Aprovada reforma administrativa do Governo Paulo Câmara

pacote de projetos enviados à Assembleia Legislativa pelo governador Paulo Câmara (PSB) referentes à reforma administrativa do Estado estão sendo apreciados em sessão extraordinária, nesta quarta (26) e quinta-feira (27). Em matéria publicada pela Folha de Pernambuco nesta quarta (26), a oposição criticava a suposta criação de 133 cargos comissionados. Com o esclarecimento do Governo de que não haverá aumento de cargos, a oposição acompanhou e aprovou o pacote governista.

“A oposição não quer fazer disso nenhum cavalo de batalha, pelo contrário. votaremos favorável, torcendo que o governo dê certo e que com esse novo modelo apresentado agora de mudança de algumas secretarias possa apresentar resultados nos próximos quatro anos”, comentou o líder da oposição na Alepe, Silvio Costa Filho (PRB)

"A oposição não fará disso um cavalo de batalha", disse Silvio Costa Filho (PRB), líder da oposição na Alepe.Foto: Divulgação / Alepe

“A oposição não fará disso um cavalo de batalha”, disse Silvio Costa Filho (PRB), líder da oposição na Alepe.Foto: Divulgação / Alepe

Ele explicou que pelo pouco tempo para apreciar a reforma, a oposição fez uma interpretação equivocada da nova estrutura. “De uma reforma para outra houve um aumento de 133 cargos comissionados. A informação saiu truncada, tendo em vista a celeridade do projeto que chegou aqui na casa”, disse.

Por requerimento do líder do governo, Isaltino Nascimento (PSB), as matérias, que chegaram à Alepena última sexta (21), estão sendo votadas em regime especial. O pacote foi discutido, ainda pela manhã, nas comissões de Constituição e Justiça, Finanças e Administração Pública e o projeto segue em discussão pela tarde. Na quarta-feira (27), será feita a redação final, quando o governador poderá fechar sua lista de novos secretários e dar encaminhamento à solenidade de retransmissão do cargo, na próxima semana. 

Por Blog da Folha, *com informações de Luiza Alencar, da Editoria de Política.