Aumento de impostos é aprovado na Alepe

Os dois projetos do pacote fiscal enviado pelo Governo de Pernambuco – retirados de pauta na última terça-feira (27) para modificações no texto por imprecisões de conteúdo – foram aprovados em segunda discussão, na quarta (28), na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). As matérias aprovadas tratam do aumento de 2% nas alíquotas de impostos sobre os produtos que compõem o Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza - Fecep (Projeto de Lei 2097/2018) e da permanência das alíquotas atuais de IPVA (PL 2100/2018). 

Isaltino Nascimento (PSB) enfatizou repasse de recursos aos municípios. Joel da Harpa (PP) lamentou aumento de impostos (Foto: Alepe / Divulgação)

Isaltino Nascimento (PSB) enfatizou repasse de recursos aos municípios. Joel da Harpa (PP) lamentou aumento de impostos (Foto: Alepe / Divulgação)

Os textos aprovados na primeira discussão foram alterados para que a tributação vigore até 2023. Com 29 parlamentares presentes e quatro licenciados, essas proposições receberam votos contrários de André Ferreira (PSC), Augusto César (PTB), Joel da Harpa (PP), José Humberto Cavalcanti (PTB) e Priscila Krause(DEM). O líder da Oposição, Sílvio Costa Filho (PRB), não participou da votação. No plenário, também foram acatados dois substitutivos e três emendas referentes ao conjunto de proposições, bem como outras nove matérias em redação final. 

Apenas o PL que que dispõe sobre a concessão de benefícios fiscais relacionados com o ICMS nas operações internas e interestaduais com camarão (PL 2092/2018), já aprovado em primeira discussão, segue em tramitação na Alepe e deve ser votado no início da próxima semana. Após a redação final, o governador Paulo Câmara (PSB) tem 15 dias para sancionar as leis. No caso dos PLs 2097 e 2100, as cobranças passam a vigorar a partir de março do ano que vem. 

Vice-líder da Oposição, Joel da Harpa, lamentou as aprovações e reforçou que a sua bancada foi contrária. “Nós acreditamos que Pernambuco está andando na contramão da realidade do País. Enquanto o Governo Federal fala em redução de impostos, Pernambuco vem aí com esse aumento. A população não pode continuar pagando o preço. Por conta disso, o posicionamento da bancada de Oposição na Casa foi de manter o voto contrário”, disse. 

Para Priscila Krause, o “povo pernambucano sairá no prejuízo” porque as medidas aumentarão a carga tributária do Estado, que segundo ela, já é a maior do Nordeste. “O governador prometeu, na campanha, com todas as letras, instituir o 13º do Bolsa Família e disse, claramente, que Pernambuco já tinha esses recursos no Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza. Agora, aumenta os impostos com a justificativa de levar para esse Fundo os recursos necessários para pagar uma promessa de campanha. Ele (Paulo Câmara) tem que admitir uma inverdade que foi dita durante o processo eleitoral”, provocou a democrata. “Pernambuco é o único lugar que se aquece a economia com aumento de imposto, e imposto sobre o consumo.” 

Defendendo as medidas, o líder do Governo na Alepe, Isaltino Nascimento (PSB), utilizou dados de arrecadação dos municípios para justificar os projetos e provocar a Oposição. “Só a cidade de Caruaru, onde a deputada Priscila Krause tem base política, nesses quatro anos, o Estado deixaria de repassar R$ 30 milhões. Ela votou contra o repasse constitucional de Pernambuco em relação ao IPVA e ICMS, trazendo prejuízos para a base política. Caruaru é um exemplo objetivo, seriam R$ 30 milhões a menos se tivéssemos seguido a orientação da deputada Priscila.” 

“Na verdade, Pernambuco é o primeiro Estado do Brasil a ter um Fundo que atenda ao povo mais pobre. Nós estamos inovando, não existe parâmetro no Brasil”, acrescentou Isaltino. Segundo ele, serão R$ 150 milhões por ano – R$ 600 milhões nos próximos quatro anos – que serão repassados para os municípios. “Uma parte dos recursos fica no Estado e metade vai ser repassada para o conjunto de municípios”, justificou.  

A expectativa é de que o governador Paulo Câmarasancione os projetos até o início da próxima semana. O chefe do Executivo retorna nesta quinta (29) à noite de viagem e reassume o cargo.

Por Folhape

Projeto que libera a venda de bebida alcoólica nos estádios de Pernambuco foi aprovado

antonio_moraes__foto__joao_bita_alepe

Nesta quinta-feira (03) foi aprovada em segunda discussão pela Assembleia Legislativa o projeto de autoria do deputado Antônio Moraes (PSDB) que revoga a proibição da venda de bebida alcoólica nos estádios de futebol do Estado de Pernambuco.

19 dos 26 deputados presentes aprovaram o projeto e agora segue para sanção ou veto do governador Paulo Câmara, que tem 30 dias de prazo para se manifestar.

A proposta do representante do PSDB autoriza a venda e o consumo de bebida alcoólica em estádios e arenas desportivas e prevê a venda do produto até duas horas antes do início das partidas.

A bebida só pode ser entregue em copos plásticos cujo recipiente não ultrapasse a marca dos 500 ml.

“Já foi comprovado que bebida alcoólica não é causadora da violência que acontece nos estádios de futebol. A liberação trará benefícios financeiros tanto para os clubes como para a economia do nosso Estado”, disse Antônio Moraes.

Nova Replay, nós estamos onde a notícia está!

Caruaru-PE: Começou nesta quinta 9ª edição da feira Super Mix no Polo

Começa nesta quinta-feira (24) em caruaru a 9ª edição da Super Mix – a feira de produtos, equipamentos e serviços para o varejo. O evento segue até o sábado, dia 26, no Polo Caruaru e reuni cerca de 80 expositores dos ramos de alimentos, bebidas, higiene pessoal e domestica, cosméticos, pet, além de prestadores de serviços nas áreas de Tecnologia da Informação, Logística e Gestão.

São aguardadas 20 mil visitantes durante os três dias de eventos, especialmente o público varejista, formado por empresários e profissionais do pequeno e médio varejo.

A novidade desta 9ª edição é o espaço de orientação ao varejo, onde o Sebrae e o Sescap (sindicato das empresas de serviços contábeis e das empresas de assessoramento, perícias, informações e pesquisas do estado de pernambuco), estarão tirando dúvidas dos varejistas gratuitamente.

Além de visitar os estandes e ter a oportunidade de fechar bons negócios, os visitantes poderão participar de palestras comandadas por grandes nomes do setor e analistas do Sebrae. A feira é promovida pela Associação Pernambucana de Supermercados (Apes) e da Associação Pernambucana de Atacadistas e Distribuidores (Aspa).

b2e2dd2b955cfbadc964163f3c744228

TV Replay, o que é bom se repete!

Garanhuns-PE: Secretaria de Turismo se reúne na próxima sexta com comerciantes

A Secretaria de Turismo de Garanhuns informa que a reunião com os comerciantes cadastrados pela secretaria, sobre a comercialização de alimentos e bebidas e questões de infraestrutura das barracas no Festival de Inverno 2014, será sexta-feira (04), às 10h, no Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti. 

Reprodução da Internet

Reprodução da Internet

TV Replay, o que é bom se repete!

Sanharó-PE: Acidente de trânsito mata dois e deixa um ferido

Thiago, guiava a moto

Thiago, guiava a moto

Edivaldo, pegou carona com o amigo e também morreu

Edivaldo, pegou carona com o amigo e também morreu

A tragédia aconteceu por volta das 4 horas da madrugada deste domingo (26), na BR 232, entrada de Sanharó, resultando na morte de dois jovens e um ferido. José Edivaldo Pereira da Silva, de 32 anos, Thiago Lima Cavalcante, de 24 anos e o colega identificado apenas por Ivan, estavam na festa do Sítio Boi Manso em Belo Jardim e passaram a noite bebendo e depois resolveram voltar pra casa em Sanharó, só que apenas Thiago estava com transporte, mesmo assim eles subiram os três em uma única moto e quando retornavam pra casa se chocaram de frente a uma picape S-10, tendo José Edivaldo e Thiago, morrido no local, enquanto que Ivan foi transferido em estado grave para o Hospital Getúlio Vargas no Recife.

 

Folião pagará mais caro por bebidas no carnaval

imagesfolioesO folião pagará mais caro com produtos e serviços de carnaval neste ano. O preço da cerveja ou chope subiu 12,99% entre fevereiro de 2012 e janeiro de 2013, segundo levantamento da Fundação Getulio Vargas (FGV). É quase o dobro da variação média dos preços de produtos e serviços do carnaval (7,46%). Mesmo aqueles que pretendem levar a cerveja de casa, terão que desembolsar mais neste ano. Embora mais barata que nos bares, a cerveja comprada nos supermercados está 15,20% mai cara que no carnaval de 2012.

Ainda entre as bebidas, os refrigerantes e água subiram 8,67% e até o cafezinho aumentou 12,13% no período. Já os preços de preservativos e lubrificantes acumulam alta de 5,01%. Preços de doces e salgados subiram 10,98% e os sorvetes fora de casa estão 9,27% mais caros.

A inflação acumulada pelo IPC-S entre fevereiro de 2012 e janeiro de 2013 foi de 5,95%. “Isso fará com que os gastos dos foliões em 2013 aumentem”, diz André Braz, economista do IBRE, responsável pelo levantamento.

Segundo Braz, para economizar o ideal é fazer as principais refeições em casa, abusar do lazer ao ar livre (blocos de carnaval e praias) e sempre que possível comprar previamente os ingressos dos bailes.

E para o carnaval de 2014, ele já adianta: “Programe o passeio com muita antecedência. Dessa forma, pode-se economizar muito com passagens e hotel”, conclui.

Fonte: Agência O-Globo