Caruaru-PE: Prefeitura reconstrói muro da Estação Ferroviária

Oitenta metros de muro estão sendo refeitos na Estação Ferroviária. A obra da Fundação de Cultura e Turismo teve início na semana passada. A execução está respeitando fidedignamente a arquitetura existente, que é um patrimônio histórico e artístico. Retomando a história, em 2005, parte do muro foi derrubado, com a justificativa de que a cidade estava crescendo, o trânsito era um caos, e que seria preciso abrir mais uma rua no coração da Estação Ferroviária, ligando a avenida Cleto Campelo à Silvino Macedo.

Na ocasião, a opinião pública discordou da decisão e se manifestou contrária à intervenção. Foi quando o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN entrou na discussão. A obra foi embargada pela Justiça por se tratar de um patrimônio histórico e artístico tombado.

 “Sempre me incomodou o fato de um patrimônio histórico ter sofrido tamanho golpe, com a derrubada dos muros, em 2005. Então, desde que assumi a Fundação de Cultura, meu intuito era reerguer esses muros, tomando como base a arquitetura original, com o mesmo formato, para então, resgatar a história da nossa cidade”, explicou o presidente da Fundação de Cultura, André Alexei.

HISTÓRIA - Em 1895, Caruaru ganhava o conjunto arquitetônico da Estação Ferroviária, que hoje é conhecida pela população. De lá para cá, idas e vindas, embarques e desembarques, desenvolvimento, investimentos, ligação da capital (Recife) com o interior do estado. O espaço que deixou de ser utilizado a partir de 1996, tornou-se patrimônio tombado pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco – FUNDARPE em 2001.

749-360-91802457

TV Replay, o que é bom se repete!