Cachoeirinha-PE: Comunicado – Cadastramento do Transporte Escolar 2019

A partir desta quinta-feira (10) até o dia 25 de janeiro, a Prefeitura de Cachoeirinha, através da Secretaria de Educação estará cadastrando e renovando todos os alunos que estudam fora do município e que necessitam se deslocar através do transporte  escolar.

transporte-universitario-v1

Os interessados deverão se dirigir até a secretaria de educação que fica localizada na Avenida Boa Vista, ao lado da Academia das Cidades, no horário das 07 às 12h, munidos dos seguintes documentos:

  • CPF;
  • RG;
  • TÍTULO;
  • COMPROVANTE DE RESIDÊNCIA;
  • COMPROVANTE DE MATRÍCULA;
  • DUAS FOTOS 3X4.

 

Caruaru-PE: Cadastro para aquisição de barracas no São João será iniciada

As pessoas que têm interesse em comercializar no Pátio de Eventos precisam ficar atentas. É que o cadastramento para aquisição de barracas no formato 2×2, durante o período de São João, terá início na próxima segunda-feira (05) e segue até o dia (09).

Para isso, as pessoas deverão comparecer à Secretaria da Fazenda, de segunda a sexta, das 7h às 13h, munidas de cópias dos documentos de identificação (Identidade, CPF e comprovante de residência). Após o procedimento, na semana seguinte, dia 14 (quarta-feira), será realizado o sorteio dos espaços, para que todos possam concorrer igualmente.

Ao todo, estão sendo disponibilizadas 150 barracas 2×2,  no valor de de R$ 1.600,00, que deve ser pago no dia 16 de maio. Se houver desistência, a barraca será repassada para outra pessoa que estará inserida no cadastro reserva.

A Secretaria da Fazenda funciona no Centro Administrativo, localizado na avenida Rio Branco, S/N, no Centro.

Foto da Internet

Foto da Internet

TV Replay, o que é bom se repete!

Caruaru-PE: Diretoria de Feiras e Mercados realiza cadastramento de carroceiros

Semanalmente, mais de 40 mil compradores vão à Feira da Sulanca e ao Parque 18 de Maio para adquirir bens e investir em mercadorias. A estimativa é que mais de R$ 50 milhões sejam injetados na economia local a cada feira. Como forma de dar mais comodidade, conforto e segurança para os clientes e prestadores de serviços dos dois pontos, a diretoria de Feiras e Mercados colocará em prática o projeto de requalificação e cadastramento dos carroceiros.

A partir desta segunda-feira (10), todos os carroceiros deverão comparecer à diretoria de Feiras e Mercados para realizar o cadastramento. Para o coordenador administrativo da diretoria, Felipe Augusto, “a iniciativa é extremamente importante para termos o controle desses prestadores de serviços e para oferecermos melhorias para eles e para os nossos clientes.”

“Como forma comparativa, podemos citar o processo dos mototaxistas em Caruaru. Nossa ideia é fazer o mesmo trabalho desenvolvido com os mototaxistas. Queremos pintar as carroças, criar um número de identificação do carroceiro e distribuir o colete também com essa numeração. Nossa ideia também é de identificar pontos específicos para que eles possam ficar. Além de facilitar a vida do comprador, será muito útil para os próprios profissionais, uma vez que trará mais segurança para eles desempenharem sua função”, explicou o diretor de Feiras e Mercados, Jorge Quintino.

Hoje, não existe um número exato de carroceiros que trabalham no Parque 18 de Maio e na Feira da Sulanca. Isso dificulta o trabalho, pois não se têm muitos subsídios que justifiquem, por exemplo, a realização de investimentos para a categoria. O projeto prevê, portanto, a padronização das carroças, dos coletes e dos pontos fixos a serem utilizados.

Outro aspecto que justifica a realização desse procedimento é aumento da segurança tanto para compradores quanto para vendedores, tendo em vista que o cadastramento garantirá um acompanhamento efetivo do carroceiro que circula com mercadorias no entorno do Parque 18 de maio, além de fortalecer a categoria e inibir a possível entrada de pessoas mal intencionadas que se utilizam da profissão para praticar atos criminosos.

Para realizar o cadastro é necessário que o carroceiro vá à diretoria de Feiras e Mercados, que fica perto da Feira de Ervas, munido de documentos de identificação (Identidade, CPF e comprovante de residência). A diretoria funciona de segunda a sábado, das 7h às 13h.

 749-360-10722343

TV Replay, o que é bom de repete!

Governo quer garantir qualidade da internet banda larga no país

A presidente Dilma Rousseff disse hoje (10) que o governo pretende garantir a qualidade da internet banda larga no país. Ao comentar medidas anunciadas pela Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL)sobre o assunto, a presidente destacou que o país registra atualmente 78 milhões de conexões banda larga, sendo 59 milhões de internet portátil.

No programa semanal Café com a Presidenta, Dilma lembrou que um decreto publicado em outubro do ano passado determinava que a Anatel definisse critérios para avaliar e monitorar os serviços de internet prestados no Brasil.

“Muitos consumidores estavam reclamando da velocidade e da estabilidade das conexões. Reclamavam que pagavam e não recebiam pelo serviço pago. Em muitos casos, os consumidores recebiam apenas 10% da velocidade da internet que eles tinham contratado com as empresas prestadoras desse serviço”, afirmou.

Durante a entrecista, a presidente reforçou que, a partir de outubro, as operadoras com mais de 50 mil usuários deverão entregar, em média, por mês, uma velocidade mínima de conexão de 60% da anunciada. “Estamos trabalhando para ampliar cada vez mais o acesso das famílias a uma boa conexão de internet”, disse a presidente. “Fiscalizar significa garantir ao consumidor a necessária proteção contra serviços de má qualidade, garantir o rigoroso cumprimento do que foi por ele contratado e pago. Só assim o consumidor terá os seus direitos respeitados.”

Pouco mais de uma semana do início do cadastramento de usuários para testar a qualidade da banda larga fixa no país, aproximadamente 32 mil pessoas se inscreveram para participar da medição, que será feita por uma entidade aferidora selecionada pela Anatel.

Os dados coletados serão divulgados mensalmente pela Anatel e servirão para que o órgão avalie se as empresas estão cumprindo as metas de qualidade estabelecidas. No caso de descumprimento, a agência poderá estabelecer prazos para que o problema seja resolvido, aplicar multas ou até determinar a proibição de vendas.

Fonte:<http://cafe.ebc.com.br>, acesso 10/09/2012.