Blog de Airton Sousa: Rodada de muitos gols e pouco público

No primeiro tempo, até que o Central se segurou. Porém na segunda etapa, quando as condições físicas começaram a refletir, o Náutico aproveitou e goleou o time patativa, fechando o placar em 5 x 0.

Muitas coisas foram evidenciadas após o jogo, principalmente por parte de alguns jogadores do time de Caruaru, desabafando uma situação delicada: faltou lanche, faltou jantar, faltou até água. Imagine esses jogadores inexperientes, com uma média de faixa etária de 20 anos, chagarem a uma situação dessas.

Ainda bem que a competição termina para o Central, nesse domingo(09). Caso contrário, não sabemos que desfecho teríamos, diante de uma situação degradante dessas. A verdade, eu prefiro acreditar que esteja com os jogadores, já que o Presidente, por tudo que fez de negativo até agora, durante a sua funesta gestão, só tem provocado decepção à frente do alvi-negro.

Domingo (09), o compromisso do Central será com o Sport. Com quantos gols voltaremos para Caruaru? Pedir ao Presidente, que o mínimo ele possa fazer, alimentar os jogadores, para que a fraqueza física não venha tomar conta dos atletas. Após o jogo de domingo, os atletas voltem para suas casas e possam pelo menos, se alimentarem do básico: feijão, farinha, arroz, macarrão, carne, pão, ovos. E a partir de domingo aprendam, que com o atual Presidente, o Central é disso a pior.

Por outro lado, o Santa Cruz passeou em campo e não teve trabalho, goleando ao Belo Jardim por 4 x 0. Realmente foi uma noite de decepção para o futebol do interior. Agora, é esperar que nos jogos semi-finais, a competição melhore tecnicamente e que venha despertar o interesse do público, porque foi realmente uma decepção o Hexagonal do Título 2017, sem público e com um futebol abaixo da crítica.

A ideia da rodada dupla foi muito infeliz por parte da Federação Pernambucana de Futebol, que tem se atrapalhado a cada Campeonato. É preciso repensar urgentemente o ano de 2018. Caso contrário, a tendência do Campeonato Estadual é chegar ao fim, o que será lamentável, porque muitos profissionais dependem dessa competição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>