Alexandre Farias passa por traqueostomia

Hospital Unimed divulgou boletim neste sábado, dizendo que o jornalista tem melhorado de forma lenta, mas continua a respirar com ajuda de aparelhos

O jonalista Alexandre Farias, que foi baleado na cabeça no último sábado, no Alto do Moura, em Caruaru, durante um tiroteio entre suspeitos que roubaram um carro e policiais, apresentou melhora clínica durante a semana e continua estável, segundo boletim médico liberado neste sábado (23). Após passar por cirurgia para diminuiur a pressão intracraniana, ele foi mantido em coma induzido e na tarde de hoje realizou uma traqueostomia para poupar a via respiratória superior. De acordo com o último boletim médico, os sedativos foram mantidos e o paciente apresentou melhoras, apesar de continuar em ventilação mecânica (respiração por aparelhos). 

Jornalista foi baleado no último sábado, no Alto do Moura, em Caruaru

Jornalista foi baleado no último sábado, no Alto do Moura, em Caruaru

Na terça-feira, a polícia prendeu preventivamente três suspeitos de participar do tiroteio que feriu gravemente Alexandre Farias, em Caruaru. Um suspeito morreu na troca de tiros e um quinto integrante foi preso nesta quarta-feira, no bairro José Carlos de Oliveira, também em Caruaru. Ao ser preso, segundo a polícia, ele disse que faz parte do PCC e estava na rebelião ocorrida em janeiro, na Penitenciária de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte. Com ele foram encontradas duas armas: uma pistola .40, que teria sido roubada de um policial, e um revólver 38 com munição. “Dos quatro, ele se mostra o mais agressivo e já responde por homicídio, latrocínio e tráfico de drogas”, afirmou o chefe da Polícia Civil, Joselito Kherle.

Na quarta-feira, durante a audiência de custódia, foi decretada a prisão preventiva dos três suspeitos presos no Sítio Maniçoba – Vagner Santos Figueiredo, 30, Vitor Luiz Bezerra da Silva, 20, e José Raniere de Oliveira Simão, 32 – e de uma mulher identificada como Ierica Alves do Nascimento. Ela foi indiciada por associação criminosa. Contra ela já havia um mandado de prisão por tráfico. A suspeita será recolhida à Colônia Penal Feminina do município de Buíque.

Caruaru-PE: Apresentador do ABTV, vítima de bala perdida, passa por cirurgia e segue em coma induzido; estado de saúde continua grave

Após ter dado entrada no HRA em estado grave, vítima de bala perdida, o jornalista Alexandre Farias, que apresenta o ABTV 2ª Edição, foi transferido para o Hospital da UNIMED, onde passou por uma cirurgia na madrugada deste domingo (17). Alexandre está em coma induzido e seu estado de saúde continua grave. 

ENTENDA O CASO

Na noite deste sábado (16), o jornalista Alexandre Farias, que apresenta o ABTV 2ª Edição, foi vítima de uma bala perdida. O fato aconteceu no Alto do Moura, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. O jornalista tinha apresentado o telejornal e quando saiu foi jantar num supermercado da cidade.

Ele ia para a casa dele, que fica no Alto do Moura, quando foi atingido por um disparo. De acordo com informações da Polícia, assaltantes estavam em um carro roubado, quando houve perseguição e troca de tiros.

Na fuga, os bandidos ainda atropelaram os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que estavam em uma ocorrência no local. Uma das auxiliares de enfermagem chegou a ser atropelada.

Alexandre Farias foi vítima de bala perdida (Foto: Mavian Barbosa/G1)

Alexandre Farias foi vítima de bala perdida (Foto: Mavian Barbosa/G1)

Caruaru-PE: Apresentador do ABTV é vítima de bala perdida

Jornalista foi socorrido e de acordo com Hospital Regional do Agreste (HRA) o estado de saúde é grave

Na noite deste sábado (16) o jornalista Alexandre Farias, que apresenta o ABTV 2ª Edição, foi vítima de uma bala perdida. O fato aconteceu no Alto do Moura, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. O jornalista tinha apresentado o telejornal e quando saiu foi jantar num supermercado da cidade.

Alexandre Farias foi vítima de bala perdida (Foto: Mavian Barbosa/G1)

Alexandre Farias foi vítima de bala perdida (Foto: Mavian Barbosa/G1)

Ele ia para a casa dele, que fica no Alto do Moura, quando foi atingido por um disparo. De acordo com informações da Polícia, assaltantes estavam em um carro roubado, quando houve perseguição e troca de tiros.

Na fuga, os bandidos ainda atropelaram os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que estavam em uma ocorrência no local. Uma das auxiliares de enfermagem chegou a ser atropelada.

Por G1 Caruaru

 

 

São Domingos-PE: Um morto e três baleados durante festa carnavalesca

A noite de sábado para domingo (03-02-2013) foi violenta em São Domingos, onde mais um homicídio foi registrado, mais precisamente na avenida principal daquela localidade.

Segundo informações da polícia, um criminoso (de nome não divulgado) teria chegado de arma em punho no evento do Bloco Onda Azul (que existe há cinco anos naquele distrito) e disparado várias vezes contra Cleidson Ermesson Araújo da Silva(conhecido como “Diguin”, 19 anos e residente na Rua Manoel Lucas de Araújo, no Bairro Santa Tereza).

O criminoso tentou disparar a queima-roupa, mas o revolver teria falhado segundo testemunhas. Em seguida, a vítima tentou correr, mas foi atingida pelas costas. Depois o criminoso se aproximou e efetuou mais disparos.

A vítima foi socorrida pelo policiamento e levada para o Hospital Municipal e foram feitos todos os procedimentos para transferência, mas ela não resistiu.

Depois de constatada a morte, houve um princípio de tumulto, aonde familiares e amigos chegaram a chutar a viatura da polícia e também a ambulância, que faria a transferência.

Segundo informações do médico do Hospital, o jovem foi atingido por dois disparos, um no abdômen e um no tórax, que atravessaram o corpo.

Na ocasião, mais três pessoas foram alvejadas por balas perdidas. Duas delas foram levadas para a Policlínica de São Domingos (que não tiveram seus nomes divulgados) e a terceira, Eleaquim de Sousa (29 anos, residente no Bairro Santa Tereza), deu entrada no hospital após levar um tiro na perna esquerda.

A polícia trabalha no caso com um possível suspeito, que não teve seu nome revelado para não atrapalhar as investigações.

Ainda segundo a polícia, Cleidson já tinha passagem pela Funase, por porte ilegal de arma.

Fonte: Blog do Ney Lima.