Blog de Airton Sousa: Um clássico com muitos gols e violência

Um jogo que teve de tudo, fora e dentro de campo. Desde o início da manhã de domingo, pelas principais ruas do Recife, uma verdadeira guerra entre as torcidas do Santa Cruz e do Sport, levando esse clima para o jogo, que também não foi diferente, com as expulsões de Diego Sousa pelo Sport, e Derley pelo Santa Cruz. Sem deixar de registrar a arbitragem do gaúcho Leandro Pedro Vuaden, que foi abaixo da crítica, técnica e disciplinarmente.

Com a bola rolando, tres etapas distintas. O Santa Cruz marcando aos seis minutos do primeiro tempo, com o jogador Keno, em uma falha de marcação da zaga do time leonino, e a partir daí dominando até 30 minutos. Em seguida a reação do Sport que teve três grandes chances: Neto Moura, cabeceando para uma grande defesa de Tiago Cardoso aos 35 minutos, Rogério chutando para outra vez Tiago Cardoso salvar aos 38 minutos e finalmente, Durval aos 46 minutos, em uma cabeçada com uma defesa milagrosa de Tiago Cardoso, que terminou sendo a peça mais importante do jogo pelo Santa Cruz. E a outra etapa importante do jogo, foi a entrada do garoto Everton Felipe, no lugar de Paulo Roberto que saiu contundido,  e a partir daí até o final do segundo tempo, mudou a história do jogo para o Sport.

Na volta do segundo tempo, o Santa Cruz amplia aos 5 minutos através de João Paulo, e logo em seguida começa a reação do Sport, com um cabeçada de Durval aos 7 minutos, e veio o empate aos 24 minutos com Rodney Wallace. Incrível, mesmo retraído, o Santa Cruz consegue virar o jogo com Bruno Morais aos 27 minutos. Aí veio o desencanto para o torcedor tricolor, com falhas sucessivas da zaga e do goleiro Tiago Cardoso. Terceiro gol do Sport com Ruiz de cabeça aos 24 minutos, Vinicius Araújo aos 45 minutos marcou o quarto gol, e Everton Felipe aos 47 minutos fecha o placar, dando ao Sport uma vitória de 5 x 3. Ou seja, as defesas milagrosas do goleiro tricolor no primeiro tempo, foram transformadas em falhas na maioria dos gols do Sport no segundo tempo.

Para completar a avalanche de violência, aos 40 minutos, por  agressões, tivemos as expulsões de Derley e Diogo Sousa. O Sport agora soma 30 pontos, e distancia-se da zona de rebaixamento, ao contrário do Santa Cruz que permanece na décima nona posição, com os mesmos 20 pontos. A vitória do Sport, salvou o cargo do técnico Oswaldo de Oliveira, onde comentava-se, caso perdesse, poderia ser demitido. Quanto ao Santa Cruz, caminha cada vez mais  para a segunda divisão.

O próximo jogo do Sport é fora de casa contra o Atlético Mineiro, enquanto que o próximo jogo do Santa Cruz é em casa contra outro Atlético do Paraná.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>