Ministro da Integração Nacional apresenta medidas de enfretamento à estiagem na Câmara dos Deputados

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, participou na manhã desta quarta-feira (8), no Plenário da Câmara dos Deputados, de uma Comissão Geral para debater medidas para amenizar os impactos da seca no Nordeste do país. As ações estruturantes e os investimentos do Governo Federal para enfrentamento à estiagem foram apresentados pelo ministro aos parlamentares e especialistas no assunto.

Ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, Congresso Nacional - credito Sérgio Francês PSB

Foto: Sérgio Francês

 “Eu acredito que com crédito, tecnologia, infraestrutura hídrica e apoio aos arranjos produtivos locais poderemos oferecer as condições para o semiárido nordestino crescer, se desenvolver e se tornar a solução para o desenvolvimento do Brasil”, disse o ministro. De acordo com Fernando Bezerra Coelho, somando os investimentos do PAC 1 e PAC 2, o Governo Federal está investindo mais de R$ 30 bilhões em obras para expandir a oferta de água semiárido. Outros R$ 10 bilhões já foram desembolsados em ações para minimizar os efeitos da seca. “Se continuarmos com políticas públicas dessa envergadura, em pouco tempo daremos a segurança hídrica para o semiárido”, afirmou.

Ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, no Congresso Nacional - credito Sérgio Francês PSB

Foto: Sérgio Francês

 Além do Projeto de Integração do Rio São Francisco – a maior obra de infraestrutura hídrica do país – o Governo Federal, em parceria com os governos estaduais, financia outras centenas de empreendimentos que estão gerando soluções estruturantes para a falta d’água na região do semiárido. “A segurança hídrica do Nordeste não se esgota com a transposição do Rio São Francisco. Ela é apenas o começo para aproximar as águas do São Francisco das áreas mais secas e necessitadas. Ela é a mãe de todo esse conjunto de obras já está sendo materializado”, pontuou o ministro.

Como exemplo das obras estruturantes, o ministro Fernando Bezerra citou para os parlamentares a Adutora do Algodão, na Bahia, que tirou o município de Guanambi de uma situação de colapso no abastecimento de água; e a Adutora do Pajeú, que evitou uma crise semelhante de escassez de água na cidade pernambucana de Serra Talhada.

Irrigação – O ministro Fernando Bezerra Coelho também destacou a nova Política Nacional de Irrigação, aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pela presidenta Dilma Rousseff no início do ano, que tem como objetivo incentivar a ampliação da área irrigada no país. Tendo em vista o potencial do Brasil para irrigação, os investimentos nessa área podem consolidar o país como potencia mundial na produção agrícola sustentável.

Água Para Todos – Para os parlamentares, o ministro ressaltou ainda que a universalização da oferta de água não será resolvida apenas com grandes obras, mas com a adoção de tecnologias mais simples que estão sendo testadas pela população e validadas por centros de pesquisa. O Programa Água para Todos, que integra o Plano Brasil sem Miséria, segue nesta linha de atuação, com investimentos que já chegam a R$ 1,4 bilhão na implantação de cisternas, sistemas de abastecimento de água, kits de irrigação e pequenas barragens.

Ao final do debate, o ministro Fernando Bezerra enfatizou o comprometimento do poder público no enfrentamento à maior estiagem das últimas décadas: “Se for preciso fazer mais, o Governo Federal está a postos para isso”, concluiu.

O presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves, destacou que esse debate se transformará em ações concretas para enfrentar a seca: “Na condição de representantes do povo, os parlamentares vão fazer deste debate a oportunidade de reforçar ainda mais as ações do Governo Federal.”

Representantes da bancada do Nordeste vão se reunir nos próximos meses com o propósito de, até meados de julho, apresentar sugestões de emendas, projetos de lei e outras medidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>