Pernambuco – APAC emite aviso: Chuvas devem continuar nesta quarta-feira (21)

Aquecimento do mar causa mau tempo, e pelo menos duas mortes já foram relacionadas ao clima nos últimos dias

As chuvas dos últimos dias vêm deixando um rastro de transtornos e destruição em diferentes regiões pernambucanas. Duas mortes já foram relacionadas às consequências do mau tempo, que vem sendo causado por um aquecimento no oceano. A previsão é de mais chuva em todo o estado nesta quarta-feira (21).

Na cidade de Toritama, no Agreste, uma criança de 10 anos morreu depois de cair em um bueiro na tarde da segunda-feira. Testemunhas contaram que chovia no município, quando o menino, que brincava com outras crianças no bairro Fazenda Velha, caiu e foi arrastado pela água. A criança foi socorrida por moradores, que tentaram reanimá-la, mas morreu antes de chegar ao Hospital Nossa Senhora de Fátima.

6518541_x720

uma criança de 10 anos morreu depois de cair em um bueiro na tarde da segunda-feira (20).

Um acidente deixou uma pessoa morta e outra ferida, no quilômetro 94 da BR-232, em Sairé, no Agreste. Por volta das 14h15 de terça-feira, o carro saiu da pista, que estava molhada, e bateu em uma parada de ônibus. Três pessoas estavam no veículo. A passageira ao lado do motorista não resistiu.

Também na terça, o mau tempo impediu o funcionamento da sede da Câmara dos Vereadores de Nazaré da Mata. A rede elétrica e alguns equipamentos foram danificados e ainda não há previsão para a reabertura do prédio. A agência do Banco do Brasil localizada no centro da cidade também foi inundada. Em Bezerros, no Agreste, o Rio Ipojuca transbordou, causando a interdição da BR-232 nos dois sentidos, e a destruição de moradias.

Na Região Metropolitana do Recife, ruas ficaram alagadas e alguns municípios aumentaram o alerta para possíveis casos de deslizamento de barreiras. No Cabo de Santo Agostinho, cerca de 1,5 mil m2 de lona plástica foram instalados em encostas. Algumas lonas também foram entregues à população para serem usadas em situação de emergência. No Recife, uma árvore caiu sobre um ônibus. O acidente aconteceu por volta das 6h40, na Avenida Dezessete de Agosto, em Casa Forte, Zona Norte da cidade. O coletivo da linha Macaxeira/Parnamirim estava lotado, mas ninguém ficou ferido.

A BR 232 no município de Bezerros, o trânsito ficou parado por horas pela inundação

As ruas da cidade ficaram alagadas e o trânsito na BR-232, na parte que dá acesso à cidade, ficou lento. (Fotos: Reprodução/WhatsApp)

No município de Bezerros, o nível do Rio Ipojuca subiu e fez vários pontos de alagamento chegando a invadir casas e o Estacionamento do hospital Jesus Pequenino

No município de Bezerros, o nível do Rio Ipojuca subiu e fez vários pontos de alagamento chegando a invadir casas e o estacionamento do hospital Jesus Pequenino

De acordo com a Agência Pernambucana de Água e Clima (Apac), no município, choveu 95,63 milímetros em 12 horas.

A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) emitiu um aviso hidrometeorológico válido até esta quarta-feira. O alerta indica a probabilidade de chuvas com intensidade moderada, tendo como áreas mais atingidas a Região Metropolitana do Recife, o Agreste Meridional e a Mata Sul do estado. Por causa do solo saturado pelas chuvas fortes que atingiram a Mata Sul e parte do Grande Recife nos últimos dias, a população do estado deve ficar atenta e seguir as orientações da Defesa Civil.

A previsão para esta quarta na Região Metropolitana, Zona da Mata e Fernando de Noronha é de tempo parcialmente nublado, com pancadas de chuva de forma isolada ao longo do dia, de intensidade fraca a moderada. Para o Agreste e Sertão, onde as chuvas vêm sendo comemoradas porque têm enchido reservatórios e irrigado plantações, o prognóstico da Apac é de tempo parcialmente nublado a nublado, com precipitação rápida e isolada nos períodos da tarde e noite, de intensidade fraca a moderada.

A meteorologista Aparecida Fernandes explicou que o aquecimento das águas superficiais do Oceano Atlântico Sul, fenômeno que faz aumentar a umidade e a formação de nuvens, é o motivo das sucessivas precipitações acima da média neste mês em Pernambuco. “Essas chuvas são mais comuns em março, mas estão acontecendo mais cedo. Costumam ocorrer pela manhã no Litoral e na Zona da Mata. Depois, essas nuvens vão se deslocando, causando precipitações no Agreste e Sertão no período da tarde e à noite”, afirmou.

Por Diário de Pernambuco

Fenômeno do “Vórtice Ciclônico” provoca fortes chuvas e precipitações de pedras de gelo em cidades pernambucanas

Nesta sexta-feira (29), as regiões Agreste e Sertão do estado de Pernambuco foram banhadas por uma forte chuva repentina. Moradores das cidades de Arcoverde, Pedras, Garanhuns, e João Alfredo registraram o momento da precipitação das pedras de gelo, a chuva de granizo. Segundo a Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac), este fenômeno tem sido registrado em 07 municípios pernambucanos e não há a possibilidade de prever a ocorrência deste tipo de precipitação.

três-cidades

Na cidade de Pedra, situada no Agreste Pernambucano, a chuva durou cerca de 15 minutos e durante o temporal, o vento forte chegou a derrubar o letreiro da cidade. Em Arcoverde, Sertão de Pernambuco, a intensidade da queda das pedras de gelo chamou a atenção da população, onde por meio do vídeo postado por moradores, é possível ouvir os pedaços de gelo caindo com força numa área urbana da cidade. Em João Alfredo, o fenômeno chocou a população local bem como em Garanhuns, no Agreste, onde uma moradora que seguia pela BR-232 antes da entrada da cidade, registrou em vídeo o momento em que as pedras de gelo começaram a atingir o painel do veículo.

1 2 4 6

A APAC divulgou em nota, todas as informações acerca das fortes chuvas que atingiram cidades do estado de Pernambuco nesta sexta-feira (29).

CONFIRA A NOTA DA APAC DESCRITA ABAIXO:

As chuvas ocorridas na tarde desta sexta-feira (29/01) na Região Metropolitana do Recife (RMR), Zona da Mata e Agreste foram provocadas pela atuação de um Sistema Meteorológico denominado Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN). 

Devido ao rápido deslocamento desse tipo de sistema – que pode ocorrer em aproximadamente uma hora -, não é possível prever esta situação rara com antecedência satisfatória e nem sua intensidade. No Recife, a velocidade de ventos observada chegou a 80km/h, com força suficiente para arrancar uma árvore pela raiz. 

Este sistema VCAN está associado a nuvens do tipo cumulusnimbus, de grande desenvolvimento vertical que podem atingir 12 km de altura, causando precipitações com intensidade moderada a forte, acompanhadas de trovoadas, descargas elétricas, rajadas de vento e, com menor frequência, a ocorrência de granizo, como ocorreu no Agreste Meridional.

Os volumes mais significativos de chuva ocorreram entre as 15h30 e 18h desta sexta-feira. Os municípios que apresentaram as maiores precipitações acumuladas foram: Olinda (62mm), Recife (52mm), Paulista (42mm) e Igarassu (38mm). 

A APAC opera a Sala de Situação, uma rede automática de observação de chuvas com 126 estações distribuídas em todo o Estado. Esta sala opera em regime de plantão durante todo o ano, em estreita articulação com a Defesa Civil e emitirá novos avisos sempre que as condições atmosféricas indicarem a possibilidade de ocorrência de eventos extremos.

O Governo de Pernambuco está em alerta, trabalhando conjuntamente com o Poder Público Municipal, a Celpe e todos os órgãos envolvidos para minimizar os transtornos causados.

Fonte: Reprodução/ NOTA – Blog do Mário Flávio

Caruaru-PE: Crise Hídrica é debatida em audiência pública na Câmara Municipal

A Câmara Municipal de Caruaru realizou, na manhã desta quarta-feira (14.10), uma audiência pública com foco na crise no abastecimento de água. A audiência foi convocada pelo vereador Edjailson da Caru Forró (PTdoB), e debateu o relatório das visitas realizadas recentemente por uma comitiva de vereadores formada pelo próprio Edjailson da Caru Forró, Antonio Carlos (DEM), Carlos Santos (PRB) e Rodrigues da Ceaca (PRTB), às Barragens do Prata (Bonito), Serro Azul (Palmares), e à Hidroelétrica do Camevozinho (Palmares).

audiencia 1

Nessas visitas, realizadas semana passada, os vereadores constataram uma série de problemas, como o abandono de equipamentos e obras hídricas paralisadas.

“Nossa propositura tem a finalidade de urgenciar as ações compartilhadas entre todos os órgãos que tratam direta ou indiretamente da interligação da Barragem de Serro Azul, em Palmares, com o rio da Prata, aqui no Agreste. Precisamos criar um plano de contingência, baseado no relatório que será gerado após essa audiência, para evitar um colapso no abastecimento de água potável, diante de uma previsível falta de chuva””, destacou Edjailson, que defende a interligação entre os dois sistemas – Prata e Camevô – como a medida mais imediata de assegurar que a água não venha a faltar por completo.

audiencia 3

Como a questão diz respeito não apenas a Caruaru, participaram da audiência: o prefeito de Altinho, José Ailson de Oliveira, o ex deputado estadual e ex prefeito de São Caetano, Esmeraldo Santos, a deputada estadual Raquel Lyra (PSB),  os representantes do secretário estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Paulo Teixeira, e da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), Clênio Torres, do diretor da Compesa, Sérgio Torres, a gerente regional da Compesa, Nyadja Rodrigues. 

aun diencai 3

clenio raquel sergio

Fonte: Guanabara Comunicação/AscomCâmara

Confira!
TV Replay,o que é bom se repete!

Agrestina-PE: Serro Azul será homologado e se tornará a primeira Reserva Ecológica do município

Uma equipe do CPRH (Agência Estadual de Meio Ambiente) visitou Serro Azul, na cidade de Agrestina, na manhã dessa quarta-feira (15) e realizou a última vistoria necessária para a criação da primeira reserva ecológica do município.

15.07.2015_Visita_CPRH_Serro_Azul_Fotos_Adriano_Monteiro-6384 - Cópia

15.07.2015_Visita_CPRH_Serro_Azul_Fotos_Adriano_Monteiro-6552

A Geógrafa Débora Soares e o Engenheiro Ambiental Fernando Gadelha, foram conferir o local de perto. Uma área de mais de 75 hectares, é possível observar um bioma diversificado, com algumas características de Caatinga e outras de Mata Atlântica. Estiveram presentes também profissionais da Secretaria de Meio Ambiente, entre eles a bióloga Elizandra. A visita contou com coleta de vegetação e fotografias diversas para posterior avaliação. A homologação para a criação da Reserva Particular do Patrimônio Natural Serro será iniciada e a expectativa é de que ainda este semestre a reserva seja oficializada.

15.07.2015_Visita_CPRH_Serro_Azul_Fotos_Adriano_Monteiro-6391

15.07.2015_Visita_CPRH_Serro_Azul_Fotos_Adriano_Monteiro-6616

Esta é mais uma das várias ações da Prefeitura de Agrestina por meio da Secretaria de Meio Ambiente, na promoção da conservação ambiental do município.

15.07.2015_Visita_CPRH_Serro_Azul_Fotos_Adbiano_Monteiro-6504

Uma outra área que também está em processo de se tornar uma unidade de conservação é a Serra do Jardim, que no início do mês recebeu a visita de uma equipe da Agência Pernambucana de Águas e Clima – APAC.

serra do jardim

serra do jardim 2

serra do jardim 3

TV REPLAY, O QUE É BOM SE REPETE! 

Agrestina-PE: Preservação da Serra do Jardim foi foco de nova visita da Apac

Na última terça-feira (30), a cidade de Agrestina contou com a visita de uma equipe da Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC) que teve como finalidade avaliar a possibilidade da barragem de Serra do Jardim, em receber ações relacionadas à recomposição do equilíbrio do ambiente e manutenção o ecossistema nativo.

01.07.2015_Visita_Apac_Serra do _Jardim_Rio_Mentirosos_Fotos_Adriano_Monteiro-4064Após uma manifestação de interesse, feita pela prefeitura do município através do Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente, Wlademir Félix, o encontro foi marcado e aconteceu durante toda a manhã. Após uma breve reunião, a equipe da APAC formada pelo Gerente de Revitalização das Bacias Hidrográficas, Fernando Duarte , e pela Engenheira Civil, Luciana Meira, acompanhou o secretário em uma visita à barragem, onde puderam ser comprovados os fatores que enquadram a área em projetos de conservação.
01.07.2015_Visita_Apac_Serra do _Jardim_Rio_Mentirosos_Fotos_Adriano_Monteiro-4030 “Esta parceria com a APAC vai com certeza nos proporcionar muito apoio na preservação da Serra do Jardim, caracterizada pelo bioma Mata Atlântica – Brejo de Altitude. É uma plano futuro, temos que avaliar vários aspectos, mas pretendemos criar um corredor ecológico ligando a Serra do Jardim à Serra dos Cavalos, em Caruaru.”, disse o secretário Wlademir Félix ao final da visita.
01.07.2015_Visita_Apac_Serra do _Jardim_Rio_Mentirosos_Fotos_Adriano_Monteiro-4044
01.07.2015_Visita_Apac_Serra do _Jardim_Rio_Mentirosos_Fotos_Adriano_Monteiro-4027

TV REPLAY, O QUE É BOM SE REPETE! 

APAC divulga alerta de chuva forte para as próximas 24 horas

A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) alertou, na tarde deste domingo (18), sobre a possibilidade de chuva intensa nas próximas 24 horas.

chuvas 2

A previsão é de precipitação moderada a forte na Região Metropolitana do Recife, Mata Norte e Mata Sul do Estado.

chuvas 5

De acordo com o órgão, a chuva pode ficar mais forte durante a madrugada e nas primeiras horas da manhã.

chuvas 3

O tempo só deve melhorar  a partir desta quarta-feira (21).

TV Replay, informações é aqui!.

Recife-PE: Apac prevê continuação das chuvas até esta sexta

A Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac) já emitiu alerta meteorológico informando que as chuvas devem continuar até esta sexta-feira (12). Em pontos específicos do Recife, a precipitação pode superar os 30 mm. De acordo com o pluviômetro instalado na base da Secretaria-Executiva de Defesa Civil do Recife (Secon), no bairro de Santo Amaro, até às 18h desta quinta (11), choveu 39,7 mm na capital pernambucana, mas não foram registradas ocorrências de destaque. 

Nesta quinta, a Marinha do Brasil também emitiu um aviso de alerta para a Secretaria-Executiva de Defesa Civil do Recife devido a uma ressaca com elevação dos níveis da maré em até 2,5 metros. O pico foi às 17h55.
 1
 
Para evitar transtornos, a Secon realizou vistorias de monitoramento em bairros como Córrego do Jenipapo, Alto do Eucalipto, Ibura, Jardim Teresópolis, Bomba do Hemetério, entre outros. Também foram colocadas lonas plásticas em pontos de risco no Alto da Bela Vista, Jordão Baixo e outros. 
 
Em caso de chuva intensa, a Defesa Civil orienta os moradores de áreas de risco a procurar um local seguro e entrar em contato através do número 0800 081 3400. A ligação é gratuita e a central de atendimento funciona 24h.
Fonte: http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/vida-urbana/2013/07/11/interna_vidaurbana,450226/apac-preve-continuacao-das-chuvas-ate-esta-sexta.shtml