santa Cruz jogando em casa, já soma cinco vitórias nos últimos cinco jogos contra o Mogi; o time chegou a tomar um susto, a equipe paulista que é vice-lanterna no campeonato, abriu o placar. Mas não demorou muito e ainda no primeiro tempo a torcida comemorou a virada. Novamente Grafite, que mal fez sua estréia já começou com tudo, dois jogos, dois gols. Contra o Mogi Mirim ele fez o gol de empate. Quem fez o gol da virada foi o artilheiro da série B, Anderson Aquino. De pênalti o atacante fez o segundo gol.

03

04

Agora o Santa Cruz está na sétima colocação com 28 pontos, uma abaixo do Náutico que está em sexto com 29 pontos. Quatro pontos agora é o que separa o Tricolor do C4. O time de Marcelo Martelote está perto de alcançar seu objetivo de figurar pela primeira vez entre os quatro melhores. 

05

O Náutico contra o Bahia quase que conseguia sua segunda vitória fora de casa nesta série B. Faltou pouco pra o Timbu sair vencedor no seu jogo. A equipe de Lisca fez um bom jogo e criou muitas oportunidades para marcar. Porém, conseguiu reverter apenas uma. Patrick Vieira no finalzinho do primeiro tempo marcou para o Náutico, quem empatou para o Bahia foi Vítor aos doze minutos do segundo tempo. 

06

07

Para o Náutico restou o lamento de ter deixado escapar a vitória, pois caso vencesse teria chegado aos 31 pontos, com isso ficaria apenas um ponto do C4. Para o Náutico fica o incômodo, porque o time agora está a quatro rodadas sem vitória. Ainda não é crise, mas, o alerta foi ligado no Timbu. 

08

09

Ficha dos jogos: 

No Arruda

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Vítor (Moradei); Danny Morais, Néris e Lúcio (Marlon); Bileu, Wellington Cézar, João Paulo e Lelê; Anderson Aquino (Luisinho) e Grafite. Técnico: Marcelo Martelotte.

Mogi Mirim: Mauro; Edson Ratinho, Fábio Sanches, Paulão e Luan (Michel); Magal, Franco e Leo Bartholo (Gustavo) e Geovane (Junior Juazeiro); Serginho e Rivaldinho. Técnico Sérgio Guedes. 

Arbitro: Andrey da Silva E Silva. Assistentes:  Heronildo Freitas da Silva, Helcio Araujo Neves. Gols: Geovane (09′ do primeiro tempo); Grafite (19′ do primeiro tempo); Anderson Aquino (29′ do primeiro tempo). Cartões Amarelos: Mauro, Leo Bartholo, Geovane, Paulão, Grafite. 

Em Salvador 

Bahia:  Douglas Pires; Cicinho, Robson, Jailton e Vítor; Yuri (Pittoni), Souza, Eduardo (João Paulo) e Tiago Real; Alexandro e Kieza (Zé Roberto). Técnico: Sérgio Soares.

Náutico: Rodolpho; Rafael Pereira (Flávio), Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Gaston Filgueira; João Ananias, Lucas Farias, William Magrão e Hiltinho (Bruno Alves); Patrick Vieira e Douglas (Renato). Técnico: Lisca.

Arbitro: Vinícius Furlan. Assistentes:  Anderson Coelho, Jorge de Araújo. Gols: Patrick Vieira (43′ do primeiro tempo); Vítor (12′ do segundo tempo).

TV Replay, o que é bom se repete! 

Náutico: Timbu segue com o Tabu de não vencer fora de casa e com isso vai se complicando na tabela

Neste sábado (08), CRB e Náutico se enfrentaram pela décima sétima rodada do Campeonato Brasileiro Série B. O Timbu precisava quebrar o Tabu de não conseguir vencer em casa e ainda somar pontos para voltar ao grupo dos quatro melhores classificados. Mas, não foi isso que aconteceu. Com o gol de Zé Carlos, o time alagoano venceu o Timbu,  que com a derrota continuou fora do C4.

01

No primeiro tempo, o Náutico foi um time lento e sem criatividade. Faltou ao Alvirrubro articulação do meio de campo com o ataque, deficiência que o Náutico tem a muito tempo, principalmente na hora da finalização. Do lado do CRB, o time também não conseguiu se sair bem na primeira etapa, foi apático em campo.

02

No segundo tempo, o jogo continuou quase da mesma forma, só que com uma diferença, os donos da casa voltaram mais ligados e conseguiram abrir o placar. Depois de cruzamento Zé Carlos, tentou de letra e não conseguiu; no rebote ele mandou de cabeça pra fazer CRB 1 x 0. Depois o Náutico tentou ir ao ataque, porém sem êxito.

03

Terminando assim o jogo. CRB saiu com a vitória, enquanto o Timbu amarga há três partidas sem saber o que é vencer e segue na sina de não conseguir resultados positivos fora dos seus domínios.

04

Agora o Náutico joga contra o Bahia próxima terça-feira (11), às 19h, fora de casa, pelo Campeonato Brsileiro Série B. Já o CRB joga contra o Sampaio Corrêa também na terça (11), às 19h, fora de casa.

05

Ficha do Jogo: 

CRB: Juliano; Somália, Gabriel, Audálio e Pery; Olívio, Wellington Saci (Clebinho), Cañete e Danilo Bueno; Ricardinho (Leandro Brasília) e Zé Carlos (Isac). Técnico: Mazola Júnior.

Náutico: Júlio César; Lucas Farias, Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Fillipe Soutto (Gil Mineiro); João Ananias, William Magrão (Dakson), Marino e Hiltinho; Patrick Vieira (Bruno Alves) e Douglas. Técnico: Lisca.

Arbitro:  Rodrigo Raposo. Assistentes:  Ciro Junqueira, Luciano de Souza. Gol: Zé Carlos (14′ do segundo tempo). Cartões Amarelos: Lucas Farias, Douglas, Zé Carlos, Ricardinho, Wellington Saci, João Ananias.

TV Replay, o que é bom se repete!

Santa Cruz: Com direito a gol do estreante, Tricolor vence, fica a cinco pontos do C4 e ainda quebra Tabu de 28 anos

Neste sábado (08), o Santa Cruz recebeu o Botafogo no estádio do Arruda, pela décima sétima rodada do Campeonato Brasileiro Série B. O jogo de grandes expectativas que fez o torcedor ir em peso para o estádio, quando a bola rolou inicialmente não confirmou as expectativas, até quando em seis minutos do segundo tempo, momento em que o estreante Grafite fez o gol da vitória do Tricolor.

01

Com a vitória, o Santa cruz chegou aos 25 pontos e agora ocupa a oitava colocação, estando agora há apenas cinco pontos do C4. A vitória de hoje, também quebrou um Tabu de vinte e oito anos em vitória do Santa contra o Fogão no Campeonato Brasileiro.

02

No primeiro tempo, o jogo começou “amarrado”, muito estudado pelas duas equipes. O time Tricolor ficou muito preso a marcação do adversário, que impossibilitou o time da casa de chegar com perigo ao gol. O Botafogo também não agrediu, tentou aproveitar algumas falhas da defesa Coral, mas sem sucesso.

03

No segundo tempo, o Tricolor começou com tudo, partindo para cima. E Logo aos seis minutos abriu o placar com Grafite, que estava de volta ao Santa Cruz depois de treze anos. A jogada saiu dos pês de João Paulo, que cruzou da direita para a esquerda, o atacante mergulhou de cabeça para mandar a bola para as redes. Santa Cruz 1 x 0, festa da torcida Tricolor.

04

Depois do gol o Botafogo tentou ir ao ataque, mas não teve sucesso, parou na defesa do Santa Cruz que bem postada conseguiu conter a pressão alvinegra.

E terminou assim, festa para a torcida do Santa, que pode ver o time vencer o Botafogo que estava a várias rodadas como líder do campeonato, e pode comemorar a recuperação da equipe, que agora entrou de vez na briga pelo acesso.

Agora o Santa Cruz joga contra o Mogi Mirim próxima terça-feira (11), às 19h, no Arruda, pelo Campeonato Brasileiro Série B. Já o Botafogo joga contra o ABC também na terça (11), às 21h30, em casa, pela Série B.

05

Ficha do Jogo:

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Vítor (Moradei), Danny Morais, Néris e Marlon (Lúcio); Bileu, Wellington Cézar e João Paulo; Lelê, Anderson Aquino e Grafite (Luisinho). Técnico: Marcelo Martelotte.

Botafogo: Jefferson Luis Ricardo, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Carleto; Serginho (Daniel Carvalho), Willian Arão, Diego Jardel e Octavio (Lulinha); Neilton (Sassá) e Navarro. Técnico: Ricardo Gomes.

Arbitro:  Flavio Rodrigues Guerra. Assistentes: Vicente Romano Neto, Carlos Augusto Nogueira. Gol: Grafite (06′ do segundo tempo). Cartões Amarelos: Anderson Aquino, Danny Morais, Luisinho, Serginho, Lulinha.

TV Replay, o que é bom se repete!

Santa Cruz: Bom retrospecto em casa e euforia pela estréia de atacante fazem o torcedor acreditar na vitória

Hoje (08), se enfrentarão Santa Cruz e Botafogo no Arruda, pela décima sétima rodada do Campeonato Brasileiro Série B. Em posições distintas no campeonato, o Fogão que no início da rodada era o líder, mas com a vitória do Bahia, perdeu a liderança e agora está na terceira colocação. O Santa Cruz que ocupa a 12° posição, tem um fato em comum: dois novatos na equipe. 

01

Para o Botafogo, que agora tem Ricardo Gomes no seu comando há apenas dez dias, nele foi depositada a confiança de levar o time para a elite do futebol nacional. Por outro lado, a estreia do Tricolor mexe com os ânimos tanto da equipe quanto do seu torcedor, que promete lotar o estádio hoje, onde mais de 37 mil ingressos já foram vendidos.

02

Durante a semana de treinos havia uma dúvida se Grafite poderia começar jogando ou se iria para o banco e entraria em jogo no decorrer da partida, mas essa dúvida foi tirada ontem (07), pelo técnico Marcelo Martelote, que definiu a equipe do Santa dessa forma: Tiago Cardoso, Vítor, Danny Morais, Neris, Marlon, Wellington Cézar, Bileu, Lelê, João Paulo, Anderson Aquino e Grafite. O jogo marca a estréia de Grafite que volta ao Santa depois de treze anos. 

Além da euforia pela estreia do novo atacante, a torcida Tricolor se apega ao bom retrospecto que a equipe vem tendo em casa; foram quatro vitórias nos últimos quatro jogos e isso faz o torcedor acreditar em mais uma vitória nessa partida. 

Caso vença, o Tricolor vai para 25 pontos e ocuparia a 10° colocação, sem precisar de uma combinação de resultados, pois o Oeste e Bragantino perderam; caso percam, também Criciúma e Macaé, o Santa Cruz pularia para o 8ª colocação. 

grafite

No jogo de hoje a segurança será feita por 466 policiais, onde 130 estarão na área interna do estádio, e na externa e principais vias de acesso terão 215 policiais. Além dos patrulhamentos nas principais estações de metrô e terminais integrados da cidade do Recife. 

O jogo acontece às 16h, no estádio do Arruda, válido pelo Campeonato Brasileiro Série B.

TV Replay, o que é bom se repete! 

Náutico: Com mais um tropeço, desta vez em casa, o Timbu ficou fora do grupo dos quatro melhores

Neste sábado (01), foi dia de jogo do Timbu na Arena Pernambuco. O time recebeu o Macaé pela décima sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Com o bom retrospecto em casa o torcedor do Náutico pode até pensar que esta seria mais uma vitória na Série B. Mas, se enganou. O Alvirrubro apenas empatou e com o resultado saiu do grupo dos quatro melhores.

01

Porém, até os trinta e dois minutos do segundo tempo, o time vinha ganhando é com o resultado estava indo a liderança do campeonato, mas, o gol do Macaé, atrapalhou os planos do Timbu, que em mais um vacilo e agora dentro de casa, não conseguiu manter-se no C4.

02

No primeiro tempo, o Timbu começou melhor e criava varias chances de gol, Guilherme, Marino, Fabiano Eller perderam grandes chances. O Macaé jogava recuado e as vezes que chegava ao ataque estava totalmente desorganizado. O Alvirrubro não parava de atacar, pressionava a todo instante. E o gol saiu no finalzinho do primeiro tempo. Em cobrança de escanteio Fabiano Eller apareceu atrás da zaga sozinho para mandar para as redes, Náutico 1 x 0.

03

No segundo tempo, o Macaé começou se arriscando mais no ataque, o Timbu não se conteve apenas na defesa, o time conseguiu sair em alguns contra-ataques, porém as chances foram perdidas. Com o passar do tempo o jogo foi ficando morno, parecia que o Náutico tinha controle total da partida. Porém, aos trinta e dois minutos o empate. Depois de falta cobrada Brinner desviou com a coxa, Júlio não teve chances de defender.

04

O Náutico ainda teve algumas chances, mas, todas perdidas. Com a derrota o Náutico estacionou nos 28 pontos e agora está fora do grupo dos quatro melhores colocados.

Agora o Náutico joga contra o CRB, próximo sábado (08), às 16h30, fora de casa, pelo Campeonato Brasileiro Série B. Já o Macaé joga contra o Atlético-GO, próximo sábado (08), às 16h30, em casa, pelo Campeonato Brasileiro.

05

Ficha do Jogo: 

Náutico: Júlio César; Guilherme, Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Gastón Filgueira; João Ananias, William Magrão (Renato), Marino (Fillipe Soutto) e Hiltinho; Pedro Carmona (Gil Mineiro) e Douglas. Técnico: Lisca.

Macaé:  Rafael; Henrique, Brinner, Thiago Cardoso e Diego; Gedeil, Pipico, Juninho e Marquinho (Éberson); Anselmo (Jones) e Wagner (Dos Santos). Técnico: Marcelo Cabo.

Arbitro: Luiz Cesar Magalhães. Assistentes: Armando Souza, Arnaldo Souza. Gols: Fabiano Eller (40′ do primeiro tempo); Brinner (32′ do segundo tempo). Cartões Amarelos:  Gastón Filgueira, Pipico, Gedeil, Thiago Cardoso, Wagner.

TV Replay, o que é bom se repete!

Santa Cruz: Tricolor segue fazendo uma péssima campanha fora de casa isso afasta ainda mais o sonho do C4

Neste sábado (01), o Oeste recebeu o Santa Cruz pela décima sexta rodada do Campeonato Brasileiro Série B. Com a vitória por 1 x 0, o Rubrão superou o Tricolor em números de pontos e consequentemente deixou o Santa pra trás na tabela. Para o Tricolor basta o lamento, pois fora de casa o time venceu até agora apenas um jogo. O gol do Oeste foi marcado por Rafael Martins.

01

No primeiro tempo, o Santa começou melhor, o Oeste por sua vez buscou jogadas pelas laterais. Para o Santa, faltava velocidade para sair no contra-ataque, e isso dificultava o time na hora de armar jogadas. A melhor oportunidade do Tricolor na primeira etapa foi com João Paulo, que mandou a bola no travessão.

02

No segundo tempo, os times jogaram mais equilibrados, as chances de gol foram quase iguais, porém a falta de qualidade para a finalização atrapalhava as equipes. Aos 23 minutos quase que o Santa abriu o placar, mas novamente falhou. E como diz o ditado: “quem não faz leva”. O Oeste marcou o gol do jogo aos trinta e seis minutos. Rafael Martins chutou de fora da área sem chances para Tiago Cardoso, Oeste 1 x 0.

03

E com a derrota, o Tricolor caiu uma posição e agora está em 10° lugar, e a distância para o grupo dos quatro melhores é de seis pontos.

04

Agora o Santa Cruz joga contra o Botafogo próximo sábado (08), às 16h30, no Arruda, pelo Campeonato Brasileiro Série B. Já o Oeste, joga contra o Criciúma próxima sexta-feira (07), às 19h30, fora de casa, também pela Série B.

05

Ficha do Jogo: 

Oeste: Jeferson Romário; Eldinho, Halisson, Ligger e Fernandinho; Leandro Mello, Renato Xavier, Patrick Silva (Paulo Henrique) e Mazinho; Wrangler (Rafael Martins) e Junior Negão (Rodriguinho). Técnico: Roberto Cavalo.

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Bileu, Néris, Danny Moraes e Marlon; Moradei, Wellington Cézar (Vítor), Lelê (Renatinho) e João Paulo; Luisinho e Anderson Aquino (Bruno Moraes). Técnico: Marcelo Martelotte.

Arbitro: Jailson Macedo Freitas. Assistentes:  José Raimundo Dias da Hora, Marcos Welb Rocha de Amorim. Gol: Rafael Martins (38′ do segundo tempo). Catões Amarelos:  Leandro Mello e Wellington Cézar.

TV Replay, o que é bom se repete!

Náutico: Jogar em casa pode fazer com que o time volte ao caminho das vitórias

Neste sábado (01), o Timbu recebe o Macaé na Arena Pernambuco, pela decima sexta rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Na última rodada o Náutico perdeu fora de casa para o Paraná, mas, mesmo assim não saiu do C4, só que agora em casa o time busca manter o bom retrospecto nos seus domínios. Já que em casa o time de Lisca e quase imbatível.

02

O jogo de hoje é de extrema importância, por que a ordem é manter-se no grupo dos quatro melhores e caso o time perca pontos pode não voltar a zona de classificação. Pois com a rodada de ontem, e com a vitória do Bahia, o Náutico perdeu sua vaga no C4, e precisa vencer para voltar ao seleto grupo. Em casa na Série B o time ainda não perdeu. Tem um aproveitamento de mais de 90%.

O adversário de hoje não é tão fraco, o Macaé está atualmente em oitavo, com 23 pontos, quatro á menos que o alvirrubro.

04

Para está partida o time já está definido. Lisca anunciou na sua entrevista coletiva quem iriam a campo: Julio Cesar; Guilherme, Fabiano Eller, Ronaldo Alves e Gaston; João Ananias, Willian Magrão, Marino e Carmona; Hiltinho e Douglas.

O técnico não vinha revelando escalações antes dos jogos, mas para está rodada não teve mistério.

O time do Macaé, virá para o jogo com uma estratégia defensiva afirmou o técnico da equipe, Marcelo Cabo, ele falou que quer: um time fechadinho que vai explorar o contra ataque.

05 (2)

A partida acontecerá hoje (01), na Arena Pernambuco, às 16h30. Pelo Campeonato Brasileiro Série B.

TV Replay, o que é bom se repete!

Náutico: Timbu perdeu no Paraná, mas continuou entre os quatro primeiros

Terça-feira (28), o Paraná recebeu o Náutico, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro Série B. O time da casa conseguiu resolver o jogo ainda no primeiro tempo quando fez dois gols. O time Timbu não conseguiu emendar sua sequência de vitórias. Já a equipe paranaense, voltou a vencer em casa. Os gols foram marcados por Rafael Costa e Fernando Viana.

01

No primeiro tempo, o Náutico tentou começar marcando forte, mas, a proposta de jogo do time não deu certo. Logo no começo do jogo, o time do Paraná conseguiu abrir o placar. Rafael consta chutou de fora da área, sem chances para Júlio César. O Paraná continuou a pressionar, e pouco depois ampliou a vantagem. Depois de troca de passes, Fernando Viana encontrou um espaço na defesa adversária para fazer o segundo gol.

02

03

No segundo tempo, o time da casa voltou com uma proposta diferente, esperava o Náutico na defesa. Mas, as melhores chances de Timbu foram apenas em bolas paradas. O Time de Lisca até esboçou uma reação, porém não conseguiu exito. No jogo ainda teve um lance na área que o Náutico pediu pênalti, mas, o arbitro não marcou.

04

Apesar da derrota o Náutico manteve-se entre os quatro melhores do campeonato.

Agora o Náutico joga contra o Macaé próximo sábado (01), às 16h30, em casa, pelo Campeonato Brasileiro Série B. Já o Paraná jogo contra o CRB próximo sábado (01), às 16h30. Novamente em casa.

05

Ficha do Jogo: 

Paraná: Marcos; Ricardinho, Luís Felipe, Luciano Castan e Rafael Carioca; Jean, Rafael Costa (Lucas Pará), Fernandes e Danielzinho; Fernando Viana (Paulo Henrique) e Henrique. Técnico: Fernando Diniz.

Náutico: Júlio César; Guilherme (Renato), Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Fillipe Soutto; João Ananias, Gil Mineiro, William Magrão, Marino (Pedro Carmona) e Hiltinho (Bruno Alves); Douglas. Técnico: Lisca.

Arbitro: José Rocha Filho. Assistentes:  Carlos Augusto Júnior e Ricardo Lanuto. Gols: Rafael Costa (4′ do primeiro tempo); Fernando Viana (18′ do primeiro tempo). Cartões Amarelos: Douglas e Bruno Alves.

TV Replay, o que é bom se repete!

Santa Cruz: Tricolor venceu, diminuiu a distância para o grupo dos quatro melhores, e manteve a boa fase

Terça-feira (29), o Santa Cruz recebeu o Bahia em casa pela decima quinta rodada do Campeonato Brasileiro Série B. O jogo foi intenso do início ao fim, os times não ficaram na defensiva, buscaram sempre o ataque. Com a vitória do Santa por 3 x 1, o time chegou a 22 pontos, mas continuou em 9º na tabela. Os gols foram feitos por Anderson Aquino e Luisinho para o Santa Cruz e Thales para o Bahia.

01

No primeiro tempo, o Bahia começou exigindo boas defesas de Thiago Cardoso, o Santa Cruz dava resposta no contra-ataque. A partida ficava movimentada. Anderson Aquino chegou a perder uma chance de frente para o gol, mas, depois se redimiu. Aos trinta e sete minutos, depois de um cruzamento, Aquino sozinho mandou para o gol. Porém não durou muito a alegria do Tricolor do Arruda. Perto do fim da primeira etapa o Bahia empatou o jogo.

02

Depois de um escanteio Thales, subiu mais que a zaga e testou para as redes. Jogo empatado 1 x 1.

03

No segundo tempo, os times continuaram com a mesma pegada, o Bahia chegou a pressionar mais, começou melhor no segundo tempo. Portanto foi o Santa quem ampliou. Anderson Aquino tocou para Luisinho da entrada da área, ele chutou e fez o segundo dos Corais. Com o segundo gol o Santa Cruz recuou um pouco e não deixou o time baiano criar jogadas. Quando o Bahia tentava pressionar para chegar ao gol de empate, foi o Tricolor do Arruda que ampliou. Renatinho cruzou para Luisinho novamente marcar. Santa Cruz 3 x 1 no Bahia.

04

Agora o Santa Cruz joga contra o Oeste próximo sábado (01), às 16h30, fora de casa, pelo Campeonato Brasileiro Série B. Já o Bahia joga contra o ABC próxima sexta-feira (31), às 21h50, fora de casa, também pelo Campeonato Brasileiro.

05

Ficha do Jogo: 

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Bileu, Neris, Danny Morais e Lúcio (Marlon); Wellington Cézar, Moradei, Lelê (Pedro Castro) e João Paulo (Renatinho); Luisinho e Anderson Aquino. Técnico: Marcelo Martelotte.

Bahia: Douglas Pires; Adriano Silva (Tony), Thales, Jailton e Marlon; Yuri, Souza (Alexandro), Eduardo (João Paulo) e Tiago Real; Maxi Biancucchi e Kieza. Técnico: Sérgio Soares.

Arbitro:  Rafael Traci. Assistentes: Ivan Carlos Bohn, Diogo Morais. Gols: Anderson Aquino (37′ do primeiro tempo); Thales (39′ do primeiro tempo); Luisinho (17′, 41′ do segundo tempo). Cartões Amarelos: Jailton, Marlon, Max, Wellington Cézar.

TV Replay, o que é bom se repete!

Náutico: Timbu vence na Arena, volta ao grupo dos quatro melhores, e faz as pazes com a vitória

Neste sábado (25), o Náutico recebeu o Vitória-BA na Arena Pernambuco, pela décima quarta rodada do Campeonato Brasileiro Série B. O jogo era de extrema importância para a equipe de Lisca, já que o Vitória é um candidato direto na disputa por uma vaga na elite do futebol nacional próximo ano e ocupava a segunda colocação na tabela, uma vitória do Timbu recolocaria o time no grupo dos quatro melhores do campeonato. E deu certo para o Náutico.

01

De virada, o time alvirrubro conseguiu uma importante vitória diante do rubro negro baiano. Os gols foram feitos por Rhayner para o Vitória, Douglas e Rafael Pereira marcaram para o Náutico.

02

O jogo foi eletrizante, várias chances de gols perdidas para os dois lados, muita intensidade na partida. Três expulsões, sendo: Elton, Mansur e Gastón Filgueira.

No primeiro tempo, o Náutico teve boa movimentação e muito volume de jogo, porém pecou muito no passe. A cada chance perdida o jogo ficava mais tenso. O Vitória abriu o placar logo aos quatro minutos. O Timbu saiu errado, Escudero tocou para Rhayne que entrou na área e chutou no cantinho. O Alvirrubro continuou na mesma pegada, mas faltava melhorar nas finalizações.

03

No segundo tempo, logo no início o Náutico conseguiu chegar ao empate. Douglas cobrou pênalti no canto esquerdo e igualou o placar. O Timbu pressionava e a virada era questão de tempo, o time atacava a todo instante. A virada não tardou a chegar, após bola cruzada na área, a zaga do Vitória se atrapalhou, a bola sobrou para Rafael Pereira que girou e chutou, sem chances para o goleiro.

05

E terminou assim, Náutico venceu, voltou ao grupo dos quatro classificados e agora ocupa a terceira colocação no campeonato.

06

Próxima rodada o Náutico joga contra o Paraná, na próxima terça-feira (28), às 19h30, fora de casa pelo Campeonato Brasileiro Série B. Já o Vitória joga contra o Macaé também na terça, às 19h30, em casa, pelo Campeonato Brasileiro Série B.

04

Ficha do Jogo: 

Náutico: Júlio Cesar; Guilherme (Josimar), Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Gastón Filguera; João Ananias, Willian Magrão, Gil Mineiro (Rafael Pereira) e Hiltinho; Rogerinho (Pedro Carmona) e Douglas. Técnico: Lisca.

Vitória-BA:  Fernando Miguel (Gatito Fernandéz), Diego Renan, Ednei, Guilherme Mattis, Mansur; Amaral, Flavio (Robert), Pedro Ken (Marcelo Matos), Escudero; Rhayner e Elton. Técnico: Vagner Mancini.

Arbitro:  Elmo Alves Resende Cunha. Assistentes: Cristhian Passos Sorence, Bruno Raphael Pires. Gols: Rhayne (4′ do primeiro tempo); Douglas (9′ do segundo tempo); Rafael Pereira (28′ do segundo tempo). Cartões Amarelos: Gastón, Elton, Diego Renan, Mansur. Expulsões: Gaston, Elton, Mansur.

TV Replay, o que é bom se repete!

Náutico: Timbu joga em casa contra o Vitória buscando recuperar sua vaga no grupo dos quatro melhores do campeonato

Neste sábado (25), Náutico e Vitória se enfrentam na Arena Pernambuco, pelo Campeonato Brasileiro Série B. Colados em número de pontos, e na tabela do campeonato, o time baiano está em segundo com 26 e o Timbu está em quinto com 24 pontos. Uma vitória nesse jogo recoloca o Náutico no grupo dos quatro classificados para o acesso á primeira divisão.

01

Esse jogo é tratado pelo time alvi rubro como um jogo chave nesse momento do Campeonato.

02 03

Para essa partida o time do Náutico terá três mudanças em relação ao último jogo, onde perdeu para o Botafogo por 1 x 0.  Ronaldo Alves voltará ao time depois de cumprir suspensão, Guilherme se recuperou de lesão também estará de volta, Rogerinho voltará ao time no lugar de Josimar, Marino que está machucado não jogará, quem vai ocupar seu lugar será Gil Mineiro.

A ordem no Timbu para o jogo de hoje é, acabar com uma coisa que vem incomodando o time. O número de gols tomados nas últimas partidas. Porém o time se apega ao bom retrospecto em casa, na Série B o time jogou sete vezes na Arena Pernambuco, foram seis vitórias e um empate.

O jogo de hoje terá o policiamento reforçado, a PM informou que para está partida a polícia lançara 422 policiais. A segurança na área interna do estádio será de 92 PMs do BPChoque. Haverá reforço do policiamento nos terminais integrados de Camaragibe, Barro, Afogados, Joana Bezerra, Rodoviária e na Estação Central Recife, salientando que nos TI’s Afogados e Barro, contarão com viaturas para transportar os presos que estejam praticando delitos.

04

Na área externa e nas principais vias de acesso ao local do jogo, sob o comando do 20º BPM, a segurança do torcedor contará com a presença de 216 policiais. Nas estações do metrô e terminais integrados de passageiros, contará com o reforço totalizando 114 policiais que estarão no patrulhamento motorizado e a pé.

Será também reforçado o policiamento nos pontos de ônibus do expresso torcedor do Derby.

O jogo acontecerá na Arena Pernambuco, às 16h30, pela décima quarta rodada do Campeonato Brasileiro Série B.

TV Replay, o que é bom se repete!

Santa Cruz: Tricolor volta a vencer e sobe na tabela ficando entre os dez primeiros

Neste sábado (18), o Santa Cruz recebeu o Atlético-GO pela décima terceira rodada do Campeonato Brasileiro Série B, no Arruda. O duelo seria o da “recuperação”, para o Santa Cruz, uma vitória levaria o Tricolor mais perto do G4, para o Dragão, uma vitória afastaria o clube da zona de rebaixamento. Foi melhor para o Santa, que venceu por 3 x 0, e subiu três posições.

01

Os gols foram feitos por Daniel Costa e Lelê duas vezes, marcaram para o Santa Cruz.

No primeiro tempo, o Tricolor tomou a iniciativa, começou pressionando o visitante. O Atlético, tentava se defender e encaixar quem sabe um contra-ataque. A estratégia do Santa deu certo, e antes dos quinze minutos o Tricolor abriu o placar. Renatinho lançou para Lelê, o atacante entrou na área e chutou sem chances para defesa do goleiro. Depois do gol, o Santa Cruz recuou, assim deu espaços para o adversário atacar. Mas, não conseguiu reverter as chances que teve em gol.

04

No segundo tempo, a forma de jogo dos times não mudou, porém o Atlético chegava mais ao ataque, mas, não conseguia encaixar o último passe. Para o lado do Santa, faltou velocidade para sair ao ataque. Se não dava na velocidade, o Santa Cruz tentou na bola parada, e deu certo. Daniel Costa cobrou falta da entrada da área, bateu rasteiro no canto esquerdo, ampliando o placar para o Tricolor.

05

Apesar do gol, a postura do Tricolor não mudou, o Dragão continuava com a posse de bola e continuava a perder chances de gol. Porém foi o Santa Cruz que marcou novamente. Em um contra-ataque, Luisinho mandou na trave, na sobra Lelê mandou novamente para as redes, fechando o placar do Arruda.

03

Próximo jogo o Santa Cruz jogará contra o Criciúma próximo sábado (25), às 16h30, fora de casa. Já o Atlético-GO joga contra o Bragantino próxima sexta (24), às 21h50, fora de casa. Os times jogam pelo Campeonato Brasileiro Série B.

Ficha do Jogo:

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Nininho (Luisinho), Neris, Diego Sacoman e Marlon (Lúcio); Moradei, Bileu, Lelê, Renatinho (Pedro Castro) e Daniel Costa; Anderson Aquino. Técnico: Marcelo Martelotte.

Atlético-GO: Márcio; Pedro, Marllon, Samuel e Danilo Tarraxa; Anderson Pedra, Feijão, Thiago Primão (Juninho) e Aílton (Willie); Arthur (Weverton Gomes) e Geraldo. Técnico: Jorginho.

Arbitro:  Igor Junio Benevenuto. Assistentes:  Marcus Vinicius Gomes, Marconi Helbert Vieira. Gols: Lelê: (14′ do primeiro tempo e 48′ do segundo tempo); Daniel Costa (18′ do segundo tempo). Cartões Amarelos: Neris, Thiago Primão, Arthur.

TV Replay, o que é bom se repete!