Agrestina-PE: Desafios da saúde mental coletiva foram discutidos em II Fórum no município

Na manhã desta quinta-feira (06) a Secretaria de Saúde da cidade de Agrestina promoveu o II Fórum de Saúde Mental do município. O evento contou com uma roda de conversas que teve como a temática: “Desafios atuais da saúde mental coletiva.”

II Fórum saúde

II Fórum saúde 15Palestraram durante o encontro a coordenadora de Saúde Mental de Caruaru, Rita Acioli, estagiários do curso de psicologia da Unifavip/DeVry, o coordenador de Saúde Mental de Agrestina, Júlio César de Espíndola e a psiquiatra Danielle Angelle.

II Fórum saúde 03

O evento contou com diversas autoridades locais como o Secretário de Saúde de Agrestina, Roberval Maciel, o Secretário de Assistência e Desenvolvimento Social, Marciano Filho, a coordenadora da Atenção Básica, Thadyma Siqueira, o Vereador Zito da Barra, entre outros.

II Fórum saúde 06

II Fórum saúde 04

II Fórum saúde 05

II Fórum saúde 07

Durante o Fórum, o Secretário Roberval Maciel falou das dificuldades pelas quais o nosso país está passando.

“Agrestina permanece oferecendo atendimento de qualidade em todas as esferas da Saúde.” – afirmou o secretário.

Roberval ainda ressaltou ainda que a equipe que vai atender a população no PSF de Campo Novo já está definida e a previsão é de que ainda este mês os serviços de saúde comecem a ser oferecidos, beneficiando centenas de pessoas. Cerca de dez profissionais vão trabalhar no PSF, que recebeu o nome de Pedro Mendes da Silva (Pedro Mena).

II Fórum saúde 09

Como convidados, estavam presentes enfermeiros e técnicos de enfermagem do município, as equipes do NASF e do CAPS de Agrestina e estudantes do curso de Psicologia da Unifavip/DeVry. Durante o Fórum, foi realizada uma exposição com peças feitas pelas pessoas atendidas pelo Caps durante as oficinas que acontecem diariamente na unidade.

II Fórum saúde 10

II Fórum saúde 12

II Fórum saúde 13

Foram apresentados também, em números relativos, a média anual de atendimentos do CAPS Agrestina, onde pode-se destacar: 180 visitas domiciliares em Saúde Mental, 900 atendimento ambulatorial psiquiátrico, 350 consultas psiquiátricas,  1500 consultas de enfermagem e 250 oficinas terapêuticas.

II Fórum saúde 14

TV REPLAY, O QUE É BOM SE REPETE!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>