Piloto morre durante voo e avião faz pouso de emergência nos Estados Unidos

Aconteceu em Los Angeles nos Estados Unidos, quando um avião da companhia aérea United Airlines que seguia para Seattle com 165 passageiros a bordo, foi obrigado a fazer um pouso de emergência no aeroporto de Boise em Idaho na noite desta quinta-feira, quando o piloto da aeronave sofreu um ataque cardíaco. As informações foram passadas pelas agências internacionais, após comunicado de uma porta-voz do aeroporto, Patty Miller, que adiantou que o voo 1607 chamou as 19h e 55 minutos, declarando a emergência e que logo em seguida o avião pousou sem maiores problemas, por volta das 20h e 8 minutos. Ainda segundo ela, o piloto faleceu após ter sido levado a um hospital local.

Foto: afta.ie

Foto: afta.ie

Avião sofre acidente nos Estados Unidos, no Aeroporto de São Francisco – 2 mortos

Um Boeng 777 procedente da Coreia do Sul, de propriedade da empresa Asiana Airlines, fez um pouso de emergência no Aeroporto Internacional de São Francisco nos USA, onde sofreu um acidente.

Conforme emissora local “KTVU” as causas do acidente ainda não são claras, nem se sabe o número de passageiros a bordo. Ainda segundo informações locais, os feridos foram levados para hospitais da região.

Agência de notícias informam a morte de 2 pessoas e ao menos 61 feridos.

Um vídeo foi divulgado na internet, no momento que um passageiro fez imagens de dentro do aeroporto e mostra muita fumaça na pista.

Foto: reprodução ktvu

Foto: reprodução ktvu

Foto: reprodução ktvu

Foto: reprodução ktvu

É Brasil! Deputado usa avião da FAB para levar parentes ao Maracanã

Eles assistiram à vitória do Brasil sobre a Espanha, no Maracanã.
Em nota, Alves disse que carona foi ‘equívoco’ e que vai pagar passagens.

Henrique Eduardo Alves (camisa listrada) assiste à final da Copa das Confederações, no Maracanã

Henrique Eduardo Alves (camisa listrada) assiste à final da Copa das Confederações, no Maracanã

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), usou no último fim de semana um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para uma viagem entre Natal e o Rio de Janeiro, segundo informou nesta quarta-feira o jornal “Folha de S.Paulo”.

No voo, estavam a noiva de Alves e parentes. De acordo com a assessoria de Alves, o deputado foi ao Rio para um encontro com o prefeito Eduardo Paes (PMDB). O grupo também assistiu à final da Copa das Confederações, no Maracanã, entre Brasil e Espanha. Eles ocuparam cadeiras destinadas a torcedores, e não às autoridades.

Na manhã desta quarta, a assessoria do parlamentar informou, por meio de nota, que ele vai fazer um levantamento do valor médio das passagens e pagar o valor equivalente aos seis acompanhantes. Na nota, a assessoria diz que o “presidente reconhece que a concessão da carona foi um equívoco e que, por dever, imediatamente, o corrige”.

De acordo com o jornal, a aeronave partiu da capital potiguar, terra de Alves, na noite de sexta-feira e retornou do Rio na noite de domingo. A bordo, estavam a noiva do deputado, Laurita Arruda, dois filhos e um irmão dela, o publicitário Arturo Arruda, com a mulher Larissa, e um filho do presidente da Câmara. Um amigo de Arturo entrou no voo de volta. No domingo, Laurita postou uma foto no Maracanã em uma rede social.

O decreto presidencial 4244 de 2002 diz que autoridades, como o presidente da Câmara, podem viajar em aviões da FAB nas seguintes circunstâncias: por motivo de segurança e emergência médica; em viagens a serviço; e em deslocamentos para o local de residência permanente. O decreto não diz quem pode ou não viajar acompanhando autoridades.

Na agenda de Alves, divulgada no site da Câmara, não consta nenhum compromisso oficial no fim de semana. A assessoria de Alves informou que o deputado foi ao Rio para um encontro com o prefeito Eduardo Paes (PMDB). De acordo com a reportagem, o presidente da Câmara almoçou no sábado com Paes e com o senador Aécio Neves (PSDB-MG).

“Houve agenda previamente divulgada com o prefeito Eduardo Paes, que me recebeu para um almoço-reunião na Gávea Pequena, onde conversamos no sábado pela manhã. O meu erro, e isso eu reconheço, foi ter permitido que pessoas me acompanhassem, pegando carona no meu voo para o Rio de Janeiro. E por esse erro, estou reconhecendo aqui, já mandei ressarcir o valor de cada passagem correspondente”, afirmou Alves nesta quarta, ao chegar à Câmara.

Leia a íntegra da nota divulgada pela assessoria do presidente da Câmara.

Nota de esclarecimento do presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves

O deputado Henrique Eduardo Alves ordenou ao seu gabinete parlamentar que fizesse o imediato recolhimento aos cofres públicos dos valores correspondentes às passagens Natal-Rio-Natal, relativos à carona oferecida em avião da FAB, por disponibilidade de assentos, a familiares, dias 28 e 30 de junho.

O deputado Henrique Eduardo Alves esteve no Rio de Janeiro cumprindo agenda previamente acertada com o prefeito da cidade, Eduardo Paes. No sábado, 29, os dois participaram de uma reunião almoço, na residência oficial, na Gávea Pequena.

O presidente reconhece que a concessão da carona foi um equívoco e que, por dever, imediatamente, o corrige.

Fica a pergunta para você: Ele não sabia que o avião estaria se dirigindo ao Maracanã?

Fonte: http://g1.globo.com/politica/noticia/2013/07/presidente-da-camara-usou-aviao-da-fab-para-levar-parentes-ao-rio.html