Blog de Airton Sousa: Faltou gol e sobrou pancadaria no clássico pernambucano

Provocações entre os jogadores, dias antes do jogo, apedrejamento do ônibus que conduzia o time leonino da lha do Retiro para o Arruda. No jogo, muitos cartões amarelos e um vermelho, além de uma arbitragem insegura, passando a todo instante do jogo, a intranquilidade de um árbitro que apesar de veterano, limitou-se ao longo do tempo a ser  apenas considerado razoável.

Isso foi  um lado do jogo com resultado de 1 x 1 para Santa Cruz e Sport. A partida começou com os jogadores tensos e nervosos, principalmente os atletas do time tricolor, que se deixaram levar pelas provocações dos adversários. Aos 15 minutos do primeiro tempo, Elicarlos deixa o campo contundido, e a opção do técnico era colocar um atleta com características de marcação, e entra Wellington César. Aí, o time tricolor sentiu a substituição e o Sport passou a ter espaços para jogar, aproveitando as deficiências do adversário, até que aos 40 minutos, Diego Sousa, que estava desaparecido no jogo, chuta de longe e faz um belo de gol, terminando o primeiro tempo com a vitória do Leão pelo placar de 1 x 0.

Início do segundo tempo, e o árbitro Sebastião Rufino Filho manda os dois treinadores para o vestiário, e começa tudo de novo. Dois minutos e a expulsão de André Luiz, por simulação de pênalti. O jogador já tinha cartão amarelo, tomou o vermelho e deixou o Santa Cruz em uma situação ainda mais complicada, porque estava na desvantagem no placar e com uma peça a menos.

Mais surpresa, o Sport dominando, o Santa Cruz tentando organizar contra-ataque, e aparece o artilheiro. Uma bola cruzada da direita, cochilo da zaga leonina e aos 14 minutos Aleff Pitbull deixa a sua marca, empatando o jogo e surpreendendo a todos. A partir daí o jogo voltou a ser equilibrado, os jogadores esqueceram a violência, e passaram a jogar  bola, com o Santa Cruz inteligentemente, aplicando duas linhas de quatro, e evitando a aproximação do Sport na sua área.

Tentando reverter a situação taticamente, o técnico Daniel Paulista, faz algumas modificações. Entre elas: André, Rodrigo e  Lenis, saindo respectivamente Leandro Pereira, Ronaldo e Everton Filipe. Nada adiantou, porque os jogadores que entraram não contribuíram tecnicamente, em razão do sistema de marcação do Santa Cruz. O técnico Vinícius Eutrópio, também mexeu no time, porém a intenção era garantir o placar do jogo, pela desvantagem numérica dentro de campo.

O Sport com o empate, assumiu a liderança com 8 pontos, enquanto que o Santa Cruz está com 6 pontos, na terceira colocação, podendo perder essa colocação, caso o Náutico venha  vencer segunda-feira, ao time do Belo Jardim. O árbitro Sebastião Rufino Filho, com uma arbitragem insegura, não conseguiu agradar nenhuma das duas equipes. Pelos momentos de pressão do Sport no jogo, Julio César, goleiro do Santa Cruz, foi escolhido o melhor jogador em campo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>