Blog de Airton Sousa: Brasileirão série A chega ao final

Após 15 dias de paralisação, o Campeonato Brasileiro da série A, chegou ao final neste domingo(11/12). Para a maioria dos clubes, nem tanta expectativa, porém para Sport, Vitória e Internacional, na faixa de baixo da tabela, existia uma tensão gigantesca, porque esperava-se desses três clubes, a última equipe que acompanharia Figueirense, América Mineiro e o Santa Cruz.

Em Recife, o Sport com mais de 25.000 torcedores na Ilha do Retiro, venceu ao Figueirense pelo placar de 2 x 0. Um jogo fraco no primeiro tempo, onde o Figueirense esteve o tempo todo atrás, dificultando o trabalho ofensivo do time Pernambucano, e não passando de 0 x 0, deixando a torcida nervosa e tensa.

Porém, na volta do segundo tempo, o time comandado por Daniel Paulista, mudou de comportamento, e já no início da segunda fase, com um gol de Rogério, obrigou ao time de Santa Catarina mudar de comportamento, no entanto de nada adiantou, porque prevalecia o domínio rubro negro, até que aos 44 minutos, Diego Sousa marcou o segundo gol , tranquilizando a torcida  e garantindo o Sport na primeira divisão, com a décima quarta posição, e além do mais uma vaga na Sul americana de 2017.

Enquanto isso o sofrimento da torcida do Internacional aumentava, com o Fluminense perdendo um pênalti, marcando primeiro e sofrendo o empate. Porém de nada adiantava para o time gaúcho, que estará pela primeira vez na série B em 2017. Por sua vez, mesmo perdendo em Salvador para o Palmeiras pelo placar de 2 x 1. Com a combinação dos resultados, o Vitória continua na série A, em 2017. Sendo assim, o Nordeste terá no próximo ano, três representantes na divisão principal do futebol Brasileiro: Sport, Bahia e Vitória.

Blog de Airton Sousa: Sport em pé de guerra

Dá a impressão, que o clima das eleições no Sport, estão influenciando dentro de campo. Os dois lados, situação e oposição, trocando farpas, fazendo valer o sentimento e a vaidade pessoal, e não o bem estar do clube, que aliás está precisando de reciclagem administrativa, patrimonial e técnica. Com a aproximação do dia das eleições, os homens não economizam acusações, dúvidas no comportamento moral e fazendo recordar administrações passadas, com alguns candidatos do momento, onde o Sport passou por momentos iguais ou piores que os atuais. É uma pena, que um patrimônio social e esportivo, seja delapidado como está sendo, por uma simples razão: a vaidade sobrepujando o bom senso.

Por outro lado, alguns jogadores, entre eles Durval, se sentem no direito de cobrar titularidade, injustiça pela perda da titularidade, acusando alguns treinadores, dos quais o técnico Oswaldo de Oliveira, que o afastou da titularidade, colocando o jogador no banco. Quando escalado para o time principal, no jogo contra o Figueirense, o jogador desabafou dizendo ter ficado ” p ” da vida com a situação constrangedora que ficou durante essa fase.

Só resta esperar, que a tempestade das eleições possam passar, e que o Sport tenha, no próximo mandato, mais harmonia e organização, além de resultados, que aliás, há bastante tempo, o Sport não conquista. Enquanto isso em campo, espera-se que os jogadores tirem de letra, se superem e possam dar a torcida, o melhor presente, que é segundo o jogador Diego Sousa, a manutenção na primeira divisão. Pois é, são vaidades, acima de vaidades, tudo isso contribuindo para essa fase desgastante que o rubro-negro está passando.

Blog de Airton Sousa: Difícil recomeço para o futebol

Após uma semana cheia de tristeza, lembranças, perdas, homenagens e emoções, o mundo do futebol tenta voltar pouco a pouco à rotina. Como será esse recomeço, em meio a necessidade que o futebol tem de sequenciar as suas competições. O Campeonato Brasileiro deverá terminar nesse dia 11 de dezembro e o jogo que seria entre Atlético Mineiro e a Chapecoense, ainda é uma interrogação. A partida que seria entre o Atlético de Medelim e a Chapecoense, qual definição terá? Como será o reinício do time de Chapecó?

Bem, tudo isso só os dias é que poderão mostrar. Porém, em meio a palavras e gestos, com certeza, aos poucos o mundo da bola deverá girar, de uma maneira ou de outra. No entanto, alguns exemplos que merecem ser ditos, as torcidas principalmente dos grandes clubes, sempre demonstraram uma selvageria sem precedentes, marcaram encontro na Praça Charles Miller, em frente ao estádio do Pacaembu, desta feita não para se digladiarem, como sempre fizeram, mais para fazer alguns minutos de reflexão. Lá estavam os chefes das torcidas do Palmeiras, Corinthians, São Paulo e Santos. E o mais impressionante, firmaram um compromisso de paz e não de guerra. Foi preciso uma tragédia, para que essas torcidas usassem a sensibilidade de perceber que violência só gera violência. Torcer que isso possa, de fato acontecer, após o momento de toda essa comoção.

Agora, espera-se para os clubes que encerrarão, no próximo final de semana o Brasileirão, superarem todas essas emoções. De um lado a luta pela inclusão na Libertadores de 2017, dos que estão no bloco de cima; de outro lado, na parte de baixo,  a disputa entre Internacional, Vitória e o Sport Clube do Recife, para escaparem do rebaixamento. Esta é a situação da última rodada. Que os profissionais da bola, do microfone, das câmeras, possam se unir às torcidas, para fecharem o Campeonato Brasileiro, que, apesar de ser de uma maneira triste, que seja de forma digna da tradição e do conceito no nosso futebol.

Blog de Airton Sousa: Santa fecha penúltima rodada com goleada

Uma coisa não faltou ao longo do Campeonato Brasileiro, ao Santa Cruz, garra e determinação, apesar do rebaixamento que era anunciado há bastante tempo. Desta feita o jogo do time tricolor em casa, foi simplesmente espetacular, principalmente nos momentos finais do segundo tempo, onde três gols aconteceram em menos de cinco minutos, transformando o final da partida em uma verdadeira festa de gols.

Pouco importa se o time gaúcho estava com reservas, focado na decisão da Copa do Brasil ou não, para a próxima quarta-feira, contra o Atlético Mineiro. O que interessa é que o tricolor fechou com chave de ouro, em casa, a sua última partida com o seu mando de campo. O placar de 5 x 1, construído com méritos do Santa Cruz, e com falhas no planejamento tático do time gremista, que partiu para cima, se abriu e facilitou a criação de três gols, nos cinco minutos finais do jogo.

Agora, é encerrar contra o São Paulo com dignidade, de cabeça erguida, apesar do rebaixamento e com o desmonte de grande parte do elenco. Inegavelmente, o time do Arruda, teve altos e baixos, e o resultados todos já sabiam antecipadamente, a dificuldade de se manter na primeira divisão. João Paulo, Keno, Léo Moura, entre outros nomes, sairão do time tricolor, e agora é pensar no que pode ser feito para reestruturar o time para as competições de 2017, além da preocupação principal, a falta de dinheiro e os compromissos a serem resolvidos. Grafite se aproxima da artilharia da competição, com 13 gols, tendo ao seu lado mais um jogador que atua em Pernambuco, Diego Sousa com 14 gols, provando a qualidade ofensiva do Santa Cruz e do Sport com esses dois jogadores.

Blog de Airton Sousa: Sport ainda incerto na série A

Ainda não foi no jogo contra o América Mineiro, neste sábado(26), que o Sport se garantiu na primeira divisão do próximo ano. Um jogo pobre de técnica e de qualidade, o time leonino saindo na frente aos 11 minutos do primeiro tempo, com um gol de Rodney Wallace, dando a impressão que um placar elástico estaria para acontecer, e que o time iria sair das Minas Gerais com a manutenção na primeira divisão garantida. Mais não foi dessa vez, porque realmente o time apresentou um futebol improdutivo, devagar e sem vibração, mesmo assim venceu o primeiro tempo por 1 x 0.

No segundo tempo, o América mudou taticamente, povoando melhor os espaços, e chegou ao empate, aos 8 minutos, com um gol de Danilo, numa falha de marcação de Samuel Xavier. Depois do empate, o técnico Daniel Paulista substituiu Apodí e Ruiz, colocando Vinícius Araújo e Everton Felipe, porém o Sport continuava com as mesmas deficiências, até que Michael marcou de cabeça aos 19 minutos, em uma falha do goleiro Magrão, na desvantagem no placar, outra vez mais uma substituição, saindo Ronaldo e entrando Gabriel Xavier, aos 31  minutos.

Finalmente, com uma bonita cobrança de falta por Diego Sousa, e a cabeçada surpreendente de Ronaldo Alves, estava empatado o jogo, e não foi dessa vez que o time Pernambucano, garantiu a sua manutenção na primeira divisão, adiando para o último jogo, na Ilha, contra o Figueirense. Agora, é ficar de olho no jogo do Internacional, contra o Cruzeiro, em Porto Alegre.

Blog de Airton Sousa: G4 e Z4 ainda em disputa na série A

Que América, Santa Cruz e Figueirense já estão rebaixados, já sabemos. Agora a questão é saber quem será o outro clube, a formar o Z4, e consequentemente ser rebaixado para a série B, em 2017. Uma disputa acirrada entre Sport, Vitória e Internacional. Este, inclusive, nesta segunda-feira(21/11), perdeu para o Corinthians, de uma maneira duvidosa, pela marcação de um pênalti, que deu a vitória ao time Corintiano, que aproximou-se do G6, e volta a brigar por uma vaga na Libertadores.

O Sport tem 43 pontos, e entende-se que a salvação foi aquele resultado, no mínimo comprometido contra o Grêmio, porque a sequência do time rubro negro, foi duas derrotas, contra o Cruzeiro, na Ilha do Retiro e contra o Atlético, no Paraná. Porém entre os três ameaçados, o time leonino, é o que está com mais probabilidade de se manter na primeira divisão.

O Vitória, por sua vez, é o 16º colocado, tem 42 pontos e enfrenta na 37a rodada, o Coritiba, no Paraná, encerrando em casa contra o Palmeiras. Portanto também apresenta possibilidade de se manter na divisão de elite. Porque neste caso, a exemplo do Sport, o time baiano só depende dele.

Agora, complicada mesmo, é a situação do Internacional que continua na zona de rebaixamento, com 39 pontos, e que teve sua situação mais complicada, após a derrota para o Corinthians. Tem pela frente dois jogos difíceis, na 37a. rodada, na Arena Beira Rio, enfrenta o Cruzeiro, e na última rodada, tem fora de casa, o  Fluminense. A situação complica mais ainda, porque além de vencer, o clube gaúcho tem que torcer por resultados negativos do Sport ou do Vitória. Realmente, a situação do Internacional, é com certeza, a mais complicada, o que podemos dizer que o time colorado, está com o pé na segunda divisão em 2017.

Blog de Airton Sousa: Resultados de Pernambuco na série A

Um jogo eletrizante, com seis gols e uma partida disputada do começo ao fim. Foi esse o resultado do encontro deste domingo às 18:30 h,  no Estádio José do Rego Maciel, envolvendo Santa Cruz e Atlético Mineiro. No final, o placar de 3 x 3, com gols que surgiam a cada momento, tornando o jogo extremamente gostoso de ser assistido.

No primeiro tempo o tricolor venceu parcialmente pelo placar de 2 x 1, com Fred marcando aos 5 minutos, Grafite aos 13 minutos, e Keno aos 30 minutos. O técnico Marcelo Oliveira, do Atlético, contou com Fred, Marcos Rocha, Rafael Carioca e Cazares. Os demais titulares foram poupados, em razão da primeira partida decisiva, que acontecerá quarta-feira(23), contra o Grêmio, na decisão da Copa do Brasil.

Na segunda etapa, mais gols e emoções. Clayton empatou aos 9 minutos, Vitor desempatou aos 13 minutos e finalmente Hyuri fechou o placar aos 34 minutos. O time mineiro com o empate, continuou no quarto lugar com 62 pontos, enquanto que o Santa Cruz continua na décima nona, com 28 pontos. O próximo jogo do tricolor Pernambucano será contra o Grêmio no Arruda.

Por sua vez, o Sport perdeu para o Atlético Paranaense pelo placar de 2 x 0, em um jogo em que o rubro negro, voltou a jogar mal, entre eles Diego Sousa, com um futebol lento e improdutivo, sendo na sequência, duas derrotas consecutivas. Passes errados, meio de campo dominado pelo meio de campo adversário, e o goleiro Ueverton, do Atlético, sem nenhum trabalho. André Lima marcou aos 22 minutos, enquanto que Tiago Heleno, de pênalti, fez o segundo gol, tudo isso no primeiro tempo.

No segundo tempo, o Sport melhora um pouco, tem oportunidade de gols com Diego Sousa, aos 7 minutos e Ritchely,  aos 14 minutos. Depois disso, o time paranaense voltou a dominar o jogo, mesmo com as entradas de Apodí, Túlio de Melo e Gabriel Xavier, que não influenciaram em nada, para evolução do time Pernambucano.

Com essa derrota, o Sport continua na décima quinta posição, com 43 pontos, porém com o resultado do Vitória, contra o Figueirense pelo placar de 4 x 0, a situação do time da Ilha do Retiro, agora fica complicada, visto que apenas um ponto, separa o rubro negro Pernambucano, do rubro negro Baiano. O próximo jogo do Sport, é contra o já rebaixado América Mineiro, em Minas Gerais.

Blog de Airton Sousa: Rodada de derrotas para Pernambuco

Uma rodada, que não trouxe resultados positivos para o futebol Pernambucano, na primeira divisão. Só faltava essa derrota para matematicamente o Santa Cruz ser declarado rebaixado, e foi isso que aconteceu, quando o time enfrentou ao Coritiba na noite dessa quarta-feira(16), pelo placar de 1 x 0. Outra vez o tricolor não jogou mal, porém, não conseguiu marcar nenhum gol, e saiu de campo derrotado. Agora sim, oficialmente o Santa Cruz é segunda divisão em 2017. No entanto, desde o jogo contra o Atlético Mineiro, em 11 de julho, que nós afirmávamos as chances do time ser rebaixado, pelo mal futebol praticado e pela limitação do elenco. Agora, o Santa Cruz tem três partidas, para encerrar a sua participação no Nacional de primeira divisão.

Enquanto isso, a torcida do Sport tem que agradecer de joelhos ao Grêmio, pela maneira como jogou e perdeu pelo placar de 3 x 0, salvando o Sport de estar mais próximo ainda da zona de rebaixamento. Quanto ao jogo contra o Cruzeiro, novamente o rubro negro foi um time desencontrado, com um futebol confuso, desde os alas até os atacantes. Além disso, para culminar a fraca atuação do time leonino, Diego Sousa, quando jogo ainda estava 0 x 0, com excesso de confiança, e embalado pela torcida, desperdiçou um pênalti, aos 39 minutos do primeiro tempo. Coincidência ou não, em seguida, poucos minutos após, o Cruzeiro monta um contra ataque e consegue marcar com o jogador Henrique, aos 43 minutos.

No segundo o tempo, com todas as tentativas, o técnico Daniel Paulista não conseguiu ajustar o seu time, e aos poucos, o Cruzeiro foi  consolidando a sua vitória, para tristeza e preocupação da torcida rubro negra. O Cruzeiro agora, soma 47 pontos e se distancia da zona de rebaixamento, para tranquilidade do técnico Mano Meneses. Por outro lado, com a derrota e consequentemente a vitória do  Coritiba, o Sport desceu mais um degrau. Agora é o 15º colocado, e fica torcendo que, Internacional e Vitória, que jogam nesta quinta-feira(17), não vençam os seus adversários, caso contrário, as coisas podem complicar para o time leonino, aproximando-o da zona de rebaixamento. O público foi de 25.477 foi torcedores, para uma renda de R$ 124.790,00.

Blog de Airton Sousa: Náutico vence mas permanece fora do G4

Vejam só, que prejuízo o time do Náutico sofreu, por ocasião da derrota para o Clube de Regatas Brasil, no momento, e após o jogo. Com a vitória o time alagoano, voltou para a briga pelo G4, somando 52 pontos; como se não bastasse e com o resultado contra o Tupy, em Juiz de Fora, foi a 55 pontos e fechou a rodada na 6ª posição. Quanto ao Náutico, mesmo vencendo em casa pelo placar de 1 x 0 ao time do Goiás, não entrou no G4, em razão da vitória do Bahia, pelo placar de 1 x 0, contra o Sampaio Correia, no final do segundo tempo. A briga pela primeira divisão, aumenta cada vez mais. O Atlético com 67 pontos, em primeiro lugar. O Bahia, com 59 pontos é o segundo colocado. O Vasco, após o empate em São Januário, fica na terceira posição, com 59 pontos. E finalmente, o  Avaí fecha o G4, somando 58 pontos, na quarta posição.

Na sequência, o Náutico tem 57 pontos, sendo  o  quinto  colocado, e é perseguido  pelo C R B e Londrina, ambos  com 55 pontos. A disputa promete muito mais, nessa reta final do  Campeonato Brasileiro da segundo divisão.

Quanto ao jogo dessa terça-feira, na Arena de Pernambuco, o Náutico fez um jogo apenas sofrível, diante de um adversário que possui um bom conjunto técnico e jogadores de valores indiscutíveis, para um time de segunda divisão. Um primeiro tempo, em que o time do Goiás predominou do meio de campo para frente, e o Náutico em raros momentos, tentou chegar ao gol do time Goiano. Terminando em 0 x 0, a primeira fase, onde o goleiro Julio César trabalhou bastante, e evitou uma derrota do seu time.

No segundo tempo, muita disposição do time de Gilson Kleina, buscando sempre o atacante Walter, que preocupou muito a zaga timbu. De repente, o técnico Givanildo Oliveira, faz Mailson entrar em campo, e como que um capricho da sorte, é o Mailson que em uma jogada individual, envolve a zaga do  Goiás e chuta para marcar o gol da vitória timbu.

Agora o Náutico parte para um compromisso difícil e direto, contra o time do Avaí, em Santa Catarina, nesse sábado. Só a vitória interessa ao time de Givanildo, porque o adversário tem dois pontos a mais, portanto se beneficiaria com o empate, ao contrário do time Pernambucano. Agora, é tudo ou nada. Um erro é fatal, e pode diminuir as chances do time que errar, principalmente em casa.

Blog de Airton Sousa: Sport distancia-se do Z4

Como sempre, o futebol apresenta surpresas. Por mais que fosse otimista, tenho certeza de que o torcedor do Sport, não esperava uma goleada de 3 x 0 no Grêmio, mesmo porque na história dos confrontos entre os dois times, o rubro negro nunca havia vencido ao Grêmio, no Rio Grande do Sul. Uma vitória surpreendente, e que deixa o Sport a 4 pontos de se livrar do rebaixamento para a segunda divisão.

Pouco importa nesse instante, se o Grêmio perdeu para o Sport, com a finalidade de prejudicar ao Internacional. Sinceramente, seria tirar o mérito da bonita vitória do time Pernambucano. O que realmente aconteceu no jogo, é que o Grêmio só jogou até 35 minutos do primeiro tempo, onde a princípio, o Sport sentiu a ausência dos dois volantes titulares, Rithelly e Paulo Roberto e do lateral Samuel Xavier, também porque não havia nos jogadores Neto Moura e Ronaldo, uma cobertura suficiente para evitar a facilidade dos jogadores do Grêmio pelo meio, e a liberdade que Douglas encontrava para dominar a meia cancha rubro negra.

Além de tudo, o Sport teve durante os 35 minutos iniciais, uma quantidade inexplicável de passes errados. A reação do Sport, após os 35 minutos surpreendeu ao  time gaúcho, que passou a demonstrar muita ansiedade por que o gol não saía. Aí veio a surpresa com um belo chute de Diego Sousa, aos 44 minutos, dando a vitória de 1 x 0 para o  time de Daniel Paulista, no primeiro tempo.

Quando se esperava um Grêmio mais tranquilo, eis que o Sport surpreende e marca com Rogério aos 2 minutos, o segundo gol, com um belo cruzamento de Ruiz. A partir daí, o time leonino passou a jogar com inteligência, irritando ao adversário, que se rendia a cada instante, principalmente com o cansaço apresentado pelo pulmão gremista, o jogador Douglas. Outras chances surgiram para o time Pernambucano, a exemplo de uma bola na trave de Diego Sousa, aos 30 minutos.

Porém, a noite era de Pernambuco, e aos 45 minutos, outra vez, Diego Sousa marca,  fechando o placar de 3 x 0.  Como detalhe, a última vitória do Sport no Brasileiro deste ano, foi na 16ª rodada, contra o Cruzeiro em Belo Horizonte,  no dia 24 de julho. Daí, podermos dizer que a vitória contra o Grêmio, teve vários pontos importantes. Entre eles, o fato de a partir de agora, o time estar necessitando de 4 pontos, entre os 12 que serão disputados, para se manter na primeira divisão. Não resta dúvida, que o técnico Daniel Paulista, os jogadores e a torcida, estão mais otimistas pela manutenção do time rubro negro na primeira divisão. Contudo, a acomodação não pode e nem deve acontecer.

Blog de Airton Sousa: Sport consegue distanciar-se do Z4

Um jogo de vida ou morte para o Sport Clube do Recife, contra a Ponte Preta, era assim que prenunciava-se a partida desta quinta-feira(27), na Ilha do Retiro. A Diretoria rubro-negra fez promoções nos preços dos ingressos, e conseguiu o seu intento, quando 24.324 torcedores marcaram presença, incentivando o time para conseguir os três pontos, e foi exatamente o que aconteceu, em um jogo fraco tecnicamente, pautado pelo nervosismo, principalmente por parte do time leonino.

Primeiro tempo, 0 x 0. Poucos chutes, atacantes isolados e um duelo dos laterais contra os laterais, e dos jogadores de meio de campo, onde prevaleceu o sistema defensivo, contra os atacantes. Na segunda etapa, Daniel Paulista, já  volta com duas alterações, colocando Ruiz, no lugar de Éverton Felipe; Neto Moura, no lugar de Paulo Roberto. A Ponte voltou com o mesmo plano tático, porém aos oito minutos, pegando a defesa de surpresa, Rogério marcou, fazendo Sport 1 x 0. Outras alterações aconteceram, principalmente na Ponte Preta, porém com o passar do tempo, o jogo caía de qualidade, mesmo com o Sport tendo mais volume do que o adversário.

 A vitória levou o Sport a 14a posição. No entanto,  essa posição poderá ou não, sofrer alterações, em  razão  dos  jogos  Botafogo  x  Coritiba;  Fluminense x  Vitória;  Internacional x Santa Cruz. Porém, o resultado contra a Ponte Preta, deu um descanso emocional ao time rubro-negro, que só voltará a jogar no dia 06/11, contra o Grêmio, em Porto Alegre. É inegável, que a vitória trouxe um alívio para o técnico Daniel Paulista e seus comandados.

Blog de Airton Sousa: Comissão de Arbitragem criticada

Nem diante de tantos erros dos árbitros, ao longo do Campeonato Brasileiro, a Comissão de Arbitragem da CBF evitou a indicação de árbitros de dois estados concorrentes para apitar o jogo do Sport e o jogo do Vitória. O Sport com 37 pontos, na 16a  posição, e o Vitória com 35 pontos, na 17a  posição. Qual a reclamação dos Dirigentes dos dois clubes? É que o árbitro do jogo do Sport é o baiano Jailson Macedo de Freitas, e o árbitro do jogo do Vitória é o pernambucano Nielson Nogueira Dias.

Imaginem vocês, o clima de tensão que os árbitros irão entrar em campo. Se cometem qualquer falha, automaticamente irão causar insatisfação, para o lado prejudicado. O Vice Presidente do leão, Arnaldo Barros, não poupou críticas pela indicação dos dois árbitros, e com razão, em função de que o Sport, ao lado dos demais clubes,  foram prejudicados em determinados jogos.

A verdade, é que está faltando sensibilidade aos membros da Comissão de Arbitragem da CBF, pois ao que tudo indica, estão pouco se importando com as reclamações dos clubes. E com um detalhe, clubes grandes e intermediários, todos eles reclamam do que está acontecendo no Campeonato Brasileiro das séries A e B, no que diz respeito às arbitragens. Só resta torcer que Jailson Macedo de Freitas e Nielson Nogueira Dias, tenham um trabalho imparcial, não cometam erros e que os resultados aconteçam de maneira limpa, sem intercessão do apito.

Blog de Airton Sousa: Técnico do Sport sai pior do que entrou

Um ano considerado perdido, para o clube da Praça da Bandeira. Lá se foram Copa do Nordeste, Campeonato Pernambucano, Copa do Brasil, Copa Sul-Americana, e agora o risco do rebaixamento. Será que a Diretoria leonina vai reconhecer a sua maneira amadora de administrar?  E não parou por aí, o técnico Oswaldo de Oliveira, já acertado com o Corinthians, escalou o time, ficou no banco e deu um adeus melancólico, perdendo de goleada para a Chapecoense, pelo placar de 3 x 0, e tendo no goleiro Magrão o salvador da pátria, principalmente no primeiro tempo.  Além disso, o árbitro do jogo não ter marcado um pênalti claro contra os pernambucanos, favoreceu para, quem sabe, o placar ter sido ainda maior na derrota do Sport.

Tenho a impressão, pela escalação, que o ex treinador leonino, queria mesmo era perder, pela maneira como taticamente o time foi escalado e atuou, durante grande parte do jogo. O primeiro gol, saiu de uma falha da zaga aos 44 minutos da primeira fase através do jogador Thiego, terminando com este resultado. Na segunda fase, pouco ou quase nada mudou, a não ser a saída de Diego Sousa, complicando mais ainda o rendimento do grupo.  Aos poucos o time de Chapecó foi envolvendo os pernambucanos, e aí mais dois gols saíram, através de Ananias e Kempes, aos 11 e 45 minutos, respectivamente, sem que o time rubro negro pudesse marcar, se quer um único gol.

Oswaldo de Oliveira, que se demitiu desde sexta-feira, comprovou que, de fato, saiu do comando do Sport pior do que entrou.  Foi convidado pela Diretoria  do Corinthians, para assumir o clube, e o pior, mesmo assim, a Diretoria admitiu que ele comandasse a equipe no jogo em Chapecó. O Sport continua próximo ao Z4, ficando no aguardo do jogo entre Botafogo x Internacional. Se o time gaúcho ganhar, o Sport entra no Z4. Agora é aguardar o nome do novo técnico e vê que milagre ele fará com esse fraco elenco do Sport.

Blog de Airton Sousa: Só deu Flamengo contra o Santa Cruz

Nos jogos anteriores, até que dava para ter um consolo, o Santa Cruz perdia, porém jogava bem, nesse domingo(09), no Pacaembu contra Flamengo, a situação foi diferente, perdeu de 3 x 0, jogou mal e nem as principais peças do time tiveram atuação destacada, foram todos no mesmo patamar, ou seja, jogaram muito mal. Mesmo entendendo-se as ausências de Derley, Dani Morais, Neris, Tiago Costa e Pizano, não dava para o tricolor ter uma atuação tão abaixo da crítica.

Com os alas subindo, com o meio campo sendo absoluto, e o ataque envolvendo facilmente a defesa tricolor, era inevitável que as chances e os gols fossem acontecendo, para o time da gávea. Aos 6 minutos do primeiro tempo, Felipe Vizen abriu o placar, e a partir daí, outras oportunidades, Everton aos 35 minutos, Chiquinho aos 40 minutos, porém a bola não entrou. Enquanto isso, o tricolor limitou-se no primeiro tempo, a uma chance com Keno  aos 5 minutos e com Grafite aos 25 minutos, o que é muito pouco se considerarmos a situação em que o time se encontra na tabela.

No segundo tempo, o Flamengo continuava mandando, e logo chegou a ampliar o placar, com William Arão marcando aos 12 minutos, em uma falha absurda da zaga e do goleiro Edson Kolln. O Flamengo era absoluto, o Santa Cruz repetia a cada momento a fragilidade no jogo. E assim, aos 42 minutos, o inevitável acontecia com Marcelo Cirino fechando o placar em 3 x 0 para o time do Flamengo, permitindo continuar na vice liderança da série A.

Tivemos ainda aos 45 minutos a expulsão de Alan vieira, por jogo violento, enquanto que no Flamengo entraram no jogo, Marcelo Cirino no lugar de Chiquinho, Emerson Sheik no lugar de Felipe Vizeu. Por outro lado, no time Pernambucano, entraram Mazinho, Marion e Bruno Morais, respectivamente no lugar de William Correia, Artur e Grafite.

O Santa Cruz continua na vice lanterna da competição, em função de que o América Mineiro, é o lanterna. O próximo jogo do time tricolor é nesta quarta-feira(12), às 21;45 h, em Manaus, contra o Corinthians e depois em Campinas, contra a Ponte Preta. No entanto, já está na hora da Diretoria se manifestar, reconhecer o fracasso e começar a pensar 2017, com o time de volta à série B, e com estrutura para tal. Porque se não se preparar, pode outra vez, sofrer uma sequência de decidas.

Blog de Airton Sousa: Santa dá adeus a Sul-Americana

Uma noite de muita emoção, surpresa e decepção, foi o que passou o torcedor tricolor, por ocasião do jogo contra o Independiente. O mais difícil,e quase impossível, foi construído, ou seja, o Santa Cruz chegar ao placar de 3 x 0. Um primeiro tempo onde o tricolor teve mais domínio, mais chances de gol e um melhor futebol, marcando o primeiro gol aos 13 minutos, após a cobrança de falta por João Paulo e o complemento de Grafite, que há quase três meses, não conseguia marcar. Ainda teve mais duas chances, aos 20 e 25 minutos, também com Grafite, até chegar ao segundo gol, aos 31 minutos, marcado por Grafite. Em contra-partida, o Independiente teve uma chance aos 21 minutos, com o jogador Caicedo, com uma boa defesa do goleiro Edson Koel. Terminando o primeiro tempo com a vantagem de 2 x 0.

No segundo tempo o time Pernambucano continuou melhor, marcando com Grafite, outra vez, aos 26 minutos. Tinha então 3 x 0, e a expectativa do que poderia acontecer, já que um gol do time do Independiente mudaria toda condição tricolor de passar para as quartas de finais. E foi exatamente o que aconteceu, graças a uma falha do goleiro do Santa Cruz, que saiu errado do gol, aos 32 minutos, e o Santa Cruz dava adeus à competição, frustando o seu torcedor, porque só restava para salvar o semestre a chance de passar para a outra fase, já que no Brasileirão da série A, a situação é cada vez mais complicada. Além de estar fora da Sul-Americana, o Santa Cruz perdeu a premiação de passagem de fase, o que também complica porque todos sabem a real situação das finanças do time do Arruda.

Blog de Airton Sousa: Magrão é homenageado e o Sport vence

Uma noite em que o goleiro Magrão foi homenageado, por completar 600 jogos com a camisa leonina, o Sport conseguiu uma difícil e importante vitória contra o Santos pelo placar de 1 x 0. No primeiro tempo o domínio maior  do jogo foi do  time pernambucano, que marcou aos 10 minutos, com um gol de Rogério, conseguindo envolver o time santista, de uma maneira tal, que poucas foram as reações dos comandados do técnico Dorival Júnior, prevalecendo durante todo o primeiro tempo a posse de bola a favor do time da Ilha do Retiro.

Na segunda etapa, o Sport não repetiu a sua proposta de jogo e permitiu ao time do Santos, maior desenvoltura, obrigando o goleiro Magrão a realizar grandes defesas. Aos poucos, o lado emocional foi pesando, até  que o jogador  Elano foi expulso, permitindo assim, uma certa reação do time pernambucano.

Se o Sport não conseguiu ampliar o placar, foi em razão de algumas peças demonstrarem cansaço e jogadores como Gabriel Xavier e Neto Moura, não estarem bem. Em contra partida , dois jogadores no rubro negro foram destaque, Magrão e Rogério. Pelo time do Santos, o destaque maior foi o jogador Lucas Lima, que voltou a atuar bem, depois de toda aquela manchete que o mesmo iria se transferir para a Europa.

Com a vitória, o Sport somou mais 3 pontos e conseguiu se distanciar da zona de rebaixamento. O torcedor não atendeu ao apelo da diretoria, e apenas pouco mais de 7.500 torcedores compareceram a Ilha do Retiro. O próximo jogo do Sport será fora de casa, com o Fluminense, onde espera-se que no mínimo o time possa repetir o futebol apresentado no primeiro tempo, contra o Santos. Com o G 4 tornando-se quase impossível, resta agora ao torcedor esperar que o time tenha uma regularidade maior, ficando no final da competição entre os doze melhores colocados.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz joga bem e perde

Um jogo de cinco gols, uma partida disputada no primeiro e no segundo tempo, é o que podemos dizer do jogo desse domingo(18/09), no Pacaembu, entre Santa Cruz e Santos. Um jogo que teve de tudo, inclusive a falta de energia por duas vezes, no intervalo do primeiro para o segundo tempo e aos 19 minutos também do segundo tempo. Na primeira fase, o Santa Cruz apenas se defendeu, tomando um gol aos 4 minutos através do jogador Copete, em uma falha individual do jogador Tiago Cardoso. Apesar da boa aplicação tática,  o tricolor pernambucano encontrava  nos jogadores Lucas Lima, Vitor Bueno, Vitor Ferraz e Ricardo Lima, a qualidade que fazia a diferença a favor do time Santista. Além do mais, o jogador Derley indicado para marcar Lucas Lima, não tinha condições de evitar o domínio do jogador do Santos, principal articulador das jogadas ofensivas, além do que o peixe encontrou nos laterais do Santa Cruz, um espaço para jogar nas costas de Léo Moura e Alan Vieira. Placar do primeiro tempo 1 x 0 a favor do Santos.

No segundo tempo, o técnico Doriva consertou as falhas de marcação, o Santa Cruz melhorou e aos 10 minutos através de Keno, com uma troca de passe com Bruno Morais, chegava ao empate. O tricolor pressionava, porém a qualidade de Lucas Lima, em um lançamento para Ricardo Oliveira, quase chegava ao segundo gol. No entanto aos 27 minutos, era inevitável o gol do Santos através de Jean Mota, colocando o peixe na frente do placar. Porém, com a entrada de Grafite, o Santa Cruz reagia e em uma troca de passes do atacante tricolor com Keno, acontecia o empate, aliás o segundo gol de Keno no jogo. Estava empatada a partida, o Santa procurava desempatar o jogo, no entanto era o time santista que chegava ao terceiro gol, através de Vitor Bueno. Fechando o placar em 3 x 2.

Um público muito bom, totalizou 28.763 e uma renda de R$ 884.560,00. Agora o Santa Cruz tem nessa quarta-feira(21/09), sua primeira partida na segunda fase da Sul Americana, em Medelim(Colômbia), contra o Independiente. Após esse jogo volta para enfrentar o Figueirense em Recife. No entanto com mais essa derrota, mesmo evoluindo no Brasileiro, a situação fica cada vez mais complicada para o time do Arruda, apesar do otimismo dos jogadores e do técnico Doriva, que não cansa de motivar os seus comandados, o que não poderia ser diferente.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz empata e cai mais ainda

Cometendo muitos erros, principalmente no primeiro tempo, o Santa Cruz apenas empatou na Arena de Pernambuco por  2 x 2, contra o bom time da Chapecoense. Deixou fugir a chance de vencer, pelo fato que tomou o primeiro gol aos 27 minutos ainda no primeiro tempo, perdendo por 1 x 0. É interessante  lembrar que o técnico Doriva, que não pode contar com Keno, Derley e Neris, não teve nos substitutos Jadson, Alan Vieira e Danilo Pires, a qualidade suficiente para manter a regularidade do time. E daí, no intervalo de jogo, consertar alguns detalhes, principalmente passando a jogar mais aberto, com o jogador Léo Moura, descendo sempre para o apoio.

Todos esperavam que após os dois jogos contra o Sport, onde o Santa Cruz empatou o primeiro, e venceu o segundo, conseguindo a classificação para a próxima fase da Sul Americana, o time conseguisse se superar emocionalmente. Porém tudo voltou a zero, porque a matemática para os três jogos da sequência Chapecoense, Sport e Atlético Paranaense, era a soma de no mínimo 7 pontos. Agora o Santa Cruz se obriga a vencer os dois futuros adversários, a começar domingo(11), onde pelo Sport Clube do Recife, que não vai querer perder nessa sequência de partidas contra o tricolor. Para esse compromisso, o Santa Cruz tem de volta  Keno, Derley e Neris. E será que esses atletas terão toda essa influência para o Santa se recuperar um pouco na classificação?

A sequência dos gols foi a seguinte: Kempes aos 27 do primeiro tempo pela Chapecoense; Artur empatou aos 11 do segundo tempo; Bruno Morais, que entrou no lugar de Grafite, virou aos 18 minutos;  finalmente no erro de arbitragem, entendendo que Danilo Pires cometeu  falta,  Kempes  empatava aos 41 minutos,  fechando  o  placar  em 2 x 2.

O torcedor tricolor compareceu e prestigiou a sua equipe, com um público de 12.265, e uma renda de R$ 230.510,00, o que entende-se uma boa renda e um bom público. O Santa Cruz joga nesse domingo(11), contra o Sport Clube do Recife.

Para complicar mais ainda a situação, os times que estavam próximos do Santa Cruz, conseguiram pontuar, exceção do América Mineiro. Isso fez o tricolor afundar mais ainda nesta rodada, tornando-se insustentável, por mais otimista que seja o torcedor, a chance do time se manter na primeira divisão ao final do campeonato.

Blog de Airton sousa: Santa Cruz empata na Bahia

Ainda  sem o novo técnico Doriva, no banco, o tricolor conseguiu empatar com o Vitória em 2 x 2, na Bahia. O time baiano abriu o placar aos 5 minutos do primeiro tempo e dominava o jogo, quando o tricolor surpreendeu empatando aos 37 minutos, com um gol de Thiago Costa, fechando o primeiro tempo em 1 x 1.

No início do segundo tempo, aos 2 minutos, o Vitória virou. Depois disso se acomodou, sem dá ritmo ao jogo. Foi quado o técnico interino do Santa, Adriano, fez alterações e após entrar e fazendo a sua estréia, o jogador Pisano marcou o gol de empate, aos 38 minutos.

O Santa Cruz chega a 19 pontos, continua na 19ª posição e joga no próximo domingo (21), contra o Fluminense, e nesse jogo, já com o técnico Doriva, no comando do time tricolor. Mais uma vez a expectativa de acontecer a vitória, mesmo porque o mando de campo é pernambucano.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz de técnico novo

Depois de tentar vários treinadores e o salário da grande maioria, fugiu da condição financeira do Santa Cruz, a Diretoria apostou na contratação do técnico Doriva.

Um treinador de nível intermediário, com um curriculum rodado em São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Bahia, entre outros Estados. O técnico chegou para uma verdadeira batalha. Doriva está para o Santa Cruz, como o Santa está para Doriva, ambos buscando levantar a imagem no Campeonato Brasileiro.

Agora é esperar para ver o que vai acontecer, principalmente porque o clube está no desespero da zona de rebaixamento.

O teste já começa nesse domingo (14/08), fora de casa, contra o Vitória, em busca de sair do Z 4.

Blog de Airton Sousa: Cai Milton Mendes

Finalmente houve uma decisão sensata, Milton Mendes sai do Santa Cruz, depois de vários aspectos a serem analisados. Conquistou respectivamente o Campeonato Pernambucano 2016 e, pela primeira vez, a Copa do Nordeste, levando o time com essa conquista, a participar da Copa Sul Americana.

Aí, começa o Campeonato Brasileiro da série A, bons resultados no início, time limitado, enganando a todos e finalmente a realidade do elenco, com derrotas, fracasso e decepção, chegando a zona de rebaixamento, sem demonstrar reação, perdendo e empatando jogos em casa e fora de casa, demonstrando ser um elenco de segunda e tenho a impressão, um técnico também da mesma categoria. Tornou-se insustentável a situação do treinador e a essa altura, a rescisão teria que acontecer. Por ocasião da derrota contra a Ponte Preta, onde o técnico se propôs a entregar o cargo, os jogadores fecharam questão a favor do mesmo, só aumentando o desgaste entre eles e talvez, naquele momento, a sua saída, teria trazido menos prejuízo para o clube.

Quem será o novo treinador? Que condições serão dadas ao mesmo? Terá tempo suficiente para recuperar a equipe e evitar o rebaixamento? Teremos que aguardar para ver o que vai acontecer com o Santa Cruz, depois da contratação do novo técnico.

Blog de Airton Sousa: Otimismo toma conta dos leoninos

Foi um dia de festa na Ilha do Retiro, principalmente depois que a torcida tomou ciência que o técnico Paulo Autuori do Atlético Paranaense, não poderia contar com mais da metade dos titulares, inclusive o terror das defesas, o atacante Walter. Daí um público de mais de vinte e duas mil pessoas que compareceu ao jogo, terem visto um time valente, dinâmico e voluntarioso, principalmente no primeiro tempo. Diego Sousa, ao lado de Everton Filipe e Rogério, enquanto tiveram condição física mandaram realmente no time paranaense. Os dois gols do jogo, foram  lances criados por Rogério, aos 15 minutos do primeiro tempo, onde o atacante sofreu um pênalti, convertido com muita qualidade por Diego Sousa, e no segundo tempo também Rogério chutou, o goleiro Weverton largou nos pés de Edmilson que complementou, fechando o placar de 2 x 0.

Foram dois tempos distintos, no primeiro tempo com o domínio total do time pernambucano e o segundo tempo, com a queda física das principais peças do Sport, o Atlético aproveitou, porém encontrou no goleiro Magrão e na dupla de  zagueiros Matheus Ferraz  e Ronaldo Alves, a segurança  que a defesa necessitava. Porém, com algumas mudanças feitas pelo técnico atleticano, o time cresceu tendo várias oportunidades, a maioria delas com o jogador Pablo. Destacamos no time do Atlético alguns jogadores: Rafael Galhardo, Paulo André, Luciano Cabral, Pablo e Marcos Guilherme, que demonstraram um bom potencial técnico. Porém, o importante é que o time rubro negro emplacou a terceira vitória consecutiva, somando agora 21 pontos, aproximando-se dos dez melhores colocados e começando a atingir os percentuais necessários para virar essa fase, com uma soma  entre 24 e 26 pontos, condição indispensável para entrar na segunda fase, com mais condição de, no mínimo, se manter na primeira divisão em  2017. Os jogos restantes dessa fase para o Sport são: América Mineiro em Recife e Figueirense em Santa Catarina, dois adversários aparentemente frágeis, principalmente o América, que dificilmente escapa do rebaixamento.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz mais próximo da série B

No confronto de dois adversários, havia um frágil e outro forte. A principio esse adversário frágil começa a atacar para impressionar e aos poucos vai cedendo diante da sua fraqueza e consequentemente da superação do mais forte. Foi exatamente o que aconteceu nesse sábado(30/07), no jogo entre Atlético Mineiro e Santa Cruz. O time pernambucano até quinze minutos do primeiro tempo, parecia dominar e querer mandar no jogo, porém foi apenas no início, porque aos poucos foi faltando folego, futebol, qualidade técnica e o Atlético logo tomou conta, marcando o primeiro gol e dominando toda primeira etapa, vencendo pelo placar de 1 x 0, sem  corresponder, de fato, ao que  o time mineiro merecia. Na volta da segunda etapa, o Santa Cruz com o mesmo comportamento do início do primeiro tempo, jogou bem até os quinze minutos, e de novo, a coincidência aconteceu, o Atlético voltou a dominar, inclusive marcando o segundo gol através de Robinho, considerado um gol de placa, e também o terceiro gol, chegando a vitória de 3 x 0, a favor do galo.

Com a derrota contra o Atlético, e  Figueirense vencendo ao vitoria, o Santa Cruz voltou novamente a zona de rebaixamento, complicando ainda maia a sua situação. Agora o tricolor tem pela frente o time do Grêmio em Porto Alegre, um adversário igual ou mais difícil do que o galo, daí ficar cada vez mais complicada a situação na tabela do campeonato da série A. Sinal de alerta, essa é a situação, porque os matemáticos afirmam que para não ter ameaça de rebaixamento, o time tem que virar a primeira fase, com  no mínimo entre 24 e 26 pontos, e hoje o tricolor tem apenas 17, com dois jogos restantes, ou seja,  Grêmio e São Paulo respectivamente, será preciso muito otimismo para acreditar que no restante da fase o time vai ganhar as duas partidas e fechar com 23 pontos, mesmo assim, insuficientes para os percentuais exigidos. Sem exagero de pessimismo, porém com a realidade dos números, lamentamos dizer a torcida tricolor, que o time  está cada vez mais próximo de voltar a série B.

Blog de Airton Sousa: Notícias do Sport e Santa Cruz

Depois de dois resultados altamente positivos, o Sport joga neste sábado (30), na Ilha do Retiro contra o Atlético do Paraná. O time rubro negro vem de uma vitória em casa contra o Grêmio pelo placar de 4 x 2 e outra vitória fora de casa contra o Cruzeiro por  1 x 0. Foram seis pontos tão importantes que afastaram o time leonino da zona de rebaixamento.  O melhor desses pontos conquistados é que, se conseguir uma vitória esta noite, contra o time paranaense, a equipe pernambucana aproxima-se dos dez melhores colocados, o que será um ponto muito positivo para virar essa primeira fase do Brasileiro da série A.

A volta de Durval, trás mais otimismo ainda,  enquanto que o time do Atlético tem ausências interessantes, a exemplo do atacante Walter, o que pode beneficiar o rubro negro pernambucano. O técnico Oswaldo de Oliveira está otimista, principalmente pelo momento que passa o seu time. Depois do jogo de hoje, o Sport continua em casa para jogar contra o lanterna da competição, América Mineiro, o que se espera que serão mais três pontos a serem somados.

Enquanto isso, também esta noite às 21.00 horas, em Porto Alegre, o Santa Cruz tem um jogo difícil contra o Grêmio, terceiro colocado com 30 pontos, e uma campanha quase irretocável na competição. Em contra partida, o tricolor encontra-se numa posição complicada, perdendo jogos sucessivos, inclusive em casa, deixando preocupados, dirigentes, comissão técnica e torcida.  O tricolor tem uma sequência de jogos difíceis. Após o jogo desta noite, jogará contra o Atlético em Minas, e em casa contra o São Paulo, fechando sua participação nessa primeira fase do Brasileiro da  série A. Com João Paulo e Neris de fora, o técnico Milton Mendes tem perdido noites de sono, para repor essas e outras ausências. No entanto, é pensar primeiro no Grêmio, depois ver o que é possível fazer nas partidas restantes dessa fase.

Blog de Airton Sousa: Magrão e Rogério salvam o Sport

Depois de trinta e oito anos, sem vencer ao Cruzeiro em Belo Horizonte, o Sport consegue quebrar o tabu aplicando 2 x 1 no time mineiro. Mais uma vez uma atuação impecável de Magrão, sendo considerado o melhor jogador da partida, e Rogério em uma tarde de rara felicidade, que marcou os gols da vitória do rubro negro Pernambucano, aliando-se a atuação do sistema defensivo, mesmo com a ausência de Durval, onde Mateus Ferraz e Ronaldo Alves, evitaram também que o ataque cruzeirense fizesse mais jogadas ofensivas contra a meta de Magrão. O gol do Cruzeiro saiu no final do segundo tempo, sem permitir uma reação maior do time estrelado. Uma vitória extremamente importante, tirando o Sport da zona de rebaixamento, somando mais um resultado positivo, depois de ter vencido na Ilha, ao time do Grêmio por 4 x 2.

Agora é voltar para casa, recuperar alguns jogadores, e enfrentar um dos melhores colocados do Brasileiro da série A, o Atlético Paranaense, que vem com uma campanha de destaque e que vai obrigar o time leonino dobrar a qualidade, superando tudo que fez contra o Grêmio e o Cruzeiro, respectivamente. A primeira fase da competição, está chegando ao final, faltando apenas três partidas, coincidentemente duas na Ilha do Retiro, que será contra o Atlético do Paraná, o América mineiro, e encerrando a fase em Santa Catarina, contra o Figueirense.  É no minimo a chance de somar sete pontos, um empate contra o Atlético,  uma vitória diante do América, a pior equipe do Brasileirão da série A, e outra vitória contra o Figueirense. Foram seis pontos de muito valor, principalmente porque o time vinha variando muito de produção nas últimas partidas. É esperar que o embalo dos dois últimos resultados possa ser sequenciado nesses três jogos restantes da  primeira fase.

Blog de Airton Sousa: Santa continua inconstante

O torcedor tricolor viu mais uma vez, o seu time decepcionar em casa, quando perdeu para o Coritiba, uma das piores campanha da série A, pelo placar de 1 x 0. O Santa Cruz foi um time morno, sem empolgação, nem determinação, enquanto que o Coritiba bem aplicado, mandou o tempo quase todo no jogo. O time paranaense fez 1 x 0, com um gol do veterano Kleber, que ainda perdeu um pênalti, defendido pelo goleiro Tiago Cardoso, que mais uma vez salvou o time pernambucano de uma decepção maior. Não adianta o técnico Milton Mendes querer justificar as ausências de jogadores importantes no elenco, porque já está na hora do treinador colocar no time a sua cara, principalmente depois de receber os reforços que recebeu. Está provado com tudo o que aconteceu ontem em casa, que a irregularidade e o rendimento de  alguns jogadores individualmente, vem trazendo muitos prejuízos ao grupo.

Agora, o Santa Cruz sai para jogar contra o Atlético Mineiro, onde nós sabemos torna-se mais difícil a recuperação, diante do poder que tem o galo nos seus domínios. A primeira etapa da competição está chegando ao final, onde faltam apenas três rodadas, com jogos extremamente difíceis. Atlético Mineiro(em Minas), Grêmio(em Porto Alegre) e São Paulo(em Recife, no Arruda), observando-se que matematicamente, para entrar na segunda,  fase é necessário, no mínimo, 25 pontos. Assim é determinante ter uma tranquilidade de recuperação. No entanto, a incerteza continua tomando conta do torcedor tricolor, porque está vendo um sobe e desce de acertos e erros do seu time. Porém,  o fato de ter dois jogos difíceis fora de casa, e apenas um jogo em casa nessa reta final da fase, traz um estado de tensão bastante elevado para a torcida tricolor, que esperou tanto tempo para voltar a primeira divisão, e não está vendo no time, a qualidade necessária para se manter na principal série do campeonato Brasileiro.

Blog de Airton Sousa: Santa vence primeira fora de casa

Após vencer ao Internacional em casa pelo Campeonato Brasileiro e empatar com o Vasco da Gama em São Januário pela Copa do Brasil, o Santa Cruz voltou a campo neste domingo (17/07), e venceu ao América Mineiro pelo placar de 3 x 0. O time entrou encaixado, bem aplicado taticamente, e já aos 6 minutos do primeiro tempo, Tiago Costa abriu o placar, com um bonito gol. A partir daí o tricolor tomou conta do jogo, muito embora aos 14 minutos, o árbitro marcou um pênalti um tanto quanto duvidoso, em uma jogada do zagueiro Nerís. No entanto, mais uma vez o goleiro Tiago Cardoso fez uma bela defesa, evitando o gol de empate para o América. Em seguida, em um contra ataque, numa jogada rápida, Marcílio finaliza aos 16 minutos e marca o segundo gol, levando a tranquilidade ao grupo e terminando o primeiro tempo com o placar de 2 x 0.

Na segunda etapa, nenhuma alteração por parte das duas equipes, o América voltou aceso, no entanto sempre esbarrava na defensiva tricolor e no goleiro Tiago Cardoso, até que aos 10 minutos, em jogada rápida, montado um contra ataque, é a vez de Artur marcar o terceiro gol e dá a tranquilidade que o time queria. A partir daí, modificações nas duas equipes, porém estava sacramentada, a primeira vitória do Santa Cruz no Campeonato Brasileiro, fora de casa. Três jogos, com uma vitória em casa, um empate e uma vitória fora, são os últimos resultados do Santa Cruz, que tem um alívio e passa ao seu torcedor um pouco mais de confiança. O time volta a campo pela Copa do Brasil, nesta quarta-feira, no jogo de volta contra o Vasco da Gama no Arruda.

Apenas lembrar que não faz nem 15 dias que a torcida e parte da imprensa, começavam a levantar a hipótese da saída do técnico Milton Mendes. Em face dos resultados negativos e, partindo de uma sequência de jogos realmente muito preocupante, dentro dessa política de que, é mais fácil demitir o técnico, do que alguns jogadores. Ainda bem que o bom senso prevaleceu, e aí está o Santa Cruz, somando pontos no Brasileiro, com possibilidades de avançar na Copa do Brasil, e contratando jogadores que darão mais qualidade ao tricolor Pernambucano. Pelo campeonato Brasileiro o Santa Cruz volta a campo no próximo final de semana, jogando no Arruda contra o Coritiba, com a possibilidade de somar mais três pontos.

Blog de Airton Sousa: Bom resultado para o Santa

Eis que o Santa Cruz surpreendeu nesta quarta-feira (13/07) em São Januário, com a escalação do técnico Milton Mendes, e a garra que o time jogou o tempo todo. Mesmo com o Vasco da Gama desperdiçando muitas oportunidades no primeiro e no segundo tempo, o tricolor se segurou, principalmente pelo fato de ter marcado o gol aos dois minutos do primeiro tempo, em uma falha na saída do jogador Marcelo Matos, deixando Bruno Morais frente a frente com Martin Silva e com tranquilidade jogando nas redes do time vascaíno. Aí o time pernambucano passou a jogar no seu campo defensivo, chamando o vasco para cima, e cinco oportunidades concretas de gol surgiram para o time carioca, que teve em Tiago Cardoso a grande barreira.

Na volta do segundo tempo, o técnico Jorginho fez duas substituições, colocando na lateral direita o bom jogador Iago Picachú e Caio Martins. O primeiro deu vida nova ao time, e grandes oportunidades voltaram a surgir até que aos quarenta e quatro minutos do segundo tempo, em lances sucessivos na área, a bola sobrou para Luan que mandou para o gol, contando com a falha do bom goleiro Tiago Cardoso. Apesar de tudo, o resultado foi excelente para o tricolor, que mesmo jogando com um time misto, traz para casa, no  jogo de volta, na  próxima  quarta-feira (20/07), a  vantagem  de  um empate de 0 x 0, de 1 x 1, ou uma vitoria simples, e com certeza a condição de uma boa arrecadação.

Agora fica a pergunta, é pretensão ou não do Santa Cruz, ir a outra fase da Copa do Brasil,  abdicando da  Sul Americana e tentando avançar mais ainda?

Quanto ao Brasileirão, o Tricolor enfrenta neste final de semana, o América Mineiro, tentando somar três pontos. contra o lanterna do Campeonato e caso aconteça a vitória o time sairá da zona de rebaixamento.

Blog de Airton Sousa: Oliveira e Mendes, até quando?

Diante de tantos resultados negativos no decorrer do Campeonato Brasileiro, a pergunta é a seguinte: Até quando os dois treinadores comandarão o tricolor e o rubro negro respectivamente? O treinador Milton Mendes ao chegar no Santa Cruz, teve momentos de conquistas e de evolução, a exemplo dos títulos no Campeonato Pernambuco e Copa do Nordeste, além de um bom começo no Brasileirão, com o mesmo elenco, com poucas alterações.

De repente, passadas algumas rodadas, mais propriamente no jogo contra o Sport e jogos posteriores, o time caiu de produção inexplicavelmente e a situação, todos sabem, é o vice lanterna do Campeonato Brasileiro, sem demonstrar a mínima capacidade de reação.

Geralmente, um treinador ao perder quatro ou cinco jogos, no máximo, é demitido ou ameaçado de demissão. No caso do técnico tricolor, lá se foram oitos jogos sem o time vencer e a diretoria de braços cruzados, aceitando a situação. Diante da preocupação de todos, também pela fragilidade do elenco, que a princípio tinha pelo menos garra, e hoje nem isso, não podemos entender a falta de atitude da diretoria.

A situação tricolor é complicada e os dirigentes são obrigados a tomarem as providências devidas, enquanto é tempo, porque caso contrário, se as coisas continuarem como estão, fica quase impossível uma recuperação. Para finalizar, colocamos a seguinte pergunta: Milton Mendes, é o único culpado, ou o material humano que ele dispõe, não é adequado para disputar a  primeira divisão?

Por outro lado, numa situação que coincide em alguns pontos com a do técnico Milton Mendes, principalmente os resultados, está o técnico do Sport, Oswaldo de Oliveira, com uma agravante, enquanto Milton Mendes teve duas conquistas, Oswaldo de Oliveira, nada conquistou.

O argumento é o seguinte: não foi o atual técnico do Sport que contratou, nem montou o atual elenco. É questionável porém que, mesmo que já se passaram quase sessenta dias e o treinador, apesar de alguns reforços, não conseguiu dar um esquema tático ao time.  Ao contrário, a cada partida escala um time diferente, sem esquema nenhum, sem estratégia de jogo, e colocando as peças que possuiu nos lugares errados. Sinceramente, não sabemos até quando isso vai acontecer, diante da insatisfação da torcida, as críticas da imprensa e o cruzamento de braços da diretoria.

O rubro negro é o décimo oitavo colocado, com uma campanha pífia e resultados desastrosos, para o time que tem uma folha de pagamento perto de três milhões e meio de reais. No caso do Sport, o culpado maior é o treinador, porque a maioria dos jogadores possuem uma boa capacitação técnica, ao contrário do Santa Cruz.

Blog de Airton Sousa: Sport perde e Salgueiro vence

Fechamos a participação de Pernambuco na “série A”, nesta segunda feira (04/07), com mais uma derrota, desta feita o Sport perdeu na Ilha do Retiro para o Palmeiras pelo placar de 3 x 0. Um jogo em que o time alvi verde dominou o tempo todo, principalmente no plano tático, onde o técnico Cuca, aplicou uma marcação individual, anulando as principais peças do time Pernambucano, deixando assim o seu time a vontade para mandar no jogo. O Palmeiras abriu o placar, depois de algum tempo o Sport empatou, levando ao seu torcedor a esperança de que poderia virar o marcador. Pleno engano, porque em seguida o Palmeiras fez o segundo, o terceiro gol, numa demonstração da fragilidade defensiva do rubro negro.

Depois do jogo, como sempre as reclamações em cima da arbitragem, para encobrir a fragilidade do time leonino. Mais uma vez Diego Sousa, que não jogou nada, reclamou do árbitro, sem reconhecer sua fragilidade e também a do grupo. Quanto ao técnico Oswaldo de Oliveira, também tem que ser debitado no resultado, principalmente pela maneira como armou o time taticamente, deixando bastante vulnerável o sistema defensivo, com apenas dois zagueiros, limitados e longe de alcançarem atacantes com a qualidade que o Palmeiras tem. Com a derrota, o Sport permanece na zona de rebaixamento e tem seu próximo jogo em Campinas, contra a Ponte Preta de Eduardo Batista.

Por sua vez, o Salgueiro que jogou  contra o Remo, fez o seu dever de casa, vencendo ao time Paraense pelo placar de 1 x 0, pela série C. Com a vitória, o time sertanejo voltou ao G 4, ocupando a quarta colocação e sendo assim o único representante de Pernambuco, neste final e começo de semana que conseguiu vencer. Será muio importante que o time salgueirense continue fazendo o dever de casa e tentando fora alguns resultados positivos, porque terá a perspectiva de voltar a série B do Campeonato Brasileiro. Portanto foi uma vitória importante, principalmente pela qualidade do time adversário.

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz derrotado, é novidade?

Jogando neste domingo (03), em Juiz de Fora, o Santa Cruz amargou mais uma derrota. Muitos questionamentos a respeito da campanha tricolor e de mais um resultado negativo. Culpa do técnico e da mudança de esquema a cada partida? Time limitado para uma primeira divisão? Jogadores de segunda, atuando na primeira divisão? Diretores que contrataram errado, e se acomodaram com os primeiros resultados? Situação financeira refletindo na qualidade das contratações?

A verdade é que o tricolor afunda a cada rodada, e se não tomarem cuidado, o rumo será a volta para a segunda divisão, depois de tanto sacrifício para chegar à primeira outra vez. São muitos os problemas, a começar pelo técnico que tem errado no esquema tático e tem feito substituições precipitadas. Quando tenta reparar no  decorrer do jogo, já é tarde.

Na derrota contra o Botafogo, o primeiro tempo do Santa Cruz, a exemplo de outros jogos foi terrível, ninguém acertava nada, inclusive o goleiro Tiago Cardoso, que a cada partida vem falhando, e já não é mais um paredão, talvez contagiado com a fraca qualidade dos companheiros. No segundo tempo, o tricolor marcou um gol, o Botafogo ficou encurralado, porém o time Pernambucano não teve competência de empatar, saindo com mais uma derrota, e deixando a sua torcida apavorada com a situação.

Vem por aí, mais um forte adversário. O Internacional de Porto Alegre, tradicionalmente uma equipe que envolve os nossos representantes, e na atual situação que está o futebol Pernambucano, fica difícil acreditar que o Santa Cruz se recupere com uma vitória. É preocupante, e muito, a situação do time tricolor, diante de tantos resultados de derrotas que estão acontecendo.

Foto: Internet

Foto: Internet

Blog de Airton Sousa: Santa Cruz pode devolver a Z 4 ao Sport

O time tricolor que joga nesta quinta-feira (30) no Arruda contra a Ponte Preta e poderá sair da zona de rebaixamento, caso vença o jogo. O Santa Cruz com o resultado anterior contra o Corinthians entrou pela primeira vez no Z 4. O torcedor está preocupado com a queda de rendimento do time, as deficiências e a limitação. Dispensas e novas contratações deverão acontecer, e todos estão conscientes da atual situação. Uma sobrecarga colocada nas costas do jogador Grafite, artilheiro do campeonato, porém se estivesse ao seu lado, um companheiro de qualidade ofensiva, estaria rendendo muito mais. O treinador  tem perdido noites e mais noites de sono, para fazer a equipe jogar como no início  do campeonato e não tem conseguido, graças a ineficiência da maioria dos seus comandados.

Para a partida desta quinta-feira (30), todos esperam que o time entre consciente da necessidade de vencer, para sair da  zona de rebaixamento e terá pela frente um adversário complicado de ser batido. O fato de jogar no seu campo, aumenta mais ainda a responsabilidade do tricolor. O técnico Milton Mendes faz alterações verdadeiramente necessárias, para testar o rendimento e buscar uma vitória contra a Ponte, que a exemplo da equipe tricolor, também caiu na classificação e vem em busca de recuperação, com o prenúncio de um jogo bastante disputado. Portanto, esperar que a vitória fique com o Santa Cruz e  que o time possa reiniciar a sua recuperação no Campeonato Brasileiro, mesmo porque o próximo jogo  é fora, contra o Botafogo.

Blog de Airton Sousa: Náutico fez seu dever, e o Santa Cruz fará?

1 x 0 foi o resultado do jogo do Náutico nesta terça feira (28) na Arena Pernambuco, contra a Luverdense. E vem nesse instante a seguinte pergunta: a vitória aconteceu porque o time melhorou, porque voltou a jogar na Arena ou porque o adversário não foi tecnicamente suficiente para atrapalhar a vida timbu? Tenho a impressão que foi um pouco de cada uma dessas colocações, porque há quatro jogos que o time não vencia e de repente, mesmo com um placar mínimo, a vitória voltou a acontecer, contra um adversário valente e que valorizou sobre maneira,  a vitória Pernambucana.

Com o resultado o Náutico aproximou-se do G 4 , e vai agora para outro teste, fora de casa, contra a boa equipe do Atlético de Goiás. É mais um desafio, mesmo porque fora dos seus domínios, poucos foram  os resultados positivos que o Náutico obteve. No entanto a vitória cria uma condição psicológica positiva, no time e na torcida. Se aliarmos o emocional, a evolução técnica e a melhor produção individual de alguns jogadores, podemos pensar positivo e acreditar que iremos superar o time de Goiás.

No entanto, uma coisa é certa, o time alvi rubro, precisa  de reforços em todos os setores, a competição é longa, onde jogamos até agora apenas 13 rodadas, faltando ainda 25,  ou seja,  aproximadamente 65% para o término. Porém assim como o Náutico, a maioria das equipes estão fragilizadas, necessitando se reforçarem.  Podemos admitir que a Arena Pernambuco faz bem ao time alvi rubro. É uma pena que a sua torcida tenha verdadeira aversão aquela praça de esportes. Nesta terça feira(28),  tivemos menos de 6.000 torcedores no jogo, o que é lamentável.

Quanto ao Santa Cruz, que vem de derrotas sucessivas dentro e fora de casa, volta a campo nesta quarta-feira (29), jogando contra a Ponte Preta, que a exemplo do time tricolor,  também não está bem colocada na tábua de classificação, porém fora da zona de rebaixamento. O técnico do time do Arruda, com muitas dores de cabeça, com a deficiência do grupo, com a pouca qualidade técnica de alguns jogadores e com muita carência de um modo geral,  terá que fazer milagre outra vez, em todos os setores, porque além da limitação técnica, também existe a falta de opção para eventuais substituições.

Fora de qualquer argumento,  é imprescindível a necessidade de uma vitória nesta quarta-feira (29), em razão de estar na zona de rebaixamento. O Santa Cruz vem há várias partidas sem sentir o sabor de uma vitória, mesmo porque o jogo de hoje é no Arruda e por esse fato também, a torcida irá cobrar muito mais. Sabíamos que não ia demorar o time demonstrar essa fragilidade, porque a série A, além de ser extremamente concorrida, tem uma disparidade financeira a favor dos considerados clubes de ponta. Aguardemos então a bola rolar, para vermos o que o time tricolor fará contra a Ponte Preta.

Blog de Airton Sousa: Brasileirão e os resultados para Pernambuco

Nossos sete representantes jogarão neste final de semana, e os resultados foram os seguintes:

Sport 2 x 1 Fluminense, Palmeiras 3 x 1 Santa Cruz, Náutico 1 x 1 Bragantino, Cuiabá 0 x 0 Salgueiro, Central 1 x 0 Parnahyba, América 2 x 1 Sousa, Itabaiana 3 x 1 Serra Talhada.

Mesmo jogando mal e apresentando as mesmas deficiências dos jogos anteriores, o Sport conseguiu a sua segunda vitoria no Campeonato ao vencer o Fluminense pelo placar de 2 x 1, com um gol salvador de Diogo Sousa, no final do segundo tempo. O time rubro-negro, não conseguiu se encontrar mais uma vez, com os alas e zagueiros apresentando deficiências, o meio de campo sem produzir e o ataque falho a exemplo de jogos anteriores. De qualquer modo, a vitória levou o Sport a décima sétima posição, que continua na zona de rebaixamento, preocupando a cúpula administrativa o treinador e a torcida. O próximo jogo rubro negro será contra o São Paulo na capital paulista. Novos contratados estão chegando, e espera-se que os mesmos tenham a qualidade que o grupo necessita, para melhorar a sua participação na série A.

O Santa Cruz, apresentando as mesmas deficiências, perdeu para O Palmeiras por 3 x 1, resultado aliás, já esperado. O tricolor com carências impressionantes, volta a falhar em todos os setores e agora é esperar os reforços para vê se acontece a reação que a torcida espera. O próximo jogo será no Arruda, contra o Flamengo. Urge providencias, enquanto as coisas não pioram mais, dentro e fora de campo e o time não cai  na tábua de classificação.

E o Náutico , o que está acontecendo? Foi mais um jogo com o timbu jogando mal, contra um adversário sem qualidade técnica. O alvi rubro, já vinha de uma derrota contra o Vasco, era necessário a soma desses três pontos, para ir acumulando gordura. Muitos erros foram repetidos, o pior: O técnico Alexandre Galo, não reconheceu o mal futebol apresentado pelo seu grupo, e debitou ao gramado do Arruda, o fato da apresentação dos seus jogadores, como se no mesmo estádio não tivessem jogado esse ano, Sport, Cruzeiro, Vitória, Santos, Figueirense, que perdendo ou ganhando, nenhum desses times chegou a reclamar do gramado. O que Galo tem que fazer, é cuidar melhor do seu time e se acostumar jogar no Arruda, pois o Náutico está igual aos sem tetos, sem uma casa para jogar.

O Salgueiro, saiu e empatou com o Cuiabá, ficando da quarta posição da série C, excelente resultado. O Central venceu mais uma pelo placar de 1 x 0, o time Centralino já havia vencido na estréia ao Guarani de Juazeiro pelo mesmo placar, e com o resultado desse domingo(19), ficou na liderança do seu grupo com seis pontos. Próximo jogo da Patativa , será domingo

Blog de Airton Sousa: Pernambuco no Brasileirão

No balanço pernambuco no Campeonato Brasileiro, tivemos quatro vitórias e três derrotas. Jogaram em casa: Santa Cruz, Náutico, Salgueiro e Serra Talhada. Enquanto que jogaram fora, Sport, Central e América. Um final de semana cheio, onde tivemos os nossos representantes nas séries A, B, C e D. Os clubes da série D, estrearam na competição, exceção do Serra Talhada, que mesmo jogando em casa, não conseguiu vencer.

O Náutico demonstrando crescimento, goleou o Paraná por 5 x 1 , na Arena Pernambuco, no sábado (11), onde o time demonstrou mais uma vez a sua evolução, principalmente o setor ofensivo, que vinha sendo cobrado por todos. A vitória foi fundamental para manter o time no grupo do G 4. O timbu atua nesta terça-feira (14), jogando fora, no Rio de Janeiro, contra o Vasco da Gama, em São Januário. Um bom teste para o time pernambuco, pelo fato de que o Vasco é líder, e só perdeu um jogo, exatamente para o Atlético de Goiás.

Por sua vez o Sport, jogando no Paraná, no domingo (12), perdeu para o Coritiba pelo placar de 3 x 2, onde o sistema defensivo esteve falho do começo ao final do jogo, tendo inclusive acontecido a expulsão do zagueiro Matheus Ferraz. Porém, mesmo com zagueiro em campo, o time não se acertava e todos reconheceram as falhas do setor defensivo do rubro negro, causando inclusive preocupação, e a necessidade de contratações urgentes. O time continua fora, onde jogará nessa quarta-feira (15), na baixada santista contra o Santos, que venceu ao Santa Cruz, nesse final de semana por 2 x 0.

O Santa Cruz  jogou em casa, com desfalques consideráveis, a exemplo de Keno, Grafite e William Correia. Contudo, não se justifica, porque um time que está na primeira divisão, tem que ter  reservas a altura, para os momentos de emergência, como foi o caso do jogo contra o Santos, onde o time teve várias oportunidades de finalizações, sem êxito. O tricolor continua em casa, enfrentando ao Figueirense, nessa quarta-feira (15). A exemplo do Sport, o tricolor também necessita de contratações urgentemente.

O Salgueiro teve um resultado importante, vencendo em casa ao ABC, recuperando posições, entrando no G 4, e ficando na terceira colocação. Também representando o sertão pernambucano, o time do Serra Talhada perdeu pelo placar de 2 x 0 para o Uniclinic, sendo uma estreia altamente negativa do time da cidade de Lampião.  O América, fez bonito, vencendo ao Galícia, na Bahia, por 2 x 0, começando com o pé direito, o time esmeraldino. Para encerrar e fazendo bonito com um gol contra, o Central venceu ao Guaraní do Juazeiro do Ceará por 1 x 0,  somando três pontos, em cima de um adversário que concorre no grupo, para uma classificação a outra fase da competição.

Blog de Airton Sousa: Renê ajuda ao Internacional

O Sport perdeu mais uma, e desta feita contra o Internacional em Porto Alegre. A derrota acumula mais problemas, internos e externos no clube  da Praça da Bandeira.  A torcida insatisfeita, o técnico preocupado, os jogadores começando a detonarem uns aos outros, a exemplo de uma entrevista no final do jogo, do atleta Ritchele, que chegou a dizer que faltava qualidade aos atacantes, quando as oportunidades surgiam. A diretoria  terá que ter muita determinação para desatar o nó que ela própria deu.

Apesar de tudo, o comentário na maioria foi o seguinte: Todos esperavam um placar elástico, no entanto apenas 1 x 0. E o pior,  com um gol contra do atleta Renê, que tem sua situação cada vez mais complicada. Quanto ao técnico Oswaldo Oliveira, não acerta na escalação e nas modificações e já começam a detonar também o treinador. Espera-se que as contratações que deverão acontecer, acima de tudo tenham qualidade técnica e venham para resolver os graves problemas do Sport dentro de campo.

O time leonino, volta a campo neste domingo (29), às 11 horas da manhã, onde pela hora do jogo e pelos resultados do time, duas perguntas não deixam de ser feitas: O Sport vencerá a primeira?  A torcida irá comparecer? 

Foto: Internet

Foto: Internet

Blog de Airton Sousa: Santa encanta outra vez

Com um primeiro tempo nervoso, cheio de erros e uma marcação imprecisa, o Santa Cruz reverte no segundo tempo e vence mais um adversário de prestígio. O Cruzeiro dominou o time Pernambucano no primeiro tempo, principalmente por cima dos laterais, criando situações e errando oportunidades reais de gol. Aos 19 minutos do primeiro tempo, Grafite sofre um pênalti, cobra e abre o placar.  Mesmo assim o tricolor não melhorou a sua produção. Ainda no primeiro tempo, aos 26 minutos, sem corresponder na marcação, o técnico substitui o estreante  Alex Bolanõs, por João Paulo.

No segundo tempo, sem alterações, o Cruzeiro continua apertando, criando situações sem acertar o gol do Santa Cruz. E nessa insistência, aí sim, na cobrança de uma falta, o bom jogador Arrascaeta, empata o jogo. Depois do empate o Santa Cruz cresceu, chegou ao segundo gol com a qualidade de um jogador diferenciado como Grafite e a partir daí, só deu Santa Cruz, chegando ao terceiro, ao quarto gol e se demora mais, o time Cruzeirense saía do Arruda com uma goleada implacável.

O Santa Cruz tem como próximo adversário a Chapecoense. O jogo será neste sábado (28), à noite, em Chapecó-SC. Apesar do placar elástico, o técnico Milton Mendes reconhece que os seus comandados, cometeram ao longo do jogo, alguns erros que devem ser corrigidos durante a competição.

Finalmente a torcida continua eufórica, com a vitória do Santa Cruz pelo placar de 4 x 1.

Foto: Internet

Foto: Internet

Blog de Airton Sousa: Sport continua sem vencer

Nos bastidores, uma guerra entre os notáveis do Sport e a diretoria, em razão da cobrança de prestação de contas, principalmente de empréstimos e adiantamentos contraídos para o momento e para um futuro distante. Dentro de campo, um misto de falta de qualidade, desarrumação e explicações do técnico Oswaldo de Oliveira sem muito sentido. A verdade é  que outra vez,  o rubro-negro pernambucano sai de campo sem um resultado positivo e apresentando um futebol no mínimo preocupante, principalmente para um time que tem uma folha de pagamento superior a três milhões de reais.

De quem é a culpa?  Da diretoria que deu todos os poderes para Falcão indicar jogadores como Túlio de Melo, Vinícius Araújo, Lenis, Gonzales, Gabriel Xavier, Serginho, entre outros? Ou do atual treinador que até agora não deu o sentido tático ao grupo?  E o pior, com o mercado inflacionado, terá que acontecer dispensas provocando mais gastos ao clube. Além disso, existe o desespero da torcida, que vê se passarem quase cinco meses sem que o seu time querido ganhe a cara de um time competente, brigão e compatível  para uma competição como é a primeira divisão. E já teremos nessa quinta-feira (26) no período da tarde, o jogo com o Internacional, em Porto Alegre. Como será o comportamento desse time fragilizado na terra dos pampas?

Quanto ao jogo contra o Botafogo, vimos um Sport pobre de criação, com uma defesa insegura,  principalmente por parte de Renê,  que desaprendeu tudo que sabia; um meio de campo sem marcar, destruir ou criar e um ataque onde o treinador utiliza três atacantes e nenhum deles produz se quer, o futebol de um razoável jogador. Um a um no primeiro tempo, com um gol duvidoso de Diego Sousa e o Botafogo dominando, principalmente do meio de campo para frente. Na segunda etapa com a entrada de Everton Felipe, o time melhorou um pouco, se bem que nada maior do que um futebol apenas razoável, mesmo com a entrada de Luiz Antonio e Túlio de Melo, onde o torcedor vaiou o time, durante e no final do jogo.

Agora é esperar as providências da diretoria, a organização tática do treinador e a reação do grupo,  que até agora,  na sua maioria, não justificou as contratações realizadas.

Foto: Internet

Foto: Internet

Técnico Sérgio Guedes tem melhor aproveitamento do ano no Sport

Depois de oito jogos no comando do Sport, o técnico Sérgio Guedes já tem o melhor aproveitamento de pontos entre os treinadores que dirigiram o Leão na disputa da Série A do Campeonato Brasileiro. Sem contar com o interino Gustavo Bueno, ele é o terceiro técnico a comandar o rubro-negro pernambucano no torneio.

Sérgio já conquistou quatro vitórias, um empate e foi derrotado em três jogos, o que dá um aproveitamento de 54,16% Antes dele, o Leão foi comandado por Vágner Mancini e Waldemar Lemos, que tiveram 29% e 43%, respectivamente.

Porém a posição do Sport ainda não cresceu muito com Sérgio Guedes e segue no topo da zona derebaixamento. Mas, a distância para os time que estão fora dela caiu bastante. Hoje é apenas um ponto separa o Leão da Portuguesa. Já teve momento que essa diferença era de nove pontos.

Apesar do bom momento do Sport, Sérgio segura qualquer euforia e destaca a seriedade do elenco rubro-negro.

 

Leão focado nos próximos duelos

Apesar da vitória em cima do Botafogo, a fuga para fugir do rebaixamento ainda continua. O Rubro-Negro, atual 17º colocado, encostou de vez na Portuguesa, 16º lugar.

Para o atacante Felipe Azevedo, a alegria pela vitória na última rodada precisa ficar para trás. De acordo com o jogador, a equipe precisa focar em fazer o dever de casa diante do Fluminense, no próximo domingo.

 

Sport vence fora de casa

Veja os melhores momentos da vitória do Sport em cima do Atlético-GO

Sport vence o Atlético-GO

Num jogo em que quase tudo deu errado no primeiro tempo, o Sport reagiu no segundo e conseguiu dois feitos no Campeonato Brasileiro: pela primeira vez conseguiu duas vitórias seguidas e conquistou seu segundo triunfo fora de casa ao bater o Atlético-GO por 1×0 neste domingo (21), no Serra Dourada. O resultado fez o time chegar a 33 pontos, três a menos que o Bahia, 16º colocado e primeira equipe fora da zona de rebaixamento. O Leão é o 17º.

Apesar de contar com a maioria de reservas, o Atlético-GO não se intimidou e pressionou o Sport em seu campo defensivo nos primeiros minutos. Pelo ritmo das duas equipes parecia que o Sport é quem estava entregue e mais preocupado com a Sul-Americana e o Atlético alimentava chances de fugir do rebaixamento.

O goleiro Saulo ainda fez a defesa de uma pênalti. E as nuvens pesadas sobrevoavam o campo leonino. Mas nem assim os pernambucanos acordaram. Além de alguns jogadores em maré baixa, o Sport pecou muito coletivamente. Muito passivo na marcação, só apertava os jogadores goianos a partir da linha central. Laterais e volantes tinham toda liberdade para raciocinar a saída de jogo.

O despertador tocou no intervalo e o Sport entrou em campo no segundo tempo – em corpo e espírito. Marcou e mais adiantado. Foi assim que nasceu o gol. Gilsinho aproveitou a bobeira na saída de bola adversária e invadiu a área. Serviu Felipe Azevedo no lado direito. O camisa 11 cruzou na medida para Hugo fazer 1×0. O gol foi de cabeça, assim como o de Bruno Mineiro que levou o Leão à Série A, e, mais coincidência ainda, na mesma barra.

O problema é que as chances de ampliar não chegaram e o tempo passou. Era inevitável que o Atlético fosse para o tudo ou nada e o Sport recuasse perigosamente. O time da Ilha praticamente limitou-se a rebater as bolas cruzadas pelo adversário.

 

Atacante Gilsinho marcou um golaço de falta no jogo contra a Ponte Preta

Autor do terceiro gol do Sport na vitória diante da Ponte Preta, o atacante Gilsinho era só alegria após a partida. O atacante foi peça fundamental na vitória rubro-negra mostrando muita disposição e raça durante os 90 minutos.

Durante o aquecimento da equipe, duas bandeiras da torcida Brava Ilha estavam penduradas nos vestiários do Sport. Uma delas com a frase “Apoiaremos até o fim”.

Sport vence a Ponte Preta

Veja os gols do jogo desta quinta-feira.

Leão faz 3×1 e soma mais três pontos na Série A

No jogo na Ilha do Retiro, o Sport fez valer o mando de campo e venceu a Ponte Preta por 3×1 na noite desta quinta-feira. O Leão saiu na frente com gols de Rithely e Tobi, mas levou um gol ainda no primeiro tempo. Na segunda etapa, Gilsinho marcou o terceiro e fechou o placar. Com a vitória, o rubro-negro pernambucano chega aos 30 pontos, reassume a 17ª  colocação e fica a cinco pontos do Bahia, que é o primeiro time fora da zona de rebaixamento.

Goiano comandará duelo do Sport contra a Ponte Preta

A Confederação Brasileira de Futebol sorteou, na segunda-feira, os árbitros para os próximos jogos pela Série A do Campeonato Brasileiro. A 31ª rodada começa na quarta-feira, mas o Sport só entra em campo na quinta, quando recebe e Ponte Preta, na Ilha do Retiro. O jogo será comandado pelo árbitro goiano Wilton Pereira Sampaio. Ele terá Márcio Eustáquio e Dibert Pedrosa Moisés como os seus assistentes.

Capitão rubro-negro voltou a sentir lesão na coxa

No jogo contra a Ponte Preta na próxima quinta-feira o Sport não poderá contar com uma importante peça, o goleiro Magrão voltou a sentir dores na coxa direita e foi vetado pelo departamento médico rubro-negro. Essa mesma lesão já havia tirado o capitão rubro-negro de outros quatro jogos no Brasileirão deste ano.

Apesar de chateado com a situação, Magrão se mostrou tranquilo por saber que o seu substituto é de muita qualidade.

Sport e Grêmio hoje na Ilha do Retiro

Depois de dois jogos fora, o Sport volta a jogar na Ilha do Retiro pela Série A do Campeonato Brasileiro. Hoje, o Leão recebe o Grêmio, em partida válida pela 29ª rodada da competição. O jogo acontece às 21h e será a estreia do novo técnico rubro-negro: Sérgio Guedes. Ele chegou na segunda-feira e depois de alguns dias de trabalho já vai para o campo de jogo comandar o time.

Sérgio Guedes foi contratado com a missão de livrar o Sport do rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro. E a primeira batalha será contra o Grêmio, nesta quinta-feira. Para esse jogo, ele terá dois desfalques: o zagueiro Diego Ivo e o volante Tobi estão suspensos e não podem jogar. Pelos treinamentos realizados, ele armou uma equipe do Sport mais ofensiva, mas não confirmou quem começa jogando.

Com 27 pontos, o Sport não tem chances de deixar a zona de rebaixamento nesta quinta-feira. Caso ganhe, chega aos 30, mas o Coritiba, que é o primeiro time fora do Z-4 já tem 32 e ainda joga hoje, contra o Palmeiras. Para o Leão sair da incômoda posição na próxima rodada, precisaria vencer hoje e domingo (Atlético-MG) e torcer por dois tropeços do Coritiba.

 

Leão começa ganhando, mas permite a virada

O Sport que podia ter aproveitado esse jogo para tentar escapar do Z-4. Mas a história foi bem diferente. Apesar de ter aberto o placar com Hugo, a Portuguesa foi superior e fez cinco gols, três de Bruno Mineiro, um de Moisés e um de Rodriguinho.

O próximo compromisso do Sport é na quinta-feira, contra o Grêmio, na Ilha do Retiro.

 

Veja os gols de Corinthians 3 x 0 Sport

Sport perde para o Corinthians

O rubro-negro não conseguiu sair da zona do rebaixamento, a derrota para o Corinthians por 3 x 0 o deixou na mesma situação.

Apesar de ter tido um primeiro tempo equilibrado, o Sport não aproveitou as oportunidades, no segundo tempo o Corinthians foi pra cima e marcou os três gols, com Paulinho e dois de Romarinho.

A próxima partida do Leão será próxima quinta-feira, contra a equipe da Portuguesa,  no estádio do Canindé. O Leão ainda tem condições de sair do Z4 na próxima rodada. Para isso, basta o time vencer a Portuguesa e torcer para o Coritiba perder seu confronto. A diferença entre os dois times é de apenas dois pontos.

Ex-arqueiro do Leão, Gilberto, assume preparação de goleiros

A partir da próxima semana, o ex-goleiro Gilberto e hoje preparador de todas as categorias de base do Leão, assume a função na comissão técnica que é comandada por Waldemar Lemos no futebol profissional.

Gilberto foi revelado e se destacou para o futebol nacional jogando pelo próprio Sport, no início dos anos 90.

Até o jogo do próximo domingo, os goleiros Magrão, Saulo, Matheus, Silézio e Flávio seguem sendo treinados pelo preparador de goleiros André Dias, que está na Ilha do Retiro desde o ano passado. Ele recebeu uma proposta para trabalhar na Ponte Preta, time de sua cidade natal e resolveu aceitá-la para ficar mais perto da família.

O atacante Felipe Azevedo foi um dos jogadores que mais atuou pelo Leão no Brasileirão

Mesmo tendo chegando em maio, Felipe Azvedo é o jogador que mais atuou pelo Sport na disputa da Série A do Campeonato Brasileiro. Jogou 25 vezes, mesmo número de Tobi.

Felipe tem “garra” o que agrada muito a torcida e o técnico Waldemar Lemos, fora a qualidade técnica. Ele que já formou dupla de ataque com vários jogadores, deve jogar ao lado de Gilberto no domingo, já que Gilsinho está suspenso.

 

Magrão ainda não confirmado, segue treinando

Mesmo que o goleiro Saulo não tenha comprometido os resultados dos jogos do Sport, a torcida espera anciosamente pelo retorno do goleiro Magrão ao time titular. Ainda se recuperando de uma contusão, no jogo passado tentou o retorno, mas acabou ficando de fora.

Magrão hoje treinou normalmente, cobrou vários tiros de meta, acompanhado dos preparadores de goleiro e do médico, para ver se a dor iria permanecer.

Ainda sem a certeza se joga ou não, Magrão preferiu não falar ainda com a imprensa.

Waldemar Lemos deve escalar Gilberto contra o Corinthians

Depois de marcar o quarto gol pelo Sport, o atacante Gilbertodeve estar escalado como  titular para o jogo contra o Corinthians. Segundo Waldemar Lemos as chances dele são muitas.
A única dúvida em relação a entrada certa de Gilberto, já que Gilsinho levou o terceiro cartão amarelo e está suspenso, é o fato de mudar o modo do Sport jogar.

 

Diogo diz que jogar no Sport é sua grande chance

Ele que foi apresentado no sport na última segunda-feira classificou a oportunidade de jogar no Leão como a grande chance de sua vida.

Diogo foi revelado pelo Internacional em 2005, e sua carreira já teve altos e baixos. Hoje, chega para defender novamente um grande clube.

O meia que já conhece de outros tempos o técnico Waldemar Lemos e o auxiliar técnico Marcão, diz estar bem fisicamente e pronto pra jogar a qualquer momento.

Cicinho quer que Sport mantenha o bom desempenho

Para o lateral Cicinho a capanha que o Sport vem fazendo no returno não é justa para a colocação. Mas para sair da zona do rebaixamento o Sport precisa continuar mantendo a boa sequência que vem tendo nos últimos jogos.

Apesar de ainda estar na zona de rebaixamento, Cicinho não acredita que já chegou a hora de se preocupar com os outros adversários. O Leão tem um ponto a menos que o Coritiba, que é o primeiro time fora do Z-4. O Sport precisa somar pontos, fazendo a parte dele.

Gilberto comemora gol, fase e se diz tranquilo

Apesar de vestir a camisa 9, o atacante Gilberto não tem sido titular do Sport nos últimos jogos. Sempre que é acionado, mostra qualidade e ajuda bastante o time em campo. No entanto, a dupla de ataque com Gilsinho e Felipe Azevedo tem desempenhado uma função importante para o técnico Waldemar Lemos. Na noite deste domingo, Gilberto entrou em campo e marcou o gol da vitória do Sport contra o Coritiba.

Após o jogo, em entrevista coletiva, Gilberto comemorou o gol marcado, mas fez questão de exaltar todo o grupo rubro-negro pelo atual momento. Além disso, se disse bastante tranquilo com a condição de reserva. Deixou clara a confiança no técnico Waldemar Lemos e a união do grupo.

“É uma opção tática dele (Waldemar Lemos). Ele sabe que eu sou um pouco mais de área e jogo mais de costas para a zaga, mas no momento precisa de jogadores mais rápidos e que possam voltar para marcar como fazem Gilsinho e Felipe Azevedo. A função deles não é fácil, mas os dois estão muito bem. Estou tranquilo. Sei que a minha hora vai chegar e vou ajudar o Sport”, comentou o camisa 9 do Leão.

Apesar do pouco tempo de Ilha do Retiro, Gilberto parece já ter caído nas graças da torcida. E a torcida já mora em seu coração. “A torcida do Sport é maravilhosa. A energia que ela passa é muito positiva. Estão de parabéns. Isso nos motiva mais na hora do jogo”, disse ele.

O gol marcado diante do Coritiba foi o quinto de Gilberto na Série A do Campeonato Brasileiro. Pelo Sport, ele já balançou às redes quatro vezes. A outra foi quando ainda defendia o Internacional, no início do torneio.

Waldemar: “Essa torcida não pode parar nunca”

Na entrevista coletiva que concedeu logo após a vitória contra o Coritiba, na noite deste domingo, o técnico Waldemar Lemos reservou uma boa parte do tempo para agradecer o apoio da torcida. Sempre ao lado da equipe nos bons e maus momentos, os rubro-negros deram mais uma prova de fidelidade neste domingo não abandonando o time. No final do jogo, foram recompensados com o gol da vitória.

“É preciso respeitar a torcida e ainda mais quando é uma torcida calorosa como essa do Sport. Espero que a nossa torcida não pare de nos apoiar. Não pare nunca. Precisamos deles até o fim. Suplico quase todos os dias para que eles venham ao campo. Precisam incentivar a equipe o tempo todos. Pensamento ruim so atrai coisa negativa”, comentou o treinador.

Após o gol da vitória, marcado por Gilberto, Waldemar foi fortemente abraçado pelos jogadores e especialmente pelo camisa 9, que fez questão de atravessar o campo para falar com o comandante. “Foi bom vê-lo abraçar todo mundo após o gol. O gol não foi apenas dele. Foi de todos nós”, disse Waldemar Lemos.

Sport contrata meia Diogo

O Sport acertou a contratação de mais um jogador para a disputa da Série A do Campeonato Brasileiro. Foi o meia-atacante Diogo, de 27 anos, que disputou o último Campeonato Carioca pelo Bonsucesso. Diogo esteve na Ilha do Retiro na sexta-feira e realizou todos os exames clínicos. A tarde, assinou o contrato até o final da temporada.

Diogo de Lima Barcellos é um velho conhecido do técnico Waldemar Lemos e do auxiliar técnico Marcão. Com o primeiro, trabalhou nas categorias da base da seleção brasileira. Com o segundo, o contato é mais recente. Diogo foi comandado por Marcão no Bonsucesso na disputa do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro deste ano.

Aos 27 anos, Diogo foi revelado pelo Internacional no ano de 2005. Ele jogou ainda por Paulista-SP, Ipatinga-MG, Bragantino-SP, Guangzhou Evergrande (China), Caxias-RS, Botafogo-SP e Bonsucesso.

Sport 1 x 0 Coritiba

Veja o gol de Gilberto em cima do Coritiba

Sport vence o Coxa com gol no fim

Mostrando garra e um bom preparo físico, o Sport venceu o Coritiba na noite deste domingo, na Ilha do Retiro com um gol do atacante Gilberto já nos acréscimos O Leão pressionou o Coxa durante boa parte do jogo e fo recompensado no final. Com a vitória, a equipe rubro-negra chegou aos 27 pontos na tabela da Série A do Campeonato Brasileiro.

O jogo começou com o Sport indo para cima do Coritiba. Empurrado pela torcida, o Leão assustou logo aos seis minutos do primeiro tempo. Depois de boa jogada de Cicinho pela direita, o lateral-esquerdo Renê recebeu na entrada da área e chutou forte. A bola desviou no zagueiro e por pouco não enganou o goleiro Vanderlei. Gilsinho, Felipe Azevedo e Moacir ainda tiveram boas chances de marcar, mas pararam em Vanderlei. Pelo lado do Coritiba, Robinho, Everton Ribeiro e Lincoln foram os responsáveis por assustar o goleiro Saulo.

No segundo tempo, o Sport voltou com a mesma proposta. Empurrado pela torcida, passou a criar mais chances, mas não foi tão fácil vencer o goleiro Vanderlei, que apareceu muito bem pelo menos em três oportunidades. No gol do Sport, Saulo salvou o Leão de levar um gol aos 36 minutos em arremate de Lincoln.

Quando tudo já levava a crer que o placar ficaria mesmo no 0×0, Felipe Azevedo entrou na área do Coritiba e foi derrubado por Robinho. Pênalti marcado e euforia na Ilha do Retiro, Na cobrança, Gilberto bateu forte no meio do gol e garantiu os três pontos do Sport.

Capitão interino, Tobi destaca consciência do Sport

Capitão do Sport nos três últimos jogos e talvez no próximo, contra o Coritiba, já que Magrão ainda não deve retornar ao time titular, o volante e zagueiro Tobi concedeu entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira e destacou a sabedoria e a consciência do Sport no atual momento da Série A do Campeonato Brasileiro. Correndo contra o tempo para fugir da zona de rebaixamento, o experiente jogador deixou claro que o grupo trocou o desespero pela tranquilidade.

“A gente encarava todos os jogos aqui com uma pressão muito grande. Tudo era decisão. Hoje nós estamos entrando em campo de uma forma mais consciente. Sabemos a pressão que enfrentamos, mas estamos conseguindo dosar e ir com calma. O time hoje tem mais sabedoria durante os jogos”, comentou o camisa 5 do Leão.

Apesar de encarar o jogo com tranquilidade, Tobi afirmou que os jogadores do Sport precisam dar um algo a mais no próximo domingo. “Teremos um jogo difícil contra o Coritiba. Nessa profissão somos muito exigidos e precisamos dar um algo a mais para conquistar os objetivos”, destacou ele.

Atacante Henrique sai de campo lesionado e volante Rithelly vira dúvida

O treino matinal desta quinta-feira, na Ilha do Retiro, prosseguia normalmente quando o atacante Henrique acabou sofrendo uma entorse no tornozelo esquerdo. Depois de uma forte  dividida com o zagueiro Diego Ivo, o atleta precisou deixar sair do campo direto para os vestiários ajudado por um dos médicos do Sport. Segundo o DM leonino, ele dificilmente estará apto para atuar na partida de domingo, contra o Coritiba, em casa.

“Ainda vamos reavaliá-lo nesses dias, mas provavelmente ele não irá jogar”, adiantou Paulo Girão, médico do time rubro-negro. Sendo assim, Henrique não vai figurar no banco de reservas, onde tem permanecido nas últimas rodadas após ser contratado com status de titular.

Outra possível ausência para enfrentar o Coritiba é Rithelly. O volante vem sentindo dores musculares por conta da sequência de jogos na Série A do Brasileiro. “Ele não tem lesão. Só precuisamos ver como ele vai ser comportar no treino de amanhã”, falou Girão.

Goleiro Magrão vetado do jogo de domingo

Magrão retornou aos trabalhos com bola no treino da manhã desta quinta-feira, na Ilha do Retiro. Separado do restante do elenco do Sport, agarrou normalmente, porém evitou dar chutes para que a sua lesão na coxa direita não se agravasse. Embora tenha mostrado sinais de evolução, o goleiro acabou sendo vetado do jogo de domingo, contra o Coritiba, em casa. Será o quarto duelo consecutivo que o jogador ficará de fora nesta Série A do Campeonato Brasileiro. Saulo novamente irá ser o seu substituto.

Um dos médicos do Sport, Paulo Girão, comentou o processo de recuperação do atleta. “Magrão está na fase final do tratamento, tem ainda que passar pela readaptação. Estamos poupando ele de alguns movimentos ainda, por isso fizemos esse treino à parte”, analisou o profissional do DM rubro-negro.

Bom retrospecto – Mesmo com a ausência do ídolo debaixo das traves, a torcida do Sport tem se mantido tranquila quanto a goleiro. Saulo vem substituindo Magrão à altura. O jovem reserva de 23 anos sofreu quatro gols em três partidas disputadas, numa média 1,3 gol levado por jogo.

Felipe Azevedo espera casa cheia no domingo

A torcida pediu e a diretoria do Sport atendeu. Os ingressos para o jogo do próximo domingo, contra o Coritiba, estão com preços promocionais. A atitude da direção agradou os jogadores, que esperam ver a Ilha do Retiro lotada mais uma vez. Na manhã desta quarta-feira, o atacante Felipe Azevedo concedeu entrevista coletiva e deixou claro o desejo do grupo em ver a Ilha do Retiro tomada por rubro-negros.

“A torcida do Sport é fantástica. Eles sempre estão na Ilha do Retiro nos apoiando, mas agora com essa promoção temos a certeza que vai estar mais lotada ainda. Esperamos que eles sejam o nosso 12° jogador e que possam nos ajudar a sair de campo com uma vitória”, comentou o atacante, que é o artilheiro do Sport no Brasileirão com cinco gols marcados. Além disso, Felipe também é o jogador que mais finaliza no time rubro-negro. A média dele é de 1,7 arremates por partida.

Na primeira posição dentro da zona de rebaixamento, o Sport mira alguns adversário que estão fora do temido Z-4. O Coritiba é um deles. Por isso, o jogo de domingo acaba sendo um confronto direto. “É até bom que esse jogo seja um confronto direto. Uma vitória nos deixa mais próximo de sair da zona de rebaixamento. Vamos torcer também para o tropeço dos outros times que estão nessa briga”, disse ele.

Sobre o treino na Praia de Boa Viagem, Felipe Azevedo gostou da experiência apesar de afirmar que foi cansativo. “O treino na areia sempre é cansativo. É uma atividade mais curta, mas muito intensa. É bom para toda a equipe e espero que nos ajude para o jogo do domingo”, disse Azevedo.

Árbitro gaúcho comandará partida do Leão contra o Coritiba

A Confederação Brasileira de Futebol já divulgou o trio de arbitragem para o próximo jogo do Sport, contra o Coritiba, na Ilha do Retiro. O árbitro gaúcho Leandro PEdro Vuaden terá a missão de comandar a partida, que acontece às 18h30. Ele será auxiliado pelos também gaúchos Carlos Berkenbrock e Marcelo Bertanha Barison. O quarto árbitro será o pernambucano Claudio Mercante Júnior.

Atacante Gilsinho ficou contente com primeiro gol, mas não se conformou com empate

Melhor jogador do Sport no jogo do último domingo diante do Internacional – deu uma assistência e marcou um gol -, o atacante Gilsinho foi procurado pela imprensa que cobre o Leão na manhã desta terça-feira. Em conversa com os jornalistas na Sala de Imprensa Haroldo Praça Guimarães, o camisa 25 demonstrou um misto entre alegria e tristeza. Feliz pelo gol marcado – o primeiro no Sport – e triste pelo empate em 2×2 depois de estar vencendo por 2×0.

“Finalmente saiu o meu primeiro gol. Demorou, mas saiu. Fiquei feliz com isso, mas triste com o resultado. Pelas circunstâncias do jogo, já que a gente abriu dois gols de vantagem e depois não conseguimos anular as jogadas do Inter. Eles vieram para cima e acabamos cedendo o empate”, comentou o atacante, que tem formado dupla de ataque com Felipe Azevedo e pela velocidade e resistência tem voltado muito mais para marcar.

Tentando virar a página do empate em Porto Alegre, Gilsinho deixou claro que o Coritiba já é o assunto da vez na Ilha do Retiro. O Sport enfrenta a equipe paranaense no próximo domingo (23). “Temos um jogo difícil contra o Coritiba no domingo e não podemos vacilar. Temos a obrigação de fazer os três pontos. Tivemos a possibilidade diante do Bahia e vacilamos e agora não podemos vacilar”, disse ele.

Volante Renan deve voltar a trabalhar com o grupo hoje

Recuperado de uma contusão na coxa direita, o volante Renan está próximo de ficar novamente à disposição do técnico Waldemar Lemos. Na terça-feira, enquanto os demais jogadores trabalhavam com bola no gramado da Ilha do Retiro, Renan suava muito em uma atividade física com o preparador físico Guilherme Ferreira. O trabalho faz parte do processo de transição que sempre é submetido aos jogadores que deixaram o departamento médico.

Renan deixou a equipe do Sport ainda no primeiro tempo da partida contra o Flamengo, pela 20ª rodada. De lá para cá, ele vem correndo contra o tempo para voltar e ajudar o Leão no Brasileirão. “Quero voltar o quanto antes para ajudar. Vivia um momento bom quando deixei o time e espero continuar quando voltar”, disse o jogador.

Magrão retorna aos trabalhos nesta quinta-feira e poderá enfrentar o Coritiba

Em mais uma semana encarada como decisiva pelos rubro-negros, a boa notícia fica por conta do goleiro Magrão. Depois de cerca de 15 dias afastado do time em razão de um estiramento no adutor da coxa direita, o capitão do time e ídolo da torcida do Sport está praticamente recuperado e poderá ser reforço para o duelo das 18h30 do próximo domingo, contra o Coritiba, na Ilha do Retiro.

Liberado pelo departamento médico, na segunda-feira, o goleiro já realizou um trabalho específico na piscina do clube. Na terça-feira, iniciou a transição com o departamento físico. De acordo com o médico Antônio Bezerra, a previsão é que ele retorne aos trabalhos com bola, junto ao restante do grupo, a partir da próxima quinta-feira.

“Evidentemente, somente o dia a dia dele nos trabalhos é que poderá dizer se ele está apto ou não para voltar. Magrão é um atleta experiente, sabe a hora de voltar e não é pelo fato de o exame ter dado no normal que ele está pronto. Respeitamos a palavra do atleta e só vai depender dele agora”, ressaltou o médico rubro-negro.

Em relação ao volante Rithelly, que deixou o jogo contra o Internacional novamente sentido dores, Antônio Bezerra afirmou que o jogador está bem e não será problema para enfrentar o Coxa. “Foram apenas dores musculares. Se no jogo com o Bahia ele sentiu pelas dores na perna esquerda, agora foi a vez da perna direita. Mas ele é um jogador forte, que não se machuca fácil”, pontuou o médico.

Goleiro Saulo do Sport atuou em três jogos, mas contra o Coritiba o posto deve voltar às mãos de Magrão

Depois de defender a meta do Sport por três rodadas, o goleiro Saulo pode voltar ao banco de reservas para o confronto com o Coritiba, domingo, às 18h30m, na Ilha do Retiro. O jovem goleiro foi bem quando acionado, mas o capitão e ídolo leonino Magrão está recuperado do estiramento na coxa esquerda e deve ser reintegrado ao grupo durante a semana.

O camisa 87 do Sport enfrentou Cruzeiro, Bahia e Internacional e sofreu quatro gols, numa média de 1,3 gol por partida. Teve boas atuações, disputando, por exemplo, o posto de melhor goleiro da rodada pelo GLOBOESPORT.COM no último fim de samana.

 

Gilsinho se garante na Seleção da Rodada

Com uma assistência e um gol no último domingo, no empate contra o Internacional, o atacante Gilsinho se credenciou para fazer parte da Seleção da Rodada dos canais Sportv e do site Globoesporte.com. O time de melhores da rodada foi escalado com três atacantes e um deles é o camisa 25 do Leão. Ele está ao lado de Lucas, do São Paulo e Neymar, do Santos.

“É sempre bom ter o trabalho reconhecido. Fico feliz em ter o meu nome lembrado e estar escalado como um dos melhores da rodada ao lado de tantas feras”, comentou o atacante, que marcou o seu primeiro gol com a camisa rubro-negra no domingo.

“O nosso time está se encaixando e eu acho que fiz uma boa partida. O time foi bem. O Inter cresceu no segundo tempo e infelizmente conseguiu o empate, mas temos que ver a qualidade deles também”, disse ele sobre o jogo diante do Inter, no domingo.

Cicinho chama a atenção do time para o fato de o Leão ter o jogo em mãos e deixar a vitória escapar

Apesar do meia Hugo ter dito que o cansaço acabou fazendo o Sport ceder o empate ao Internacional, o lateral-direito Cicinho afirmou que não sentiu desgaste no 2 a 2 do último domingo. Para o jogador, o Sport vacilou tecnicamente contra o Colorado, indo contra qualquer crítica sobre o condicionamento físico da equipe.

Cicinho lembrou que não foi a primeira vez que o Sport abre vantagem na partida e deixa o adversário empatar. Ele também exaltou o resultado fora de casa na rodada passada.

Com uma semana de preparação até o confronto com o Coritiba, domingo,às 18h30m, na Ilha do Retiro, o Sport precisa vencer. O Coxa é adversário direto para escapar do rebaixamento.

Rubro negro não terá Edcarlos contra o Coritiba, mas contará com três retornos garantidos

Para pegar o Coxa, às 18h30 do próximo domingo, na Ilha do Retiro, o Sport contará com o reforço de três atletas: o zagueiro Diego Ivo, que cumpriu suspensão, além de Gilberto e Marquinhos Gabriel, que não puderam enfrentar o Inter por questões contratuais. Em contrapartida, o zagueiro Edcarlos tomou o terceiro cartão amarelo e está suspenso. No seu lugar, Bruno Aguiar, que fez uma boa partida frente ao Inter, deverá ser mantido – dessa vez ao lado de Diego Ivo.

Já o goleiro Magrão, por sua vez, ainda poderá ser outro a voltar ao time, caso se recupere do estiramento na coxa longo desta semana.

Times são adversários diretos na luta pelo rebaixamento da Série A e se encontram na próxima rodada

O atacante Gilsinho conseguiu marcar seu primeiro gol com a camisa do Sport na partida contra o Internacional. Entretanto, o empate cedido após o time abrir uma vantagem de 2 a 0 não foi o que o jogador esperava. Por isso, o atacante pediu atenção total do grupo para a vitória no próximo compromisso do time, diante do Coritiba, na Ilha do Retiro, no próximo domingo.

Para o jogador, o time está apresentando uma evolução no campeonato e precisa aproveitar o bom momento para somar pontos. Sobre o recente resultado do time contra o Inter, o atacante foi enfático ao afirmar que o resultado poderia ter sido melhor para o Sport.

Waldemar Lemos comemora ponto conquistado pelo Sport contra o Inter

Apesar de terminar o primeiro tempo com a vitória de 2 a 0 nas mãos, o Sport acabou cedendo o empate ao Internacional na etapa complementar e saiu de campo com um ponto apenas. Para o treinador Waldemar Lemos, entretanto, a pontuação conquistada em Porto Alegre deve ser valorizada.

Waldemar elogiou a postura dos seus jogadores em campo, principalmente depois das substituições que realizou para evitar o ímpeto do Internacional no segundo tempo. Mesmo considerando um bom resultado contra o Inter e somado mais um ponto na luta contra o rebaixamento, Waldemar preferiu não estabelecer uma meta futura de pontuação.

O treinador acabou preferindo não entrar em polêmicas com a arbitragem da partida, comandada por Héber Roberto Lopes (PR). Apesar de ter saído de campo expulso pelo árbitro por reclamação, Waldemar somente criticou a postura em relação à quantidade de lances assinalados.

Veja os gols do empate entre Internacional e Sport

Sport empata no Beira Rio

Mesmo abrindo 2×0 no placar, a equipe do Sport cedeu o empate e permanece na zona de rebaixamento. O Leão fez um brilhante primeiro tempo, mas recuou no segundo e deixou o time adversário empatar. O próximo confronto do Leão será no próximo domingo, contra a equipe do Coritiba, na Ilha do Retiro.

O Sport entrou em campo com uma postura totalmente diferente da que entrou no confronto contra o Palmeiras. A equipe rubro-negra mostrou um volume de jogo infinitamente superior ao do Inter.

A equipe da Praça da Bandeira “martelou” a defesa alvirrubra ate surgir o gol. Gilsinho, um dos melhores jogador ate o momento, mandou uma uma linda bola entre os zagueiros para Rithely. O volante teve a categoria de um atacante encobrindo o goleiro Muriel, abrindo o marcador para o Sport.

Com a vantagem no placar, o time pernambucano passou a ameaçar ainda mais o adversário. Aos 42, Moacir faz bela jogada do meio para a direita e cruza para Gilsinho que, de peixinho, marca o segundo gol do Leão.

Veio o segundo tempo e o Sport voltou com uma postura totalmente diferente do segundo tempo. Com a defesa trabalhando mais que o ataque, o rubro-negro ate que tentou, mas o primeiro gol do Internacional veio logo aos 17 minutos através de Cassiano.

O castigo veio aos 30.  Leandro Damião empata o jogo deixando o Sport ainda mais acuado. O arbitro acrescentou três minutos, mas a partida terminou empata. Bom para o Leão que conquistou um ponto fora de casa.

Jogadores do Sport miram nos bons exemplos para fugir do rebaixamento

A vitória sobre o Cruzeiro, no último domingo, trouxe um pouco de tranquilidade aos jogadores, comissão técnica e torcedores do Sport, que sofrem ao ver o Rubro-negro afundado na zona de rebaixamento. Principalmente porque o triunfo fez com que o Coritiba, primeiro clube fora do Z-4, ficasse a apenas três pontos do Leão.

Com um discurso bem ensaiado, os atletas usam exemplos de clubes que já estiveram em situação semelhante a que hoje vive o Sport. Casos como o Fluminense, que livrou-se do rebaixamento em 2009, após uma impressionante arrancada na reta final da competição, foram usados como inspiração pelo goleiro Magrão, que não acredita que o Rubro-negro disputará a Série B em 2013.

O otimismo do goleiro ganha um pouco de respaldo se observarmos o histórico da Série A desde 2006, ano em que o Brasileirão passou a ter a mesma quantidade de competidores que possui atualmente. Desde então, das 24 equipes que estavam na zona da “degola” na 24ª rodada, nove conseguiram escapar da temida Série B.

Números que enchem os rubro-negros de esperança. Porém, para o atacante Gilsinho, ainda não é o momento para olhar a tabela de classificação.

Se para o atacante os números não devem fazer parte da rotina dos jogadores, o mesmo não se aplica ao seu companheiro de ataque, Felipe Azevedo. De acordo com o jogador, o grupo precisa mirar nos bons exemplos, para ganhar mais ânimo.

Já para o meio-campo Willians, o Sport precisará se superar para fugir do Z-4, para isso, o atleta confia na força do grupo e pede um apoio incondicional da torcida.

Lateral Cicinho elogia primeiro tempo da equipe e destaca evolução

Mais uma vez um dos destaques do Sport, o lateral-direito Cicinho lamentou muito o empate contra o Bahia, na última quarta-feira. Depois de sair na frente e perder algumas chances, o Leão deixou com que o time baiano empatasse no final do jogo. Apesar disso, o lateral-direito Cicinho preferiu exaltar os pontos positivos rubro-negros na partida.

“Temos que ter calma, levantar a cabeça e seguir trabalhando forte. Nosso time se mostrou guerreiro dentro de campo. Jogamos bem no primeiro tempo e não encontramos as mesmas facilidades no segundo. Futebol é muito competitivo. A vitória não veio, mas nós suamos muito. Não faltou disposição. Estamos de parabéns pela entrega em campo”, comentou o lateral-direito.

Confiante na saída da zona de rebaixamento, Cicinho destaca o crescimento da equipe nos últimos jogos desde a chegada do técnico Waldemar Lemos. “Nosso time está crescendo. A confiança que o grupo tem é muito grande. Fizemos uma grande partida, mas infelizmente não vencemos. Temos que pensar que do outro lado também tinha uma equipe querendo ganhar o jogo”, disse ele.