Caruaru-PE: Universitários buscam doadores de sangue para Caso Nelsinho

Equipe do projeto Doação e Ação visitam salas de aulas para falarem sobre o caso do menino com Leucemia e também incentivarem a doação de sangue.

Estudantes e Professores da Faculdade Asces promovem mobilização para que doadores de sangue dirijam-se ao Hemope Caruaru. O principal objetivo é buscar doações de sangue dirigidas ao pequeno Nelson Luiz Santos Pereira Silva, o Nelsinho, com apenas três anos de idade e há dois tratando um câncer. Ele precisa de plaquetas, componente encontrado exclusivamente no sangue e que é responsável pela contenção de hemorragias, mas atualmente o estoque disponível nos hemocentros do Estado é baixo. 

1

Nelsinho é caruaruense e está internado no Hospital Osvaldo Cruz há dois meses, em Recife, onde passa por tratamentos médicos após complicações causadas por uma leucemiaA Leucemia é o câncer mais comum na infância, tem origem na medula óssea, onde é normalmente produzido o sangue, e apresenta sintomas como dor nos ossos ou nas articulações, palidez, manchas roxas, sangramentos, febre e abatimento. Seus índices de cura podem chegar a até 80%. 

Segundo o professor Fabrício Andrade, coordenador do Projeto Doação e Ação da Faculdade Asces, o caso Nelsinho é mesmo urgente e pelo nível crítico dos estoques de sangue e plaquetas no Estado está sendo feita esta mobilização. “As plaquetas são hemocomponentes que impedem hemorragias sanguíneas, mas, em razão da Leucemia o organismo tem dificuldades em produzi-las, provocando sangramentos, dores de cabeça, palidez e manchas roxas na pele”, esclarece Andrade. 

A Doação 

Para Doar o interessado deve comparecer ao Hemope Caruaru, na Avenida Oswaldo Cruz, s/nº, no bairro Maurício de Nassau, das 7h30min às 17h. O candidato para a doação deve observar os seguintes requisitos: ter entre 16 e 67 anos, pesar mais de 50 quilos, não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 24 horas e estar em boas condições de saúde. É preciso levar o RG ou outro documento original de identificação com foto. Os menores devem ir acompanhados de um responsável. 

É imprescindível que o voluntário indique na recepção do Hemope Caruaru, no ato da doação no nome e o local do internamento do paciente. Neste caso, Nelson Luiz Santos Pereira Silva, internado no Hospital Oswaldo Cruz – Ala de Oncologia Pediátrica. 

Segundo o Ministério da Saúde (MS), o doador não pode ter contraído doença de Chagas, sífilis, hepatite e HIV, além de apresentar um documento de identificação com foto no momento do cadastro. No caso de Nelsinho, os doadores não devem ter contraído gripe recentemente.

Depois de realizar o cadastro na recepção do Hemope Caruaru, o voluntário passa por uma avaliação médica e, caso esteja em perfeito estado de saúde, é encaminhado para realizar a doação de plaquetas. Após a doação, cujo processo é seguro e não trás risco à saúde do doador, o organismo realiza a reposição das plaquetas em até 48 horas.

Sobre a Leucemia 

Tipos de leucemia mais comuns na criança e no adolescente: Leucemia Linfoide Aguda (LLA) e Leucemia Mieloide Aguda (LMA). Tratamentos indicados: quimioterapia e, em casos excepcionais, transplante de medula óssea.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>