Blog de Airton Sousa: Tendência de prejuízo nas Olimpíadas

Segundo pesquisas de vários economistas de nível internacional, tem sido uma regra a promoção dos jogos olímpicos levar prejuízo para os países que sediaram a competição. As pesquisas mostram duas exceções, as Olimpíadas de 1984 em Los Angeles e a de 1992 em Barcelona.

O restante dos países promotores dos jogos olímpicos, tiveram um saldo negativo, com ganho furado, déficit e muita corrupção. Para o Brasil, que sedia as Olimpíadas  de 2016, a partir de agosto, mais um alerta em todos os itens,  principalmente na corrupção, assunto aliás que somos campeões.

Alguns estudiosos vão mais além, afirmando a probabilidade para a falência do modelo que atualmente é aplicado para a execução dos jogos olímpicos, desmistificando dessa maneira, os resultados econômicos anunciados. Para finalizar, fazemos a seguinte colocação, é mais fácil um atleta ganhar uma medalha de ouro, do que o país anfitrião ter lucro com o evento. É aguardar para ver como será no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>