Ibirajuba-PE: Conselheiros tutelares renunciam aos cargos após sentirem que estão em situação de risco

Após a tragédia na cidade de Poção, ocorrida no ano de 2015, onde três conselheiros tutelares e uma mulher de 62 anos foram mortos de forma brutal no exercício de suas funções, o cargo de conselheiro vem se tornando cada vez mais temido por aqueles que o exercem, e para aqueles que logo mais em outubro do corrente ano, irão ser submetidos ao voto popular.

Nesta segunda, 01 de abril, temendo que suas vidas estejam sob risco, uma vez que este órgão atua diante de situação de ameaça ou de violação, baseado no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e são responsáveis pelo enfrentamento à violência física e psicológica, à exploração sexual e à negligência dos que têm até 18 anos, três, dos cinco conselheiros da cidade de Ibirajuba, no Agreste de Pernambuco, renunciaram aos cargos.

(Foto: Cortesia/WhatsApp)

(Foto: Cortesia/WhatsApp)

Segundo primeiras informações repassadas para nossa redação, foi protocolado pelos conselheiros Francisco Batista, José Carlos e Eugênia Maria, única mulher a exercer o cargo, junto ao Ministério Público, um ofício, o qual retrata toda situação de risco e os fatos levantados por eles, os quais os levaram a renunciar os cargos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>