Blog de Airton Sousa: Resultados de Pernambuco no Brasileiro

No sábado à tarde, o Santa Cruz jogando no Arruda, venceu pelo placar de 2 x 1, sobre o time do ABC. O time tricolor abriu o placar com Roberto, aos 35 minutos do primeiro tempo, e mal os jogadores terminavam a comemoração, o ABC empatava, com o jogador Pardal, aos 38 minutos, terminando assim, o primeiro tempo com o placar de 1 x 1. O detalhe do jogo na primeira etapa, foi Anderson Sales ter perdido um pênalti, aos 49 minutos, desperdiçando a chance de sair na frente, ainda na primeira fase.

O ABC foi um time ofensivo, principalmente no primeiro tempo, enquanto o Santa Cruz encontrava dificuldades na transição e também nas finalizações. Na volta do segundo tempo, o  Santa Cruz, em um lance de rara felicidade de André Luiz, aos três minutos, desempata e fica na frente outra vez. Vinicius Eutrópio faz duas modificações importantes, João Paulo e Marcos Paulo, que estrearam bem e concorreram para o crescimento do time.

Foi importante a vitória, mesmo porque a arbitragem prejudicou o Santa Cruz, ao anular um gol legítimo de Ricardo Bueno, no finalzinho do segundo tempo. O tricolor encerra a rodada na vice-liderança, com 9 pontos, fruto de três vitórias e uma derrota. O próximo compromisso do Santa Cruz será fora de casa contra o Goiás, nesta terça-feira (6).

No domingo, jogo das 11 horas, o Sport nada mudou do futebol das partidas anteriores, inclusive contra o Botafogo, pela Copa do Brasil. No final, o Leão perdeu pelo placar de 1 x 0, onde outra vez a zaga falhou, principalmente o jogador Evandro, na lateral esquerda. Algumas modificações na escalação Leonina, inclusive a estreia do ex tricolor Tomáz, que jogou bem, e Thalísson elogiado pelo técnico Wanderley Luxemburgo, porém muito pouco para o que o Sport necessitava.

A rigor, o Sport chutou duas bolas com certo perigo. O restante carência nas laterais, pouca produção da meia cancha e do ataque. Diego Sousa passeando em campo, outra vez. Saída de bola errada, muitos passes desperdiçados, os jogadores dispersos e uma falta de vontade danada de jogar. A verdade, é que o Sport falta muito para atingir o ideal. O próximo jogo será quarta-feira (07), contra o Flamengo, na Ilha do Retiro. Com o fechamento da quarta rodada o Sport tem quatro pontos no Brasileirão, o que é muito pouco.

Em Caruaru, o Central enfrentou o time do Juazeirense, dentro da expectativa de mais uma vitória, já que após o jogo desse domingo (4), a patativa faz dois jogos fora do Lacerdão. O primeiro jogo será em Juazeiro, contra o Juazeirense no dia 11/06, e depois em Alagoas contra o Coruripe, no dia 18/06. Aí o torcedor já conhece as dificuldades que o time vai enfrentar nesses dois compromissos.

Um jogo de razoável qualidade, com muita correria, o Juazeirense impondo velocidade no jogo, principalmente no primeiro tempo. O Central teve algumas oportunidades, porém foi o time baiano que marcou aos 31 minutos com o atacante Sassá, numa falha coletiva da zaga e dos volantes, terminando 1 x 0 para o Juazeirense no primeiro tempo. Na volta, o técnico Àlvaro  Gaia tira Wagner Rosa e coloca Polegar como um falso ponteiro, e daí o Central passou a mandar no jogo.

O gol patativa foi aos 35 minutos do segundo tempo, com o jogador Agenor chutando forte e empatando. A partir daí, o Central cresceu aproveitando o cansaço do Juazeirense. Porém no final aconteceu o empate de 1 x 1. A classificação do grupo é a seguinte: Juazeirense 5 pontos, Sousa 5 pontos, Central 4 pontos e o Coruripe na lanterna com 1 ponto. Teremos no próximo final de semana, uma rodada decisiva: Juazeirense e Central, Coruripe e Sousa. No final do jogo, os atletas se reuniram com o Presidente cobrando a atualização dos salários.

Outros resultados dos Pernambucanos: O Salgueiro perdeu para o Botafogo da Paraíba por 1 x 0. O América venceu ao Globo por 1 x 0, e o Itabaiana venceu ao Atlético Pernambucano por 2 x 1

Blog de Airton Sousa: Boa Esporte desafia e contrata goleiro Bruno

O mundo esportivo ficou estarrecido, após a notícia da contratação do goleiro Bruno, pela Diretoria do Boa Esporte, a semana passada. Como é sabido, por medida cautelar, um ministro do Supremo Tribunal, liberou o goleiro Bruno, até que haja novo julgamento, daí o Presidente demonstrar interesse de levar o polêmico profissional para defender aquele clube.

Desde que a notícia foi oficializada, os mais diversos órgãos de imprensa, principalmente as redes sociais, tem trazido as mais contraditórias opiniões, a favor e contra à decisão do Presidente Rone Moraes da equipe do Boa, perdendo até o momento, três dos maiores patrocinadores do Clube, provando que vai ser difícil manter o profissional no Boa.

Há quem diga que a contratação poderá ir de água a baixo, em razão da insatisfação generalizada. No entanto, cabe o seguinte questionamento, sem querer criar  polêmica: fala-se em ressocialização, dentro e fora dos presídios. O caso do goleiro Bruno, é um desses exemplos? Um profissional famoso, com idade  de continuar a sua vida profissional, necessitando trabalhar para manter a sua forma técnica e física, e também por necessidade financeira, vale ou não a ressocialização?

Não estamos julgando o fato do crime absurdo, apenas falando de um profissional, que tem que pagar pelo acontecido, porém o órgão maior da justiça Brasileira, entendeu que cabe a liberdade, temporária ou não, do Bruno. Inclusive porque está dentro da legislação, a condição de liberdade do mesmo. Cumpriu 1/3 da pena, não houve o julgamento e teve bom comportamento.

Agora, é aguardar as novas decisões a respeito do caso. Se Bruno volta para o presídio, se o Boa Esporte vai manter o profissional defendendo a sua camisa, se os prejuízos financeiros e a repercussão negativa, irão fazer com que o Presidente Rone Moraes desista ou não do seu desafio.