Caruaru-PE: Resultado sobre o caso na Justiça Comum para a eleição do Central é divulgado

Em mais um furo de reportagem de Edvaldo Magalhães, eis aqui o resultado da decisão judicial, sobre as eleições do Central, com exclusividade: 

A juíza titular da 3a Vara Cível da Comarca de Caruaru, Dra. Maria Magdala Sette de Barros, nos autos do processo nº 17276-89.2015 acaba de indeferir a liminar proposta pelo Sr. Alexandre César Leite contra o indeferimento da chapa Coração Alvi-Negro.

Entendeu a juíza, que o artigo 130-3º, do Estatuto, dispõe que: “é expressamente proibida qualquer anistia financeira aos associados no período de 12 meses anteriores à AG, bem como, qualquer parcelamento de débito no período de 03 meses anteriores a AG”.

Os autores não quitaram regularmente seus débitos, muito menos os parcelaram, tendo havido uma verdadeira concessão de perdão da dívida, ainda que parcial. O valor módico pago pelos autores (R$ 30,00) demonstra que o fato caracteriza uma situação repelida pelo objetivo normativo, haja vista que, o artigo fala expressamente em “qualquer anistia”, portanto, a anistia parcial nos parece estar incluída na proibição, cujo objetivo moralizador maior é a pureza da eleição. (…) Diante do exposto, INDEFIRO O PEDIDO LIMINAR.

Desta feita, a não ser que aja uma decisão do TJPE modificando a decisão, só resta uma chapa para a eleição nesta terça-feira (17), que é a da situação Puro Sangue, que tem como candidato a presidente na Executiva, Lícius Cavalcante, 1º vice Maurício Neves e 2º vice Lindinaldo Dias Florêncio, no Conselho Deliberativo, Antônio Amâncio (Bodero) para presidente e Sérgio Pepeu na vice, secretário André Martins.

Nova Replay, o que é bom se repete!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>