Blog de Airton Sousa – Brasil melhora e vence o segundo amistoso

636892379228577307w

Havia muita expectativa para o segundo amistoso da Seleção Brasileira, em razão da decepção pelo empate contra a fraca equipe do Panamá. A verdade é que a seleção não fez um bom primeiro tempo, esbarrando na falta de criatividade e tomando o gol aos 37 minutos da primeira fase.

Esperava-se que na volta a seleção sofresse alterações, principalmente no meio de campo e ataque para chegar ao empate e virar o placar do jogo, e foi exatamente isso que aconteceu. Empatou aos 4 minutos, continuou pressionando e desempatou aos 38 minutos e finalmente o terceiro gol aos 44 minutos, vencendo pelo placar de 3 x 1.

Podemos dizer que a seleção no jogo de ontem, só não contou com jogadores estreantes e inexperientes, teve em campo os seguintes jogadores: Tiago Silva, Marquinhos, Filipe Coutinho, Alan, Alísson, Firmino, Paquetá, Casemiro, Danilo, Alexandro, Artur, Gabriel Jesus. O que podemos  dizer, atletas bastante rodados, na sua maioria.

Agora a seleção é dispensada, e a próxima convocação desta feita será para a Copa América, no dia 17 de maio. O grupo do Brasil é composto de Bolívia, Peru, Venezuela, a estreia acontecerá no dia 14 de junho, jogando em São Paulo no Estádio do Morumbí. O time de Tite tem a obrigação de conquistar a Copa América, pelo menos isso.

Falando de Campeonato Pernambuco, teremos nesta quarta-feira (27), a última partida classificatória para as semifinais. Santa Cruz e Afogado jogarão no Estádio do Arruda, valendo a ultima vaga para as semifinais. O vencedor irá enfrentar ao time do Náutico na próxima fase do Pernambucano.

Blog de Airton Sousa – Brasil encerra o ano vencendo

Brasil x Camarões no MK Stadium. Lucas Figueiredo/CBF

Sem muita emoção, aliás como tem sido a maioria dos amistosos da seleção brasileira, o Brasil venceu a seleção de Camarões pelo placar de 1 x 0. Após a Copa do Mundo e nos amistosos que participou, dava a impressão que todos estavam jogando apenas por jogar, com um futebol sem graça e determinação.

Nós sabemos que é fim de temporada, no entanto as cores da seleção já mereceram mais respeito, e tem sido notório que já não existe mais o interesse de antigamente. O torcedor pode até dizer: Fizemos amistosos, mesmo sem um futebol vibrante mais vencemos, e daí: será que isso é tudo?

O técnico Tite tem algumas vezes incluído na convocação, atletas que não reúnem qualidade para vestir a camisa da seleção, no entanto o treinador talvez para satisfazer o seu ego e mostrar que quem manda é ele, insiste e nem sempre se dá bem, deixando a impressão que também Tite já não tem a motivação do início.

Termina o ano, e tenho a impressão se fosse feita uma pesquisa, a maioria da torcida estaria desmotivada e cheia de interrogações com relação ao futuro do nosso futebol, porque mesmo sendo amistosos o que observamos foi a falta de interesse da torcida, quem sabe decepcionada com o risco para a próxima Copa do Mundo?

Uma pergunta que não quer calar: Desse grupo que participou dos amistosos, que percentual podemos colocar para a Copa do Mundo de 2022? A idade, a qualidade técnica, a falta de interesse, tudo isso juntos nos faz pensar que um futuro sombrio, aguarda o Brasil na próxima Copa do Mundo, sem qualquer exagero e pessimismo.

Em 2019 no Brasil, a Copa América. E daí, esperar o quê diante de tantas dúvidas e interrogações que vivemos com a seleção? No entanto, ainda cabe outra pergunta? Se não for com esse material humano, teremos outro? Termina o ano, e com muita franqueza não dá para ter muita esperança, mesmo para uma Copa América aqui no nosso país.

Blog de Airton Sousa – Seleção vence amistoso com um fraco futebol

                                           arabia

Jogando na tarde dessa sexta-feira (12), a Seleção Brasileira venceu pelo placar de 2 x 0 a Arábia Saudita. Muitas mudanças na escalação e o time de Tite deixou muito a desejar, mesmo diante de um adversário que não exigiu e que apenas apresentou um bom toque de bola no decorrer do jogo.

Tivemos várias novidades na seleção: Fabinho, Marquinhos, Alex Sandro, Gabriel Jesus (voltando), Walace, Lucas Moura entre outros jogadores, o que não justifica o futebol desorganizado apresentado pela seleção, diante de um adversário que marcou bem e dificultou um melhor rendimento, só isso.

Com certeza, terça-feira (16) contra a Argentina, o time terá mudanças principalmente pela qualidade do adversário, dentro desta fase de avaliação do treinador Tite. Observa-se que é preciso a CBF colocar no calendário, a realização de alguns amistosos contra seleções europeias, para que dentro das exigências o time possa mostrar outra visão.

A última vitória do Brasil contra a Arábia, foi em 2002 pelo placar de 1 x 0, com um gol de Djalminha. No jogo dessa sexta-feira (12), o Brasil apresentou uma característica positiva, jogando bem aberto, com o atleta Renato Augusto sendo escolhido o melhor  do grupo, os demais um futebol apenas razoável.

O primeiro gol da seleção aconteceu  aos 43 minutos do primeiro tempo, com uma troca de passes entre Neymar e Gabriel Jesus, onde poucas foram as chances da primeira fase, placar de 1 x 0. No segundo tempo Lucas Moura, que desde 2016 não era convocado, entrou bem jogando aberto pela esquerda.

A seleção aos poucos foi diminuindo o ritmo, ainda entraram Artur e Richarlíson que não tiveram tempo suficiente para se apresentarem para o jogo, porém em uma rara oportunidade ofensiva, após a cobrança de escanteio com Neymar, o jogador Alex Sandro mete de cabeça fazendo 2 x 0 para o Brasil. Próximo jogo contra a Argentina, 3ª.feira (16).

Blog de Airton Sousa – Brasil vence primeiro amistoso – Sport empata e tem situação mais complicada ainda

                               neymargbyjug

Sexta-feira (07), a Seleção Brasileira realizou o seu primeiro amistoso, após o fracasso na Copa da Rússia. O adversário sem tanta expressão e a Seleção conseguiu vencer sem muitos obstáculos, pelo placar de 2 x 0. Os gols foram construídos todos na segunda fase, deixando a torcida apreensiva.

Algumas experiências foram feitas pelo treinador Tite, a exemplo de Fabinho, Dedé, Artur, Paquetá, Everton e Richarlísson, colocando assim nas mãos do treinador a expectativa das mudanças posteriores, já que a intenção quando da colocação dos novos atletas é para acompanhar as mudanças e o possível crescimento.

Entendendo-se que vitória é vitória, e deixa a esperança que as renovações possam trazer ao treinador a condição de melhorar o rendimento, visto que a decepção da perda da copa está inerente na mente do torcedor, e será necessário  que a seleção tenha um crescimento tal, que os resultados sejam convincentes.

Na próxima terça-feira (11), a seleção realizará o segundo amistoso dessa sequencia, desta feita contra a fraca seleção de El Salvador. Não podemos considerar como um teste, mais sim um jogo em que a seleção tem a obrigação de vencer bem, e deixar a expectativa  para os novos amistosos, até chegar a Copa América do próximo ano.

Falando agora do Campeonato Brasileiro, o Sport entrou em campo no sábado (08) na Ilha do Retiro, desta feita contra a boa equipe do Cruzeiro. O resultado do jogo, levando-se em consideração as necessidades do time, foi um empate desastroso porque o Sport terá que contabilizar oito vitórias, e com o empate foram mais dois pontos perdidos.

Quanto ao time, nada mudou. As mesmas fragilidades anteriores, um poder ofensivo que não assusta, uma equipe com defeitos que são repetidos a cada partida. Especificamente no jogo contra o Cruzeiro, podemos dizer que a arbitragem e a incompetência de Raniel contribuíram para que a derrota mais uma vez não acontecesse.

Aos 28 minutos do primeiro tempo, a arbitragem pisa na bola, quando anulou um gol legítimo de Barcos,  uma bola que sobrou após um cruzamento de Mancuello. O árbitro anulou o gol errando totalmente, porque o jogador Marcão dava condição de jogo ao atacante Cruzeirense. Muitas reclamações por parte do Cruzeiro, porém nada adiantou.

O primeiro tempo, diante do erro do árbitro terminou zero a zero. Na segunda fase, duas mudanças aconteceram de inicio, Raul Prata e  Jair, onde o Sport apresentou um pouco de crescimento, no entanto nada de conseguir o seu intento, pois o empate seria um desastre para o rubro-negro.

Aos 31 minutos, um lançamento de Raniel para David que foi derrubado na área, o árbitro marcou pênalti,  e Raniel cobrou mal dando a   Magrão a chance de  evitar o gol, sendo este pênalti o trigésimo terceiro  que Magrão defendeu, evitando assim mais uma derrota do Sport. Porém pela situação, o empate não foi um bom resultado.

Com o empate o Sport tem a sua situação ainda mais complicada na tabela. Faltam 14 rodadas para o término da competição, onde o Sport tem a obrigação de vencer oito partidas, se quiser escapar do rebaixamento para a segunda divisão. É grave a situação do rubro-negro, que vê cada vez mais próximo o rebaixamento.

 

Blog de Airton Sousa: A vingança aconteceu, mesmo com um placar pequeno

                                                    germany

Passaram-se quatro anos, e a torcida brasileira não esqueceu a goleada sofrida na Copa de 2014, pelo placar de 7×1. Quase não tivemos os atores daquela vergonha, nem pelo Brasil, nem tão pouco pela gigante seleção da Alemanha. De qualquer maneira, uma decepção daquelas não é realmente para esquecer.

Do técnico Tite até Gabriel Jesus, naturalmente que o emocional pesou, até quando não sabemos. No entanto, é bom considerar uma página virada, mesmo porque nunca mais teremos uma goleada daquelas, é o que esperamos. O comportamento da atual seleção é outro, a começar pelo comando técnico, mesmo entendendo-se que a seleção da Alemanha, não foi a titular.

Falando um pouco do jogo, o Brasil começou meio tenso e ao mesmo tempo desligado. Porém, após os vinte minutos houve uma reação do time de Tite, avançando a marcação, evitando dá espaços e aplicando um pouco mais de velocidade, até equilibrar o jogo e chegar a marcação do gol, através de Gabriel Jesus, de cabeça aos 37 minutos, observando-se que no lance os Alemães falharam na marcação.

Com a vantagem, a seleção voltou a ter equilíbrio emocional, mesmo com os adversários mantendo a mesma velocidade, principalmente  nos cruzamentos. No segundo tempo, o time brasileiro errou frequentemente a finalização, cedendo em alguns momentos espaços, contudo os adversários desperdiçavam as chances sempre chutando por fora ou por cima.

Valeu o teste, mesmo porque vínhamos de uma vitoria de 3 x 0 contra a Rússia. É impossível pensar que o mesmo ou mais, poderia acontecer no jogo desta terça-feira (27). Importante é que os testes contra seleções europeias já estão em andamento e servirão para que  técnico Tite aperfeiçoe a cada jogo o seu grupo.

Teremos nos próximos amistosos, contra a Áustria e Croácia respectivamente a chance de vê que evolução o grupo terá, diante de duas seleções com um estilo diferente dos dois adversários que enfrentamos. Agora, a pergunta que não quer calar: Vencemos os dois primeiros desafios, como será se Neymar não ganhar condição para a Copa?

 

Blog de Airton Sousa: Seleção Brasileira vence à Rússia

                        cbf simbolo

Na tarde dessa sexta-feira (23), a Seleção Brasileira de Futebol realizou o primeiro dos quatro amistosos antes da estreia na Copa do Mundo. O adversário foi o dono da casa, onde teremos mais  uma edição da Copa,  a partir do mês de junho. O placar de 3 x 0 foi construído no segundo tempo, em razão de que a primeira etapa do jogo, não passou de 0 x 0.

O treinador Tite se disse satisfeito após o encerramento do jogo, pela desenvoltura da Seleção principalmente no segundo tempo. Os russos aplicaram uma marcação bastante fechada, inclusive utilizando na maioria do tempo uma zaga composta de cinco jogadores, o que dificultou o rendimento do nosso selecionado.

No entanto, era um adversário jogando como a Rússia, que o treinador queria enfrentar, é exatamente em cima desse esquema que Tite pretende trabalhar a seleção, em razão de que  alguns adversários irão utilizar esse esquema, se bem que o jogador Gabriel Jesus não esteve bem, atribuindo-se a maneira como o sistema defensivo da Rússia atuou.

Tivemos alguns destaques na seleção, a exemplo de Douglas Costa, Coutinho, Paulinho entre outros, e não se pode deixar de reconhecer que o jogador Neymar  fez falta, principalmente pela maneira como os Russos jogaram e sabemos que não será diferente, principalmente quando a Copa começar.

Miranda abriu o marcador, com uma bola que sobrou na pequena área, Coutinho ampliou na cobrança de uma penalidade e finalmente Paulinho chutando uma bola cruzada fechou o placar de jogo de 3 x 0. A Seleção volta a jogar na próxima terça-feira (27), contra a Seleção da Alemanha às 15h e 45m. Podemos dizer que a Seleção deixou uma razoável impressão.

 

Blog de Airton Sousa: Brasil vence o Japão em amistoso na França

                                              selecaogetty

No jogo entre Brasil e Japão, disputado em Lille na França, a Seleção Brasileira venceu a Seleção do Japão pelo placar de 3 x 1. Um jogo em que valeu a supremacia Brasileira sobre os japoneses, principalmente para uma avaliação do técnico Tite, nesta reta final de preparação para a Copa 2018.

O primeiro gol do Brasil, foi aos 9.30 minutos com Neymar, em seguida Neymar perdeu um pênalti aos 15 minutos, porém Marcelo  ampliou aos 17 minutos, deixando transparecer que logo o placar seria ampliado. E realmente foi ampliado com Marcelo, um belíssimo chute de fora da área, aos 35 minutos fazendo  3 x 0.

Com a vitória de 3 x 0, os comandados do técnico Tite colocaram o pé no freio, e fecharam o primeiro tempo com o placar de 3 x 0, o que foi considerado um excelente placar, com um futebol dentro da expectativa, e deixando  todos bastante otimistas pelo desempenho coletivo dos Brasileiros.

No segundo tempo, pelo placar do jogo, o técnico Tite ficou a vontade para executar algumas modificações, mesmo porque na próxima semana a Seleção tem um adversário mais difícil e experiente. A Inglaterra, com uma nova proposta de jogo, com bastante experiência representa para os Brasileiros mais atenção, cuidado  e dedicação no jogo.

Pouco a acrescentar do segundo tempo, algumas entradas e substituições, até para preservar os jogadores, inclusive a entrada do jogador rubro-negro Diego Sousa, que pouco acrescentou no rendimento da seleção e na sua participação.

O Japão fez o seu gol de honra, e no final a Seleção venceu pelo placar de 3 x 1. Agora, é esperar para ver o que os Ingleses apresentam de novidade nesta terça-feira (14), diante da seleção Brasileira.

Blog de Airton Sousa: Grandes Seleções e os amistosos desta sexta-feira

A Seleção Brasileira, após a classificação para a Copa da Rússia, entra em campo às 10 horas (horário de Brasília), desta sexta-feira (10) para enfrentar a Seleção do Japão. A Seleção do técnico Tite, bastante acreditada pelo sucesso nas eliminatórias, consegue hoje atrair a atenção do mais exigente torcedor.

Trata-se de um conjunto de dois amistosos, contra o Japão e contra a Inglaterra. Daí toda expectativa por parte principalmente dos Brasileiros, porque enfrentaremos um país cujo futebol vem crescendo, após a implantação com vários nomes internacionais que foram contribuir para a evolução do futebol japonês.

Sabemos que os jogadores talvez não se empenhem tanto, por tratar-se de um jogo que não é oficial, porém para o técnico Tite é importante mais essa avaliação, até porque novas  experiências deverão ser feitas pelo treinador, muito embora saibamos que pelos resultados e o comportamento do grupo nas eliminatórias, já se tem uma base de 80% definido para a Rússia em 2018.

Enquanto isso, temos também outros amistosos: França e País de Gales em Paris, Sérvia e China em Guanzhou, Bélgica e México em Bruxelas, Portugal sem Cristiano Ronaldo, jogará contra Arábia Saudita em Viseu, Colômbia  e Coreia do Sul, Uruguai e Polônia em Varsóvia, Inglaterra e Alemanha. Com isso as Seleções envolvidas nesses amistosos visam o aperfeiçoamento  para a Copa de 2018.

Blog de Airton Sousa: Seleção é convocada com novidades

                                cbf simbolo

O técnico Tite, oficializou na manhã dessa sexta-feira (20) a relação dos jogadores convocados para os amistosos, respectivamente contra o Japão e a Inglaterra. Algumas surpresas na convocação e você confere agora quais os nomes pleiteados pelo treinador, na expectativa de que os mesmos possam ter qualidade para brigar pela titularidade, ou inclusão no grupo que irá com a seleção para a Russia.

Alisson, Cassio e Ederson                            -

Alex Sandro , Daniel Alves, Jemerson, Marcelo

Marquinhos, Tiago Silva, Miranda

Casemiro, Diego, Fernandinho, Giuliano, Paulinho

Philippe Coutinho, Renato Augusto, William, Diego Sousa, Douglas Costa, Firmino, Gabriel Jesus, Neymar e Taison.

A convocação de alguns jogadores principalmente no meio de campo e ataque, deve-se a algumas experiências que o treinador deseja fazer nesses dois amistosos, contra duas seleções qualificadas, mudando o estilo de jogo, ao contrário do que aconteceu nas Eliminatórias da Copa, com as Seleções Sul Americanas.

Blog de Airton Sousa: Brasil goleia os donos da casa

Fazendo seu ultimo amistoso na Austrália, a Seleção Brasileira, depois de perder para a Seleção da Argentina por 1 x 0, recuperou a imagem e venceu aos donos da casa,  pelo placar de 4 x 0. Sabemos no entanto, que os adversários desta terça-feira(13), não possuem tradição no futebol, o esporte mais jogado naquele país é o voleibol. No entanto a Seleção Brasileira, bastante alterada, com sete novos testes, venceu, e venceu bem.

O primeiro tempo da Seleção Brasileira, não foi bom, principalmente pela falta de entrosamento. No entanto, no segundo tempo,  com as modificações que foram feitas pelo treinador Tite, os brasileiros criaram com mais freqüência, tornaram o jogo agudo e chegaram ao placar final de 4 x 0.

Para os Brasileiros, marcaram Diego Sousa(2), Thiago Silva(1), e Thaíson(1), o jogador Diego Sousa, foi escalado no ataque da Seleção, e todos pensavam que o jogador não ia corresponder pelo seu estilo lento de jogar. No entanto, houve uma adaptação do jogador, e podemos considerar uma boa atuação, também pelo fato de ter marcado dois gols. Agora, é esperar o reinicio das eliminatórias e aguardar as mudanças que o treinador irá fazer na Seleção Brasileira.