Blog de Airton Sousa – Sport paga tributo caro pelos erros cometidos

                                       rebaixamento leonino

Finalmente aconteceu o que estava previsto: O Sport rebaixado para a série B em 2019. A esta altura não adianta procurar os culpados, afinal de contas todos tiveram um pouquinho de culpa nesse rebaixamento. Uma coisa era depender de uma vitória contra o time B do Santos, outra coisa era depender também dos concorrentes.

Foi uma sucessão de erros desde o início do ano, quando os dirigentes não aceitaram participar da Copa do Nordeste, coisa que ninguém entendeu, no entanto passou. Vieram os erros do Campeonato  Estadual, Copa do Brasil, e por incrível que pareça uma boa primeira fase do Brasileirão, surpreendendo a todos.

A troca de treinadores, cada um com a sua filosofia e seus preferidos, salários incompatíveis com a condição do clube, jogadores velhos e viciados, e o pior: Quando todos pensavam que a estrutura do Sport estava de pé, tudo começou a desmanchar, com as cobranças e os problemas vindo à tona.

Foi o estopim para que a casa caísse, a crise aumentasse e os resultados fossem desaparecendo, após a Copa do Mundo. Quase no fundo do poço, a diretoria contratou o técnico Milton Mendes, para evitar o naufrágio, e quase que era evitado, porém o time na última partida dependia dele e da combinação de resultados.

A Ilha lotada, o torcedor fez o seu papel como sempre, no entanto a classificação do Sport dependia de uma vitória contra o reserva do Santos, e uma combinação de resultados dos jogos da Chapecoense, Fluminense, Vasco e América, e não deu outra: O Sport venceu, mais os concorrentes direto atrapalharam e deixaram o Sport fora da série A.

Aquela velha história, não há mal só pelo mal. Quem sabe esse rebaixamento possa fazer os novos dirigentes vestirem o manto da humildade, trabalharem um elenco mais barato, darem qualidade a esse elenco, trazendo um treinador que consiga acertar dentro de um patamar mais econômico.

Agora é tentar se organizar, arrumar a casa, que aliás está muito desarrumada, se organizar financeiramente e preparar um time para a série B, sem contudo querer começar de sapato alto. Não vai ser fácil, as verbas vão diminuir em média 50%, a mídia será inferior e os adversários duros onde vale mais a garra e a raça, do que a condição técnica. É pagar para vêr.

Blog de Airton Sousa – Ultima rodada da série A, agora é tudo ou nada

serie a

Neste fim de semana, chega ao final o Campeonato Brasileiro da série A, para alguns clubes um ano excelente, para outros apenas razoável, e para os menos preparados um ano de rebaixamento, prejuízo e descrédito. Podemos considerar uma competição de um bom nível, muito embora a disparidade financeira foi evidente.

O Palmeiras com um super time, trazendo de volta Luiz Felipe depois da decepção da copa de 2014, porém foi um risco que deu certo e a verdade é que podemos dizer que ele foi o grande articulador do time Palmeirense, merecendo um bom percentual de crédito pela conquista do décimo título do Brasileiro.

Flamengo, Internacional, Grêmio, São Paulo, Atlético Mineiro e Atlético do Paraná, os seis melhores colocados após o Palmeiras. Contudo, a diferença dos dois colocados após o Palmeiras, foi apenas uma boa pontuação, no entanto não o suficiente para amedrontarem o time Palmeirense, daí uma conquista indiscutível.

Agora, o oposto desse quadro está da décima quarta posição em diante, com total desespero do Fluminense que demitiu o técnico Marcelo Oliveira, após a desclassificação da Sul Americana e enfrenta ao América Mineiro que deu a volta por cima após a chegada do treinador Givanildo Oliveira.

Também no desespero, Vasco da Gama, Chapecoense, Sport, daí   conheceremos os dois últimos rebaixados, que irão acompanhar ao Vitória e Paraná, cujas equipes apenas irão cumprir tabela nessa rodada final. Para nós pernambucanos, o desespero da ameaça de não termos nenhum representante em 2019 na série A.

O time leonino cuja diretoria cometeu uma sequencia imperdoável de erros,  está na atual situação, faltando normalizar o salário dos jogadores, deixando de qualificar melhor o elenco, fugindo realmente da responsabilidade de um verdadeiro dirigente, e nada a admirar se o time descer  para a série B, nesse jogo contra o Santos.

O torcedor com certeza fará o seu papel, como sempre fez, no entanto a limitação do grupo, a posição e os números na tabela, além da situação dos concorrentes que ameaçam de todas as formas o Sport na primeira divisão em 2019. Por fim, só resta acreditar que o milagre de anos anteriores seja repetido e que o time venha a se salvar do rebaixamento.

Blog de Airton Sousa – Campeonato Brasileiro da série A, afunila a cada rodada

                                                   torcida rubro negra

Uma rodada onde os times mais uma vez não podem cometer erros, porque agora só faltam cinco rodadas para o encerramento da competição e com certeza, qualquer erro será fatal. Observa-se as posições do Vasco da Gama, Ceará, Corinthians, Sport, Vitória, Fluminense que jogarão nesta quarta-feira (14), enquanto que Chapecoense e Santos terão seus jogos na quinta-feira (15).

Serão jogos importantíssimos porque a partir desta rodada, apenas quatro rodadas faltarão para o encerramento da competição, decidindo quem fica na parte de cima, disputando Sul-Americana e Libertadores, além do título e as equipes que tentam escapar do rebaixamento para a série B.

Daí, ficarmos atentos aos jogos desta quarta-feira (14): Vasco x Atlético do Paraná, Paraná e Atlético Mineiro, Bahia e Ceará, Cruzeiro e Corinthians, Palmeiras e Fluminense, além de Sport e Vitória. Na quinta-feira, também jogos importantes: Chapecoense e Botafogo, Flamengo e Santos, São Paulo e Grêmio, Internacional e América Mineiro.

Para os pernambucanos e baianos, uma decisão que vale seis pontos. Sport e Vitória na Ilha do Retiro, que terá com certeza aproximadamente 30 mil pessoas. O Sport espera contar com a participação efetiva da torcida, e a torcida vai tentar levar o time para cima do Vitória, que a exemplo do Leão também tem que vencer.

O técnico Milton Mendes que contará com a ausência de quatro jogadores importantes no grupo, a exemplo de Marlone, Sander, Gabriel e Claudio Winck, desses três são titulares absolutos. Quanto ao Vitória, dispensou o treinador Paulo César Carpegiane e entrará em campo, com o auxiliar comandando o time.

Muita coisa poderá mudar a partir dessa rodada, no entanto mais do que nunca, é imprescindível a vitória em casa. O Sport por exemplo após esse jogo, enfrentará também na Ilha do Retiro, a equipe do Flamengo e sabemos entre os dois adversários, o Flamengo é mais difícil de ser batido.

Blog de Airton Sousa – Rodada do Brasileiro beneficia o Sport

5be8a87870370

Tivemos neste fim de semana, a trigésima terceira rodada da série A. O Sport empatou com o Fluminense no Maracanã, e pelas circunstâncias da rodada o resultado terminou sendo benéfico para o rubro-negro Pernambucano. Com o empate e a combinação dos resultados, o time leonino se manteve na décima sexta posição.

Das equipes que brigam para se manterem na primeira divisão, tivemos os seguintes resultados: Ceará 1 x 1 Internacional, Vitória 2 x 2 Bahia, Grêmio 2 x 1 Vasco da Gama, América MG x 0 Paraná 1. Esses resultados não mexeram com a posição do time Pernambucano na tabela da primeira divisão.

Com relação ao jogo, tivemos uma partida fraca tecnicamente, com poucas jogadas ofensivas, no entanto ainda foi do Fluminense as poucas chances de gol, o placar traduziu a ineficiência dos dois times na partida, e os goleiros pouco trabalharam no decorrer do jogo. A marcação e a quantidade de faltas, foi outro ponto que marcou a partida.

O Fluminense teve um gol anulado corretamente pelo árbitro, aos 40 minutos do segundo tempo,  quando o jogador do time carioca após um cruzamento estava antecipado, sendo apontado pela auxiliar Tatiane dos Santos. Em contra partida, o Sport aos 35 minutos do primeiro tempo através de Michel Bastos colocou uma bola na trave.

Com o resultado e com a combinação do placar dos adversários, o time rubro-negro se manteve na mesma posição da tabela, ou seja na décima sexta posição. O Próximo jogo do time leonino, será nesta quarta-feira (14), contra o Vitória. Desfalcarão o Sport os jogadores Gabriel e Claudio Wink por terem tomado o terceiro cartão amarelo.

Blog de Airton Sousa – Jogos de vida ou morte na série A do Brasileiro

                                                                 1355

Teremos mais uma vez, importantes jogos neste fim de semana, na parte de cima e na parte de baixo da tabela. A partir desta rodada (trigésima terceira), faltarão apenas cinco para o encerramento da competição, e para conhecermos o campeão, os times da Libertadores, da Sul-Americana, ainda as equipes que irão permanecerão na primeira divisão do próximo ano, e as que descerão para a série B.

Neste sábado (10) teremos: Corinthians e São Paulo, onde o Corinthians em desespero inclusive a ameaça de queda do treinador Jair Ventura, América MG e Paraná, o América tentando vencer para fugir na zona de rebaixamento, Botafogo e Flamengo, importante a vitória para os dois times, o Botafogo tentando distancia da zona de rebaixamento e o Flamengo tentando diminuir a diferença para o Palmeiras.

Atlético do Paraná e Cruzeiro, os dois brigando pela vaga na sul-americana, no domingo (11), Atlético Mineiro e Palmeiras, com o Atlético tentando a vitória para ficar entre os seis, enquanto que o Palmeiras tenta emplacar mais três pontos para se garantir ainda mais na linha de frente, Grêmio e Vasco, a vitória é importante para os dois, , o Grêmio tentando ficar entre os seis e o Vasco da Gama tentando tomar distância da zona de rebaixamento.

Vitória e Bahia, um clássico baiano. O Bahia já livre do rebaixamento enquanto que o Vitória tem ameaçada a sua manutenção na primeira divisão, Ceará e Internacional, o Ceará tem a obrigação de vencer para avançar rumo a manutenção na primeira divisão, enquanto que a briga do Internacional, é para se aproximar do Palmeiras.

Fluminense e Sport, um jogo que interessa de perto aos Pernambucanos. O Fluminense vem de uma derrota para o Atlético do Paraná pela Sul-Americana, o Fluminense tenta vencer o Sport para se distanciar da zona de rebaixamento. O Sport também tem a necessidade de uma vitória, e caso aconteça começa tomar distância da zona de rebaixamento. Um jogo equilibrado, onde o Fluminense é favorito.

Finalmente na segunda-feira (12), para o encerramento da trigésima terceira rodada o jogo entre Santos e Chapecoense, o Santos em busca da vitória para melhorar a posição na tabela, enquanto que uma vitória é fundamental para a Chapecoense que está ameaçada de rebaixamento. Portanto, uma rodada que interessa de perto as vinte equipes.

Blog de Airton Sousa – Sport ganha e deixa a zona de rebaixamento

ddd

De um lado o técnico Lisca, do outro lado o técnico Milton Mendes. Duas personalidades muito parecidas. No final a vitória foi do time pernambucano, pelo placar de 1 x 0. O Ceará com o desfalques de quatro titulares, o Sport sem Sander um dos principais jogadores do time rubro-negro.

Não interessa as ausências, o importante  é que o Sport venceu, saiu da zona de rebaixamento, somando agora 36 pontos, e está na décima sétima posição, mesmo porque além da vitória apertada, também os resultados do fim de semana ajudarão, exemplo: Derrota da Chapecoense, empate do Vitória e derrota do América, todos concorrentes do time rubro-negro.

Foi um jogo disputado do começo até o fim, sendo que o Sport teve um comportamento mais agressivo, enquanto que o Ceará apenas se defendia, tentando sair na base dos contra ataques. Porém poucos foram os chutes perigosos por parte das duas equipes, contudo apesar desse detalhe o rubro negro chutou mais.

No segundo tempo, com o jogo no zero a zero, esperava-se que o técnico Milton Mendes ajustasse mais a  criatividade do time, e aos dez minutos  a chance aparece para Gabriel, depois de um passe de Brocador, surpreendendo a zaga e o goleiro cearense, estava aberto o placar para o time leonino.

Depois do gol, o Sport se soltou mais no jogo e o Ceará ficou surpreso pelo gol e pela reação do time leonino. Sentindo que podia tomar o segundo gol, o técnico Lisca fez algumas modificações no meio campo cearense, o time ficou mais ofensivo, criando várias oportunidades para empatar o jogo.

No entanto, Mailson estava muito bem no gol, evitando que a sua meta caísse diante de algumas jogadas ofensivas do adversário. Fim de jogo e o Sport somou três pontos importantes, indo a trinta e seis pontos e saindo da zona de rebaixamento. Nada de empolgação, porque teremos uma rodada difícil e concorrida neste fim de semana, onde a depender dos resultados, o Sport poderá está de volta a zona de rebaixamento.

Blog de Airton Sousa – No desespero o Sport enfrenta ao Vasco da Gama

                                                             27887a71996fee0dfff2cd31845407f3

O Sport hoje é o vice lanterna do Campeonato Brasileiro  com 27 pontos, enquanto que o Vasco da Gama é o décimo quarto colocado com 34. Enquanto o Sport está previamente rebaixado, o adversário  deu uma respirada da zona de rebaixamento com os últimos resultados obtidos.

É um jogo de desespero para os dois times, porém para o Sport o desespero é maior, em face dos resultados negativos frequentes e a própria condição de enfrentar uma difícil série B no próximo ano. Com certeza, será um jogo difícil e complicado para os dois times e para o Sport a necessidade de começar a dá uma resposta a sua torcida.

Tudo isso junto, faz com que possamos analisar um jogo tenso, nervoso e cheio de detalhes. Porém o jogo torna-se pelas circunstancias mais complicado ainda, com a torcida cobrando mais e mais e já tentando fazer  a diretoria entender, que é necessário começar planejar o novo ano e a nova série.

Esta semana, mais propriamente terça feira (16) houve uma grande reunião dos antigos e tradicionais dirigentes do Leão da Praça da Bandeira, em um restaurante em boa viagem e assuntos diversos foram tratados, desde a situação atual principalmente financeira e os projetos eleitorais e esportivos.

Quanto ao jogo, o Sport será escalado com aproximadamente seis alterações, algumas  jogadores pendurados por cartões, outras por questões técnica e ainda aqueles que terão a preferência do treinador para as mudanças que deverão ser efetuadas, para tanto a pergunta é a seguinte: como o elenco com todas essas modificações irá reagir?

A torcida tem feito sempre o seu papel, mesmo nos momentos de maior decepção que o time vem ocasionando. É uma torcida fiel que vibra com o time, no entanto a torcida apenas incentiva e não faz gol. Esse fato é de responsabilidade do elenco, que não vem cumprindo o seu dever, principalmente pela limitação técnica.

 

Blog de Airton Sousa – Sport estreia o quarto treinador no Brasileiro

                                           28092019

 Diante de todas as dificuldades que rodeiam a Ilha do Retiro, o time volta a campo neste domingo (30), jogando em Minas Gerais contra o Atlético. Cada vez mais difícil a situação do rubro-negro, na tentativa de escapar do rebaixamento, diante de todos os erros cometidos dentro e fora de campo.

O treinador Milton Mendes tem pela frente doze jogos, diante de um rebaixamento bem próximo. Serão preciso sete vitórias para que não aconteça o pior, com o clube e com o futebol pernambucano, que se encontra em baixa em face de termos Náutico e Santa Cruz na série C, e o Sport rumo a série B.

São os seguintes os jogos restantes do Sport: Em casa- Internacional, Vasco, Ceará, Vitória, Flamengo e Santos, no total de seis jogos. Fora de Pernambuco : Atlético MG, Atlético PR, Grêmio, Fluminense,  Chapecoense e São Paulo, no total de seis jogos. Daí a necessidade de vencer sete partidas das restantes.

Para o jogo deste domingo (30), contra o Atlético (MG), além de todas as dificuldades o treinador não poderá contar com nada menos de cinco titulares, dentro das carências do elenco, tornando-se assim mais difícil para o treinador escalar o time, principalmente pela qualidade do adversário.

O jogo será às 16 horas do domingo (30), e a principal dificuldade do Sport além da fragilidade do elenco, é a qualidade do adversário que está no grupo dos seis melhores e precisa pontuar, para diminuir a distancia dos que estão na cabeça da tabela. Os percentuais são favoráveis ao time mineiro, no entanto o técnico Milton Mendes promete surpreender.

 

Blog de Airton Sousa – Sport perde e vê o rebaixamento cada vez mais próximo

Cassio-Corinthians-x-Sport-773x380

Com a rodada deste fim de semana, ficam faltando treze jogos para o encerramento do Campeonato Brasileiro da série A. Com isso se vê cada vez mais próximo o rebaixamento do time rubro negro Pernambucano, ao lado do Paraná e mais outras duas equipes, possivelmente a Chapecoense e o Vasco da Gama.

Temos treze rodadas a serem cumpridas, no total de trinta e nove pontos, dos quais o Sport especificamente terá que vencer sete partidas, somando vinte e hum pontos, cujo total seria exatamente 45 pontos no final, o que daria ao time Leonino a condição de escapar do rebaixamento.

Perguntamos ao torcedor mais sensato: Você acredita que dos treze jogos restantes, com esse percentual de aproveitamento o rubro-negro tem chances de vencer sete partidas?  É uma forma milagrosa de sonhar diante de um time que esbarra na sua própria limitação, não se vendo nenhum progresso de rodada para rodada.

Após a copa do mundo, dos jogos disputados pelo Sport apenas um o time foi vitorioso,  exatamente contra o  já rebaixado  Paraná. Ainda com relação a esse jogo, a arbitragem prejudicou totalmente a equipe do Paraná, dando o que podemos dizer o resultado ao time Leonino.

No que diz respeito ao jogo desse domingo (16), com algumas alterações o time teve uma razoável apresentação, principalmente no primeiro tempo até quando o jogador Brocador esteve em campo, após a sua saída o time afundou se entregando principalmente no segundo tempo.

Marcando a distância, cedendo espaços, recuando e sem a peça ofensiva necessária, o time deslizou no jogo, voltando todo time para o sistema defensivo. Tomou um gol perto dos treze minutos, se fragilizou e logo se obervava na fluidez do time Corintiano, que dentro do domínio do jogo, marcava o gol da vitória aos 42 minutos.

A derrota deu ao time do Sport a decida de mais um degrau, fechando a rodada na décima nona posição, ou seja na vice lanterna da competição. Tem neste domingo como adversário o time do Palmeiras, que mesmo tendo compromisso nesta quinta feira (20), tem um elenco suficiente para participar de três competições ao mesmo tempo.

Blog de Airton Sousa – Mais um desafio para o Sport

                                            under armor

O Sport jogará na noite desse domingo (16) mais um difícil compromisso, desta feita em São Paulo contra a equipe do Corinthians. Nesse instante o Sport é o décimo oitavo e o Corinthians é o décimo. Um jogo em que a vantagem é toda do time Paulista, que mesmo não estando na cabeça da classificação, mais está em uma posição de respeito.

Depois disso, o time comandado por Jair Ventura  promete a recuperação no campeonato para tentar se aproximar das equipes que estão entre os seis colocados. Para tanto, uma vitória do time corintiano deixa  mais próximo do G 4, nesse instante o Corinthians tem 30 pontos, enquanto que o Cruzeiro, sétimo colocado tem 33 pontos.

Quanto ao Sport com 24 pontos, tem ao seu lado as equipes do Vasco, décima sétima colocada, Ceará com 24 pontos é a décima nona, além da Chapecoense que é a décima sexta com 25 pontos. Todos jogam neste final de semana, inclusive o time leonino jogará sabendo dos resultados dos concorrentes.

O técnico Eduardo Batista não irá contar com Ronaldo Alves,  Filipe Bastos, Marlone, Michael Bastos, ficando assim na previsão de improvisar alguns jogadores, para tentar armar um time fechado, a base de três zagueiros, três volantes. Sendo assim, espera-se que o time rubro-negro tenha uma marcação serrada para evitar tomar gols.

Uma derrota na noite desse domingo (16), deixará cada vez mais complicada a situação do rubro-negro pernambucano, porque a sequencia de jogos pela frente é cada vez mais complicada, se não vejamos: Palmeiras, Atlético Mineiro, Internacional, Atlético do Paraná, Vasco, Grêmio entre outros.

Blog de Airton Sousa – O Sport domingo é tudo ou nada

                                                             27887a71996fee0dfff2cd31845407f3

Faltando dezessete jogos para o término do Campeonato Brasileiro da série A, o Sport passa a jogar por três pontos cada partida, já começando neste domingo (02), contra o time do Paraná, comandado por Claudinei Oliveira que bem recentemente passou pelo time rubro negro.

O time leonino terá que vencer nove, dos dezessete jogos que faltam para totalizar quarenta e sete pontos, adicionando-se aos pontos já somados. É uma maratona de feras para atingir esse objetivo, principalmente para um time que vem em decadência, por ocasião dos jogos após a Copa do Mundo.

O técnico Eduardo Batista outra vez fará modificações na escalação, além do fato de ter recebido alguns reforços para a lateral esquerda, frente de área e até o ataque. No entanto, não sabemos se esses jogadores atuando na série A, terão o mesmo rendimento técnico que tiveram nas séries B e C do Brasileiro.

É uma etapa muito difícil a ser cumprida pelo elenco do Sport, que esta semana esteve reunido com a Diretoria prometendo garra, serviço e bons resultados, entendendo-se que esses aspectos não estavam sendo levados para dentro de campo pelo jogadores e que agora as coisas irão mudar e os resultados positivos voltarão a acontecer.

Quanto ao time do Paraná, mesmo obtendo alguns resultados melhores ultimamente, não conseguiu sair da zona de rebaixamento, estando neste momento com quinze pontos, e o grupo firmou um compromisso com o novo treinador, de tirar o time da zona de rebaixamento, o que é um sinal de alerta para o Sport.

Agora é esperar que as reuniões e o trabalho executados durante esta semana, possam apresentar resultados durante o jogo e que a vitória depois de muito tempo volte a acontecer. A Diretoria Leonina tentando atrair a torcida, manteve o mesmo preço de ingresso do jogo anterior, contra  o América Mineiro.

Blog de Airton Sousa – Sport agora é tudo ou nada!

sport_recife_torcida

Com o fechamento da décima nona rodada na segunda-feira (20), o Sport aproximou-se mais ainda da zona de rebaixamento, ficando na décima sexta posição. O jogo desta quarta-feira (22), é um jogo do tudo ou nada, principalmente no aspecto confiança do elenco junto a torcida e na própria competição.

Foi um desastre a campanha rubro negra  após a Copa do Mundo, somando derrotas e empates e deixando a impressão que se não tivesse sido a gordura antes da Copa, as coisas estariam mais complicadas ainda. A expectativa é que no jogo contra o América Mineiro, o time possa acordar e se erguer na competição.

O técnico Eduardo Batista que fez modificações no jogo contra o Santos, observando que o time mesmo assim não acertou, fará outra vez novas experiências no jogo desta quarta-feira (22), visando organizar a frente de área e a zaga, setores bastante falhos na maioria dos jogos.

A diretoria rubro-negra, visando contar com o prestígio do torcedor, fez promoções no preço do ingresso, colocando inclusive alguns setores do estádio, o preço de R$ 5,00 tentando desta maneira uma presença maior de torcedores, com a finalidade de incentivar o time na tentativa de uma vitória, para começar a segunda fase com outro astral.

É bom lembrar dois aspectos: este mesmo América foi o responsável por uma goleada de 3 x 0 na estreia do Campeonato nas Minas Gerais, depois é contra América e equipes equivalentes que o Sport concorre para se manter na primeira divisão do Campeonato. Sendo assim, todos sabem das dificuldades, no entanto, existe a esperança de uma vitória.

Blog de Airton Sousa – Eduardo Batista divide a direção do Sport, porém está de volta

Eduardo-Baptista-550x310

Depois de tentar vários nomes, o Sport chegou afinal a fechar a contratação de Eduardo Batista. O técnico está de volta, mesmo dividindo a opinião dos dirigentes e da torcida. O fato é que o Sport não tinha outra alternativa, se não trazer o treinador de volta a Ilha do Retiro, em razão de que vários nomes foram cogitados e sempre a mesma reposta negativa.

Como é sabido, a saída de Eduardo Batista foi cheia de turbulência, a ponto de haver agressões verbais entre o profissional e alguns dirigentes a época. Porém era a saída mais viável, atribuindo-se também o lado financeiro que pesou para a contratação do treinador, que comparando-se com alguns nomes cogitados, tem um teto salarial muito inferior.

Eduardo Batista chega, e com ele o primeiro reforço para o ataque, o jogador Brocador que passou pelo Sport tempos atrás, foi para o Bahia e o futebol gaúcho, sem contudo ter uma boa passagem. Porém, pela carência de atacante e pela condição financeira o jogador deverá preencher as necessidades do elenco, sendo mais uma aposta.

Eduardo Batista já assume o time, por ocasião do jogo difícil contra o Santos na baixada santista. Dentro desse aspecto, pouca coisa no elenco deverá ser alterada da última partida realizada pelo time rubro negro. Entendendo-se as dificuldades que o grupo irá enfrentar pela própria situação do Santos.

Essa será a ultima partida dessa fase do Campeonato, no momento o time está da décima quarta posição, com vinte pontos. Estando o time bem próximo da zona de rebaixamento, com dois pontos de diferença do Santos, décimo oitavo colocado e que abre   a zona de rebaixamento.   O jogo será às 16 horas, deste sábado (19).

Blog de Airton Sousa – Problemas administrativos contribuem para derrota do Sport

                                    ceara x sport

Fica difícil separar as situações, principalmente quando trata-se de salário e de dinheiro. O Sport que era uma exceção em problemas financeiros no futebol de Pernambuco, hoje se ver quase na mesma situação dos dois concorrentes, Náutico e Santa Cruz. Salários atrasados, elenco limitado, falta de condição para contratar, no popular: Um beco sem saída.

Esperava-se que no retorno do Campeonato, tendo quase 40 dias de descanso e de recuperação do elenco, o time pudesse fazer uma boa partida, trazer uma vitória, e avançar na pontuação, nada disso. Jogou contra o lanterna, em doze jogos que havia feito não tinha ganho uma partida se quer e de repente perdeu exatamente para esse adversário.

O time fez um primeiro tempo razoável, não passando de 0 x 0. Voltou para o segunda fase com as mesmas carências na frente de área com os volantes, um meio de campo improdutivo, um ataque sem funcionar e para não ser diferente uma zaga que comprometeu. Terminou tomando um gol, aos 8 minutos do segundo tempo, e não encontrou meios se quer para empatar.

Se estava complicado com o zero a zero, muito mais depois que tomou o gol. Modificações foram feitas, nenhum efeito aconteceu, e o Sport  despertou um defunto que estava prestes a ser sepultado, junto com o técnico Lisca. Volta para casa para jogar domingo contra o Fluminense, depois sai para dois jogos fora, contra o Vitória e Flamengo. Esperar o quê?

O fim de semana também reserva expectativa, desta feita para tricolores e alvi rubros, que não conseguiram vencer os últimos jogos. O Santa Cruz empatou em casa contra  o Globo, o Náutico também empatou, no sertão contra o Salgueiro. Faltam quatro rodadas, o tricolor tem 21 pontos, o Náutico tem 23. Para classificarem-se é preciso alcançar 27 pontos. O Salgueiro lutando para não ser rebaixado joga fora de casa contra o Abc

 

IMG-20180718-WA0005(1)

 

Blog de Airton Sousa: Sport continua sem vencer no Brasileiro

Recife-PE-22_05_2016Sport-x-Botafogo-GKL2NV7Q1.1

O time do Sport jogou na noite dessa segunda-feira (23) na Ilha do Retiro, e não conseguiu superar  ao Botafogo, empatando com o placar de 1 x 1. Foi um jogo em que era preciso que a vitória acontecesse para dá sequencia a novos e melhores resultados. Lamentavelmente a vitória não veio, para decepção da torcida rubro-negra.

O primeiro lance ofensivo foi do time carioca  através de Rodrigo Pimpão aos 3 minutos de jogo. Aos poucos, o Sport foi melhorando a marcação até criar excelentes oportunidades, passando a jogar de igual para igual com o adversário,  criando várias chances de gol, esbarrando sempre na ineficiência nos chutes.

O goleiro Gatito Fernandes foi o melhor jogador em campo, pelas defesas milagrosas a partir da reação do time leonino, que criou várias oportunidades. No entanto não tinha aquele jogador que temos como hábito chamar de matador. O meio de campo do Botafogo era melhor  naquele setor, principalmente pela baixa produção do jogador Neto Moura.

Rogério que entrou muito bem, não conseguiu chegar a meta do goleiro do time da estrela solitária, mesmo porque o Botafogo colocou um pouco o pé no freio a partir dos 25 minutos de jogo. A cancha pesada influenciou para que não tivéssemos um futebol  mais técnico, e isso foi notado o tempo quase todo.

No segundo tempo  o Sport recomeçou bem, porém os mesmos erros de finalizações, encontrando sempre o Gatito Fernandez como uma barreira intransponível. Com a entrada de Everton Felipe, o time ganhou velocidade e terminou marcando o gol, aos 40 minutos de jogo. Com os descontos, demorava muito pouco a vitória parcial do Sport, e o empate aconteceu aos 47 minutos através de Rodrigo Lindoso.

O Sport prossegue na competição sem vencer, e em seis pontos disputados o time somou apenas um ponto. Taticamente o Sport cresceu um pouco, também pelas participações de Ernando, Gabriel, Andrigo e o retorno de Rogério. Agora, o Sport prepara-se para jogar fora da Ilha, contra o Paraná.

Blog de Airton Sousa: Sport mais um ameaçado de rebaixamento

                                                    1355

A torcida do Sport estava na esperança de somar três pontos na tarde deste domingo (12), no jogo contra o Atlético de Goiás. Puro engano, lá se foi mais uma decepção, mais uma derrota e mais uma queda. Decepção, desespero, novamente cálculos e perspectivas, porém a verdade é dura, mais é verdade. O Sport Jogou mal, mais uma vez e terminou perdendo para o lanterna da competição.

Era um jogo em que esperava-se um time valente, principalmente porque enfrentaria um adversário já rebaixado e a perspectiva de somar três pontos , a depender dos demais  resultados, sair da zona de rebaixamento e a partir daí, mudar a trajetória nos quatro jogos restantes do Campeonato Brasileiro.

O Sport ainda tem: Palmeiras, Bahia, Fluminense e Corinthians. Nesses quatro jogos, o time tem que vencer  três, para somar nove  pontos e chegar aos quarenta e cinco. Daí se manter na primeira divisão, o que não é fácil, tem que atingir 75% no final dessas quatro partidas. Caso contrário, o caminho será a série-B. Um verdadeiro desastre para o nosso futebol.

Falando do jogo contra o Atlético de Goiás, tivemos um time apático, disperso, sem vontade, com três volantes sem criatividade com os homens de ataque escondidos no jogo. Teve dois chutes no primeiro tempo, Patrick aos quatro minutos e Rogério aos 7 minutos. Isso, só isso e nada mais. Tomando um gol aos 42 minutos com Diego Rosa, com uma falha de Patrick e perdendo o primeiro tempo por 1 x 0.

No segundo tempo, Marquinhos entrou no lugar de Anselmo, o time cresceu um pouco, porém sem jogar o suficiente para empatar e virar o jogo.Outras alterações aconteceram, pelo Sport e pelo Atlético, no entanto foi o Atlético que marcou  de novo com Diego Rosa aos 32 minutos, com falha outra vez   de marcação do time rubro-negro.

Com o placar de 2 x 0 e o Sport inerte, a tendência era a consolidação da vitoria do time Goiano e o Sport tem complicada a sua situação no Campeonato. Foi um futebol de duas equipes com a cara da série-B, e tudo indica que esse é o rumo do time Pernambucano, em razão do quadro que o Sport vem apresentando na competição, com o time totalmente abatido. Agora é vê o que vai acontecer contra o Palmeiras, fora de casa nesta quinta-feira.

 

Blog de Airton Sousa: Sport – Mais um time de Pernambuco ameaçado

                                             1355

É preocupante a situação do futebol de Pernambuco. Dois clubes já rebaixados para a série-C, e outro extremamente ameaçado de rebaixamento para a série-B. O empate desse domingo (5), contra a Chapecoense em cima da hora foi um consolo, diante da expectativa que vive também o torcedor leonino.

Uma sequencia de jogos nessa segunda fase da competição, sem acontecer a vitória, em casa ou fora de casa. Uma situação complicada porque a competição afunila e agora só restam seis partidas para o encerramento . No momento o rubro-negro soma 36 pontos, estando na décima sexta posição e tendo que somar mais nove pontos para escapar do rebaixamento.

Os jogos que restam são: Botafogo em Recife, Atlético de  Goiás e Palmeiras fora de casa, Bahia em casa, Fluminense fora de casa e finalmente o Corinthians em casa, na ultima rodada. São dezoito pontos disputados, onde o time tem que vencer três, ou seja 50%, para totalizar quarenta e cinco pontos, e se manter na primeira divisão.

Quanto ao jogo contra a Chapecoense na tarde desse domingo (5), foi fraco tecnicamente e mesmo com os desfalques do time de Chapecó,  a equipe de Santa Catarina foi um pouco melhor do que o Sport, no entanto com uma peça a menos com a expulsão de Anselmo,  aos 13 minutos do segundo tempo, o Sport se sobressaiu e contou com a marcação de um pênalti, no final do jogo.

Com o empate, o Sport conseguiu escapar  de entrar na zona de rebaixamento, também pelo resultado do Vitória, que beneficiou ao time Pernambucano. O Sport volta a campo nesta quarta-feira (8), na Ilha do Retiro enfrentando ao Botafogo, sexto colocado e brigando para se manter na linha da Libertadores.  É mais uma partida em que só a vitória interessa, o Sport que tem a pior campanha do segundo turno.

 

Blog de Airton Sousa: Sport tem mais uma derrota com direito a perder dois pênaltis

f3d22f6d84a47e87636f8938f93bb142-780x405

Os quase dez mil torcedores que foram a Ilha do Retiro na tarde desse domingo (29), saíram decepcionados com mais uma derrota do time, além da perda de dois pênaltis do jogador Diego Sousa. O jogo começou com o Coritiba marcando aos seis minutos, com uma falha coletiva  dos jogadores Richely, Henriquez e Ronaldo Alves.

Com o gol do time do Paraná logo no inicio e a pressão, esperava-se que logo acontecesse o segundo gol, no entanto após os quinze minutos o Sport conseguiu equilibrar, principalmente porque ao contrário de outros jogos, Samuel Xavier jogo muito bem, e foi o responsável pela reação do time rubro-negro.

Aos dezessete minutos, Rogério chuta para uma excelente defesa do goleiro Wilson, evitando que o gol acontecesse. Esse lance serviu de motivação para o time leonino, que partiu para cima do Coritiba, inclusive aproveitando a fragilidade da defesa. Aos vinte e hum minutos, Oswaldo lança Samuel Xavier na área, que é derrubado e o árbitro marca pênalti.

Na cobrança Diego Sousa, e de uma maneira displicente, cobra devagar, Wilson defende e o Coritiba continua vencendo. De novo a surpresa, aos vinte e nove minutos, uma bola cruzada na área e Diego Sousa se recupera marcando de cabeça e deixando o placar em igualdade. A partir do empate o Sport cresceu, pressionou e Rogério desperdiçou um gol aos trinta e hum minutos.

De repente, o inesperado: Gol do Coritiba aos quarenta e hum minutos, um rebote de Magrão e Henrique aproveitou fazendo dois a hum. Quando tudo parecia definido no primeiro tempo, surpreendentemente Rogério lança André que deixa tudo igual, aos quarenta e três minutos. Dois a dois o placar parcial , observando-se a fragilidade defensiva dos dois times.

No segundo tempo, os times voltaram sem alteração e já aos dezessete minutos, André dá uma cabeçada contra o gol de Wilson, que fez uma defesa espetacular. Um minuto após esse lance, Diego Sousa recebe uma bola cruzada de Oswaldo e deixa o Sport na frente, com o placar de três a dois. Aos vinte e hum minutos Daniel Paulista coloca Lenis no lugar de Rogério, tentando dá mais velocidade ao time.

Trinta minutos e surge a oportunidade do Sport ampliar o placar. Pênalti em André e de novo Diego Sousa, cobra errando da mesma maneira do primeiro pênalti, com o goleiro Wilson defendendo, causando revolta ao torcedor. Em seguida, dois minutos após uma bola lançada para o jogador Jonas, Magrão largou faltou a cobertura de Mena e Richely,  de novo o Coritiba empatou o jogo, fazendo três a três.

A partir do empate, o jogo caiu pela condição física dos jogadores e quando todos pensavam que estava definido o placar, a decepção aumenta com o gol do Coritiba, aos quarenta e cinco minutos, com um apagão geral da defesa leonina. Final do jogo vitória do Coritiba por quatro a três. O Sport ficou na décima quita posição com 35 pontos, igual ao Avaí, Ponte Preta, Coritiba, apenas pelo melhor saldo de gols..

O Próximo jogo pelo Brasileiro agora será em Chapecó, contra a Chapecoense que está na décima segunda posição com trinta e nove pontos. Pela Sul-Americana,o jogo de volta na próxima quinta-feira (2), contra o Junior Barranquilha. Infelizmente para a torcida rubro-negra, Daniel Paulista estreou com o pé esquerdo, perdendo e deixando o time em uma situação preocupante na competição.

Blog de Airton Sousa: O Sport joga na retranca e perde

Atlético-PR-x-Sport

Na tarde desse domingo (22) na Arena da Baixada, o Sport Clube do Recife jogou e perdeu para o Atlético do Paraná pelo placar de 2 x 1. O esquema do técnico Wanderley Luxemburgo jogando com excesso de volantes só beneficiou ao adversário, pela dificuldade que o Sport encontrou para jogar mais ofensivo.

No primeiro tempo, a equipe Paranaense teve cinco chances de gol concretas, contra apenas duas chances do Sport, mesmo assim com bolas aéreas sem muita perspectiva e André distante da área, provocando uma vantagem para o adversário, principalmente nas decidas em contra-ataques pelo setor esquerdo.

Não tivemos gols no primeiro tempo, no segundo tempo a principio as equipes voltaram sem alteração,  porém aos 12 minutos era a primeira chance do jogo para o Sport com Oswaldo, em seguida Lucas Ribamar perde um gol aos 15 minutos e aos 16 minutos acontece o gol Atleticano com o jogador Lucho Gonzales, colocando o atlético na frente do placar.

Depois do gol, varias alterações: Rogério, Juninho e Rodrigo pelo Sport. Felipe, Rossêto e Sidcley pelo Atlético Paranaense. Após as modificações o jogo cresceu a favor do Atlético, em razão das substituições do Sport, exceção do Rogério porque Juninho e Rodrigo entraram para segurar o empate pelo quantidade de volantes colocados pelo técnico Luxemburgo.

Diego Sousa marcou o gol de  pênalti aos 25 minutos  empatando o jogo, aliás muito apagado no jogo  Diego Sousa. Para complicar a situação Leonina, aos 43 minutos o jogador Richely que também não teve uma boa atuação, cometeu  um pênalti e Felipe cobrou com maestria colocando outra vez o Atlético na frente, fechando o placar de 2 x 1 no jogo. O próximo jogo ao Sport, será domingo (27) contra o Coritiba na Ilha do Retiro.

Blog de Airton Sousa: Sport não passa de um empate

d05e635ec532755e7e1a4fa59dc1d9f2

Jogando nesse domingo (15) na Ilha do Retiro, o Sport não passou de um empate contra o Atlético Mineiro com o placar de 1 x 1. Após o importante resultado contra o Vitória no Barrandão, esperava-se que o time pudesse somar mais três pontos e partir para uma recuperação total na competição.

Porém, o empate em casa, independentemente do adversário, podemos considerar um resultado negativo, pelo fato de ser na Ilha do Retiro e a posição do time obrigava que a vitória acontecesse, afim de dá a volta por cima e se posicionar melhor no campeonato. Teria sido melhor ter empatado contra Vitória e ter vencido ao time do Atlético, porque mais uma vez permanece aquele raciocínio, em casa só a vitória.

Quanto ao jogo, o time rubro-negro abriu o placar aos 9 minutos do primeiro tempo,  com uma boa jogada de Diego Sousa, lançando Patrick que finalizou. No entanto, a partir do gol o Atlético partiu para cima, criou várias situações de perigo até que saiu o empate, aos 38 minutos com o jogador Fred, após uma falha de marcação do lateral Mena.

No segundo tempo, apenas correria por parte dos dois times, criando algumas situações perigosas, porém as finalizações esbarravam  na qualidade dos goleiros do Sport e do Atlético Mineiro. O jogo ganhava muita velocidade, porém era preciso que houvesse mais qualidade nos passes dos homens de meio campo, para alimentar os atacantes.

O empate foi considerado um resultado apenas razoável, porque a próxima partida será contra o time do Santos na Ilha do Retiro, outra vez com a obrigação de somar três pontos e tentar avançar na pontuação e também na posição, os destaques do Atlético Mineiro foram: Fred, Elias e Valdívia. Enquanto que pelo Sport se destacaram Patrick e Diego Sousa. Observando-se que a ausência de André fez falta ao setor  ofensivo leonino. O público foi 20.273, o que podemos considerar um bom público.

Blog de Airton Sousa: Sport complicado sem mais uma vez vencer

sport-1

Um jogo complicado em todos os sentidos, desde a expulsão de Diego Sousa aos 20 minutos, até a marcação de um pênalti inexistente marcado aos 30 minutos, pelo árbitro Sandro Meira Ricci que depois voltou atrás e anulou o lance, entendendo que a bola bateu no peito e não na mão do jogador Vascaíno, causando muita confusão dentro de campo e nas arquibancadas.

Voltando ao jogo, o time leonino estava bem, havia criado situações de perigo contra a meta de Martin Silva. Rogério aos 3 minutos, André aos 5 e 14 minutos respectivamente e ainda André aos 25 minutos, após a expulsão de Diego Sousa. Com um jogador a menos, o time leonino caiu um pouco e aos 38 minutos, com uma falha de cobertura de Mena, Picachú cruza para a frente de área e Nenê complementa  marcando o gol Vascaíno.

No segundo tempo de jogo, as equipes voltam sem alteração e já aos 3 minutos Anderson Martins deu uma cabeçada perigosa contra o gol de Magrão.  Com o Sport apavorado, o técnico Wanderley Luxemburgo, aos 17 minutos coloca Thalísson e Oswaldo. A partir daí, o time ganhou nova alma, até que surgiu o lance polêmico, bola no peito, o árbitro marcando o pênalti, depois de quase cinco minutos voltando   atrás e anulando  a marcação.

O Sport reagiu e os 39 minutos, finalmente André que havia desperdiçado várias oportunidades,  desta vez marcou o gol do empate, evitando mais uma derrota. No entanto o empate pelas circunstancias do momento na competição, não pode ser  considerado um bom resultado para o time rubro negro, que completou oito jogos sem vencer.

O Sport fecha a rodada na décima quarta posição, com 30 pontos e agora tem dois jogos difíceis fora de casa, São Paulo no final de semana, e na próxima semana o Vitória na Arena Fonte Nova. Para finalizar a pergunta é a seguinte: é aceitável ou não a expulsão de Diego Sousa, pela maneira como o jogador agiu naquele momento de jogo?  É bom lembrar o seguinte, em todos os momentos do jogo não faltou garra e entrega ao time pernambucano.

Blog de Airton Sousa: Wanderley culpa o árbitro e o Sport perde mais uma

WhatsApp-Image-2017-09-17-at-08.28.29-640x400

Jogando na tarde desse domingo (17) na Ilha do Urubu contra o Flamengo, o Sport Clube do Recife completou a sétima partida no Brasileiro sem vencer. Perdeu pelo placar de 2 x 0 e fica a dois pontos da  zona de rebaixamento,  tendo várias equipes próximas na pontuação, o que complica mais ainda a situação no Brasileiro.

Foi um jogo em que no primeiro tempo o Flamengo dominou, marcando aos 9 minutos com o jogador Guerreiro, depois de uma bola largada pelo goleiro Magrão. O time Carioca teve várias oportunidades, foi absoluto na defesa, no meio de campo e no ataque, enquanto que o time Leonino teve apenas uma chance, aos 16 minutos com Patrick.

O técnico Wanderley, tentando disfarçar os erros na escalação, a fragilidade do seu time em todos os setores,  a lentidão e as dificuldades de sair para o campo adversário, achou pouco e debitou ao árbitro pela expulsão do jogador Patrick, que reclamou acintosamente   sendo colocado para fora aos 19 minutos do segundo tempo.

No segundo tempo, mesmo com a expulsão de Patrick, porém com as substituições feitas, o time se integrou mais, e passou a jogar um melhor  futebol, no entanto não o suficiente para pelo menos empatar a partida. Aos 48 minutos aconteceu o segundo gol do Flamengo com o jogador Everton Ribeiro, fechando o placar de 2 x 0.

Sem vencer a  sete  partidas, o Sport vê agora os adversários que estavam em baixo na pontuação encostarem e também se aproximar da zona de rebaixamento, o que é mais uma preocupação . Joga em Campinas nesta quarta-feira (20), pela Sul-Americana, depois volta para a Ilha e joga na próxima segunda-feira ( 25 ), contra o Vasco da Gama na Ilha do Retiro.  Se não vencer,  vamos tentar entender as explicações do professor Wanderley.

Blog de Airton Sousa: Sport, mais um fracasso diante do Grêmio

                                        5x0

Nesse instante, muitas perguntas sem respostas estão sendo feitas, em razão da decepção que foi o time do Sport ontem diante do Grêmio. Não foi um, nem dois, foram cinco gols sem   direito de fazer um gol se quer. Durante noventa minutos, não dá para escolher um jogador entre todos  que tivesse um pequeno destaque, só   o goleiro Magrão que tomou cinco gols, e não teve culpa em nenhum.

O Grêmio não jogou, passeou em campo, marcou aos 19 e 33 minutos do primeiro tempo, teve chances concretas de gol aos 5, 10, 25 e 27 minutos, porém só marcou dois gols, diante da humilhante atuação do time leonino, em todos os setores, sendo dominado totalmente pelo  time de Renato Gaúcho.

No segundo tempo, o técnico do Sport tenta corrigir a escalação errada, colocando Patrick e Everton Felipe, que pouco alteraram no rendimento do time, em razão de que ninguém queria  nada com nada. O único chute perigoso que o Sport fez foi com Wesley aos 5 minutos do segundo tempo. Pouco, muito pouco, inclusive a atuação vergonhosa de Richele, Diego Sousa, André, Oswaldo entre outros figurões do time.

O Grêmio continuava mandando e aos 21 minutos Samuel Xavier comete um pênalti no jogador Ramiro, Fernandinho cobra e faz o terceiro gol do jogo. Em seguida, aos 25 minutos o jogador Fernandinho faz de cabeça o quarto gol, e para fechar o placar, aos 38 minutos Jonathan que houvera entrado , faz o quinto gol, fechando o placar vergonhoso de 5 x 0 para  Grêmio.

Com a derrota o Sport foi para a décima primeira posição e tem o próximo jogo na Ilha do Retiro, contra o time do Avaí. Após o jogo, nos vestiários um clima de baixaria onde o técnico Wanderley  Luxembugo, entre outras coisas ameaçou tirar do time no próximo jogo, alguns atletas, fazer mudanças radicais e a opção da diretoria de aceitar ou não o seu trabalho.  Foi realmente uma vergonha, o que o time do Sport fez, onde se esperava no mínimo um time com dignidade.

Blog de Airton Sousa: Mais uma rodada e o Sport não vence

index

Jogando nesse domingo (13) na Ilha do Retiro, o Sport Clube do Recife não conseguiu vencer ao time da Ponte Preta. Na abertura do Campeonato, essa mesma Ponte goleou em Campinas o time rubro-negro pelo placar de 4 x 0, portanto, em dois jogos o time da Ponte conseguiu somar quatro pontos, contra apenas um do time leonino, o jogo desse domingo foi na Ilha do Retiro, o que é mais grave.

Fazendo um retrospecto dos últimos cinco jogos do Sport tivemos: Derrota para o Palmeiras, vitória para o Bahia, empate com o Fluminense, derrota para o Corinthians e empate com a Ponte Preta, ou seja, em 15 pontos disputados, o time somou apenas cinco, o que dá apenas um percentual de 30% de aproveitamento, fugindo a estimativa da comissão técnica.

Quanto ao jogo, foi a Ponte que teve a primeira chance de gol, logo aos dois minutos de jogo, com o artilheiro Luca. O time comandado por Gilson Kleina, muito bem aplicado taticamente, marcando na bola e dificultando a produção do time Leonino, sem que Diego Sousa, principal jogador do Leão rendesse um futebol produtivo.

Zero a zero no final do primeiro tempo, onde as equipes tiveram poucas chances de gol, em razão do que se propôs o time da Ponte Preta, e da falta de força do Leão. No segundo tempo algumas modificações:  Nino Paraíba na Ponte, Anselmo e Juninho no Sport, e aos 17 minutos era a vez do Sport  perder uma grande chance com Raul Prata, além de uma cabeçada de Diego Sousa  com perigo,  aos 20 minutos.

O Sport continuava pressionando, a Ponte Preta se mantinha na linha intermediária e era maior a pressão do Sport, inclusive com uma cobrança de falta na trave, através de Diego Sousa. Contudo era uma pressão desesperada, inclusive com a cobrança da torcida que no final saiu insatisfeita, por mais uma vez o time deixar de vencer  em casa.

Com os resultados e a derrota do Flamengo, para o Atlético Mineiro por 2 x 0, o Sport é beneficiado e fecha a rodada na quinta posição. Um púbico de 12.967 torcedores compareceu a Ilha do Retiro e agora o Sport joga fora de casa contra a equipe do Cruzeiro, o que consideramos um jogo difícil, em razão da dificuldade que o Leão está tendo de fazer funcionar o seu ataque.

 

 

Blog de Airton Sousa: O Santa Cruz perde mais uma vez

Se o Santa Cruz terminou mal a primeira etapa do Brasileiro da série-B, nada mudou na fase  que começou nessa terça-feira (08), perdendo no Arruda pelo placar de 2 x 1 para o Criciúma. Foram dois tempos distintos, no primeiro tempo o tricolor fez uma partida de razoável para boa, enquanto que fez o oposto no segundo tempo.

santa cruz

Primeiro tempo, com um Santa Cruz pegador, jogando no campo do adversário e dominando a equipe do Criciúma, marcando o gol aos 29 minutos com André Luiz, e perdendo várias chances, inclusive uma bola de Ricardo Bueno, que se concretizada mudaria a história do jogo, e talvez dificultasse a reação do time adversário, merecendo vencer o primeiro tempo.

No segundo tempo, foi um outro time. E Não sabemos realmente a quem atribuir: Limitação do grupo, condição física, má vontade, salário atrasado, enfim alguma coisa existe, no entanto não somos nós que iremos encontrar o caminho, e sim a diretoria e comissão técnica com a obrigação de descobrir a verdadeira causa.

O gol do Criciúma aconteceu aos 2 minutos do segundo tempo, e a partir daí o domínio foi do time de Santa Catarina, que  teve bem em  todos os setores, enquanto que o Santa Cruz limitou-se a chutar uma bola através do jogador Ricardo Bueno, e isso é muito pouco para quem jogava em casa e vinha de um bom comportamento no primeiro tempo.

Aos 31 minutos aconteceu o gol da vitória do Criciúma, com Alex Maranhão sem qualquer combate da zaga tricolor, e ali estava mais uma derrota do Santa Cruz, o que não é novidade, baseando-se nos últimos resultados negativos do time. Beirando a zona de rebaixamento, o time joga na próxima semana em Campinas, contra a boa equipe do Guarani.

Como se não bastasse a preocupação com a situação do Náutico, lanterna da competição e ameaçado de rebaixamento, agora a preocupação também é com o Santa Cruz, em razão de que  com o jogo dessa terça-feira (08), o time completa a sua quinta partida sem vencer, só acumulando derrotas, sem somar pontos para melhorar a classificação.

Blog de Airton Sousa: Sport deixa a torcida frustada

abel braga

Vivemos nessa quarta-feira (02), emoção e decepção ao mesmo tempo. Primeiro foi a solidariedade do torcedor do Sport com o técnico Abel Braga, onde por ocasião da entrada do time do Fluminense, juntamente com a comissão técnica, todo Estádio ficou de pé e aplaudiu o treinador , que passa momentos difíceis em razão do trágico acidente com um dos  filhos.

O outro lado da história, foi a decepção que o time provocou, jogando um futebol desencontrado,  tomando dois gols em menos de 13 minutos, e quase acontecendo o terceiro, aos 20 minutos, através de uma cabeçada do jogador Renato Chaves, onde mais uma vez apareceu a figura milagrosa do goleiro Magrão. Se concluído o gol, com certeza o Sport não encontraria forças para reagir.

Ainda bem, que após os 22 minutos, o Fluminense se acomodou, recuou e deu espaço para o rubro-negro avançar no jogo. Foi com André através de uma cabeçada, que o Sport diminuiu  a vantagem , inclusive perdendo através de uma cabeçada de Richeli a chance de empatar, ainda no primeiro tempo.

No segunda etapa, as correções foram feitas por Wanderley Luxemburgo  e já aos 4 minutos o jogador Patrick, impõe velocidade em  um lance, penetra na área e chuta indefensável empatando a  partida. Com o empate, o jogo ficou igual, porém o Fluminense teve o jogador  Orejuela expulso injustamente, aos 8.30 minutos de jogo.

Ao contrário do que se esperava, com dez homens em campo, o Fluminense cresceu e passou a jogar melhor do que o time Leonino, com chances criadas aos 42 minutos com Lucas, e aos 47 minutos com Gustavo Scarpa. Antes desses dois lances  tentando reagir, o treinador Leonino ainda fez duas modificações, tirou Everton Felipe, colocou Tomás e tirou Lenis, colocou Oswaldo, sem contudo contribuírem para a reação do Sport.

Com o empate, o rubro-negro permanece na sexta posição, e terá neste sábado à noite um compromisso difícil, contra o líder da série A, o Corinthians em São Paulo. Será  mais um teste para o time Leonino, fechando a sua participação no considerado primeiro turno da competições.

 

Blog de Airton Sousa: Arena cheia e a decepção do Sport

 arena lotada

Com uma tarde de festa na Arena de Pernambuco, e um público de 42.025 torcedores, tivemos a derrota do Sport Clube do Recife, pelo placar de 2 X 0. Os comandados do técnico Wanderley Luxemburgo, não tiveram inspiração em momento algum, jogando mal e sendo dominados nos dois tempos pelo time do Palmeiras.

Taticamente o técnico Cuca montou o alvi – verde paulista, de uma maneira que não permitiu a saída de bola do rubro – negro, com uma marcação segura e precisa, além da pressão o tempo todo no campo Leonino. Ofensivamente o Palmeiras teve várias oportunidades  já no primeiro tempo, encontrando facilidade de penetrar na área adversária pelo meio e pelas laterais do campo.

Aos 33 minutos de jogo, após a cobrança de um escanteio, o jogador Bruno Henrique antecipa-se a zaga do Sport e marca o primeiro gol do jogo. Se os comandados de Cuca dominavam, passaram a predominar mais ainda após o gol, e aos 48 minutos Keno com uma bola perdida por Patrick, impôs velocidade e marcou o segundo gol, terminando o  primeiro tempo em 2 x 0.

Já na volta da segunda fase, Wanderley Luxemburgo substitui Sander por Rogério, avançou o time e melhorou de rendimento, inclusive com uma bola na trave aos 14 minutos, após a cobrança de uma falta pelo jogador Diego Sousa, que foi simplesmente decepcionante durante todo o jogo, no entanto era  vulnerável a atuação do time leonino.

A partir daí, o Sport voltou a mesma mediocridade anterior, teve várias substituições, contudo só veio a ter outra chance de gol, aos 45 minutos com o jogador André, o que foi muito pouco pelo que se esperava do time da Ilha do Retiro, principalmente porque o Palmeiras estava desfalcado de vários jogadores, entre eles: Dudu, Michel Bastos, Felipe Melo, Fabiano, William, Bona, Tchê Tchê, Tiago Matias e Aroucha.

Com a derrota, o Sport terminou a rodada na sexta posição com 24 pontos, enquanto que o Palmeiras ocupou a quinta posição com 26. O próximo jogo do time Leonino é contra o Bahia na Arena Fonte Nova, com as ausências de Diego Sousa, André e Richely. Porém, quinta-feira (27), o Sport volta a campo pela Sul-Americana na Argentina, contra o Arsenal de Sarandí. A primeira partida na Ilha do Retiro, o Sport venceu pelo placar de 2 x 0. Daí a vantagem de qualquer empate, ou uma derrota até por 1 x 0.

 

 

Blog de Airton Sousa: Com a cancha pesada o Sport vence de goleada

 ficha_dos_jogos_15_rodada_sport_x_atletico_go

Jogando na noite dessa quinta-feira (20), o Sport Clube do Recife goleou ao time do Atlético de Goiás, pelo placar de 4 x 0. Muita chuva, uma cancha pesada, o adversário jogando aberto, tudo serviu para que o Sport  se empenhasse, e garantisse já no primeiro tempo o placar folgado de 3 x 0, observando-se sempre que o time leonino optou em jogar pelas pontas, porque naquele setor do campo, a cancha estava menos pesada.

Começou a história dos gols através de Patrick aos 6 minutos, com uma saída de bola errada do time adversário. Foi o bastante para o Sport crescer mais ainda, chegar ao segundo gol  aos 18 minutos , com uma cabeçada de Diego Sousa. A partir daí,  o adversário dominado, o Sport mandando no jogo e chegando ao terceiro gol, através de André, aos 41 minutos, fechando o primeiro tempo em  de 3 x 0.

No segundo tempo, o jogo piorou de qualidade, em razão do placar elástico e o campo mais alagado ainda. Aí tivemos  as modificações: Saída de Diego Sousa, no começo da segunda fase, Mena, aos 28 minutos e Rogério, aos 37 minutos. O Sport continuava  absoluto, mesmo com a péssima qualidade do gramado. Porém aos 33 minutos, André fecha o placar, em 4 x 0.

Com a vitória, o Sport aproximou-se mais ainda do G-4, e prepara-se agora para o jogo de domingo (23), na Arena de Pernambuco contra o time do Palmeiras. Todos sabem das dificuldades a serem enfrentadas, em razão da qualidade do time alvi – verde. Porém, é bom lembrar que o time do Palmeiras, vem desfalcado de peças importantes. No entanto, todo cuidado é pouco.

Como notícia final do Sport, o TJD rejeitou na última terça-feira (18), o pleito do jogador Luciano do Salgueiro,  e na votação dos membros do Tribunal, tivemos o placar de 7 x 0. Terminando assim o questionamento do título rubro – negro de 2017. Agora a FPF, pode declarar o Sport campeão do ano.

 

Blog de Airton Sousa: Botafogo vence ao Sport

bo x sport

Jogando na noite dessa segunda- feira (17) o Sport Clube do Recife, perdeu para o Botafogo pelo placar de 2 x 1. Com a derrota, o Sport fechou a décima quarta rodada na oitava posição e após o jogo desceu dois degraus, no entanto tem chances de entrar no G -4, porque terá dois jogos na Capital Pernambucana, contra o Atlético de Goiás e Palmeiras, respectivamente.

Foi uma partida, em que o Botafogo abriu o placar em uma jogada irregular, com um minuto de jogo, através do atleta Lindoso. O Sport reagiu, e aos oito minutos Richely empatou. A partir daí, muito equilíbrio,  um jogo aberto e ofensivo por parte das duas equipes. Com um detalhe, pela qualidade técnica dos dois times, podemos dizer que foi uma partida de toques refinados no primeiro tempo.

Na segunda fase o Sport diminuiu o ritmo, tentando administrar o empate, principalmente quando o técnico Wanderley  Luxemburgo, substituiu Mena por Lenis, com o time perdendo a qualidade no passe, e ganhando apenas velocidade. Aos poucos  o Botafogo foi comandando o jogo. Diego Sousa cansou e era esperada a virada a favor do time Carioca.

Depois de toda pressão, Guilherme fez o segundo gol, aos 25 minutos. O Botafogo impôs velocidade, Guilherme dominou no segundo tempo pela esquerda em cima de Samuel Xavier, e Pimpão também teve uma participação na vitória do time da estrela solitária. O técnico Wanderley Luxemburgo, entendeu como normal a derrota, muito embora discordou da queda do time no segundo tempo.

Blog de Airton Sousa: Sport joga bem e vence sem Diego Sousa

coritiba sport
Jogando na noite dessa terça-feira ( 10 ), em Curitiba, contra o Coritiba, o Sport teve uma vitória extremamente importante, porque além de ter jogado bem, deu sequência a uma série de vitórias, na era Wanderley Luxemburgo. E o mais importante, um futebol convincente dominando o jogo principalmente no primeiro tempo, sem sentir em momento algum a ausência de Diego Sousa.

Foi um jogo bonito, corrido, onde o meio de campo leonino , foi o ponto mais importante do jogo. O técnico Wanderley Luxemburgo, montou um quarteto, entre Richely, Patrick, Everton Felipe e Mena, inclusive improvisado e jogando muito bem, sendo responsável pelo primeiro gol rubro-negro.

Foi uma noite, em que tudo deu certo. O primeiro tempo teve o domínio total do Sport, que além da chance do gol, teve ainda uma cabeçada de Everton Felipe, um chute de Richely e maior volume de jogo. O Coritiba teve apenas uma chance com um chute de Galdezone, com uma boa defesa de Magrão.

Com o resultado, o Sport foi a dezoito pontos, ficou na sexta colocação e prepara-se agora para o jogo de quinta-feira, contra a Chapecoense em Recife. Importante lembrar, que foi gerada uma expectativa pela ausência de Diego Sousa, porém , o time se comportou muito bem deixando transparecer, que pode muito bem participar da competição sem o jogador. Isso trás um complicador para o jogador, pelo seu comportamento da semana passada para cá.

Blog de Airton Sousa: Clubes de Pernambuco no Brasileirão

Encerrado o Campeonato Pernambucano, na quarta-feira (28), os times do nosso Estado voltam à atenção para o Campeonato Brasileiro das Séries A, B e C.

Pela  série A, o Sport joga na Ilha do Retiro contra o Atlético Paranaense. O time rubro-negro está em alta, depois de empatar com o Atlético Mineiro e vencer ao Santos pelo Brasileirão, e também por ter conquistado o Campeonato Estadual contra o Salgueiro, da maneira que todos já sabem. Espera-se que o time leonino some três pontos, os quais serão importantes na atual trajetória da competição.

O Santa Cruz também volta a campo, desta feita jogando no interior de São Paulo, contra o Oeste. Um jogo complicado, em razão de que a última partida do time tricolor foi em casa, e o time não passou de um empate, contra o fraco Figueirense. Só a vitória nesse jogo, faz o Santa Cruz recuperar posições na tábua de classificação, até porque essa inconstância do time, ocasiona descrédito junto à torcida.

Por sua vez o Náutico, cada vez mais afundado na série B, com apenas dois pontos somados em dez rodadas, joga na Arena de Pernambuco, contra o Clube de Regatas Brasil. O alvi-rubro vê a cada rodada, o fantasma do rebaixamento, porque se faz necessário ao final do Campeonato, a soma de 44 pontos, ou seja, nas vinte e oito rodadas, o timbu tem que vencer 14 partidas, e sabemos que não é fácil. Só um grande milagre evita a queda do time para a série C.

E o Salgueiro, depois de ter o título tomado, da maneira como aconteceu, agora tem a responsabilidade de dar a volta por cima. O time não vem bem no Brasileiro da série C e tem que recuperar posições. O próximo jogo será nos  seus domínios, contra o CSA de Maceió. Espera-se que o grupo de jogadores esqueçam a perda do título e honrem as cores do carcará no Brasileiro.

Blog de Airton Sousa: O que aconteceu com o Futebol Pernambucano…

Todos os clubes de Pernambuco, jogaram neste final de semana, pelo Campeonato Brasileiro das Séries A, B, C e D. O Sport conseguiu sua primeira vitória, desta feita contra o Santos; o Náutico perdeu mais uma, jogando contra o Guarani; o Santa Cruz empatou no Arruda, contra o Figueirense; o Salgueiro perdeu para o Sampaio Correia; o Central perdeu para o Sousa, além da eliminação do Atlético Pernambucano e América.

A torcida rubro-negra estava ansiosa esperando a primeira vitória do time, com o comando do técnico Wanderley Luxemburgo, e essa aconteceu no sábado (24), contra o Santos, na Baixada Santista, o que foi mais importante e deu tranquilidade para o grupo trabalhar. Foi uma vitória de 1 x 0, porém trouxe novas perspectivas para o clube na série A. O próximo jogo, será no Recife, contra o Atlético Paranaense, no domingo (02/07).

Enquanto isso, o Náutico perdeu mais uma. Foi à Campinas e cedeu a derrota para o Guarani, por 2 x 1. A situação timbu é cada vez mais complicada, continua na lanterna, e mesmo de técnico novo, não se observa mudança nenhuma e afunda cada vez mais, rumo à Série C. Agora o time volta para o Recife, e joga nessa sexta-feira (30), contra o Clube de Regatas Brasil.

Por outro lado, o Santa Cruz jogou em casa e não passou de um empate contra o fraco time do Figueirense. O placar do jogo foi 1 x 1, e é mais uma rodada em que o time não consegue vencer. Havia perdido para o América Mineiro e a perspectiva era a soma de três pontos no jogo em casa, o que não aconteceu. O próximo jogo tricolor é fora de casa, nesse sábado (01/07), contra o Oeste.

O Salgueiro continua tendo  sua  situação  complicada na Série C. Perdeu pelo placar de 1 x 0 para o Sampaio Correia em São Luiz do Maranhão. Agora é esperar que após a decisão do Campeonato nessa quarta-feira (28), o time possa se recuperar.

Pela Série D, estão fora  os três times. O Central perdeu no Lacerdão por 1 x 0 para o Sousa; o América empatou com o Guarani em Juazeiro; e o  Atlético Pernambucano perdeu para o Campinense por 2 x 0.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz se recupera e o Náutico cai mais uma vez

Teve sequência na noite dessa terça-feira (13), o Campeonato Brasileiro da série B. O Náutico jogou na Arena de Pernambuco, contra o Paraná e terminou perdendo de virada, enquanto que o Santa Cruz, se superou e  venceu de virada ao  Ceará em plena Arena Castelão, com uma boa estreia do técnico Adriano Teixeira.

O Náutico fez um razoável primeiro tempo, porém, o setor defensivo esteve falho o tempo quase todo, no entanto, não conseguiu segurar o ataque do time do Paraná, e terminou cedendo a derrota, já no final do segundo tempo. Se o empate não era um bom resultado, imagine a derrota, que enterra o time timbu ainda mais.

A lanterna continua nos Aflitos, e não se sabe até quando Waldemar Lemos vai agüentar, ou até quando a diretoria vai sustentar o treinador, com esse time fraco, que recebe a cada semana, um caminhão de jogadores fracos tecnicamente, que não tem somado nada, e deixando o seu torcedor cada vez mais preocupado com a campanha. O próximo jogo será fora de casa, contra o Boa.

Por sua vez, o Santa Cruz se superou, tomando o primeiro gol do Ceará, com uma falha do sistema defensivo, que não era o titular. Porém no decorrer do jogo, o técnico Adriano Teixeira, conseguiu equilibrar principalmente o meio de campo. O Santa Cruz chegou ao empate, impactou o time Cearense, e a partir daí, chegou ao segundo e terceiro gols.

A vitória demonstrou o poder de superação do time, que jogou ofensivo, independentemente do andamento do jogo, e conseguiu envolver o time de Givanildo Oliveira, que sofreu dentro de casa um revés que não era esperado pela torcida e pelo treinador. A vitória de 3 x 1 foi importante, porque com o resultado o time do Arruda, voltou a compor o G-4.

O Santa Cruz joga a próxima partida em casa neste final de semana contra o Internacional, que vem ao Recife com desfalques importantes, inclusive o jogador D”Alessandro, o que torna o time gaúcho um pouco fragilizado. Se o Santa Cruz repetir o futebol do segundo tempo contra o Ceará, tem amplas possibilidades de somar mais três pontos, mesmo reconhecendo a experiência do Internacional.

Blog de Airton Sousa: Sport joga bem e vence ao Flamengo

Com um time modificado e alguns titulares no banco, além da estreia do jogador Patrick, o Sport Clube do Recife, venceu ao Flamengo pelo placar de 2 x 0. Jogando um futebol determinado, com uma marcação precisa e impondo velocidade nos contra ataques o rubro-negro não deu espaços para o Flamengo jogar e terminou vencendo com todos os méritos.

Se é o inicio da arrancada para a recuperação, ainda é cedo para dizer, no entanto, foi um comportamento diferente, parecendo com o futebol que o time jogou no segundo tempo, contra o Grêmio. Colocando Rogério no banco o time não sentiu, nem tão pouco com a ausência do jogador Diego Sousa, pelo contrário, foi uma equipe solta e mais veloz.

A estreia de Patrick, improvisado na lateral esquerda, foi de razoável para boa, a volta de Ronaldo Alves, deu mais tranqüilidade e o meio de campo com uma boa produção, principalmente depois da entrada de Thomás, no segundo tempo de jogo. Vamos ver o time contra o Vasco da Gama, que perdeu para o Corinthians em casa, para associarmos a evolução ou não do grupo.

Oswaldo que teve uma atuação de destaque no time, marcou o primeiro gol leonino aos 11 minutos do segundo tempo, e Thomás ampliou aos 39 minutos dando ao  Sport a vitória de 2 x 0. Com o resultado, o rubro-negro soma sete pontos e ocupa a nona posição do Campeonato. O destaque do jogo mais uma vez, foi o goleiro Magrão, que fez defesas sensacionais, principalmente no segundo tempo, evitando que o time leonino tomasse gol.

Blog de Airton Sousa: Sport mais uma vez sem vencer

Depois de quatro jogos sem vencer, o torcedor rubro-negro foi cheio de expectativa para ver o time contra o Cruzeiro, encontrando a recuperação e otimismo para a decisão na Arena Fonte Nova. Pior, é que não teve nada disso, foi mais uma decepção e um jogo sem atingir o caminho  dos três pontos.

Uma torcida motivada, presente, e dando todo apoio ao time, no entanto, foi o Cruzeiro que abriu o placar, teve boas chances e não deixou o Sport se encontrar, quem sabe por deficiência do time Pernambucano, que repetiu os mesmos erros, as mesmas deficiências e dificuldades dos jogos anteriores.

No entanto, dos males o menor, o Sport chega ao empate, e nada mais que isso, em função das dificuldades encontradas no Sport, pelo próprio time. Com o empate, o time continua sem vencer, somando apenas um ponto em seis  disputados, inclusive com um jogo na Ilha do Retiro. Próximo jogo pelo Brasileiro, acontecerá domingo na Ilha do Retiro, contra o Grêmio.

Enquanto isso, quarta-feira tem o Bahia na Arena Fonte Nova, com o time Baiano, ao contrário do jogo em Recife, com todos os titulares a disposição do técnico Guto Ferreira, além da vantagem do empate na primeira partida em Recife. É difícil a situação do Sport em razão do desacerto do elenco, e a maneira como Ney Franco vem escalando o time.

Blog de Airton Sousa: Sport tenta recuperação contra o Cruzeiro

Depois de quatro jogos sem conseguir vencer, o time leonino tenta neste domingo (21) somar três pontos contra o Cruzeiro. O Leão vem de um empate em casa contra o salgueiro, uma goleada contra o Danúbio, outra goleada na estreia diante da Ponte Preta, além do empate na Ilha do Retiro contra o Bahia.

Uma sequência muito negativa, onde já se fala a possibilidade da troca do treinador, comentando-se a probabilidade da volta de Eduardo Batista, mesmo a diretoria fazendo questão de negar tudo. Porém, sabemos que futebol é resultado, e esse resultado não vem acontecendo nas competições que o time está disputando.

Alguns setores bastante criticados, além da crítica pessoal a Diego Sousa, que inclusive foi convocado outra vez para dois amistosos da Seleção Brasileira, com qual futebol, não sabemos. Porém dentro desse clima de expectativa, a torcida rubro-negra aguarda que o time desencante, agora contra o bom time do Cruzeiro, às 18h30 deste domingo.

Blog de Airton Sousa: Sport define treinador

A nova Diretoria do Sport, depois da citação de vários nomes e uma conversa pessoal com Adilson Batista, finalmente decidiu o nome do treinador para o início do ano. Muita conversa, vários debates, e o nome do atual treinador Daniel Paulista, foi oficializado.

Acredito ter sido o melhor caminho, técnica e financeiramente, em razão da intimidade que o treinador tem com o clube e com o elenco. Para trazer um técnico para fazer o que fizeram Falcão, Oswaldo Batista, entre outros, muitas vezes melhor foi a manutenção de Daniel Paulista, que além de tudo fez um bom trabalho, recuperou posições e salvou o Sport do rebaixamento, com a junção de união com o elenco.

Agora é ver quais os jogadores que não farão parte do elenco em 2017, onde comenta-se que, nove do atual elenco, deverão ser dispensados, principalmente pela baixa qualidade técnica. Também será necessário a contratação de reforços de qualidade, porque mesmo diante do bom trabalho de Eduardo Batista, o elenco apresentou muitas deficiências.

O torcedor rubro-negro está otimista, em razão do que foi feito pelo treinador, quando assumiu o time, após a decepcionante participação do ex treinador Oswaldo de Oliveira. Sabemos das limitações de Daniel Paulista, no entanto, a união do treinador com o grupo, e com reforços que haverão de chegar, o torcedor espera uma recuperação do clube nas competições em 2017, em razão da medíocre participação em 2016.

Blog de Airton Sousa: Futebol de Pernambuco em 2016

Está na hora de avaliarmos o que foi o futebol Pernambuco em 2016. Faremos um retrospecto da participação do Sport, Santa Cruz, Náutico e Central nessa temporada esportiva, onde aconteceram muito mais erros do que acertos, nas mais diversas participações que tivemos durante o ano. Entendemos que alguns dos principais erros cometidos pelos Dirigentes dos três clubes da capital, foi a mudança frequente dos treinadores e a contratação de muitos jogadores, a maioria sem qualidade, tornando assim o time impraticável de formação.

Começando pelo Santa Cruz, que vinha de acesso para a primeira divisão, aproveitando a estrutura anterior e começando o ano. Coincidência ou não, em razão do desmonte dos concorrentes, consegue ser Campeão Pernambucano, e avançando na Copa do Nordeste, até chegar a conquista da competição. Além do mais, na própria Sul-Americana, podemos dizer que foi boa a participação. Também na Copa do Brasil, o tricolor foi convincente, deixando o seu torcedor satisfeito. Ou seja, além das duas conquistas, o Santa Cruz também não decepcionou nas demais competições aqui evidenciadas.

Agora, tratando-se de Campeonato Brasileiro, foi um desastre, chegando ao rebaixamento, por razões diversas: troca de técnicos, contratações de baixa qualidade, um elenco inchado e a desorganização financeira. Porém, de todas as competições que participou,  exceção o rebaixamento 2016,  foi um ano positivo para o Santa Cruz. Como nota para o tricolor, seria 7, sobretudo porque, apesar do rebaixamento, foi o único clube que conquistou duas competições.

Com relação ao Náutico, mais uma vez nada de conquista, nada de acesso. Um ano em que o timbu passou pelos Campeonatos Pernambucano e Brasileiro, sem nada crescer, e na Copa do Brasil, uma participação extremamente discreta. Ressaltando-se também, que a mudança de treinador, as contratações em grande quantidade e sem tanta qualidade, foram os principais erros.  O lado mais positivo, foi a contratação do técnico Givanildo Oliveira e o trabalho da Diretoria no campo financeiro, ao contrário de anos anteriores. Se fosse para dar uma nota ao Náutico em 2016, essa nota seria 6.

O Sport, em contra partida, foi outro clube Pernambuco que apenas gastou, e gastou muito, sem os resultados devidos. Uma folha de pagamento em torno de quatro milhões, jogadores que chegaram a ganhar até 350 mil reais por mês. E nada veio em retorno, pelo contrário, uma participação pífia nos Campeonatos Pernambucano e Brasileiro, nas Copas do Nordeste, do Brasil e Sul-Americana, sendo também uma vergonha, sem dar um bom resultado à sua torcida.

A exemplo do Náutico e Santa Cruz, o Sport pisou na bola, com a contratação de treinadores. Esperar que a nova Diretoria rubro negra, possa errar menos que a atual e traga conquistas para o clube, o que não aconteceu este ano. Quer saber a nota que o Sport merece, para a sua temporada em 2016? Apenas uma nota 5.

Para  falar de um clube do interior, escolhemos o Central, que a exemplo dos três grandes, teve uma participação extremamente negativa na fase importante do Campeonato Pernambucano, e ao chegar no Campeonato Brasileiro da série D, não foi diferente, ficando apenas na primeira fase, ao contrário dos anos anteriores, onde conseguia avançar no Brasileiro. O que justificar dessa participação negativa? Uma parceria que não deu certo em nada, a desorganização financeira, a falta de senso administrativo  dos Dirigentes, o descrédito junto ao empresariado e a torcida, além da maneira amadora de administrar.

Como será 2017 para o Central, é uma pergunta de difícil resposta, porque não se vê muita perspectiva, há não ser acreditar que o técnico Laelcio Lima, possa aproveitar alguns jogadores da base, juntando-se aos poucos contratados e fazer o milagre da reprodução técnica. Para não falar apenas de coisas negativas, temos um fato positivo do alvi-negro, que foi a participação pela primeira vez, na Taça São Paulo de Futebol Júnior, fato aliás que tem como mérito principal, o esforço e qualidade dos técnicos Laelcio e Elivelton.

Agora, é esperar que o complemento de mandato da atual Diretoria, possa trazer algo de positivo para o clube, porque até agora, poucos ou quase nenhum fato positivo podemos veicular do presidente Licius Cavalcanti. Sim, devemos registrar, em torno de 7 a 8 meses de atraso de salário, com os funcionários do clube, e esse é também um fato extremamente lamentável. A nota para a Diretoria, é nota 4; se melhorar a gestão do clube no próximo ano, talvez essa nota possa subir um pouco.

Que venha 2017 com melhores resultados para o futebol pernambucano!

Blog de Airton Sousa: Brasileirão série A chega ao final

Após 15 dias de paralisação, o Campeonato Brasileiro da série A, chegou ao final neste domingo(11/12). Para a maioria dos clubes, nem tanta expectativa, porém para Sport, Vitória e Internacional, na faixa de baixo da tabela, existia uma tensão gigantesca, porque esperava-se desses três clubes, a última equipe que acompanharia Figueirense, América Mineiro e o Santa Cruz.

Em Recife, o Sport com mais de 25.000 torcedores na Ilha do Retiro, venceu ao Figueirense pelo placar de 2 x 0. Um jogo fraco no primeiro tempo, onde o Figueirense esteve o tempo todo atrás, dificultando o trabalho ofensivo do time Pernambucano, e não passando de 0 x 0, deixando a torcida nervosa e tensa.

Porém, na volta do segundo tempo, o time comandado por Daniel Paulista, mudou de comportamento, e já no início da segunda fase, com um gol de Rogério, obrigou ao time de Santa Catarina mudar de comportamento, no entanto de nada adiantou, porque prevalecia o domínio rubro negro, até que aos 44 minutos, Diego Sousa marcou o segundo gol , tranquilizando a torcida  e garantindo o Sport na primeira divisão, com a décima quarta posição, e além do mais uma vaga na Sul americana de 2017.

Enquanto isso o sofrimento da torcida do Internacional aumentava, com o Fluminense perdendo um pênalti, marcando primeiro e sofrendo o empate. Porém de nada adiantava para o time gaúcho, que estará pela primeira vez na série B em 2017. Por sua vez, mesmo perdendo em Salvador para o Palmeiras pelo placar de 2 x 1. Com a combinação dos resultados, o Vitória continua na série A, em 2017. Sendo assim, o Nordeste terá no próximo ano, três representantes na divisão principal do futebol Brasileiro: Sport, Bahia e Vitória.

Blog de Airton Sousa: Santa fecha penúltima rodada com goleada

Uma coisa não faltou ao longo do Campeonato Brasileiro, ao Santa Cruz, garra e determinação, apesar do rebaixamento que era anunciado há bastante tempo. Desta feita o jogo do time tricolor em casa, foi simplesmente espetacular, principalmente nos momentos finais do segundo tempo, onde três gols aconteceram em menos de cinco minutos, transformando o final da partida em uma verdadeira festa de gols.

Pouco importa se o time gaúcho estava com reservas, focado na decisão da Copa do Brasil ou não, para a próxima quarta-feira, contra o Atlético Mineiro. O que interessa é que o tricolor fechou com chave de ouro, em casa, a sua última partida com o seu mando de campo. O placar de 5 x 1, construído com méritos do Santa Cruz, e com falhas no planejamento tático do time gremista, que partiu para cima, se abriu e facilitou a criação de três gols, nos cinco minutos finais do jogo.

Agora, é encerrar contra o São Paulo com dignidade, de cabeça erguida, apesar do rebaixamento e com o desmonte de grande parte do elenco. Inegavelmente, o time do Arruda, teve altos e baixos, e o resultados todos já sabiam antecipadamente, a dificuldade de se manter na primeira divisão. João Paulo, Keno, Léo Moura, entre outros nomes, sairão do time tricolor, e agora é pensar no que pode ser feito para reestruturar o time para as competições de 2017, além da preocupação principal, a falta de dinheiro e os compromissos a serem resolvidos. Grafite se aproxima da artilharia da competição, com 13 gols, tendo ao seu lado mais um jogador que atua em Pernambuco, Diego Sousa com 14 gols, provando a qualidade ofensiva do Santa Cruz e do Sport com esses dois jogadores.

Blog de Airton Sousa: Sport ainda incerto na série A

Ainda não foi no jogo contra o América Mineiro, neste sábado(26), que o Sport se garantiu na primeira divisão do próximo ano. Um jogo pobre de técnica e de qualidade, o time leonino saindo na frente aos 11 minutos do primeiro tempo, com um gol de Rodney Wallace, dando a impressão que um placar elástico estaria para acontecer, e que o time iria sair das Minas Gerais com a manutenção na primeira divisão garantida. Mais não foi dessa vez, porque realmente o time apresentou um futebol improdutivo, devagar e sem vibração, mesmo assim venceu o primeiro tempo por 1 x 0.

No segundo tempo, o América mudou taticamente, povoando melhor os espaços, e chegou ao empate, aos 8 minutos, com um gol de Danilo, numa falha de marcação de Samuel Xavier. Depois do empate, o técnico Daniel Paulista substituiu Apodí e Ruiz, colocando Vinícius Araújo e Everton Felipe, porém o Sport continuava com as mesmas deficiências, até que Michael marcou de cabeça aos 19 minutos, em uma falha do goleiro Magrão, na desvantagem no placar, outra vez mais uma substituição, saindo Ronaldo e entrando Gabriel Xavier, aos 31  minutos.

Finalmente, com uma bonita cobrança de falta por Diego Sousa, e a cabeçada surpreendente de Ronaldo Alves, estava empatado o jogo, e não foi dessa vez que o time Pernambucano, garantiu a sua manutenção na primeira divisão, adiando para o último jogo, na Ilha, contra o Figueirense. Agora, é ficar de olho no jogo do Internacional, contra o Cruzeiro, em Porto Alegre.

Blog de Airton Sousa: Resultados de Pernambuco na série A

Um jogo eletrizante, com seis gols e uma partida disputada do começo ao fim. Foi esse o resultado do encontro deste domingo às 18:30 h,  no Estádio José do Rego Maciel, envolvendo Santa Cruz e Atlético Mineiro. No final, o placar de 3 x 3, com gols que surgiam a cada momento, tornando o jogo extremamente gostoso de ser assistido.

No primeiro tempo o tricolor venceu parcialmente pelo placar de 2 x 1, com Fred marcando aos 5 minutos, Grafite aos 13 minutos, e Keno aos 30 minutos. O técnico Marcelo Oliveira, do Atlético, contou com Fred, Marcos Rocha, Rafael Carioca e Cazares. Os demais titulares foram poupados, em razão da primeira partida decisiva, que acontecerá quarta-feira(23), contra o Grêmio, na decisão da Copa do Brasil.

Na segunda etapa, mais gols e emoções. Clayton empatou aos 9 minutos, Vitor desempatou aos 13 minutos e finalmente Hyuri fechou o placar aos 34 minutos. O time mineiro com o empate, continuou no quarto lugar com 62 pontos, enquanto que o Santa Cruz continua na décima nona, com 28 pontos. O próximo jogo do tricolor Pernambucano será contra o Grêmio no Arruda.

Por sua vez, o Sport perdeu para o Atlético Paranaense pelo placar de 2 x 0, em um jogo em que o rubro negro, voltou a jogar mal, entre eles Diego Sousa, com um futebol lento e improdutivo, sendo na sequência, duas derrotas consecutivas. Passes errados, meio de campo dominado pelo meio de campo adversário, e o goleiro Ueverton, do Atlético, sem nenhum trabalho. André Lima marcou aos 22 minutos, enquanto que Tiago Heleno, de pênalti, fez o segundo gol, tudo isso no primeiro tempo.

No segundo tempo, o Sport melhora um pouco, tem oportunidade de gols com Diego Sousa, aos 7 minutos e Ritchely,  aos 14 minutos. Depois disso, o time paranaense voltou a dominar o jogo, mesmo com as entradas de Apodí, Túlio de Melo e Gabriel Xavier, que não influenciaram em nada, para evolução do time Pernambucano.

Com essa derrota, o Sport continua na décima quinta posição, com 43 pontos, porém com o resultado do Vitória, contra o Figueirense pelo placar de 4 x 0, a situação do time da Ilha do Retiro, agora fica complicada, visto que apenas um ponto, separa o rubro negro Pernambucano, do rubro negro Baiano. O próximo jogo do Sport, é contra o já rebaixado América Mineiro, em Minas Gerais.

Blog de Airton Sousa: Náutico vence mas permanece fora do G4

Vejam só, que prejuízo o time do Náutico sofreu, por ocasião da derrota para o Clube de Regatas Brasil, no momento, e após o jogo. Com a vitória o time alagoano, voltou para a briga pelo G4, somando 52 pontos; como se não bastasse e com o resultado contra o Tupy, em Juiz de Fora, foi a 55 pontos e fechou a rodada na 6ª posição. Quanto ao Náutico, mesmo vencendo em casa pelo placar de 1 x 0 ao time do Goiás, não entrou no G4, em razão da vitória do Bahia, pelo placar de 1 x 0, contra o Sampaio Correia, no final do segundo tempo. A briga pela primeira divisão, aumenta cada vez mais. O Atlético com 67 pontos, em primeiro lugar. O Bahia, com 59 pontos é o segundo colocado. O Vasco, após o empate em São Januário, fica na terceira posição, com 59 pontos. E finalmente, o  Avaí fecha o G4, somando 58 pontos, na quarta posição.

Na sequência, o Náutico tem 57 pontos, sendo  o  quinto  colocado, e é perseguido  pelo C R B e Londrina, ambos  com 55 pontos. A disputa promete muito mais, nessa reta final do  Campeonato Brasileiro da segundo divisão.

Quanto ao jogo dessa terça-feira, na Arena de Pernambuco, o Náutico fez um jogo apenas sofrível, diante de um adversário que possui um bom conjunto técnico e jogadores de valores indiscutíveis, para um time de segunda divisão. Um primeiro tempo, em que o time do Goiás predominou do meio de campo para frente, e o Náutico em raros momentos, tentou chegar ao gol do time Goiano. Terminando em 0 x 0, a primeira fase, onde o goleiro Julio César trabalhou bastante, e evitou uma derrota do seu time.

No segundo tempo, muita disposição do time de Gilson Kleina, buscando sempre o atacante Walter, que preocupou muito a zaga timbu. De repente, o técnico Givanildo Oliveira, faz Mailson entrar em campo, e como que um capricho da sorte, é o Mailson que em uma jogada individual, envolve a zaga do  Goiás e chuta para marcar o gol da vitória timbu.

Agora o Náutico parte para um compromisso difícil e direto, contra o time do Avaí, em Santa Catarina, nesse sábado. Só a vitória interessa ao time de Givanildo, porque o adversário tem dois pontos a mais, portanto se beneficiaria com o empate, ao contrário do time Pernambucano. Agora, é tudo ou nada. Um erro é fatal, e pode diminuir as chances do time que errar, principalmente em casa.

Blog de Airton Sousa: Sport distancia-se do Z4

Como sempre, o futebol apresenta surpresas. Por mais que fosse otimista, tenho certeza de que o torcedor do Sport, não esperava uma goleada de 3 x 0 no Grêmio, mesmo porque na história dos confrontos entre os dois times, o rubro negro nunca havia vencido ao Grêmio, no Rio Grande do Sul. Uma vitória surpreendente, e que deixa o Sport a 4 pontos de se livrar do rebaixamento para a segunda divisão.

Pouco importa nesse instante, se o Grêmio perdeu para o Sport, com a finalidade de prejudicar ao Internacional. Sinceramente, seria tirar o mérito da bonita vitória do time Pernambucano. O que realmente aconteceu no jogo, é que o Grêmio só jogou até 35 minutos do primeiro tempo, onde a princípio, o Sport sentiu a ausência dos dois volantes titulares, Rithelly e Paulo Roberto e do lateral Samuel Xavier, também porque não havia nos jogadores Neto Moura e Ronaldo, uma cobertura suficiente para evitar a facilidade dos jogadores do Grêmio pelo meio, e a liberdade que Douglas encontrava para dominar a meia cancha rubro negra.

Além de tudo, o Sport teve durante os 35 minutos iniciais, uma quantidade inexplicável de passes errados. A reação do Sport, após os 35 minutos surpreendeu ao  time gaúcho, que passou a demonstrar muita ansiedade por que o gol não saía. Aí veio a surpresa com um belo chute de Diego Sousa, aos 44 minutos, dando a vitória de 1 x 0 para o  time de Daniel Paulista, no primeiro tempo.

Quando se esperava um Grêmio mais tranquilo, eis que o Sport surpreende e marca com Rogério aos 2 minutos, o segundo gol, com um belo cruzamento de Ruiz. A partir daí, o time leonino passou a jogar com inteligência, irritando ao adversário, que se rendia a cada instante, principalmente com o cansaço apresentado pelo pulmão gremista, o jogador Douglas. Outras chances surgiram para o time Pernambucano, a exemplo de uma bola na trave de Diego Sousa, aos 30 minutos.

Porém, a noite era de Pernambuco, e aos 45 minutos, outra vez, Diego Sousa marca,  fechando o placar de 3 x 0.  Como detalhe, a última vitória do Sport no Brasileiro deste ano, foi na 16ª rodada, contra o Cruzeiro em Belo Horizonte,  no dia 24 de julho. Daí, podermos dizer que a vitória contra o Grêmio, teve vários pontos importantes. Entre eles, o fato de a partir de agora, o time estar necessitando de 4 pontos, entre os 12 que serão disputados, para se manter na primeira divisão. Não resta dúvida, que o técnico Daniel Paulista, os jogadores e a torcida, estão mais otimistas pela manutenção do time rubro negro na primeira divisão. Contudo, a acomodação não pode e nem deve acontecer.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz deixa a lanterna

Não há como iniciar essa matéria, sem dar ênfase e rasgar elogios a torcida tricolor. Poucos são os times no Brasil, que podem ter uma torcida tão fiel. O time já rebaixado, uma campanha decepcionante, depois de 8 anos ganha o acesso para à primeira divisão, e no ano seguinte volta a cair. Mesmo assim, o destaque maior do jogo contra o América(MG), neste domingo(06), foi o número de torcedores presentes no  Estádio José do Rego Maciel, que foi de 7.632. Pelo menos foi o público anunciando, dando a impressão, a princípio, que tinha um número maior. Porém isso não importa, o que importa mesmo é a solidariedade desse torcedor, que terá outra vez, a resignação de esperar para  2017, com a esperança de subir para a primeira divisão, outra vez.

Agora, com a permissão do torcedor tricolor, vamos falar do jogo. Um jogo tenso, nervoso, com as equipes limitadas tecnicamente, e não precisa ir muito longe, a posição dos dois times são o retrato dessa colocação. Com a mudança de Léo Moura para o meio, trocando figurinhas com Vitor, João Paulo com liberdade para avançar, Derley como primeiro volante, Roberto garantindo a titularidade e jogando bem, Grafite se mexendo com mais facilidade, e apenas Kêno, sem produzir o futebol de sempre. Assim, o tricolor foi melhor, marcou o gol aos 33 minutos e venceu parcialmente o primeiro tempo.

Na volta do segundo tempo, o América esteve melhor, corrigiu alguns setores  e obrigou o Santa Cruz a recuar. No entanto, a pressão do América era apenas no meio de campo, sem chegar ao gol  de Tiago Cardoso. Pelo Santa Cruz, João Paulo teve duas chances de gol, aos 23 e 42 minutos, com dois chutes fortes para a meta do bom goleiro João Ricardo. Com a vitória o Santa Cruz foi a 27 pontos, igual pontuação do time do América, porém pela campanha, o tricolor é o 19º colocado, e a lanterna fica, temporariamente, com o time mineiro. Pelo menos isso é um consolo para a torcida tricolor, que aguarda  a próxima partida, fora de casa, contra o Coritiba.

Blog de Airton Sousa: Pena leve para Diego Sousa e Rithely

Surpreendendo a tudo e a todos, aconteceu nessa quinta-feira(03/11), o julgamento dos jogadores Diego Sousa e Rithely, do Sport Clube do Recife. Os atletas foram acusados de agressões verbais ao árbitro do jogo contra o Palmeiras. Todos esperavam que os mesmos  fossem punidos, principalmente pela reincidência de Diego Sousa e as palavras agressivas de Rithely. Porém, tudo ficou como se fosse uma brincadeira, ou seja, não deu praticamente em nada, incentivando desta maneira,  novas e futuras agressões, mesmo entendendo que muitas vezes, os árbitros cometem erros absurdos, pretensiosamente, ou não.

Diego Sousa sofreu apenas uma advertência, podendo ser escalado para o jogo dessa segunda-feira(07), contra o Grêmio, em Porto Alegre, enquanto que Rithely, teve apenas uma partida de punição, ou seja, suspensão automática. Bom para o Sport, melhor para os jogadores.  Para o futebol, a vergonha da impunidade, e o incentivo para novos fatos, principalmente em uma fase importante e decisiva da competição, para quem está nas posições de cima, ou quem luta pelo não rebaixamento. Fazer o quê? Concordar ou discordar, apenas isso e esperar que no mínimo, os Dirigentes possam orientar aos seus jogadores, que no caso de possíveis erros dos árbitros, os jogadores após o encerramento da partida, se recolham as vestiários, sem conceder entrevistas. Seria pelo menos uma orientação sensata, evitando com isso, que novos incidentes venham acontecer.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz complica o Inter no Beira Rio

Depois de sete derrotas seguidas, o Santa Cruz conseguiu empatar no sábado(29), contra o Internacional, em Porto Alegre. Muito embora, a situação tricolor seja irremediável, de qualquer maneira, o empate moralmente não deixa de ser um bom resultado. É que o elenco tricolor está tão desacreditado, que um resultado de empate fora de casa, não chega a empolgar o seu torcedor. Enquanto isso, os 40 mil torcedores presentes, saíram decepcionados e insatisfeitos com o futebol do time gaúcho, chegando em algum momento vaiar o time.

Um primeiro tempo, em que o Internacional marcou 1 x 0 através de Vitinho, teve a expulsão de Eduardo Henrique e criou poucas oportunidades. Mesmo perdendo, o Santa Cruz foi algumas vezes no ataque, sem concluir com sucesso. No segundo tempo, empatou com Léo Moura, teve várias chances, mais esbarrou na má pontaria dos seus atacantes. Com o empate, o Santa passou a somar 24 pontos e tem no América mineiro, o seu próximo adversário, no Arruda, para a disputa de quem encerra a competição, sem o decepcionante título de lanterna.

A Diretoria tricolor, para esse jogo, necessitando fazer caixa, e buscar apoio para o time, reduziu totalmente o preço do ingresso, tentado com isso, diminuir o prejuízo moral e tecnicamente. Já se fala no Arruda, a possibilidade de sair uma relação dos jogadores que não interessam para 2017. Essa providência visa também economizar, já que a situação financeira, como sempre, é a pior possível.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz – quantidade sem qualidade

Falta da execução de planejamento, eis o problema maior dos clubes brasileiros. Todo final de temporada, os Dirigentes aproveitam os microfones, de forma irracional e esbravejam de que já iniciaram a elaboração de um planejamento para o ano seguinte. Só que tudo fica no papel, quando ficam, a grande maioria se deixa levar por empresários, ofertas vantajosas, e no final nada acontece, a não ser prejuízos desregrados, perdas de títulos e descréditos.

Um exemplo bem prático e bem próximo. O Santa Cruz teve ao longo desse ano, 49 jogadores no elenco, vejamos por posição, o nome das pérolas:

Goleiros -Tiago Cardoso, Edson Kolln, Fred e Miler;

Laterais - Tiago Costa, Vitor, Allan Vieira, Lucas Ramon, Léo Moura, Roberto, Mário Sergio;

Zagueiros - Alemão, Danny Morais, Everton Sena, Néris, Leonardo, Walter Guimarães, Luan Peres, Wellington Silva;

Volantes - Wellington César, Dedé, Marcílio, Lucas Gomes, Willian Correia, Alex Bolaños, Derley, Jadson, Danilo Pires;

Meias - Daniel Costa, Fernando Gabriel, João Paulo, Pedrinho Botelho, Renatinho, Raniel, Leandrinho, Marcinho, Matias Pisano, Mazinho;

Atacantes- Lelê, Grafite, Bruno Morais, Arthur, Wallyson, Keno, Ítalo Borges, Everaldo, Willams Luz, Marion, Wagner.

 É impossível, com uma quantidade de jogadores desse porte, a comissão técnica chegar a montar um grupo, principalmente, quando se trata de muita quantidade sem qualidade. Daí o retrato do erro, o rebaixamento no Campeonato Brasileiro para a segunda divisão. Se os Dirigentes irão aprender, não sabemos, agora o prejuízo é muito grande para o time tricolor.

Blog de Airton Sousa: Sport consegue distanciar-se do Z4

Um jogo de vida ou morte para o Sport Clube do Recife, contra a Ponte Preta, era assim que prenunciava-se a partida desta quinta-feira(27), na Ilha do Retiro. A Diretoria rubro-negra fez promoções nos preços dos ingressos, e conseguiu o seu intento, quando 24.324 torcedores marcaram presença, incentivando o time para conseguir os três pontos, e foi exatamente o que aconteceu, em um jogo fraco tecnicamente, pautado pelo nervosismo, principalmente por parte do time leonino.

Primeiro tempo, 0 x 0. Poucos chutes, atacantes isolados e um duelo dos laterais contra os laterais, e dos jogadores de meio de campo, onde prevaleceu o sistema defensivo, contra os atacantes. Na segunda etapa, Daniel Paulista, já  volta com duas alterações, colocando Ruiz, no lugar de Éverton Felipe; Neto Moura, no lugar de Paulo Roberto. A Ponte voltou com o mesmo plano tático, porém aos oito minutos, pegando a defesa de surpresa, Rogério marcou, fazendo Sport 1 x 0. Outras alterações aconteceram, principalmente na Ponte Preta, porém com o passar do tempo, o jogo caía de qualidade, mesmo com o Sport tendo mais volume do que o adversário.

 A vitória levou o Sport a 14a posição. No entanto,  essa posição poderá ou não, sofrer alterações, em  razão  dos  jogos  Botafogo  x  Coritiba;  Fluminense x  Vitória;  Internacional x Santa Cruz. Porém, o resultado contra a Ponte Preta, deu um descanso emocional ao time rubro-negro, que só voltará a jogar no dia 06/11, contra o Grêmio, em Porto Alegre. É inegável, que a vitória trouxe um alívio para o técnico Daniel Paulista e seus comandados.

Blog de Airton Sousa: Comissão de Arbitragem criticada

Nem diante de tantos erros dos árbitros, ao longo do Campeonato Brasileiro, a Comissão de Arbitragem da CBF evitou a indicação de árbitros de dois estados concorrentes para apitar o jogo do Sport e o jogo do Vitória. O Sport com 37 pontos, na 16a  posição, e o Vitória com 35 pontos, na 17a  posição. Qual a reclamação dos Dirigentes dos dois clubes? É que o árbitro do jogo do Sport é o baiano Jailson Macedo de Freitas, e o árbitro do jogo do Vitória é o pernambucano Nielson Nogueira Dias.

Imaginem vocês, o clima de tensão que os árbitros irão entrar em campo. Se cometem qualquer falha, automaticamente irão causar insatisfação, para o lado prejudicado. O Vice Presidente do leão, Arnaldo Barros, não poupou críticas pela indicação dos dois árbitros, e com razão, em função de que o Sport, ao lado dos demais clubes,  foram prejudicados em determinados jogos.

A verdade, é que está faltando sensibilidade aos membros da Comissão de Arbitragem da CBF, pois ao que tudo indica, estão pouco se importando com as reclamações dos clubes. E com um detalhe, clubes grandes e intermediários, todos eles reclamam do que está acontecendo no Campeonato Brasileiro das séries A e B, no que diz respeito às arbitragens. Só resta torcer que Jailson Macedo de Freitas e Nielson Nogueira Dias, tenham um trabalho imparcial, não cometam erros e que os resultados aconteçam de maneira limpa, sem intercessão do apito.

Blog de Airton Sousa: Sport perde com erro da arbitragem

O Sport amargou hoje à tarde(23/10), mais uma derrota no Campeonato Brasileiro da série A, pelo placar de 2 x 1, para o time do Palmeiras. O rubro negro fez um bom jogo, no entanto a fragilidade nas finalizações e a falta de capacidade dos seus atacantes, permitiu que o time Pernambucano saísse de campo derrotado, e tivesse a sua situação complicada na competição. Com a derrota, o Sport foi a 15ª posição e se obriga a vencer a Ponte Preta, nessa quinta-feira(27), na Ilha do Retiro.

Algumas oportunidades foram desperdiçadas pelo time Pernambucano, que aconteceram aos 20 minutos, Diego Sousa e Everton Filipe aos 34 minutos, ais quais foram algumas chances de maior perigo, além do gol de Rogério aos 32 minutos do primeiro tempo. Na segunda fase, Apodí desperdiçou uma chance aos 25 minutos, Diego Sousa aos 31 minutos e Mateus Ferraz aos 33 minutos. Observando-se que o principal fator para a derrota leonina, foi a falta de acerto nas finalizações. Sem contar, com um pênalti não marcado pela arbitragem, quando o jogador Mina do Palmeiras, colocou a mão na bola, na pequena área, aos 20 minutos do primeiro tempo e não marcado pelo árbitro Ricardo Ribeiro de Minas Gerais.

Após o jogo, os atletas Diego Sousa e Ritchely, criticaram com palavras agressivas ao árbitro, e possivelmente, serão punidos pela comissão de arbitragem da CBF. Em seguida, o dirigente Arnaldo Barros, tentou amenizar as palavras agressivas dos jogadores, deixando a arbitragem à parte e chamando o torcedor para ir à Ilha, na próxima quinta-feira, para o difícil jogo contra a Ponte Preta, onde o rubro negro tem a obrigação de vencer, para não descer ainda mais na classificação.

Tecnicamente o jogo não correspondeu, mesmo porque o Palmeiras estava desfalcado de jogadores como Gabriel Jesus, Edu Dracena entre outros. Com a vitória o time Palmeirense assumiu a liderança com 61 pontos, e se beneficiou com o empate do Flamengo, que jogou no Rio contra o Corinthians. Um público de 31.107, uma renda de R$ 2.172.571,24. Agora, é esperar que o técnico Daniel Paulista, tente montar um time ofensivo, um ataque que busque cometer menos erros, porque uma derrota quinta-feira, leva o Sport a uma posição complicada nessa reta final do Brasileirão da série A.

Blog de Airton Sousa: Continua o calvário do Santa Cruz

Para quem vinha perdendo de goleada, perder em casa por 1 x 0, já foi um progresso. Isso é o que deve pensar o torcedor tricolor mais otimista. A questão é que foi mais uma derrota, aumentando o descrédito e diminuindo cada vez mais os argumentos e a vontade do elenco de terminar a competição com uma recuperação, mesmo sem a perspectiva de se manter na primeira divisão do Campeonato Brasileiro. No jogo contra o Botafogo, nessa quarta-feira(19), tivemos um primeiro tempo que  terminou 0 x 0, e até a metade do segundo, o time aguentou a pressão do Botafogo. No entanto, terminou cedendo, e ao final, perdeu por 1 x 0.

Um público pífio, e não podia ser diferente, pois a tendência é a diminuição cada vez mais, para os três jogos restante em casa, já que o tricolor, tem fora do Arruda, outros três jogos, para aumentar mais ainda o sofrimento do torcedor. Mais importante do que preocupar-se com o restante dos jogos, é saber o que está pensando a Diretoria, com relação a estruturação para 2017, caso contrário,  poderemos ter  novos desastres, se os dirigentes não começarem a preparar um planejamento e execução de trabalho, através da seleção de jogadores, da manutenção ou não do técnico Doriva, as questões salariais, no sentido de se manterem atualizados. Enfim, tem que começar mesmo, antes que tenha o encerramento do Brasileiro da série A de 2016. E mais um detalhe, torcedores e dirigentes, não podem se enganar com os resultados de competições regionais, porque elas não medem nada, a exemplo do que aconteceu esse ano.

Blog de Airton Sousa: A sorte favoreceu ao Sport

Com a Ilha recebendo mais de 24.000 torcedores, todos na expectativa da recuperação do time, e a estréia do técnico Daniel Paulista, o time do Sport Clube do Recife, venceu com um  gol  de  Diego Sousa, aos seis minutos do primeiro  tempo, o seu arqui rival por 1 x 0. Foi um jogo tenso, com o time do Vitória marcando por setor e o Sport não encontrando uma maneira de executar a transição.

Para aumentar mais ainda a tensão, aos 12 minutos Matheus Ferraz comete um pênalti. Muita reclamação e o jogador Zé Love cobrou, dando oportunidade ao goleiro Magrão de evitar o gol dos baianos. Quando se esperava que as surpresas parassem, novamente Matheus Ferraz, coloca a mão na bola e o árbitro André Luiz Freitas marca novamente outro pênalti. Muito tumulto e reclamações, no entanto ficou confirmada a marcação do pênalti. O jogador Kieza foi o encarregado da cobrança, e novamente a sorte favorece ao time leonino, a bola vai ao encontro da trave, evitando o empate a favor do time baiano.

O jogo continuou bastante disputado, porém as finalizações não eram perfeitas, terminando o primeiro tempo com o placar de 1 x 0, a favor do Sport. No segundo tempo, o técnico Argel Fucks substituiu Cárdenas por Alípio, tentando fortalecer a transição do time do Vitória. Aos 17 minutos o jogador Marcelo perdeu a oportunidade de empatar o jogo; em seguida entra Apodí no lugar de Everton Felipe; e houve também a entrada de Wander no lugar de Tiago Real. No entanto, o jogo era apenas sofrível por parte das duas equipes. Na sequência, Apodí chuta forte aos 30 minutos; Rithely perde a chance de aumentar aos 32 minutos; Vinicius que havia entrado aos 27 minutos, também perde a oportunidade de fazer 2 x 0. Em seguida pelo Sport entra Neto Moura, no lugar de Rodney Wallace; e pelo Vitória, entra Serginho no lugar de Cárdenas, ambos aos 36 minutos.

Para complicar o vitória, aos 38 minutos, por jogada violenta, o jogador Marcelo, comete uma falta e toma o cartão vermelho. No entanto, mesmo com um homem há mais, o Sport não teve folego para aproveitar e ampliar o placar, que ficou mesmo em 1 x 0. Com essa vitória, o time leonino saiu da zona de rebaixamento, somando 37 pontos e ficando na 13ª posição, enquanto que o Vitória entrou na zona de rebaixamento, estando na 17ª posição. Quanto ao técnico Daniel Paulista, começou com o pé direito, pela importância da vitória. O time leonino, folga durante toda semana, e no domingo, enfrenta ao líder Palmeiras, em São Paulo.

Blog de Airton Sousa: Doriva entrega os pontos

Finalmente o treinador do Santa Cruz, Doriva,  reconhece que já não tem mais jeito. Um tanto tarde, porém dentro da realidade, porque sabemos que há muito o Santa Cruz é perseguido pelo rebaixamento na série A, do Campeonato Brasileiro. Desta feita, o algoz foi o time da Ponte Preta, na cidade de Campinas(SP). O primeiro tempo até que foi razoável para o time Pernambucano, terminando 0 x 0, deixando o torcedor tricolor com um pouco de esperança, mais era só o primeiro tempo. Faltava ainda os 45 minutos do segundo tempo, e aí a história seria outra.

Já no início do segundo tempo, aos 6 minutos, o atacante Roger, aproveita a falha de marcação, e abre o placar para a macaca campineira e então, o Santa Cruz se entrega ao adversário a cada minuto, impotente, sem reação. Aí, não demora e sai o segundo gol, através do jogador Maycon, aos 24 minutos, de novo com um apagão geral do tricolor, em razão da limitação do time. O terceiro gol veio em seguida, o jogador William Pottker, sai do campo da Ponte Preta, abre espaço, avança, penetra e faz o terceiro gol, aos 28 minutos, fechando o placar de 3 x 0, a favor da Ponte Preta.

Inalterável a posição do Santa Cruz na tabela, décima nova, a exemplo do que vem acontecendo há muito tempo, e observe-se que o América também perdeu, se não o tricolor fecharia a rodada, na lanterna mesmo. O técnico Doriva jogou o chapéu, um pouco tarde, porém jogou, e agora a curiosidade é a seguinte: Que argumento ele vai usar, nas preleções? Quarta-feira o time joga contra o Botafogo, no Arruda. Fique imaginando, caro torcedor, o que pode acontecer nesse jogo.

Blog de Airton Sousa: Santa segue sem vencer

Mais uma derrota tricolor… É novidade? Jogando nessa quarta-feira (12),  em Cuiabá, o Santa Cruz para manter o seu padrão de incompetência e fragilidade, perdeu para o Corinthians pelo placar de 4 x 2. É a historia de sempre, fez um razoável primeiro tempo, chegando a marcar o primeiro gol, cedendo o empate, ainda no primeiro tempo, que terminou em 1 x 1, inclusive tendo mais oportunidades de gols do que o adversário. Grafite abriu o placar aos 31 minutos, enquanto que Guilherme empatou para o Corinthians aos 38 minutos. Alguns lances de perigo foram criados pelo tricolor: João Paulo aos 6 minutos; Grafite aos 12 minutos; Keno aos 19 minutos; Jadson aos 25 minutos; Grafite aos 26 minutos e finalmente o gol aos 31 minutos, depois de um rebote do goleiro Walter e o chute de Grafite.

Por sua vez, o time Corintiano teve algumas chances de gol: Marlone aos 2 minutos; Rodriguinho aos 35 minutos; Guilherme chutando, depois de um cruzamento de Marlone, e aí o empate Corintiano e ainda um chute de Marlone. Aliás, o jogador Marlone, tornou-se o melhor jogador de campo, quando entrou pela esquerda, e depois passou a jogar pela direita, no setor do lateral Roberto. Dessa maneira foi um primeiro tempo, em que o time paulista aceitou o maior domínio do tricolor pernambucano.

O segundo tempo teve início sem alterações, porém foi o Corinthians através de Marlone, que chegou ao gol, desta feita aos 3 minutos. A partir daí, houve uma desarrumação total no sistema defensivo tricolor, e aos 9 minutos, Guilherme marcava o terceiro gol. Sem muita organização em campo, principalmente na defesa e com os volantes, o Santa Cruz ainda teve uma chance aos 15 minutos com Artur;  uma cabeçada de Dani Morais aos 22; um chute de Grafite aos 24 minutos; no entanto finalizações imperfeitas, além de uma boa chance perdida por Keno aos 29 minutos, jogador que foi mais uma vez, o destaque do time Pernambucano.

Algumas alterações aconteceram nas duas equipes. No Corinthians, William no lugar de Camacho, Cristian no lugar de Geovane e Luca no lugar de Guilherme. No Santa Cruz, Marion no lugar de Jadson, Wagner no lugar de João Paulo, e Bruno Morais, no lugar de Grafite.

Depois das alterações, aconteceu o segundo gol do Santa Cruz, com Keno aos 37 minutos, e finalmente o placar era fechado com um gol de Luca, aos 46 minutos, dando assim um desfecho ao placar do jogo, em 4 x 2. O público foi decepcionante, apenas 7.947 torcedores, para uma renda de R$ 496.120,00, causando assim para o tricolor, a inesperada notícia, de que o faturamento que a Diretoria esperava, não aconteceu. O time continua fora de casa, desta feita em São Paulo, para enfrentar nesse final de semana, a Ponte Preta  em Campinas. O árbitro carioca Graziani Lima, teve uma boa arbitragem, no mesmo padrão os dois auxiliares. A posição do Santa Cruz na tabela, continua a mesma, 19a colocação.

Blog de Airton Sousa: Técnico do Sport sai pior do que entrou

Um ano considerado perdido, para o clube da Praça da Bandeira. Lá se foram Copa do Nordeste, Campeonato Pernambucano, Copa do Brasil, Copa Sul-Americana, e agora o risco do rebaixamento. Será que a Diretoria leonina vai reconhecer a sua maneira amadora de administrar?  E não parou por aí, o técnico Oswaldo de Oliveira, já acertado com o Corinthians, escalou o time, ficou no banco e deu um adeus melancólico, perdendo de goleada para a Chapecoense, pelo placar de 3 x 0, e tendo no goleiro Magrão o salvador da pátria, principalmente no primeiro tempo.  Além disso, o árbitro do jogo não ter marcado um pênalti claro contra os pernambucanos, favoreceu para, quem sabe, o placar ter sido ainda maior na derrota do Sport.

Tenho a impressão, pela escalação, que o ex treinador leonino, queria mesmo era perder, pela maneira como taticamente o time foi escalado e atuou, durante grande parte do jogo. O primeiro gol, saiu de uma falha da zaga aos 44 minutos da primeira fase através do jogador Thiego, terminando com este resultado. Na segunda fase, pouco ou quase nada mudou, a não ser a saída de Diego Sousa, complicando mais ainda o rendimento do grupo.  Aos poucos o time de Chapecó foi envolvendo os pernambucanos, e aí mais dois gols saíram, através de Ananias e Kempes, aos 11 e 45 minutos, respectivamente, sem que o time rubro negro pudesse marcar, se quer um único gol.

Oswaldo de Oliveira, que se demitiu desde sexta-feira, comprovou que, de fato, saiu do comando do Sport pior do que entrou.  Foi convidado pela Diretoria  do Corinthians, para assumir o clube, e o pior, mesmo assim, a Diretoria admitiu que ele comandasse a equipe no jogo em Chapecó. O Sport continua próximo ao Z4, ficando no aguardo do jogo entre Botafogo x Internacional. Se o time gaúcho ganhar, o Sport entra no Z4. Agora é aguardar o nome do novo técnico e vê que milagre ele fará com esse fraco elenco do Sport.

Blog de Airton Sousa: Só deu Flamengo contra o Santa Cruz

Nos jogos anteriores, até que dava para ter um consolo, o Santa Cruz perdia, porém jogava bem, nesse domingo(09), no Pacaembu contra Flamengo, a situação foi diferente, perdeu de 3 x 0, jogou mal e nem as principais peças do time tiveram atuação destacada, foram todos no mesmo patamar, ou seja, jogaram muito mal. Mesmo entendendo-se as ausências de Derley, Dani Morais, Neris, Tiago Costa e Pizano, não dava para o tricolor ter uma atuação tão abaixo da crítica.

Com os alas subindo, com o meio campo sendo absoluto, e o ataque envolvendo facilmente a defesa tricolor, era inevitável que as chances e os gols fossem acontecendo, para o time da gávea. Aos 6 minutos do primeiro tempo, Felipe Vizen abriu o placar, e a partir daí, outras oportunidades, Everton aos 35 minutos, Chiquinho aos 40 minutos, porém a bola não entrou. Enquanto isso, o tricolor limitou-se no primeiro tempo, a uma chance com Keno  aos 5 minutos e com Grafite aos 25 minutos, o que é muito pouco se considerarmos a situação em que o time se encontra na tabela.

No segundo tempo, o Flamengo continuava mandando, e logo chegou a ampliar o placar, com William Arão marcando aos 12 minutos, em uma falha absurda da zaga e do goleiro Edson Kolln. O Flamengo era absoluto, o Santa Cruz repetia a cada momento a fragilidade no jogo. E assim, aos 42 minutos, o inevitável acontecia com Marcelo Cirino fechando o placar em 3 x 0 para o time do Flamengo, permitindo continuar na vice liderança da série A.

Tivemos ainda aos 45 minutos a expulsão de Alan vieira, por jogo violento, enquanto que no Flamengo entraram no jogo, Marcelo Cirino no lugar de Chiquinho, Emerson Sheik no lugar de Felipe Vizeu. Por outro lado, no time Pernambucano, entraram Mazinho, Marion e Bruno Morais, respectivamente no lugar de William Correia, Artur e Grafite.

O Santa Cruz continua na vice lanterna da competição, em função de que o América Mineiro, é o lanterna. O próximo jogo do time tricolor é nesta quarta-feira(12), às 21;45 h, em Manaus, contra o Corinthians e depois em Campinas, contra a Ponte Preta. No entanto, já está na hora da Diretoria se manifestar, reconhecer o fracasso e começar a pensar 2017, com o time de volta à série B, e com estrutura para tal. Porque se não se preparar, pode outra vez, sofrer uma sequência de decidas.

Blog de Airton Sousa: Sport se aproxima do Z 4

Um resultado que complicou mais ainda a situação do Sport no Campeonato Brasileiro da série A, é esse o quadro que cerca o time leonino, com o empate de 1 x 1 diante do São Paulo na noite desta quarta-feira(05), mesmo porque o tricolor paulista é um concorrente direto do time leonino pela manutenção na série A.

Um primeiro tempo cheio de erros de marcação, de saída de bola e de espaços cedidos ao adversário, além de uma defesa falha, permitindo que o tricolor paulista tivesse muitas oportunidades de gol na primeira fase. Aos 5 minutos com Chavez, aos 10 minutos com Maikon, aos 20 minutos, uma bola na trave de Carlinhos, aos 25 minutos o gol são paulino através do jogador Tiago Mendes, e finalmente mais uma oportunidade com um chute forte de Kelvin. Enquanto isso, o Sport que jogava em casa e tinha a obrigação de vencer, teve apenas uma chance aos 3 minutos com Rogério, aos 40 minutos com Diego Sousa e finalmente o gol milagroso de Diego Sousa, aos 43 minutos. Reconhecidamente, o Leão da Ilha não fez um bom primeiro tempo.

Na segunda etapa de partida, o Sport voltou com Vinicius Araújo, no lugar de Gabriel Xavier, enquanto que o São Paulo voltava com Bufarini em substituição a Mateus Reis. A primeira oportunidade de gol era do São Paulo, aos 7 minutos com o jogador  Carlinhos. O técnico Oswaldo de Oliveira, tentando fortalecer a peça ofensiva rubro negra, aos 12 minutos tira Everton Felipe e coloca Apodí, mais uma vez improvisado e sem render o suficiente. Outras alterações ainda aconteceram nos dois times, Jean Carlos aos 22 minutos, Edmilson e João Smitch, aos 31 minutos. O Sport continuava sem vontade e interesse pelo jogo, enquanto o São Paulo, demonstrava satisfação pelo empate na casa do adversário. Poucas foram as chances criadas principalmente pelo Sport, a exemplo de Apodí, que chutou uma bola na trave e um outro lance, do próprio Apodi, aos 44 minutos.

A verdade, é que o público de 11.424 torcedores presentes a Ilha do Retiro, ficou frustado, porque esperava mais do time leonino, principalmente depois da derrota do final de semana para o Fluminense. Agora o Sport soma 34 pontos e continua bastante próximo da zona de rebaixamento. O próximo jogo será contra a Chapecoense, quarta feira(12), as 11 horas da manhã, em Chapecó. Foram dois tempos distintos, o primeiro o São Paulo teve o domínio, e o segundo tempo o Sport melhorou um pouco, contudo, apenas o suficiente para empatar a partida. Não podemos destacar no jogo de ontem, exceção do jogador Renê, nenhum jogador diferenciado no time leonino.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz joga bem, mas perde outra vez

Com um futebol de razoável para bom, principalmente no segundo tempo, o Santa Cruz perdeu mais uma vez, desta feita para o time do Palmeiras pelo  placar de 3 x 2. Algumas contestações em cima da arbitragem, na não marcação de um pênalti em Grafite, porém a verdade é que o tricolor caminha cada vez mais para voltar em 2017, à segunda divisão. O primeiro gol do jogo foi do Palmeiras, aos 32 minutos, com uma linda jogada do experiente jogador Zé Roberto. E mesmo perdendo, o tricolor não saiu para o jogo, esperando o tempo todo, o alvi verde paulista, no campo defensivo. Permaneceu chamando o Palmeiras para cima, durante a primeira etapa, o que tornou o adversário um time totalmente superior, encerrando desta maneira, com o placar de 1 x 0, o primeiro tempo.

Na volta para o segundo tempo, o tricolor jogou mais aberto e ofensivo, daí com jogadas pela esquerda, com Keno e Alan Vieira, e depois de insistir, chega ao gol de empate com uma jogada individual de Artur, aos 6 minutos. No entanto aos 20 minutos, com o jogador Leandro Pereira, o Palmeiras vira o jogo. Mais uma vez, o Santa Cruz não se entregou e aos 26 minutos empatava, através de um pênalti cometido pelo jogador Jean, no atacante Artur.  Grafite cobra e empata.

Aí, o time do Palmeiras predominou, passou a mandar no jogo e a fragilidade do Santa Cruz  apareceu, sem forças para reagir até que Roger Guedes, fecha o placar aos 34 minutos.  Assim,  3 x 2  foi  o  placar  final,   para  um público de 7.189  e  uma  renda  de   R$ 102.040,00. Com a derrota o time Pernambucano continua na 19a. posição e terá como próximo adversário, o time do Flamengo. É certo que o Santa Cruz, há muito tempo, já se garante na segunda divisão do próximo ano.

Blog de Airton Sousa: Náutico vence o líder

Uma tarde diferente na Arena de Pernambuco, com um público perto de 13.000 pessoas, ao contrário de jogos anteriores e o Náutico vencendo bem ao Vasco da Gama pelo placar de 3 x 1. O time alvi rubro, jogando com os alas, dominando o meio de campo e o ataque aproveitando grande parte das oportunidades surgidas, principalmente no primeiro tempo, onde a figura maior do timbu foi o jogador Rony, que marcou dois gols e apavorou a defensiva vascaína. Marco Antonio, foi o grande maestro e finalmente tudo deu certo, com o técnico Givanildo Oliveira completando cinco jogos, acumulando dois empates e três vitórias, sem conhecer ainda uma derrota sobre o seu comando.

No primeiro tempo o timbu teve chances aos 10 minutos com Rony, aos 16 minutos com Vinicius, aos 24 minutos o primeiro gol com Rony, aos 38 uma cabeçada de Bergson e aos 41 um chute de Bergson. Em contra partida, o Vasco teve chances aos 19 minutos com Nenê, aos 40 minutos com Ederson e aos 42 minutos com Nenê, sem contudo conseguir furar as redes do goleiro Julio César. O registro principal do jogo foi a aplicação e determinação  do time de Givanildo, sendo superior ao time do Vasco, registrando-se ainda o futebol de João Ananias e Joasi.

No segundo tempo, o técnico Jorginho já volta com a entrada de Alan, no lugar de Jorge Henrique. No entanto, sofria o segundo gol aos 2 minutos através de Bergson, desmantelando outra vez, o poder de reação do time carioca. As chances foram acontecendo, no entanto os atacantes do Vasco tinham pela frente o goleiro Julio César e a segurança da zaga timbu. Aos poucos, outras alterações ocorreram nos dois times: Talis e Edér Lopes pelo Vasco, Negreti, Renan Oliveira e Yuri Mamute pelo Náutico. Aos 39 minutos Madson fazia o primeiro gol para o Vasco, enquanto que Rony, em um lance de rara felicidade e garra, fechava o marcador aos 48 minutos, finalizando 3 x 1 a favor do time timbu. O Náutico joga nesta terça-feira(04) contra o Mogimirim, no interior de São Paulo, enquanto o Vasco da Gama joga em Belém do Pará, contra o Payssandú.

Blog de Airton Sousa: Sport erra e perde para o Fluminense

Um jogo em que o Sport fez um primeiro tempo quase impecável, marcando um gol aos onze minutos, com uma cobrança de escanteio, através de Gabriel Xavier e uma disputa na bola entre Ronaldo Alves e Gum, com a arbitragem creditando ao zagueiro do Fluminense o gol, portanto, contra, para o time Pernambucano. Não foi apenas o gol, mais também o volume de jogo que o rubro negro apresentou, atuando bem em todos os setores, exceção as bolas desperdiçadas pelos atacantes, ao longo de toda primeira fase de jogo. O destaque do jogo foi Diego Sousa, jogando em todos os setores do campo e contribuindo para um domínio do clube da praça da bandeira. As chances desperdiçadas, fizeram falta no jogo, porque 1 x 0 era muito pouco, para o que faria o Fluminense na volta do segundo tempo.

O técnico Levi Cupe, fez uma leitura perfeita dos dois times e já na volta do segundo tempo, fez a primeira substituição, tirando o volante Douglas e colocando o atacante Richarlison. A partir daí o Fluminense passou a dominar, o Sport se encolheu, cedeu espaços, cansou e terminou tomando o gol de empate aos 8 minutos, com o jogador Marcos Junior, creditando-se a arbitragem, o erro de não marcar impedimento. No entanto, o Sport caía a cada minuto, com o futebol negativo de Gabriel Xavier, Everton Felipe, Rithely, Samuel Xavier entre outros, até que o técnico leonino fez a primeira modificação, tirando Paulo Roberto que estava bem e colocando Neto Moura, por volta dos 20 minutos. Dois minutos após, o Fluminense fazia o gol da virada através de Richardson. Em seguida saía Gabriel Xavier, entrava Vinícius aos 26 minutos, e no Fluminense saía Marcos Junior, para a entrada de Marquinhos aos 29 minutos.

Era visível a queda do Sport, e a expectativa de sair  o terceiro gol, e foi exatamente isso que aconteceu, com um gol de Scarpa aos 41 minutos, em uma falha individual de Durval. Ainda no Fluminense saía Wellington, entrava Magno Alves, aos 43 minutos, e no final tivemos a vitória do Fluminense pelo placar de 3 x 1.

Os destaques do time Carioca no segundo tempo foram Wellington e Richarlison, que predominaram em cima de Samuel Xavier. A derrota complicou ainda mais a situação do Sport no Brasileiro da série A. O próximo jogo do time leonino será em Recife, contra o São Paulo.

Blog de Airton Sousa: Santa dá adeus a Sul-Americana

Uma noite de muita emoção, surpresa e decepção, foi o que passou o torcedor tricolor, por ocasião do jogo contra o Independiente. O mais difícil,e quase impossível, foi construído, ou seja, o Santa Cruz chegar ao placar de 3 x 0. Um primeiro tempo onde o tricolor teve mais domínio, mais chances de gol e um melhor futebol, marcando o primeiro gol aos 13 minutos, após a cobrança de falta por João Paulo e o complemento de Grafite, que há quase três meses, não conseguia marcar. Ainda teve mais duas chances, aos 20 e 25 minutos, também com Grafite, até chegar ao segundo gol, aos 31 minutos, marcado por Grafite. Em contra-partida, o Independiente teve uma chance aos 21 minutos, com o jogador Caicedo, com uma boa defesa do goleiro Edson Koel. Terminando o primeiro tempo com a vantagem de 2 x 0.

No segundo tempo o time Pernambucano continuou melhor, marcando com Grafite, outra vez, aos 26 minutos. Tinha então 3 x 0, e a expectativa do que poderia acontecer, já que um gol do time do Independiente mudaria toda condição tricolor de passar para as quartas de finais. E foi exatamente o que aconteceu, graças a uma falha do goleiro do Santa Cruz, que saiu errado do gol, aos 32 minutos, e o Santa Cruz dava adeus à competição, frustando o seu torcedor, porque só restava para salvar o semestre a chance de passar para a outra fase, já que no Brasileirão da série A, a situação é cada vez mais complicada. Além de estar fora da Sul-Americana, o Santa Cruz perdeu a premiação de passagem de fase, o que também complica porque todos sabem a real situação das finanças do time do Arruda.

Blog de Airton Sousa: Magrão é homenageado e o Sport vence

Uma noite em que o goleiro Magrão foi homenageado, por completar 600 jogos com a camisa leonina, o Sport conseguiu uma difícil e importante vitória contra o Santos pelo placar de 1 x 0. No primeiro tempo o domínio maior  do jogo foi do  time pernambucano, que marcou aos 10 minutos, com um gol de Rogério, conseguindo envolver o time santista, de uma maneira tal, que poucas foram as reações dos comandados do técnico Dorival Júnior, prevalecendo durante todo o primeiro tempo a posse de bola a favor do time da Ilha do Retiro.

Na segunda etapa, o Sport não repetiu a sua proposta de jogo e permitiu ao time do Santos, maior desenvoltura, obrigando o goleiro Magrão a realizar grandes defesas. Aos poucos, o lado emocional foi pesando, até  que o jogador  Elano foi expulso, permitindo assim, uma certa reação do time pernambucano.

Se o Sport não conseguiu ampliar o placar, foi em razão de algumas peças demonstrarem cansaço e jogadores como Gabriel Xavier e Neto Moura, não estarem bem. Em contra partida , dois jogadores no rubro negro foram destaque, Magrão e Rogério. Pelo time do Santos, o destaque maior foi o jogador Lucas Lima, que voltou a atuar bem, depois de toda aquela manchete que o mesmo iria se transferir para a Europa.

Com a vitória, o Sport somou mais 3 pontos e conseguiu se distanciar da zona de rebaixamento. O torcedor não atendeu ao apelo da diretoria, e apenas pouco mais de 7.500 torcedores compareceram a Ilha do Retiro. O próximo jogo do Sport será fora de casa, com o Fluminense, onde espera-se que no mínimo o time possa repetir o futebol apresentado no primeiro tempo, contra o Santos. Com o G 4 tornando-se quase impossível, resta agora ao torcedor esperar que o time tenha uma regularidade maior, ficando no final da competição entre os doze melhores colocados.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz se complica na Sul Americana

Que o Santa Cruz teria complicação no jogo contra o Independiente, todos sabiam, no entanto jamais chegar a imaginar que os mesmos erros fossem repetidos, há, isso não. E não é que os laterais, o miolo de zaga, Tiago Cardoso, ou seja, o sistema defensivo foi responsável direto por falhas que contribuíram para os dois gols do time colombiano. Parecia um filme de alguns jogos do time tricolor no Campeonato Brasileiro da série A. O técnico Doriva armou um time extremamente defensivo, esperando o adversário no campo de jogo tricolor, deixando Grafite, e apenas ele, para brigar com o sistema defensivo adversário, não podia dá outra, já no primeiro tempo, tomou um gol aos 42 minutos, com uma bola cruzada, e o jogador Cortês aproveitando para marcar. Até aí, tudo bem, 1 x 0 na Colômbia, se esse fosse o placar final, acredita-se daria para reverter em Recife.

No segundo tempo, o time voltou com as mesmas deficiências, e com um agravante, alguns jogadores cansaram, os que entraram não corresponderam, e o time se fragilizava com o passar do tempo. Até que aos 39 minutos Ernani Elsha, fechava o placar para o time Colombiano, que além de tudo jogou desfalcado de cinco titulares. Porém, o torcedor após o jogo, tentou justificar, perdemos porque não jogaram Léo Moura, João Paulo e Keno. Agora, o Santa Cruz tentará reverter os gols tomados no Arruda, na próxima quarta feira(28), o que se torna difícil pela vantagem do time do Independiente. É aguardar para ver, já que o jogo é no Arruda e a torcida ainda acredita numa superação do time Pernambucano.

Blog de Airton Sousa: Finalmente uma vitória do Santa Cruz

Depois do desespero da torcida, ao longo de quase dez jogos, finalmente o Santa Cruz surpreende e vence pelo placar de 1 x 0 ao Atlético do Paraná, no Arruda, na noite dessa quarta-feira(14). O time Atleticano jogou o tempo todo na retaguarda, esperando sempre o Santa Cruz,  daí o tricolor atuou mais ofensivamente, porém, poucas foram as chances de gol, principalmente no primeiro tempo de jogo. No entanto já no primeiro tempo o Santa Cruz teve mais domínio no jogo. Sem Grafite e colocando a esperança de gol no atacante Bruno Morais, as jogadas para o ataque foram se sucedendo e a retaguarda do Atlético também colaborando para que os atletas do Santa Cruz tivessem condição de finalizar algumas bolas contra a meta do time Paranaense.

No segundo tempo não foi diferente, o Santa Cruz se impondo, dominando o jogo pelo meio, devido a limitação dos seus laterais, principalmente Tiago Costa, porque sabemos da qualidade técnica de Léo Moura. No entanto, a condição física e a idade, já não permitem que o jogador mantenha uma regularidade de um jogo para o outro. As chances iam surgindo e sendo desperdiçadas.  Quando o torcedor, na sua maioria, já havia deixado o Arruda,  eis que surge a bola salvadora de Bruno Morais, indefensável para o bom goleiro atleticano, e aí depois de muito tempo, a vitória de 1 x 0 para o time do Arruda, encontrando apesar das dificuldades, uma merecida vitória. Agora o Santa Cruz enfrenta ao Santos na baixada santista, em mais um jogo complicado e difícil, o que aliás, tem sido uma rotina no time do Arruda.

Blog de Airton Sousa: Sport também se aproxima do Z4

Mesmo com as alterações que o técnico Oswaldo de Oliveira fez, tentando melhorar o rendimento do time contra o Corinthians nesta quinta-feira(08),  a equipe não conseguiu frear o adversário. Entendemos que no primeiro tempo, o resultado de 0 x 0  foi fruto de acomodação e desacerto do time paulista, porque o leão não jogou mal. Na segunda etapa de jogo, com a mudança de plano tático, o Corinthians já aos 18 minutos vencia pelo placar de 3 x 0, envolvendo o time Pernambucano em todos os sentidos, inclusive  cometendo falhas  em todos os gols surgidos.

Defesa falha, meio de campo sem criatividade e um ataque inexistente, esse era o retrato do Sport no jogo. A esperança com a volta de Durval para segurar a zaga, de Diogo Sousa para produzir um melhor futebol e um ataque onde  Ruiz, foi igual ou pior que os atacantes que haviam entrado, sem jogar absolutamente nada, nem resolver o problema de gols. Outra vez a torcida ficou decepcionada, acompanhando mais uma derrota e vendo o time se aproximar da zona de rebaixamento. Agora é esperar para o jogo de domingo na Ilha, no clássico das multidões e ver qual dos dois será o pior. Sim, o pior, porque considerando os resultados dos últimos jogos, com erros e decepção, não há muito entusiasmo com o futebol apresentado pelos times pernambucanos.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz empata e cai mais ainda

Cometendo muitos erros, principalmente no primeiro tempo, o Santa Cruz apenas empatou na Arena de Pernambuco por  2 x 2, contra o bom time da Chapecoense. Deixou fugir a chance de vencer, pelo fato que tomou o primeiro gol aos 27 minutos ainda no primeiro tempo, perdendo por 1 x 0. É interessante  lembrar que o técnico Doriva, que não pode contar com Keno, Derley e Neris, não teve nos substitutos Jadson, Alan Vieira e Danilo Pires, a qualidade suficiente para manter a regularidade do time. E daí, no intervalo de jogo, consertar alguns detalhes, principalmente passando a jogar mais aberto, com o jogador Léo Moura, descendo sempre para o apoio.

Todos esperavam que após os dois jogos contra o Sport, onde o Santa Cruz empatou o primeiro, e venceu o segundo, conseguindo a classificação para a próxima fase da Sul Americana, o time conseguisse se superar emocionalmente. Porém tudo voltou a zero, porque a matemática para os três jogos da sequência Chapecoense, Sport e Atlético Paranaense, era a soma de no mínimo 7 pontos. Agora o Santa Cruz se obriga a vencer os dois futuros adversários, a começar domingo(11), onde pelo Sport Clube do Recife, que não vai querer perder nessa sequência de partidas contra o tricolor. Para esse compromisso, o Santa Cruz tem de volta  Keno, Derley e Neris. E será que esses atletas terão toda essa influência para o Santa se recuperar um pouco na classificação?

A sequência dos gols foi a seguinte: Kempes aos 27 do primeiro tempo pela Chapecoense; Artur empatou aos 11 do segundo tempo; Bruno Morais, que entrou no lugar de Grafite, virou aos 18 minutos;  finalmente no erro de arbitragem, entendendo que Danilo Pires cometeu  falta,  Kempes  empatava aos 41 minutos,  fechando  o  placar  em 2 x 2.

O torcedor tricolor compareceu e prestigiou a sua equipe, com um público de 12.265, e uma renda de R$ 230.510,00, o que entende-se uma boa renda e um bom público. O Santa Cruz joga nesse domingo(11), contra o Sport Clube do Recife.

Para complicar mais ainda a situação, os times que estavam próximos do Santa Cruz, conseguiram pontuar, exceção do América Mineiro. Isso fez o tricolor afundar mais ainda nesta rodada, tornando-se insustentável, por mais otimista que seja o torcedor, a chance do time se manter na primeira divisão ao final do campeonato.

Blog de Airton Sousa: Sport empata com sabor de derrota

Um final de semana altamente negativo para o futebol pernambucano, e para o Sport muito mais, que  apenas empatou com Internacional, neste domingo (28),  pelo placar de 1 x 1. No primeiro tempo, o time leonino não conseguiu se encontrar em campo, jogando um futebol lento, sem acertar na transição, com lançamentos à distância e permitindo que o Internacional ocupasse os principais setores do campo. Um total desencontro, tomando um gol de pênalti aos 9 minutos, numa falta de Paulo Roberto em Seijas, onde o próprio Seijas se encarregou da cobrança. Com um gol de vantagem , o time gaúcho foi dono das ações, jogando todo primeiro tempo no campo do Sport, sem que houvesse um melhor desempenho dos jogadores Samuel Xavier, Everton Felipe, Gabriel Xavier, Gonzales e Edmilson.

Na segunda etapa, o Internacional se acomodou um pouco, tentando segurar o placar e cedeu terreno para o Sport jogar. Com as alterações acontecidas, pelo Internacional Ariel, Eduardo Henrique e Fernando e pelo Sport Ruiz, Apodí e Vinícius Araújo, o jogo tomou outro rumo e houve uma predominância maior do time leonino, principalmente com o jogador Vinícius Araújo que marcou o gol de empate, numa sobra de bola na área, aos 44 minutos, decretando o empate milagroso de 1 x 1. Resultado ruim para as duas equipes. Para o time gaúcho porque com o empate permaneceu na zona de rebaixamento e para o Sport  porque vinha de uma goleada frente ao Botafogo, e também em razão do  empate ter sido na Arena. A verdade, é que em casa, é necessário que a vitória aconteça, o que não foi possível para o Sport nesse domingo (28). É inegável que as ausências de Diogo Sousa, Rogério e Rodney Wallace, contribuíram para o futebol que o Sport jogou. Próximo jogo do time leonino será contra o Corinthians em São Paulo, o que se torna uma situação mais difícil ainda.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz afunda cada vez mais

Neste domingo (28) deu Cruzeiro pelo placar de 2 x 0, diante do Santa Cruz. O time pernambucano fez um bom primeiro tempo, criou oportunidades de gol, porém mais uma vez a finalização não funcionou com qualidade, mesmo porque existe um detalhe no time tricolor, obrigatoriamente o jogador Grafite é quem tem que finalizar, caso contrário, os outros jogadores não tem a qualidade suficiente, e como Grafite vem mal nos últimos jogos,  o gol não sai. Jogadas foram criadas, o time pernambucano esteve melhor em campo, porém 0 x 0, foi o placar na primeira fase.

No inicio do segundo tempo, o Cruzeiro marcou o primeiro gol, o Santa Cruz sentiu e logo em seguida tomou o segundo, e a partir daí o emocional do time do Arruda foi para baixo e ficou impossível, oferecer alguma reação até  o final do jogo. Com mais essa derrota, o tricolor fica cada vez mais próximo do rebaixamento, como nós  afirmamos já no final do primeiro turno, diante da sucessão de resultados negativos. Há quem diga, que o melhor caminho é tentar aprimorar a participação na Copa Sul-Americana, tentando a classificação na segunda partida contra o Sport. O técnico Doriva, após o jogo demonstrava pessimismo, chegando a dizer que a situação era quase irremediável. Agora o Santa Cruz joga na quarta-feira, com o Sport pela Sul-Americana, e no final de semana, o adversário é a boa equipe da Chapecoense, em Recife, que por sinal vem muito bem no Brasileiro da série A, o que podemos dizer um adversário muito difícil de ser batido, diante da situação do time pernambucano na competição.

Blog de Airton Sousa: Sport e Náutico jogam mal e perdem

Abrindo a segunda fase do Brasileiro série B, o Náutico jogou na Arena Pernambuco e perdeu para o Criciúma pelo placar de 1 x 0. Um jogo em que nada deu certo, com todos os setores do time jogando mal, errando passes e finalizações. O técnico Alexandre Galo viu a derrota acontecer, sem qualquer condição pelo menos para empatar o jogo. No final, as explicações não convincentes e as justificativas que não tem qualquer sentido. Com essa derrota, o Náutico se afastou mais ainda do G4 e vem a preocupação, porque nessa fase, será imprescindível que a vitória em casa aconteça, além de jogando fora, ocorram empates ou vitórias, para que se tenha uma boa classificação na série B. O próximo adversário do time alvi rubro será o Vila Nova em Goiás, onde o Náutico tem que recuperar pontos, em razão da derrota em casa.

O Sport também perdeu, e perdeu de goleada para o Botafogo. Até então na zona de rebaixamento, com essa vitória, o time carioca aproximou-se dos dez primeiros colocados, respirando na competição e partindo para uma recuperação total. Por outro lado o técnico Oswaldo de Oliveira, saiu revoltado com o futebol que o time jogou, não quis dar entrevista e prometeu mudanças durante a semana, para o jogo contra o Internacional em Recife. A facilidade com que os gols do Botafogo aconteceram, foi algo impressionante. O primeiro gol, aos 47 minutos da primeira fase, uma falha individual do jogador Paulo Roberto e o goleiro Magrão, entregando de presente, ao jogador Sassá . O segundo gol, já no segundo tempo, também uma falha, desta feita de Magrão que largou a bola nos pés do atacante Sassá, que só fez empurrar para as redes. Quando se esperava mais empenho e correções do time leonino, aí veio o terceiro gol, também uma bola largada pelo goleiro Magrão nos pés do jogador Camilo. O técnico do Botafogo Jair Ventura, descobriu ao longo do jogo, que o mapa da mina era em cima de Renê, que voltou a jogar e jogar muito mal. Esperar para ver o que vai acontecer contra o time gaúcho no próximo final de semana.

Blog de Airton Sousa: Fim de semana com Pernambuco no Brasileirão

Depois de passar quase 20 dias sem jogar no Campeonato Brasileiro, o Náutico volta a campo hoje, sábado (20), na Arena Pernambuco contra o Criciúma. Na primeira partida no Paraná, o Náutico foi derrotado, e o jogo desse sábado tem um gosto de revanche, pela necessidade que o alvi rubro tem, de não tomar distância do G 4 da série B, e continuar sonhando pelo acesso a divisão primeira do Brasileirão. O técnico Alexandre Galo teve todo esse tempo para recuperar alguns jogadores, além de poder contar com alguns novos contratados, e traçar o seu plano tático para essa partida.

Lamentavelmente, o time timbu que não tem conseguido levar um bom público a Arena Pernambuco, outra vez deverá ter menos torcedores do que nos jogos anteriores, em razão de que o seu jogo será às 16 horas, enquanto que a decisão do ouro olímpico, do futebol masculino, envolvendo Brasil e Alemanha, está marcada para 17h30, e com certeza, esse jogo chama a atenção de todos, principalmente pela lembrança da decepção da copa de 2014, quando os alemães massacraram a seleção Brasileira com o placar de 7 x 1. Voltando ao jogo do Náutico, é esperar que o time Pernambucano, possa começar com o pé direito essa nova etapa do Brasileiro da série B.

Por outro lado pela série A, o Sport também joga hoje, às 21h, contra o time do Botafogo Carioca. O rubro negro vem de seis partidas sem conhecer uma derrota, e pretende manter esse feito contra o time da estrela solitária, que tem sua situação complicada, estando entre os quatro piores da competição. O técnico Oswaldo de Oliveira, pretende fazer algumas modificações, entre elas o retorno de Renê, depois de muito tempo, e Gabriel Xavier, no lugar de Diego Sousa, em razão da ausência do meia rubro negro, que está entregue ao Departamento Médico.

Finalmente no domingo à tarde, às 16h no Arruda, o Santa Cruz volta a campo, jogando no Arruda contra a boa equipe do Fluminense. O time tricolor tem a necessidade, mais do que nunca de somar três pontos, em razão do déficit que está, somando apenas 19 pontos, já contando com o empate no último jogo contra o Vitória no Barradão. A estréia do treinador Doriva é um outro ponto. O técnico trabalhou o grupo a semana inteira, faz algumas modificações, principalmente na meia cancha com a saída de Artur, entrando Pisano que estreou muito bem, marcando o gol do empate contra o Vitória , e ganhando a confiança do técnico e principalmente da torcida. Esse jogo contra o Fluminense, é um divisor de águas, porque o tricolor que está  ameaçado de rebaixamento e se obriga a vencer os jogos em casa e pontuar na casa do adversário. O time entra em campo, sabendo que tem a obrigação de somar no mínimo 46 pontos, ao longo da competição, para escapar do rebaixamento.

Blog de Airton sousa: Santa Cruz empata na Bahia

Ainda  sem o novo técnico Doriva, no banco, o tricolor conseguiu empatar com o Vitória em 2 x 2, na Bahia. O time baiano abriu o placar aos 5 minutos do primeiro tempo e dominava o jogo, quando o tricolor surpreendeu empatando aos 37 minutos, com um gol de Thiago Costa, fechando o primeiro tempo em 1 x 1.

No início do segundo tempo, aos 2 minutos, o Vitória virou. Depois disso se acomodou, sem dá ritmo ao jogo. Foi quado o técnico interino do Santa, Adriano, fez alterações e após entrar e fazendo a sua estréia, o jogador Pisano marcou o gol de empate, aos 38 minutos.

O Santa Cruz chega a 19 pontos, continua na 19ª posição e joga no próximo domingo (21), contra o Fluminense, e nesse jogo, já com o técnico Doriva, no comando do time tricolor. Mais uma vez a expectativa de acontecer a vitória, mesmo porque o mando de campo é pernambucano.

Blog de Airton Sousa: Sport – seis jogos sem perder

Voltando à Arena Pernambuco, o Sport Clube do Recife, abriu a segunda fase do Campeonato Brasileiro da Série A, jogando contra o Flamengo, com uma vitória de 1 x 0, através do atacante Edmilson. O jogador Diego Sousa, deixou o campo contundido, com a perspectiva de passar alguns jogos fora. Coincidência ou não, após a sua saída, o time leonino conseguiu mais velocidade e envolveu mais facilmente o time do Flamengo, que na maioria do tempo do jogo, não conseguiu se acertar em campo, graças a aplicação do time pernambucano.

O placar não traduziu o domínio do rubro negro. No entanto, foram 3 pontos importantes, levando o Sport a 26 pontos na competição, e completando 6 jogos sem perder, sendo 4 vitórias e 2 empates.

O próximo jogo do Sport será fora de casa, contra o Botafogo carioca. O torcedor continua eufórico com os últimos resultados do time.

Blog de Airton Sousa: Magrão e Rogério salvam o Sport

Depois de trinta e oito anos, sem vencer ao Cruzeiro em Belo Horizonte, o Sport consegue quebrar o tabu aplicando 2 x 1 no time mineiro. Mais uma vez uma atuação impecável de Magrão, sendo considerado o melhor jogador da partida, e Rogério em uma tarde de rara felicidade, que marcou os gols da vitória do rubro negro Pernambucano, aliando-se a atuação do sistema defensivo, mesmo com a ausência de Durval, onde Mateus Ferraz e Ronaldo Alves, evitaram também que o ataque cruzeirense fizesse mais jogadas ofensivas contra a meta de Magrão. O gol do Cruzeiro saiu no final do segundo tempo, sem permitir uma reação maior do time estrelado. Uma vitória extremamente importante, tirando o Sport da zona de rebaixamento, somando mais um resultado positivo, depois de ter vencido na Ilha, ao time do Grêmio por 4 x 2.

Agora é voltar para casa, recuperar alguns jogadores, e enfrentar um dos melhores colocados do Brasileiro da série A, o Atlético Paranaense, que vem com uma campanha de destaque e que vai obrigar o time leonino dobrar a qualidade, superando tudo que fez contra o Grêmio e o Cruzeiro, respectivamente. A primeira fase da competição, está chegando ao final, faltando apenas três partidas, coincidentemente duas na Ilha do Retiro, que será contra o Atlético do Paraná, o América mineiro, e encerrando a fase em Santa Catarina, contra o Figueirense.  É no minimo a chance de somar sete pontos, um empate contra o Atlético,  uma vitória diante do América, a pior equipe do Brasileirão da série A, e outra vitória contra o Figueirense. Foram seis pontos de muito valor, principalmente porque o time vinha variando muito de produção nas últimas partidas. É esperar que o embalo dos dois últimos resultados possa ser sequenciado nesses três jogos restantes da  primeira fase.

Blog de Airton Sousa: Sport supera e vence o Grêmio

Depois de vários resultados negativos, o Sport venceu na noite deste domingo (17/07), ao Grêmio pelo placar de 4 x 2. Chegou a aplicar 2 x 0, deixou o time gaúcho empatar, depois marcou o terceiro, e finalmente ao quarto gol, deixando a torcida  eufórica, porém apreensiva, com o desenrolar do placar. Os jogadores, após o encerramento, em conversa com a imprensa, chegaram a se auto elogiarem. Entendemos perfeitamente, porque vitória é isso mesmo, principalmente para um time que vem com  uma participação inconstante na competição. Agora é aguardar o próximo compromisso, fora de casa, desta feita contra o Cruzeiro em Belo Horizonte.

Enquanto isso, o técnico Oswaldo de Oliveira, procura no decorrer dessa semana, tranquilizar o seu grupo de jogadores, a fim de corrigir as falhas apresentadas até agora pelos comandados, porque segundo o técnico, os jogadores têm falhado, principalmente, pelo lado emocional, onde a ansiedade tem prejudicado um melhor rendimento. O treinador tem a semana toda para preparar a equipe. O Cruzeiro não deixa de ser um adversário complicado em qualquer posição que esteja na tabela. Por outro lado, o Sport precisa somar pontos, para  recuperar posição e chegar no final dessa fase com uma melhor pontuação.

Blog de Airton Sousa: Jogos de Pernambuco no Brasileiro

Mais uma vez os clubes de Pernambuco, na sua maioria, não se deram bem nas quatro séries do Campeonato Brasileiro. Foram cinco derrotas, um empate e uma vitória. No sábado Náutico e Sport perderam, e coincidência, começaram vencendo os jogos. O Náutico jogou em casa contra o CRB, partiu na frente e terminou cedendo a derrota pelo placar de 3 x 1, terminando a rodada na oitava posição, complicando mais ainda sua situação na competição.

Principalmente depois de perder seus dois zagueiros titulares, o Ronaldo Alves e o Fabiano Eller. Descansa a semana e joga no sábado(16/07), contra o Goiás, em Goiânia. Por sua vez  o Sport que perdeu para a Ponte Preta em Campinas, afundou ainda mais na tábua de classificação, descendo de pontuação. Agora joga em casa contra o Grêmio. A situação do rubro negro é cada vez mais preocupante, porque os desacertos continuam, e o ponto cruciante no jogo contra a Ponte foi o sistema defensivo.

Ainda bem que o Santa Cruz, se superou e mesmo não jogando bem, conseguiu vencer ao Internacional por 1 x 0, com um gol de Keno, aos 47 minutos do primeiro tempo. Grafite ausente, Marion estreando sem convencer, Derley entrando no segundo tempo e ajudando William Correia a proteger a frente de área, e as demais peças sem conseguirem se destacar. No entanto a vitória chegou, depois de muitos resultados negativos, dando sobrevida ao técnico Milton Mendes, e oportunidade a alguns jogadores. Estão chegando novos contratados e espera-se que sejam de uma qualidade mais apurada do que os que estão atualmente no elenco, para tentar salvar o Santa Cruz do rebaixamento para a segunda divisão.

América perdeu por 2 x 1 para o Sousa e tem complicada a sua situação. O Salgueiro perdeu para o Ríver por 1 x 0, dentro da inconstância do time na competição. O Serra Talhada, para manter a tradição, continuou perdendo,  desta  vez  para  o  Itabaiana,  por 1 x 0. Finalmente o Central que necessitava de uma vitória, partiu na frente,  mas depois cedeu o empate ao Parnahyba, pelo placar de 1 x 1. Volta para casa pensando em um único resultado, uma vitória contra o Guarany de Juazeiro do Ceará. Entretanto, o empate não foi um resultado de se desprezar, porque coloca o Central na briga por uma vaga na próxima fase.

Blog de Airton Sousa: Calendário CBF 2017

A Confederação Brasileira de Futebol, acaba de divulgar o calendário para 2017, com pré-temporada, competições estaduais, regionais e nacionais. Sendo assim, disponibilizamos dados de como ficou  a temporada do próximo ano.

Os clubes  terão uma pré-temporada de 25 dias. Os campeonatos Estaduais começam em 29 de janeiro, indo até 30 de abril, com aproximadamente 90 dias, e previsão de 18 datas. Enquanto isso, os Regionais começam em 25 de fevereiro, e aproximadamente 8 datas,  porém há possibilidade do Nordestão ser ampliado, conforme informou a CBF.

Para finalizar o calendário do próximo ano, a previsão é de começar no dia 6 de abril, os jogos da série B, e também em abril, no dia 7, os jogos da série A. Com esse calendário ficam faltando as datas das séries C e D.

Portanto, os clubes terão muito tempo para se estruturarem e não deixarem para cima da hora os preparativos para as mais diversas competições, principalmente os considerados grandes clubes do nosso  futebol.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz pode devolver a Z 4 ao Sport

O time tricolor que joga nesta quinta-feira (30) no Arruda contra a Ponte Preta e poderá sair da zona de rebaixamento, caso vença o jogo. O Santa Cruz com o resultado anterior contra o Corinthians entrou pela primeira vez no Z 4. O torcedor está preocupado com a queda de rendimento do time, as deficiências e a limitação. Dispensas e novas contratações deverão acontecer, e todos estão conscientes da atual situação. Uma sobrecarga colocada nas costas do jogador Grafite, artilheiro do campeonato, porém se estivesse ao seu lado, um companheiro de qualidade ofensiva, estaria rendendo muito mais. O treinador  tem perdido noites e mais noites de sono, para fazer a equipe jogar como no início  do campeonato e não tem conseguido, graças a ineficiência da maioria dos seus comandados.

Para a partida desta quinta-feira (30), todos esperam que o time entre consciente da necessidade de vencer, para sair da  zona de rebaixamento e terá pela frente um adversário complicado de ser batido. O fato de jogar no seu campo, aumenta mais ainda a responsabilidade do tricolor. O técnico Milton Mendes faz alterações verdadeiramente necessárias, para testar o rendimento e buscar uma vitória contra a Ponte, que a exemplo da equipe tricolor, também caiu na classificação e vem em busca de recuperação, com o prenúncio de um jogo bastante disputado. Portanto, esperar que a vitória fique com o Santa Cruz e  que o time possa reiniciar a sua recuperação no Campeonato Brasileiro, mesmo porque o próximo jogo  é fora, contra o Botafogo.

Blog de Airton Sousa: Sport joga mal e perde para o Vitória

Separar as coisas, é esse o fato que devemos proceder, ao analisar a derrota do Sport nesta quarta-feira (29), para o Vitória, em Salvador. O time leonino foi dominado o tempo todo, jogou recuado, teve dois jogadores expulsos, Everton Felipe aos 23 do primeiro tempo e Lenis aos 21 minutos da segunda etapa, que entrou aos 16 minutos, jogando apenas 6 minutos. Nos dois casos, o árbitro Leonardo Garcia do Rio de Janeiro, procedeu corretamente, como manda a regra. No entanto, dirigentes e comissão técnica, creditaram a arbitragem a derrota, para fugirem a responsabilidade do resultado negativo, inclusive sem a dignidade profissional de prestarem explicações a imprensa, no final do jogo, num total desrespeito aos profissionais e aos torcedores.

Como se não bastasse, falhas de marcação, recuo exagerado, laterais sem a qualidade necessária, meio de campo perdido e um ataque frágil, o Sport era tudo isso e muito mais, permitindo o tempo todo que o ala do  Vitória, Diego Renan, conseguisse jogar livre e  ser o melhor jogador em campo, pela maneira ofensiva como atuou em cima de Samuel Xavier. As mudanças tardias e erradas, também contribuíram para o Sport nada produzir. Dos jogadores que entraram, apenas Rogério somou, o restante foi uma troca de seis por meia dúzia.

Com a derrota e o futebol que o time jogou, fica a pergunta: a goleada na Chapecoense foi uma zebra, ou um desses dias em que tudo dá certo, para um time inconstante e cheio de deficiências? Eu prefiro dizer que o Sport não está pronto para a competição e que o elenco apresenta muitas limitações. De tudo, ficou um fato concreto, mesmo tomando três gols, o goleiro Agenor não teve culpa nenhuma, inclusive salvando em outros lances, o Sport de tomar uma goleada.  Vem aí mais um teste  para  o  rubro  negro,  nessa segunda (04/07), que jogará contra o Palmeiras, onde o time Pernambucano, com as voltas de Rithely e Magrão, terá a obrigação de se superar.

Blog de Airton Sousa: Sport continua na zona de rebaixamento

É interessante o futebol nordestino, se contenta com qualquer coisa, exemplo, o empate contra o São Paulo (236), prevalecendo a invencibilidade do time São Paulino, completando dezoito jogos no Morumbi. Em outras oportunidades, se o Sport tivesse melhor colocado, tudo bem. Porém, o empate não tirou o time leonino da zona de rebaixamento, daí entendermos que  não foi um bom resultado. Até 15 minutos de jogo, o São Paulo pressionou, porque o time Pernambucano estava respeitando demais. A partir do momento que o Sport passou a marcar o time paulista, no seu campo, as coisas mudaram e houve um equilíbrio entre os dois times.

No segundo tempo com o São Paulo desperdiçando oportunidades diversas e o Sport criando também outras, porém sem atingirem os objetivos que era a vitória, o jogo ficou mais agradável. No entanto, não passou de 0 x 0. Agora, o rubro negro enfrenta ao time da Chapecoense na Capital Pernambucana, com a obrigação de vencer ao organizado time de Santa Catarina. Se vencer poderá sair da incômoda zona de rebaixamento, se perder irá afundar mais ainda, tendo inclusive, a possibilidade de ter como companheiro o seu arqui-rival Santa Cruz, que também joga, desta feita em São Paulo com o bom time do Corinthians.

É difícil a situação de Pernambuco no Campeonato Brasileiro da série A. Já se foram nove rodadas e não mostramos, com raras exceções, uma qualidade que nos garanta uma primeira divisão no próximo ano. Por enquanto, simplesmente esperar que nas contratações do Sport, os resultados venham e que o torcedor sofra menos. Entretanto, o momento, é de sofrimento e expectativa para os torcedores. O bom, é que nem o torcedor do Sport pode falar do torcedor tricolor e o torcedor tricolor pode falar da torcida rubro negra.  O final de semana, poderá levar para o céu, ou para o inferno. Não é pessimismo, é uma realidade que nos cerca, infelizmente.

Foto: Internet

Foto: Internet