Agrestina-PE: APAE comemora Semana Nacional da Pessoa com Deficiência com exibição de filme e muita pipoca

De 21 a 28 de agosto, a instituição APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) em todo o Brasil, comemora a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla.

Nesta quinta-feira (27), professores e alunos da Escola Mãe Rainha – LIGA PAMI APAE, aproveitaram a tarde de forma descontraída, com direito a exibição de filme e muita pipoca.

SAM_0836

SAM_0832

Os alunos da APAE assistiram ao filme “Os Vingadores”, exibido na Casa das Juventudes. Além de terem acesso a uma história de super-heróis com muito suspense, gargalhas e pipocas, os alunos ainda pousaram para fotos e depois do filme, sorvetes, doces e bastante travessuras fizeram parte desta tarde.

SAM_0839

SAM_0833

SAM_0834

A professora Iris Letiery, falou da importância de adaptar alguns conteúdos para facilitar o entendimento de cada aluno.

CLIQUE E ESCUTE AS PALAVRAS DA PROFESSORA ÍRIS:

SAM_0850

Maria Edineide da Silva é aluna da Escola Mãe Rainha e diz da satisfação de passar uma tarde bem diferente.

CLIQUE E ESCUTE A ALUNA DA APAE AGRESTINA:

SAM_0849

Esse é um momento importante em que as APAES realizam ações voltadas para a defesa de direitos da pessoa com deficiência e também pela conquista de novos espaços de inclusão.

A programação tem por objetivo apresentar o potencial artístico e intelectual dos alunos.

SAM_0829

A nossa reportagem foi um pouco mais além. Saindo do âmbito APAE, visitamos o jovem cadeirante Éder Glegson Galvão Santos, que na ocasião fez um relato dos seus ofícios e principalmente sua opinião em relação a acessibilidade.

CLIQUE E ESCUTE O JOVEM ÉDER GLEGSON:

SAM_0819

SAM_0823

0102

TV REPLAY, O QUE É BOM SE REPETE!

Gameleira-PE: Você pai, acompanha seu filho na escola?

A equipe de jornalismo da TV Replay esteve na Escola Estadual Nossa Senhora da Penha, localizada no Centro de Gameleira, cidade da Mata Sul de Pernambuco, em função da entrevista, a Sra. Rosa Gomes de Medeiros, Gestora, da Escola Estadual Nossa Senhora da Penha, onde a mesma, faz uma cobrança aos pais, alunos e familiares, para que compareçam mais na escola e possam acompanhar a vida escolar dos seus filhos.

20150126_11143020150126_11135620150126_111336

“Desde já, agradeço a equipe de jornalismo da TV Replay por está aqui em nossa escola, alunos, professores, familiares e comunidade em geral.

A escola é o lugar de diversidade cultural, é um espaço onde podemos conhecer, saber mais, fazer amizade, desenvolver habilidades e competências que vão contribuir para o campo pessoal e profissional, porque na escola não aprendemos apenas a ter conhecimento de ciência e de matemática, e sim, aprendemos a conviver com o outro, de tornar-se um cidadão com valores e ética.

É um espaço de convivência e se souberem aproveitar e valorizar, com certeza terão condições de ser um grande profissional, um bom esposo, uma boa esposa, um bom amigo, enquanto indivíduo social.

Aos nossos estudantes, carinhosamente, peço que valorize o ambiente escolar, tenham tempo disponível para aprender, ter um bom relacionamento com os professores, ter zelo pelo patrimônio público, ou seja, cuidar das bancas, não riscar as paredes, estar trazendo algo novo pra dentro da escola e transformando-a num espaço cultural (dança, música e teatro) e o esporte (handebol, futsal e voleibol) e tornando-a a escola na nossa segunda casa.

A mensagem que deixo primeiro é para os pais e familiares dos nossos estudantes, que estejam  perto de nós, procure a escola, esteja sempre atento ao desempenho dos seus filhos, não deixe pra vir à escola apenas quando for convidado, pois, a escola estará aberta pela manha, à tarde e anoite para recebê-los e que juntos possamos fazer melhor porque sozinha ela, a escola,  não faz muita coisa, o desejo é que eles visualizem a escola como o espaço realmente de melhorar sua vida.”

A escola em si, não consegue êxito sozinha, é preciso o empenho dos alunos, pais, professores, governo, empresas e sociedade em geral porque a união faz a força e a educação muda o mundo .

A TV Replay, agora faz parte da vida dos gameleirenses, dessa forma a notícia será noticiada todos os dias e em todos os momentos, fazendo com que Gameleira possa se comunicar em tempo real e deixar assim seus moradores informados de tudo que acontece e em todos os lugares.

Assista, comente, curta, comente e divulgue. Mande sugestões e denúncias. Nossos contatos:

Facebook: CENTRAL GAMELEIRA
Email:jornalismo@tvreplay.com.br
Portal:www.tvreplay.com.br
Watssapp: 81 – 99317525

TV Replay, o que é bom se repete!

 

 

Aluno de medicina terá de trabalhar dois anos no SUS para receber diploma

Da Agência Brasil

Estudante-de-medicina

Os alunos que ingressarem nos cursos de medicina a partir de 2015 terão que atuar dois anos no Sistema Único de Saúde (SUS) para receber o diploma. A medida é válida para faculdades públicas e privadas e faz parte do programa Mais Médicos, anunciado hoje (8) pelo governo federal. Com isso, o curso passará de 6 anos para 8 anos de duração.

Os estudantes irão trabalhar na atenção básica e nos serviços de urgência e emergência da rede pública. Eles vão receber uma remuneração do governo federal e terão uma autorização temporária para exercer a medicina, além de continuarem vinculados às universidades. Os profissionais que atuarem na orientação desses médicos também receberão um complemento salarial. Os últimos dois anos do curso, de atuação no SUS, poderão contar para residência médica ou como pós-graduação, caso o médico escolha se especializar em uma área de atenção básica.

Com a mudança nos currículos, a estimativa é a entrada de 20,5 mil médicos na atenção básica. “Esse aumento será sentido a partir de 2022, quantos os médicos estarão formados”, disse o ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

De acordo com os ministérios da Educação e Saúde, as instituições de ensino terão que acompanhar e supervisionar o aluno. Após o estudante ser aprovado no estágio no SUS, a autorização temporária de exercício será convertida em inscrição no Conselho Regional de Medicina. Por haver recursos federais no programa, os alunos das escolas particulares deverão ficar isentos do pagamento de mensalidade. Esse trabalho na rede pública não acaba com o internato, no quinto e no sexto anos do curso.

Até 2017, a oferta de vagas nos cursos de Medicina terá um aumento superior a 10%. Com o programa Mais Médicos, serão abertas 3.615 vagas nas universidades públicas e, entre as particulares, devem ser criadas 7.832 novas matrículas.

O aumento deve ser sentido este ano, quando abertas 1.452 vagas. Em 2014, serão 5.435, anuciou Mercadante. De acordo com o ministro, haverá uma descentralização dos cursos que serão instalados em mais municípios. A residência médica terá de acompanhar o ritmo de vagas abertas na graduação.

“Não basta abrir curso de medicina para fixar um médico em uma região que temos interesse para ter. É preciso residência médica, que é um fator decisivo para a fixação, além de políticas na área de saúde. Estados que têm oferta de residência médica, tem uma concentração grande de médicos, como Rio de Janeiro e São Paulo”, disse o ministro.

Segundo ele, haverá uma melhor distribuição dos cursos pelo país. Atualmente, 57 municípios oferecem cursos de medicina, com o programa de residência. Mais 60 passarão a ofertar, totalizando 117 municípios no país. Isso acarretará, para as federais, a contratação de 3.154 professores e 1.882 técnicos-administrativos.

Nas particulares, segundo Mercadante, não haverá mais a “política de balcão”, onde os institutos apresentam as propostas para a abertura de cursos. Agora, a oferta de cursos de medicina será definida por meio de editais públicos, de acordo com a necessidade do país. “Vamos verificar as áreas que têm condições e necessidade de ofertar vaga e lá ofertaremos”.

Blog do Mário Flávio, por Mário Flávio